Vasco 0x3 Cruzeiro - 29/06/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Coritiba.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Grêmio.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Coritiba.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Grêmio.png
No estádio São Januário
Escudo Vasco.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Vasco.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png
Contra Vasco
Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo Vasco.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x3 Escudo Vasco.png

[edit]

Escudo Vasco.png
Vasco
0 × 3 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
7ª rodada Campeonato Brasileiro 2011
Data: 29 de junho de 2011 Local: Rio de Janeiro, RJ
Horário: 19:30 Estádio: São Januário
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação Público pagante: 5.474
Assistente 1: Alessandro A. Rocha de Matos Público presente: Não disponível
Assistente 2: Luiz Carlos Silva Texeira Renda: R$ 128.825,00 R$ 128.825
Cr$ 128.825
NCr$ 128.825
Cz$ 128.825
NCz$ 128.825
(preço médio: R$ 23,53 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Vasco: Cruzeiro:
1. Fernando Prass 1. Fábio
23. Fagner 2. Vítor Júnior Cartão amarelo recebido aos  (1)
26. Dedé 3. Naldo
25. Anderson Martins 4. Gil
32. Márcio Careca Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( 33. Ramon ) 5. Fabrício
37. Rômulo 6. Diego Renan
28. Eduardo Costa Substituição realizada de jogo ( 19. Leandro Cartão amarelo recebido aos ) 7. Marquinhos Paraná Cartão amarelo recebido aos  (1)
6. Felipe Cartão amarelo recebido aos 8. Leandro Guerreiro  Gol aos do
10. Diego Souza 9. Wallyson Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( 16. Ortigoza )
7. Éder Luis 10. Montillo  Gol aos do Substituição realizada de jogo ( 17. Roger Gol aos do )
9. Alecsandro Substituição realizada de jogo ( 39. Élton ) 11. Thiago Ribeiro Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( 15. Dudu )
Técnico: Ricardo Gomes Técnico: Joel Santana
Reservas que não entraram na partida
Vasco: Cruzeiro:

Pré-Jogo

Em 16º lugar com 6 pontos, o Cruzeiro tem como objetivo imediato vencer pra se afastar do Z4.

Joel Santana não contará com os beques, Victorino, na Copa América, e Leo Simões, contundido. Nem com o lateral Gilberto e o volante Henrique, também lesionados.

Mas terá as voltas do meia Roger Galera e do atacante Thiago Ribeiro.

Em 5º lugar com 11 pontos, o Vasco tenta ingressar no G4.

