Rodrigo Eduardo Costa Marinho

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar

[edit]

Rodriguinho
Rodriguinho.png
Informações pessoais
Nome completo Rodrigo Eduardo Costa Marinho
Data de nasc. 27/03/1988 (32 anos)
Local de nasc.

Natal

Altura 1.77m
Ambidestro
Posição Meia
Jogos 22 (Oficais: 22 / Amistosos: 0)
Gols 8
Elenco atual? Não
Resultados em campo
13 V - 4 E - 5 D
Primeiro jogo
Villa Nova-MG Escudo Villa Nova-MG.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png Cruzeiro - 03/02/2019
Primeiro Gol
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Tupynambás.png Tupynambás - 10/02/2019
Último jogo considerado
Cruzeiro Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Villa Nova-MG.png Villa Nova-MG - 28/01/2020


Histórico[editar]

No dia 23 de janeiro de 2019 Cruzeiro anuncia a contratação de Rodriguinho, que estava emprestado pelo Corinthians ao Al-Nassr e vai assinar por 3 temporadas[1][2]. Cruzeiro pagou 4 milhões de euros (R$ 26,3 milhões em sete parcelas, até janeiro de 2022[3]) pelo jogador[4] que chegou em Belo Horizonte e foi recepcionado pela torcida no aeroporto[5].

Foi apresentado no dia 29 de janeiro[6][7]. Estreou no dia 3 de fevereiro na vitória por 3x0 sobre o Villa Nova-MG pelo Campeonato Mineiro 2019.

Fez o primeiro gol na segunda partida, no dia 10 de fevereiro na vitória sobre o Tupynambás pelo Campeonato Mineiro 2019.

Primeira cirurgia

No dia 9 de julho o clube informou que o jogador passaria por uma cirurgia na região lombar após o tratamento conservador, de uma protusão discal aguda que estava interferindo em seu rendimento físico, não ter dado resultado[8][9]

No dia 12 de julho Rodriguinho recebe alta, depois de passar por uma intervenção cirúrgica e inicia recuperação domiciliar[10][11][12].

Nova cirurgia

No dia 10 de outubro foi anunciado uma nova cirurgia. O jogado já estava treinando com a equipe se recuperando da cirurgia quando sentiu novas dores, não relacionadas com a primeira cirurgia[13]. O procedimento foi realizado com sucesso no dia 13 de outubro. Previsão de retorno só na temporada seguinte.

Não permanência

No dia 17 de janeiro de 2020, o diretor de futebol Ocimar Bolicenho disse que o jogador não aceitou a adequação salarial, mas aceitou atuar pelo Cruzeiro enquanto aguarda proposta para deixar o clube[14]

No dia 31 de janeiro entrou em um acordo com o Cruzeiro e começou a treinar em separado não fazendo mais parte do elenco[15].

No dia 13 de fevereiro foi confirmado o acerto a de recisão que foi assinada no dia seguinte. O Cruzeiro ficou com 20% do jogador que ficou devendo aproximadamente R$ 4 milhões que seriam pagas nos 3 meses seguites outra parte no fim do ano e a maior parte em 2021[16]

Contrato com valores astronômicos e bem estranhos[editar]

Um das cláusulas do contrato do jogador foram revelados meses depois da recisão. Documentos obtidos pelo Superesportes apontam que o Cruzeiro se comprometeu pagar, ao longo de 36 meses de contrato, um montante de R$53 milhões. O valor total incluia aquisição de direitos econômicos (cerca de R$ 26,3 milhões), remuneração do jogador ao longo dos 36 meses (cerca de R$ 14 milhões), direito de imagem (R$ 9,3 milhões), além de comissões de intermediários (R$ 3,4 milhões).

O valor poderia ser ainda maior se o Cruzeiro conquistasse, em 2019, 2020 ou 2021, o Campeonato Brasileiro, a Copa Libertadores ou o Mundial de Clubes - ou mesmo se Rodriguinho atuasse em 70% dos jogos dessas competições, o que não foi o caso em função de problemas de lesão. O contrato previa bônus de mais R$ 650 mil caso o jogador alcançasse alguma dessas ‘metas’. Vamos aos números detalhados.

O Cruzeiro pagou uma espécie de entrada. Depositou R$ 3,85 milhões na conta do clube egípcio em 25 de janeiro de 2019. E foi só. As demais parcelas deveriam ter sido quitadas em novembro de 2019 (500 mil dólares), fevereiro de 2020 (500 mil dólares) e maio de 2020 (1 milhão de dólares). O clube ainda precisaria pagar uma parte em agosto de 2020 (500 mil dólares), outra em novembro de 2020 (500 mil dólares) e a última em janeiro de 2022 (3 milhões de dólares), quando o contrato de Rodriguinho já teria se encerrado.

