Uniformes do Cruzeiro

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa
Atual uniforme nº 1 usado pelo Cruzeiro

Ver artigos principais: Cruzeiro Esporte Clube e História do Cruzeiro


Desde sua fundação, os Uniformes do Cruzeiro já mudaram várias vezes, assim como o nome e as cores do clube. Além disso, os escudos dos uniformes já foram diferentes dos escudos oficiais.


Histórico

Juntamente com a evolução do futebol, no que diz respeio ao estilo de jogo ou às táticas, também houve a evolução dos uniformes usados pelos jogadores. Antes feitos simplesmente costurados com algodão, hoje em dia as camisas dos clubes de futebol são feitas com uma grande tecnologia, que proporciona aos jogadores poder jogar seu melhor.

As primeiras camisas do Cruzeiro traziam o escudo fechado, com as cinco estrelas dentro. Com o passar dos anos, o clube fez algumas transformações marcantes em seu manto.

Como surgiu a camisa branca

Um amistoso contra o Sete de Setembro, em 20 de abril de 1950, no estádio do Barro Preto, marcou a estreia do uniforme branco do clube. O que poucos torcedores sabem é que a camisa foi criada para ser utilizada em jogos noturnos, por causa dos deficientes sistemas de iluminação nos estádios na época. No uniforme, o calção era para ser azul, mas a empresa que confeccionou se esqueceu de produzir as peças e os shorts brancos do uniforme principal foram improvisados. Dessa forma, o Cruzeiro jogou todo de branco nesse duelo.[1] Mais abaixo há místicas da camisa branca.

Outras mudanças

Em 28 de maio do mesmo ano, o Cruzeiro atendeu a exigência da Fifa e passou a utilizar as camisas numeradas. A estreia do uniforme com números nas costas dos atletas foi contra o Metalusina, pelo Campeonato da Cidade.

Em 19 de setembro de 1959, em partida contra o Renascença, o clube tomou uma decisão que seria imortalizada na história do clube. Em vez do escudo fechado na camisa oficial, seriam utilizadas as cinco estrelas soltas, que fizeram parte do uniforme celeste até o ano 2000.

De 2000 a 2011, o Cruzeiro usou o escudo fechado em seu uniforme principal nas temporadas 2000, 2001, 2002 (primeiro semestre), 2003 (segundo semestre), 2004, 2005, 2006 e 2011. No total, na história celeste, o clube usou seu escudo fechado em 23 temporadas, entre as 70 com o nome Cruzeiro.

Místicas da camisa branca

A mística da camisa branca ganhou vida no fim dos anos 80. No Brasileiro de 1987, o clube celeste jogou cinco dos oito jogos decisivos da reta final com a camisa branca e foi obtendo grandes resultados, até classificar-se dramaticamente para a semifinal, contra o Inter. Foram cinco vitórias e três empates

A classificação, jogando de branco, veio contra o Santos, no Pacaembu. Careca marcou um gol aos 47 minutos do segundo tempo, em posição irregular de impedimento, mas o tento foi validado pela arbitragem.

Na semifinal, o Internacional resolveu acabar com a mística celeste. No primeiro jogo, o Cruzeiro jogou de branco e empatou no Beira-Rio. Na segunda partida, no Mineirão, o Inter só levou para BH seu uniforme branco e 'obrigou' a Raposa a vestir sua camisa tradicional. Resultado: 1 a 0 para o Colorado, classificado para a finalíssima contra o Flamengo.

Na final da Copa Mercosul 1998 o Cruzeiro jogou a primeira partida, em casa, com a camisa branca. Venceu o jogo por 2 a 1 e no jogo de volta Felipão fez o Palmeiras usar o uniforme branco, para obrigar o Cruzeiro a usar a camisa azul. Cruzeiro perdeu o jogo por 3 a 1.