O treinador Ricardo Gomes não poderá escalar o meia Bernardo, que pertence ao Cruzeiro.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 19h30 – Começa o jogo. Cruzeiro, com uniforme tradicional, à direita. Vasco com uniforme tradicional, camisa branca, calções pretas.
  • 01 – Diego Renan não percebe a chegada de Diego Souza, que rouba a bola. Torcedor vascaíno gosta.
  • 02 – Resultado: Em andamento, pela Série A: América-MG 0×0 Flamengo, Grêmio 0×1 Avaí.
  • 03 – Diego Souza pega sobra na frente da área do Vasco. Leandro Guerreiro tenta roubar e comete falta.
  • 04 – Márcio Careca cruza à meia altura dentro da área e Gil afasta o perigo.
  • 05 – Cruzeiro começa marcando forte. Leandro Guerreiro chega atrasado em.
  • 06 – O mesmo Felipe cobra falta e quase pega o goleiro Fábio adiantado. A bola passa por cima do travessão.
  • 07 – Eder Luis aproveita saída errada de Wallyson e bate de fora. A bola desvia na zaga e sai em escanteio.
  • 08 – Vasco coloca pressão no time mineiro e marca a saída de bola.
  • 09 -Estreante Naldo tenta ligação direta da defesa para o ataque e dá de graça para o Vasco.
  • 10 – Eder Luis recebe bela assistência na área, passa pelo goleiro Fábio, mas bate errado e perde o primeiro gol.
  • 12 – Resultado: Em andamento, pela Série A: América-MG 0×1 Flamengo, Grêmio 0×1 Avaí.
  • 13 – Wallyson faz o breque na ponta esquerda e cruza na segunda trave. Antes de Thiago Ribeiro, Dedé coloca a cabeça e cede escanteio.
  • 14 – Márcio Careca puxa contragolpe e tenta o lançamento para Eder Luis. Diego Renan coloca a perna e faz o corte no caminho.
  • 16 – Fágner coloca falta na área e a defesa do Cruzeiro faz a linha de impedimento. Assistente levanta a bandeira e aponta.
  • 18 – Partida começa com muita marcação e poucas chances de gols.
  • 19 – Alecsandro finaliza de longa distância e a bola passa sobre a meta de Fábio.
  • 20 – Eder Luis passa por dois zagueiro e Fábio chega dividindo. A bola sobra para Alecsandro, que é travado no chute.
  • 21 – Márcio Careca cruza da linha de fundo e Naldo corta para corner.
  • 22 – Montillo enfia na frente na direção de Wallyson, mas o atacante não consegue chegar.
  • 23 – Eder Luis encara a marcação e rola de lado. Alecsandro bate errado e perde.
  • 25 – Thiago Ribeiro é acionado na esquerda, mas Fágner entra de carrinho e corta pela lateral.
  • 26 – Anderson Martins deixa a perna em cima de Montillo e o Cruzeiro ganha falta na meia esquerda.
  • 27 – Vitor mata jogada de Márcio Careca e recebe cartão amarelo.
  • 29 – Eder Luis recebe assistência na área, mas se enrola com a bola e perde outra boa chance.
  • 32 – Wallyson recebe em velocidade na ponta direita e cruza rasteiro. Fernando Prass se estica e faz importante defesa.