O Cruzeiro garantiu o pagamento da última (e maior) parcela por meio de um Instrumento de Garantia de Cessão, concedendo ao clube do Egito uma garantia “irrevogável e irretratável” decorrentes do repasse de 20% dos direitos econômicos do zagueiro Murilo, do atacante Raniel e do atacante Vinícius Popó.

Na hipótese de cessão definitiva pelo Cruzeiro de percentuais desses jogadores a outros clubes antes de janeiro de 2022, o Cruzeiro deveria repassar 20% dos valores totais cinco dias após o recebimento do dinheiro. Murilo foi negociado com o Lokomotiv-RUS por R$ 11 milhões, em junho de 2019 (20% representa R$ 2,2 milhões), e Raniel foi vendido ao São Paulo por R$ 12,9 milhões, no mês seguinte (20% representa R$2,58 milhões).

No contrato, o Cruzeiro aceitou multa de 10% em caso de atraso em cada uma das parcelas, além de juros de mora (atraso) de 6% ao ano, computado sobre o valor total em mora, da data devida até a data do pagamento. O valor deverá ser multiplicar ainda mais em função de variação cambial.

O que ficou acertado na saída?

Em fevereiro de 2020, no auge da crise do Cruzeiro, Rodriguinho não aceitou a repactuação salarial proposta pelo Conselho Gestor, que administrou o clube entre dezembro de 2019 e maio de 2020, e optou por ser transferir para o Bahia. O Superesportes também teve acesso a detalhes dessa negociação.

Assim como vários outros que deixaram o elenco após o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro, Rodriguinho passará a receber uma quantia mensal do Cruzeiro a partir de 15 de abril de 2021. O montante ultrapassa R$ 2 milhões, divididos em 20 parcelas de R$ 104 mil.

O distrato assinado prevê que, na hipótese de atraso superior a 30 dias no pagamento a Rodriguinho, haverá incidência de multa de 100% tanto sobre o total vencido quanto nos valores vincendos. Além disso, as parcelas restantes terão o vencimento antecipado. Ou seja, o Cruzeiro não poderá, sob pena de ver a dívida dobrar, atrasar por mais de um mês o acordo firmado com o jogador[3].

Números por ano[editar]

    Lista está ordenada por número de jogo. Clique nas setas para mudar ordenação
    Temporada Jogos Titular Reserva Cartões Amar.   Cartões Verm.   Gols   Banco
    2019 20 19 1 4 0 8 2
    2020 2 2 0 0 0 0 0

Confrontos como jogador adversário[editar]

Enfrentou o Cruzeiro 12 vezes: 5 V, 4 E, 3 D. Marcou 2 gols.

Jogos[editar]

  1. América-MG 1x1 Cruzeiro - 18/06/2011 - (Arena do Jacaré/ Sete Lagoa) - Campeonato Brasileiro 2011
  2. Cruzeiro 0x0 América-MG - 18/09/2011 - (Arena do Jacaré/ Sete Lagoas) - Campeonato Brasileiro 2011
  3. Cruzeiro 2x3 América-MG - 22/01/2012 - (Parque do Sabiá/ Uberlândia) - Amistosos 2012
  4. América-MG 3x2 Cruzeiro - 22/04/2012 - (Arena do Jacaré/ Sete Lagoas) - Campeonato Mineiro 2012
  5. Cruzeiro 1x2 América-MG - 29/04/2012 - (Arena do Jacaré/ Sete Lagoas) - Campeonato Mineiro 2012
  6. América-MG 1x4 Cruzeiro - 07/04/2013 - (Mineirão/ Belo Horizonte) - Campeonato Mineiro 2013
  7. Corinthians 2x1 Cruzeiro - 28/09/2016 - (Arena Corinthians/ São Paulo) - Copa do Brasil 2016
  8. Cruzeiro 4x2 Corinthians - 19/10/2016 - (Mineirão/ Belo Horizonte) - Copa do Brasil 2016
  9. Cruzeiro 3x2 Corinthians - 11/12/2016 - (Mineirão/ Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2016
  10. Cruzeiro 1x1 Corinthians - 01/10/2017 - (Mineirão/ Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2017
  11. Cruzeiro 0x2 Corinthians - 04/07/2018 - (Mineirão/ Belo Horizonte) - Amistosos 2018
  12. Corinthians 2x2 Cruzeiro - 11/07/2018 - (Arena Corinthians/ São Paulo) - Amistosos 2018

Títulos[editar]

Individual[editar]

  •   Melhores do Mineiro 2019 do GloboEsporte.com[17]
  •   Seleção GE após estaduais 2019[18]

Mídia[editar]

Vídeos[editar]

Resenha de boleiro

Entrevistas Coletivas[editar]

Referências[editar]