River Plate 2x0 Cruzeiro - 13/11/1991

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Revisão de 06h19min de 19 de maio de 2020 por Camponez (discussão | contribs) (.)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Grêmio Maringá.png 1x0 Escudo Cruzeiro BH.png Gol aos do Escudo Cruzeiro BH.png 3x1 Escudo Esportivo.png
Por Supercopa Libertadores
Escudo Olimpia.png 0x0 Escudo Cruzeiro BH.png Gol aos do Escudo Cruzeiro BH.png 3x0 Escudo River Plate.png
No estádio Monumental de Núñez
Escudo River Plate.png 2x1 Escudo Cruzeiro BH.png Gol aos do Escudo River Plate.png 2x0 Escudo Cruzeiro BH.png
Contra River Plate
Escudo Cruzeiro BH.png 1x0 Escudo River Plate.png Gol aos do Escudo Cruzeiro BH.png 3x0 Escudo River Plate.png

[edit]

Escudo River Plate.png
2 × 0
Escudo Cruzeiro BH.png

Jogo de ida - Final da Supercopa Libertadores 1991

Placar
River Plate 2-0 Cruzeiro
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: quarta-feira, 13 de novembro de 1991
Local: Buenos Aires, Argentina
Estádio: Monumental de Núñez

Árbitro: Jorge Orellana
Assistente 1: Elias Jacome
Assistente 1: Wilton Villavivencia


Público e Renda

Público pagante: 60.000
Público Presente: Não disponível
Renda: U$ 626.666,00 R$ 626.666 <br />Cr$ 626.666 <br />NCr$ 626.666 <br />Cz$ 626.666 <br />NCz$ 626.666 <br /> (preço médio: U$ 10,44 )


Escalações

River Plate
  1. Ángel Comizzo
  2. Jorge Gordillo
  3. Jorge Higuaín Gol aos 44 do  (2T) 44'  (2T)
  4. Guillermo Rivarola Gol aos 31 do 31' (1T) P
  5. Carlos Enrique
  6. Leonardo Astrada Substituição realizada de jogo ( Gustavo Zapata )
  7. Hernán Díaz
  8. Juan Borrelli
  9. Ramón Medina Bello
10. Ramón Díaz
11. Walter Silvani Substituição realizada intervalo de jogo intervalo ( Sergio Berti )
Técnico: Daniel Passarella

Cruzeiro
  1. (T) Paulo César Borges
  2. (T) ZelãoSimbolo jogador base.png Cartão amarelo recebido aos 7  (1T) 7'  (1T)  
  3. (T) Vanderci
  4. (T) Adilson Batista
  5. (T) Nonato Cartão amarelo recebido aos  (1)
  6. (T) Ademir Cartão amarelo recebido aos 36  (1T) 36'  (1T)  
  7. (T) Boiadeiro
  8. (T) Luís Fernando Flores
  9. (T) Mário Tilico Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada 23' (2T) de jogo 23' (2T) ( (R) Paulinho )
10. (T) Charles Fabian Substituição realizada 15' (2T) de jogo 15' (2T) ( (R) Macalé Simbolo jogador base.png )
11. (T) AndradeSimbolo jogador base.png
Técnico: Icone-Treinador.png Ênio Andrade


Reservas que não entraram na partida

Sobre o jogo[editar]

A decisão da Supercopa foi contra o River Plate, que vinha sendo o algoz dos times brasileiros, ao eliminar o Grêmio nas oitavas e o Flamengo nas quartas.

Os argentinos chegaram a final após passarem pelo Peñarol, na semifinal.

O primeiro jogo da final foi em Buenos Aires, no dia 13 de novembro, e o River conquistou um placar de 2 a 0, com um gol de pênalti do zagueiro Rivarola, aos 31 minutos e outro de cabeça do lateral esquerdo Higuaín, aos 45 minutos.

Um resultado confortável que poderia ser facilmente mantido para o segundo jogo.

“Vai ser difícil, embora temos demonstrado que nos damos muito bem neste tipo de decisão”, previa o atacante Ramon Medina Bello, na saída de campo, após a vitória por 2 a 0.

O otimismo da torcida e do plantel “milionário” (como são chamados torcedores e jogadores do River Plate) se justificava pelas campanhas na Supercopa e no Torneio Apertura do Campeonato Argentino, que havia conquistado com quatro rodadas de antecedência.

Fonte[editar]

  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405