  • 33 – Thiago Ribeiro arrisca o chute de longa distância. Artilheiro pega fraco na bola e joga sem perigo algum.
  • 34 – Batida de escanteio do Vasco cheio de curva. Alecsandro sobe de cabeça e manda por cima do gol.
  • 35 – Bola alçada pelo Vasco na segunda trave e Fábio sai bem para ficar com a bola.
  • 36 – Resultado: Em andamento, pela Série A: América-MG 1×1 Flamengo, Grêmio 0×1 Avaí.
  • 37 – Felipe bate falta ensaiada e aciona Eder Luis. Atacante manda para dentro da área e Leandro Guerreiro alivia.
  • 38 – Felipe cobra falta ensaiada pela direita, e rola na área para Éder Luis. O atacante cruza e Leandro Guerreiro alivia
  • 39 – Wallyson entra na área pela esquerda, é marcado por Dedé e pede a penalidade. O árbitro nada marca
  • 40 – Thiago Ribeiro recebe o amarelo por reclamação
  • 41 – Na ponta esquerda, perto da bandeirinha de escanteio, Wallyson, marcado por Dedé, prende a bola e chuta no zagueiro para conquistar o corner
  • 42 – Diego Souza recebe no meio e tenta o lançamento para Éder Luis por trás da zaga. O meia exagera na força e Fábio fica com a bola
  • 43 – Éder Luis chega com perigo pela direita e cruza forte para Alecsandro. A bola passa pelo atacante e sobra na esquerda com Márcio Careca, que tenta o chute para o gol, mas pega muito embaixo da bola
  • 44 – No bom contra-ataque Vascaíno, Alecsandro e Éder Luis trombam um com o outro, mas depois o velocista toca para a ultrapassagem do artilheiro, que faz novo cruzamento e a zaga corta mais uma
  • 45 – Fim de 1º tempo.
  • Fabrício: “O Vasco tem uma equipe muito bem armada, está difícil penetrar e marcar gol”
  • Joel Santana: “É bom voltar no Vasco, uma casa que a gente conhece. O time deles está muito bem armado e a torcida entusiasmada. Demos oportunidades na saída de bola, que é o que eles queriam. Vamos arrumar a casa.”
  • Edu Mano, no PHD: “Vasco mais em cima. A marcação do Cruzeiro evoluiu muito mas, em compensação, não existe saida de bola. Só o Montillo cria.
  • André Loffredo, no PFC: “Só Vasco jogou. O Cruzeiro só quer se defender. Não pode. Time grande tem de jogar. Os laterais do Cruzeiro não passaram do meio de campo.”
  • Narrador do UOL: “Com uma postura mais ofensiva desde o início da partida, o Vasco criou boas oportunidades, mas não conseguiu abrir o placar. O Cruzeiro, por sua vez, ficou recuado e pouco ameaçou. As melhores chances do time da casa foram com Éder Luis que, aos 11, chegou a driblar o goleiro, mas chutou para fora com o gol vazio. Dez minutos depois, o atacante entrou driblando na área, dividiu com Fábio e a zaga se safou no rebote. O panorama continuou o mesmo até o final, com os mineiros arriscando pouco e o Vasco apostando nas jogadas de velocidade. A expectativa é de um jogo mais aberto e com gols no segundo tempo.

