José Perrella de Oliveira Costa

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de Zezé Perrella)
Ir para navegação Ir para pesquisar

História

Assumiu pela primeira vez a presidência do Cruzeiro em 1994, cargo que ocupou entre 1995 e 2002, durante três mandatos. Em 2003 seu irmão Alvimar Perrella assumiu a cadeira.

Em 2008 foi novamente eleito presidente do Cruzeiro, assumindo em 2009 o seu quarto mandato no comando do clube.[1]

Deixou o clube ao final do mandanto em 2011. A rejeição da torcida com o quase descenso para a série b em 2011 fez com que se afastasse completamente do clube e se dedicasse a vida política.

Retorno em 2017

No dia 7 de setembro de 2017 foi eleito por aclamação para ser presidente do conselho deliberativo após a chapa que apoiava perder a disputa para a presidencia do clube.[2][3][4]

No dia 11 de outubro de 2019 foi anunciado [5] como novo vice-presidente de futebol. No dia seguinte anuncia seu afastamento da gestão de futebol[6][7][8].

No dia 10 de dezembro se licenciou da presidência do Conselho Deliberativo para se dedicar exclusivamente ao cargo de Gestor de Futebol do Cruzeiro[9][10]. O anuncio oficial do desligamento definitivo sobre essa saída aconteceu no dia 2 de dezembro de 2020[11].

No dia 12 de dezembro foi demitido, segundo ele, devido a uma manobra política[12][13][14][15][16].

Resumo da entrevista à Itatiaia em 4 de novembro de 2019

Clique para epxandir e veja como foi a entrevista:

  • Canto de Wagner Pires de 'o bagaço da laranja': "Estou tranquilo. A carapuça para mim não serviu. Quando entrei no Cruzeiro, emprestei ao clube R$ 1 milhão, hoje valeria R$ 20 milhões. E não fico falando disso".
  • ÚLTIMA GESTÃO: "Eu queria ter continuado. Mas depois de ter ganhado de 6 a 1 do Atlético, a torcida me xingou e eu fiquei chateado e não quis permanecer. O torcedor é passional!".
  • Conselho x Gestão: "Diante de tudo que aconteceu, eu vi que minha presença poderia ajudar. Aceitei o desafio. Coloco em risco meu legado de dezenas de títulos. Pela emergência, é preciso".
  • Conselho x Gestão: "Se eu ficar na Gestão, vou avaliar meu caminho no Conselho. Mas é algo necessário no momento. Até o Kallil, no Atlético, já esteve a frente dos dois. Não é novidade e não vejo problema.".
  • Planejamento: "O problema maior são as multas com a FIFA. Isso estamos resolvendo. Vamos equacionar! Sempre disse: um gestor que dirige como torcedor dá no que deu. Por isso é uma urgência".
  • FIFA: "Não vamos perder ponto. Ouvir isso de Fluminense ou Botafogo é o sujo falando do mal lavado. Estamos equacionando, e a perda de ponto seria somente em última instância".
  • CONSELHO FISCAL: "Nós fizemos tudo o que era possível. Tenho e-mails cobrando tudo, e sempre me pediam prazos maiores. Tive tolerância, mas sempre notifiquei e cobrei. Fiz tudo e nunca fui inerte. Mas procurei manter tudo isso interno".
  • CONSELHO FISCAL: "Não precisava levar os problemas à imprensa, nem levar a Justiça para não gerar crise. Sempre fiz tudo, mas internamente. Solicitei balanço, auditoria, comissão de sindicância. Cobrei ações efetivas".
  • DÍVIDAS: "O aumento (da minha gestão até agora) foi inconsequência. A dívida de R$ 117 milhões que deixei é histórica! Não é minha. Fomos ingênuos em receber parte dela de gestões anteriores. Deixei o Cruzeiro equilibrado".
  • DÍVIDAS: "Além disso, tínhamos Montillo e Lucas Silva para vender. Só isso daria R$ 100 milhões. Éramos o clube mais bem equilibrado financeiramente do Brasil".
  • SITUAÇÃO ATUAL: "O Cruzeiro pegou R$ 90 milhões de adiantamento na Gestão passado. Não estou acusado ninguém de desvio. Foi gasto pelo departamento de futebol. Se tiver irregularidade, a Justiça vai encontrar".
  • SITUAÇÃO ATUAL: "O grande erro do Wagner Pires de Sá e até do Gilvan foi delegar demais. Na minha gestão, a última palavra era minha. Eu, como presidente, tomava a decisão".
  • SITUAÇÃO ATUAL: "Eu tenho autonomia para fazer o que eu quiser, mas vou sempre comunicar ao presidente".
  • SITUAÇÃO ATUAL: "O Wagner é uma pessoa afável, fácil de mexer. E não é só no futebol! Colocamos um Conselho e ele aceitou! Ele é sensato".
  • REBAIXAMENTO: "Não cai. Tenho absoluta convicção disso! Aceitei voltar porque acredito nisso. Agora, se cair, eu assumo que errei. Volto atrás. O Bolsonaro faz isso toda hora!".
  • TIME 2020: "Reconheço o comprometimento de todos, até os que não estão indo bem. Esse time é o mesmo que até o meio do ano brigava por Libertadores. Não estão acostumados a brigar pra não cair".
  • TIME 2020: "Com calma veremos o planejamento. Não vou sacanear nenhum jogador, principalmente os que tem contrato com o clube".
  • PLANEJAMENTO: "Primeiro passo é pagar salário. São tão caros que, se pagarmos 1 mês, o caras podem ficar 3 sem receber. Mas se fizemos esse compromisso, precisamos pagar!".
  • PLANEJAMENTO: "Futebol é gestão! Olha o Flamengo. O Cruzeiro, se tiver bem, é uma marca extraordinária! Dá para ganhar dinheiro. Temos credibilidade!".
  • CAMBISTAS: "A CBF tem 3 mil ingressos. O que ela faz com isso? Os patrocinadores tem uma carga também. Então foge ao nosso controle! Temos que valorizar, sim. Cuidar disso".
  • ADMINISTRATIVO: "Vamos criar um planejamento de salários para que o administrativo receba um valor coerente. Precisam receber, mas não fortunas".
  • COTAS: "Temos valores comprometidos até 2024, mas não é total. Então, a receita está comprometida mais ou menos por dois anos. Precisamos nos virar para mudar isso".
  • ÚLTIMA GESTÃO: "Não vou falar que minha última gestão foi a melhor, mas éramos tidos como o melhor da América. E fomos jogar na Arena do Jacaré, ou seja, não tínhamos renda para pagar nada!".
  • BASE: "Estou tão voltado aos problemas macros, que não tomei conhecimento sobre a base. Nunca disse que vou terceirizar a base. Vou dividir em três categorias".
  • ÚLTIMA GESTÃO: "Faço a mea-culpa de que foi um ano ruim para o Cruzeiro. Estava mesmo um pouco longe, pela política, deixando o clube mais nas mãos do Gilvan".
  • NOVA GESTÃO:* "Serei o Zezé Perrella dos anos 90, mais calma, menos explosivo".
  • BASE: "Mas não temos revelado ninguém! O que temos são comprados. Vamos ampliar o trabalho de base, mas não todo na Toca. Vamos negociar parcerias com outros clubes".


Vídeos

Apresentação como gestor do futebol
Entrevista a itatiaia - 04/11/2019
Aúdio da coletiva pós jogo
Demissão do clube

Títulos

Ver também

Referências