Segundo Tempo

  • 20h33 – Vasco em campo sem alterações.
  • 20h35 – Cruzeiro em campo sem alterações.
  • 20h37 – Começa o 2º tempo.
  • 40”- Amarelo! Marquinhos Paraná puxa Fagner pelo cangote pra impedir um contra-ataque.
  • 01 – Leandro Guerreiro puxa Eder Luiz pela camisa. Juiz economiza o cartão amarelo.
  • 02 – Fabrício lança Montillo, Prass fica com a bola.
  • 03 – Bola na área do Vasco, Fabrício chega atrasado, Dedé limpa o lance.
  • 04 – Eder Luiz puxa o contra-ataque, mas é desarmado por Diego Renan.
  • 05 – Perigo! Diego Souza entra na área celeste, mas é desarmado por Gil.
  • 06 – Perigo! Dentro da área, Naldo desarma Alecsandro.
  • 07 – Anderson recua, Prass, acossado po TR, chuta pra linha de fundo.
  • 08 – Gol! Montillo cobra escanteio pela direita, com curva. Leandro Guerreiro, sobe sozinho e testa. Bola entra no canto esquerdo baixo de Prass. Cruzeiro 1×0.
  • 09 – Montillo cruza pela direita. Bola sai pela linha de fundo.
  • 10 – Felipe joga bola na área celeste. Gil corta de cabeça.
  • 11 – Meio de campo celeste faz a bola girar até Fabrício lançar Thiago Ribeiro. Prass defende.
  • 12 – Bombardeio! Alecsandro arremata de dentro da área. Naldo espana. Rômulo apanha o rebote e chuta de fora da área. Fábio defende.
  • 13 – Diego Souza cobra falta, bola ab=certa barreira celeste, na meia lua.
  • 14 – Márcio Careca cruza da esquerda, bola desvia em Vítor, Fábio defende, pelo alto.
  • 15 – Montillo é desarmado, vai à luta e,d e carrinho, toma a bola de Anderson Martins.
  • 16 – Alecsandro recebe lançamento dentro da área, mas derruba Vítor com um empurrão. Falta.
  • 17 – Vasco nervoso, Cruzeiro
  • 18 – Perigo! Fagner entra na área pela direita e cruza. MP aoparece na cobertura e corta.
  • 19 – Amarelo! Márcio Careca comete falta em Montillo.
  • 20 – Fagner cruza da direita, Guerreiro corta de cabeça. Márcio Caeca cruza pela esquerda, Fábio defende.
  • 21 – Alecsandro atingido por Fábio na disputa pelo alto, fica ca[ido na grande área.
  • 22 – Jogo recomeça com bola ao chão. Eduardo Costa chuta, Fábio fica com a bola.
  • 23 – Fagner cobra falta pela direita. Defesa celeste espana.
  • 24 – Felipe dribla Fabrício e cruza da esquerda. Diego Renan, dentro da área, corta de cabeça.
  • 25 – Vasco troca passes na entrada da área. Naldo corta e sai jogando.
  • 26 – Trocas! Márcio Careca por Ramon. Alecsandro por Elton.
  • 27 – Escabroso! Felipe rola pra Ramon na ponta esquerda. O lateral tenta cruzar, chuta o gramado e manda a bola pra linha de fundo.
  • 28 – Fabrício lança Thiago Ribeiro, que cruza. Anderson Martins corta pra lateral.
  • 29 – Eder Luiz divide e ganha de Gil, mas tropeça na bola e Fábio fica com ela.
  • 30 – Perigo! Eder Luiz entra na área e vai marcar, mas… Fábio crece em sua frente e salva gol certo. 5474, 7975
  • 31 – Montillo cobra escanteio, defesa vascaína cede outro.
  • 32 – Troca! Thiago Ribeiro por Dudu. Montillo cobra, de novo, pela esquerda. Bola recuada, Montillo lança Wallyson, que deixa bola escapar pela linha de fundo.
  • 33 – Amarelo! Wallyson por chutar a bola e retardar o jogo.
  • 34 – Troca! Eduardo Costa por Leandro. Vasco com um só volante.
  • 35 – Leandro desafia Gil, que marca em cima e atrapalha o lançamento do vascaíno.
  • 36 – Fagner cruza, Diego renan cede escanteio. Fagner cobra, Fabrício corta de cabeça.
  • 37 – Banks! Leandro cruza da esquerda, Naldo desvia, de leve. Diego Souza cabeceia à queima-roupa, bola quica no terreno e Fábio, com um voo, desvia impedindo o gol.
  • 38 – Amarelos! Felipe, Leandro e Elton, por reclamação, depois que Leandro tenta marcar gol com um soco dentro da área.
  • 39 – Troca! Wallyson por Ortigoza.
  • 40 – Dudu erra lançamento para Montillo, Anderson martins aparece e recu bola pra Fernando Prass.
  • 41 – Elton cruza da direita, Fábio defende,
  • 42 – Eder Luiz passa por Guerreiro, mas é desarmado por Gil.
  • 43 – Elton cai na área cavando pênalti em disputa com Diego Renan,
  • 44 – Gol! Marquinhos Paraná lança com precisão. Montillo enfia a bola entre as canetas de Dedé e fuzila o arco vascaíno na saida de Fernando Prass. Cruzeiro 2×0.
  • 45 – Troca! Montillo por Roger Galera.
  • 46 – Pênalti! Ortigoza invade a área em velocidade e é puxado pelo cangote por Dedé.
  • 47 – Gol! Roger bate forte, com canhota. Sem chance de defesa pra Fernando Prass. Cruzeiro 3×0.
  • 48 – Fim de jogo.
  • Dedé: “São coisas que não podem acontecer, mas acontecem. Jogamos mal, mas não podemos ficar lamentando. Temos de correr atrás ”
  • Leandro Guerreiro: “Excelente vitória. Tive a felicidade de fazer meu primeiro gol, que deu tranquilidade à equipe. Joel tem um carinho especial, chama todo mundo de filho, dá apoio a todo mundo e isto é importante.”
  • Narrador da Uol: Depois de comandar o primeiro tempo, o Vasco viu o Cruzeiro abrir o placar com Leandro Guerreiro aos 8 minutos da segunda etapa, o que mudou a partida completamente. O time vascaíno sentiu o baque e, apesar da maior posse de bola, pouco conseguiu criar. Já os mineiros, administraram o resultado e ainda fizeram dois gols no contra-ataque. Aos 44, Montillo recebeu na área, driblou Dedé e marcou um lindo gol. Três minutos depois, Roger, que tinha acabado de entrar, fez o terceiro de pênalti. Com o resultado, o time celeste sobe para a décima colocação, com 9 pontos. Já o Vasco perde a chance de entrar no G4 e cai para o sexto posto

Vídeos

Gols. Globoesporte.com

Atuações

  • Fábio – Ele foi a diferença entre o 3×0 e um 3×3 com defesas importantes. Na mais bonita delas, parecida com a do Banks na Copa de 70, ele gritou: “Esta é procê, Raggi!” Pelo menos, foi a interpretação dos blogueiros versados em leitura labial. (Síndico)
  • Vítor – Esforçou-se para acertar, mas a falta de ritmo e de preparo físico pesaram. Precisa de tempo, sequência e da paciência dos termocéfalos para entender que, na LD, ele é o melhor que tá tendo. (Gustavo Barcellos)
  • Naldo - Passou aperto com a marcação sob pressão do Vasco no começo da partida. Depois, os cruzmaltinos artriaram a mochila e ele teve mais sossego. Mas não perdeu os princípios: em dúvida, bola pro mato! (Síndico)
  • Gil – Outra grande atuação. Sóbrio e eficiente nas caçadas. Um elevador nas bolas altas. Um kicker quando a bola perereca na sua frente em lances perigosos. Beque-beque! (Síndico)
  • Diego Renan – Com ele e Fabrício, o time ganha em garra. O menino Diego Renan, está com fome de bola. Defende, lança, ataca. Erra e acerta, mas tá puxando o time prá jogar de fato. Ótimo retorno! (Beth Makennel)
  • Fabrício – Complicou algumas vezes. Não esteve bem com a bola no pé, mas na marcação foi muito bem. (Cláudio Henrique Cardoso)
  • Marquinhos Paraná – Como sempre, eficiente e inteligente. Defendeu bem (no esquema joelino, é sua principal obrigação), armou com discernimento. Atendeu aos tijolistas com uma gravata que acabou com um contra-ataque e lhe rendeu um cartão amarelo. E presenteou os amantes do joga bonito com um esmerado passe para o segundo gol. (Síndico)
  • Leandro Guerreiro – Péssimo primeiro tempo, ótimo segundo, não só pelo gol, mas pela proteção aos beques que jamais ficaram no mano a mano. (Matheus Penido)
  • Montillo – A caneta em Dedé no segundo gol foi de empretecer os cabelos do Roberto Dinamite que, diga-se, também costumava fazer coisas assim em seus tempos de boleiro. Nos demais lances, a velha busca insaciável do ataque, sempre na vertical. (Síndico) /// Mesmo jogando abaixo de seu potencial, vem marcando gols e dando assitências. Mas alguma coisa está acontecendo. Fisicamente ou psiciologicamente tem algo travando o craque. (Diogo)
  • Roger Galera - Bateu o pênalti do terceiro gol com maestria. (Síndico)
  • Wallyson – Caiu de produção, nos últimos jogos. Parece estar inibido. Gosto dele como antes, atrevido. Apesar de tudo, é sempre perigoso nos contra-ataques. O time melhorando, pegando confiança, ele vai voltar a jogar bem. (Beth Makennel)
  • Thiago Ribeiro – Sem ritmo de jogo, não conseguiu fazer boa dupla com o Wallyson. Suas finalizações de fora da área foram bem aquém do que ele produz normalmente. (JulimBH)
  • Ortigoza - Pouco tempo em campo, mas o suficiente pra uma arrancadas rumo aso arco vascaíno que resultou no pênalti do terceiro gol. (Síndico)
  • Joel Santana – Com três volantes apoiando menos que na Era Adilson ou na Era Cuca, ta equipe celeste ficou mais estática com Joel. Não vi grandes melhoras, mas parece que o time está menos afoito e mais conciente da necessiade de marcação. Por outro lado, menos dinâmico e menos agressivo ofensivamente. (Diogo) /// Injetou um novo ânimo ao time. Reforçou a marcação, melhorou o sistema defensivo. O time toma sufoco, mas acaba se safando. E tem sido eficiente no ataque. Tem sorte e competência de vencedor. (Naldo Moratto)
  • Torcida – Em torno de 200 cruzeirenses compareceram ao inóspito estádio da colina e fizeram muita farra. (Síndico) /// Eu estava presente. Tinha mais de 200, talvez 400 cruzeirenses, que se comportaram bem, até onde eu sei, apesar da presença da “organizada”. Apoiou e torceu apesar dos momentos de apreensão. (Diogo)
  • Juiz & Bandeiras – Nenhum erro grave. E discernimento pra interpretar corretamente as cavadas dos dois times. (Síndico)
  • Vasco – O campeão da Copa do Brasil é inferior ao vice. Dedé o melhor da defesa tomou um drible memorável de Montillo e fez um pênalti. Fagner e Márcio Careca apoiaram bem. Felipe tentou armar e Eder Luiz, marcar. Sem sucesso. Diego Souza apareceu pra consagrar Fábio na cabeçada que obrigou o goleiro celeste a se transformar no Banks. (Síndico)

O que foi dito

  • Cláudio Henrique Cardoso, no PHD: O Vasco dominou o 1º tempo por ter pressionado a marcação. O Cruzeiro encontrou imensa dificuldade pra sair jogando. Principalmente em razão das ausências do Vitorino e do Leo (seu substituto) e da péssima partida que fez o Fabricio, errando tudo que podia com a bola no pé. Assim o time não conseguia evoluir, não armava contra-ataques, enfim, estava sem válvulas de escape. No 2º tempo, seja pela melhora de alguns jogadores que começaram mal, seja porque o Vasco não conseguiu manter a marcação sobre pressão, seja em virtude do gol, tudo mudou a favor do Cruzeiro.
  • Maurício Sangue Azul, no PHD:O 1º tempo do Cruzeiro foi horrível. O meio de campo não se encontrou e o Vasco não fez gol por incompetência. No 2º, achamos um gol de bola parada, logo de cara, o Vasco desesperou-se e passamos a dominar. O time ainda não está bem e o placar esconde isto.
  • Simone de Castro, no PHD:O Cruzeiro jogou mal no 1º tempo. Fiquei apreensiva. Mas, à medida que o Vasco ia atacando, atacando, atacando, me lembrei do Cruzeiro e seus ataques improdutivos neste início de campeonato. Aí aconteceu o “quem não faz, toma”. E pra minha felicidade tomaram 3 gols! Por enquanto, isso é o que importa! Que JS2 não caia na onda da torcida corneta e nem dos jornalistas mineiros…
  • Elias Guimarães, no PHD: Eu vi o Papai Joel confundindo o nome dos jogadores. E ri demais. Ele fez uma confusão dos infernos. Errou nome, chamou o auxiliar, reclamou de tudo e todos. Respirou fundo, respirou devagar, respirou fundo. Chamou Ortigoza de Fabrício, perguntou o nome do Thiago Ribeiro, xingou novamente. O cardiologista dele deve ficar sempre de prontidão. Ainda bem que o jogo de ontem foi no Rio…
  • André Kfouri, em seu blog: O gol da noite foi o de Montillo, o segundo do Cruzeiro. Não só pela maldosa caneta em Dedé, pois a jogada nasceu no campo de defesa. Joel Santana, o técnico das boas entrevistas, disse que 3×0 foi um placar mais largo do que o jogo mereceu.
  • Rafael Belattini, no blog do Juca Kfouri:O começo da sétima rodada do Brasileirão, a primeira disputada no meio de semana, começou bem para os visitantes. Em São Januário, o técnico Joel Santana, conhecido com “Rei do Rio”, conquistou sua segunda vitória no comando do Cruzeiro. Os mineiros começaram a partida com uma postura mais defensiva e o Vasco criou as melhores chances de abrir o placar. Primeiro com Éder Luis, aos 11, quando driblou Fábio e bateu cruzado, mas a bola passou na frente do gol sem que ninguém chegasse para concluir. Depois, aos 21, Fábio saiu nos pés de Éder Luis para não ser driblado mais uma vez e quando Diego Souza tentou aproveitar o rebote, Naldo travou na hora certa. No começo da etapa final o Vasco cedeu um escanteio de graça ao Cruzeiro e a Raposa aproveitou. Montillo cobrou e Leandro Guerreiro, perto da marca do pênalti, subiu e cabeceou no canto esquerdo do gol de Prass. 1×0. O Cruzeiro, que já se defendia muito bem, tratou de cadenciar ainda mais a partida. O Vasco bem que tentou, mas quando conseguiu furar o bloqueio da defesa viu Fábio fazer uma defesa espetacular no cabeceio de Diego Souza. Aos 43, Montillo, sumido em boa parte do jogo, marcou um golaço, colocando a bola entre as pernas de Dedé antes de marcar 2×0. Nos acréscimos, Roger entrou no lugar de Montillo e ainda teve tempo de cobrar pênalti para fechar o placar em 3×0.
  • Leandro Mattos, em seu blog: Os celestes conseguiram se defender bem e atacaram com consciência e velocidade, recuperando características que já haviam demonstrado no início da temporada, principalmente na primeira fase da Libertadores, quando sobrou em campo. Protagonistas da vitória sobre os vascaínos: Fábio, com defesas seguras e extremamente importantes; Leandro Guerreiro, que marcou muito bem e ainda deixou um gol nas redes de Fernando Prass; Montillo, que subiu de produção e voltou a ser um jogador acima da média com a 10 azul.
  • Diego Renan, lateral do Cruzeiro: Estou muito feliz, pois voltei e o time também voltou a ganhar. Completei 100 jogos e estou feliz por essa marca, que é muito importante. Mais do que ninguém, sei do meu potencial, mas sei escutar as críticas. Tenho muito que aprender, mas sou um cara tranquilo e sei do que a gente pode conseguir neste campeonato. Estávamos precisando de uma mudança, de mexer nos ânimos dos jogadores, então o Joel chegou e conversou bastante, assim estamos elevando nossa confiança e as vitórias estão saindo.
  • Leandro Guerreiro, volante do Cruzeiro: Foi meu segundo gol de cabeça. Fiz um lá no Botafogo também, mas de escanteio foi o primeiro. Estou muito feliz pelo gol e mais ainda pela vitória, a primeira fora de casa. Estávamos precisando dela pra dar moral à equipe. Chutamos pra longe a fase ruim.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: Vitória importante. O time está pegando confiança. Temos jogadores que fazem diferença e um time rápido. Agora temos uma semana toda para trabalhar bem. E o importante é o Cruzeiro ganhar mais, ganhar o próximo jogo e ficar perto dos times que estão lá na frente. Foi um belo gol, um bom contra-ataque que começou com Marquinhos Paraná. Graças a Deus, recebi a bola, consegui me livrar do marcador e fazer o gol que ajudou nossa equipe a garantir a vitória.
  • Dudu, meia do Cruzeiro: Graças a Deus, o Joel vem me dando oportunidades e estou me saindo bem. Infelizmente vou ter que ir pra Seleção agora na segunda-feira e não poderei dar continuidade no trabalho. Todo jogador quer estar lá, não importa se é sub17, sub20. Vou tentar confirmar minha presença no Mundial.
  • Wallyson, atacante do Cruzeiro: Não é fácil ganhar aqui, mas o Cruzeiro está se reencontrando. O Joel chegou e botou confiança. O time está cada vez crescendo mais e está de parabéns. Marcamos a equipe deles bem e, com a bola nos pés, fizemos os gols nos contra-ataques. Nossa equipe sabia que seria um jogo difícil, mas que poderíamos sair com um resultado bom. Graças a Deus a vitória veio, o grupo está de parabéns, nosso time voltou a jogar bem, a mostrar o futebol do começo do ano. O Cruzeiro está voltando a jogar bem. Vamos dar uma arrancada pra estarmos entre os primeiros colocados, que é o nosso pensamento.
  • Joel Santana, treinador do Cruzeiro: Não, otime não tem a cara do Joel. Mas jogou bem, foi disciplinado, diante de uma boa equipe. No 1º tempo, eles dominaram. No 2º, nós fomos melhores e conseguimos o resultado. Acho até que 3×0 foi muito. O time do Vasco é muito bom. Mas soubemos marcar hoje. O time que sabe marcar e tem a qualidade que o Cruzeiro tem, sai com o resultado. Dois jogos num espaço de tempo muito curto. Futebol é resultado. O Cruzeiro estava na zona perigosa, saímos disso e agora podemos buscar outros objetivos noBrasileiro. Não vamos fazer futebol em uma semana ou 15 dias. Tem que ter tempo pra nos conhecermos melhor. Eles têm que entender a minha maneira e eu a deles. É só dar tempo ao tempo, com muito trabalho e repetição. Aí vamos colocar a equipe da nossa maneira.
  • Dedé, beque do Vasco: São coisas que não podem acontecer, mas acontecem. Infelizmente, foi um péssimo jogo nosso. Conseguimos 4 pontos fora, hoje perdemos 3 em casa. O jeito é correr atrás.
  • Fagner, lateral do Vasco: Já havíamos tomado um gol contra o Grêmio no fim do jogo em jogada de escanteio. Trabalhamos, mas acabou acontecendo novamente.
  • Felipe, meia do Vasco: Futebol é decidido nos detalhes. Se a gente tivesse convertido as chances de gol criadas no 1º tempo o resultado seria outro. Este foi mentiroso. O Cruzeiro tem qualidade, mas tudo poderia ter sido diferente. Leandro Guerreiro nem é dos jogadores mais altos do time, mas subiu sozinho e marcou de cabeça. Temos de ter mais atenção nas bolas paradas.
  • Ricardo Gomes, treinador do Vasco: O time impôs o jogo contra um adversário da qualidade do Cruzeiro, que tem um elenco maravilhoso. Dificilmente se atravessa uma fase difícil jogando desta maneira. Estávamos bem, tivemos um primeiro tempo com muitas chances, mas o jogo complicou após o primeiro gol. No fim apostamos tudo, demos mais espaços para eles e acabamos saindo com esse placar. Futebol é isso. Se estivéssemos inspirados poderíamos sair com uma goleada. Agora vamos evoluir neste aspecto. Tranquilidade demais não serve aqui. Se estiver acontecendo, vamos consertar. Não quero isto. Não podemos ficar em cima da nossa conquista. Nos próximos seis meses estaremos vivendo a competição mais importante do futebol nacional. Não podemos ignorar isso.
  • Mariana Resende, no PHD: Assisti ao jogo num bar. Na mesa de trás, dois torcedores uniformizados soltaram as seguintes afirmações: 1ª) “O Montillo devia ter saído no 1º tempo, é enganador” (1 minuto depois ele faz o gol). 2ª) “Fábio é outro que devia tá no banco, ele é azarado” (2 minutos depois Fábio faz aquela defesa espetacular). 3ª) “Esse Gil é ruim demais” (depos do Gil espanar tudo!). Olhei pra tráss umas duas vezes… Quando o jogo acabou. eles vieram me perguntar se eu não era cruzeirense. Deve ser porque eu estava sem a camisa do time…

Fontes

Transmissão

  • Sportv