Houve um terceiro jogo de desempate na final da Copa Mercosul 1998. O Palmeiras jogou de verde e mesmo jogando de branco o Cruzeiro perdeu o jogo por 1 a 0. Outra ocasião que não funcionou foi quando o Cruzeiro recorreu a camisa branca no segundo jogo da final da Copa do Brasil 2014 onde precisava reverter um resultado de 2 a 0 sofrido no primeiro jogo. Acabou perdendo por 1 a 0.

No Brasileiro de 2011, o Cruzeiro resgatou a cor na reta final e se livrou da queda na última rodada, em vitória sobre o rival Atlético, pelo placar de 6 a 1. Em cinco jogos com o uniforme, a equipe venceu dois e empatou três. Antes de fazer 6 a 1 sobre o arquirrival, o Cruzeiro havia recorrido ao uniforme branco contra Internacional, Avaí, Atlético-PR e Ceará. A equipe celeste venceu o Colorado e empatou com os demais adversários, todos eles também brigando contra o rebaixamento.

No jogo em que garantiu a permanência na Primeira Divisão do futebol brasileiro em 2012 e encerrou um jejum de três partidas, o Cruzeiro estava com o “uniforme da sorte”. Trajado todo de branco, o time celeste venceu o Bahia, por 3 a 1, e amenizou os protestos da torcida no Independência. Vindo de três derrotas, o time seria pressionado pelos rivais se não tivesse conseguido reverter o placar no Horto.

Depois de perder por 1x0 no jogo de ida na semi-final da Copa do Brasil 2017 contra o Grêmio, o Cruzeiro usou a camisa branca no jogo de volta no Mineirão. Ganhou o jogo por 1x0 e classificou para a final nos penaltis por 3x2. A camisa branca foi usada nas duas partidas.

Em 2018 a camisa toda branca foi substituida pela Blàr Vikingur (nome dado pela Umbro), que fazia referência à seleção da Islândia. Jogando com essa camisa o Cruzeiro teve resultados ruins e foi sendo utilizada cada vez menos ao longo do ano, inclusive em partidas como visitante, em que o Cruzeiro geralmente utiliza o segundo uniforme como foi o caso do primeiro jogo da Semi-Final da Copa do Brasil 2018[2]

Camisa mais bonita

  • 2015 - Blog realizou pesquisa virtual com 50 jornalistas de fora do país e a camisa do Cruzeiro foi eleita a mais bonita do futebol Brasileiro[3][4]
  • 2017 - Em enquete feita pelo Twitter do site argentino "Marca de Gol". A camisa foi eleita com 60% a camisa mais bonita da América do Sul. [5]

Lista de Uniformes

Ver anexo: Todos os Uniformes do Cruzeiro incluindo Camisa 3

Esta seção mostra as principais evoluções da camisa de um dos maiores clubes brasileiros de futebol, o Cruzeiro Esporte Clube. Desde sua fundação, o clube já mudou de nome e cores, sendo bastante interessante observar esse desenvolvimento.[6] Costas dos uniformes, patches definitivos e uniformes adicionais ou comemorativos como de goleiro e uniforme número 3 estão no Anexo: Todos os uniformes do Cruzeiro.

1921 - 1949

Ano Imagem Observações
1921-1927 Camisa1923.png O primeiro uniforme do time foi improvisado. Era camisa verde escura, calção branco e meias verdes. Foi com ele que o clube marcou a sua estréia no dia 3 de abril, no Estádio do Prado Mineiro, com uma vitória de 2 a 0 sobre o Combinado Villa Nova e Palmeiras, de Nova Lima.

O escudo usado nas camisas de manga comprida mudaram ano a ano, diferente do escudo registrado no estatuto. Com exceção dos escudos, o uniforme sempre foi semelhante e com manga comprida.

O uniforme da imagem ao lado é um modelo ilustrativo do uniforme usado no Campeonato da Cidade 1923.

1928-1935 Neste ano a camisa verde escura deu lugar a um tom mais claro, com gola branca e punhos vermelhos. O calção continuou branco e as meias verdes ganharam detalhes em vermelho e branco, caracterizando as cores da bandeira italiana. Este uniforme foi utilizado, até 1940. Por causa da cor verde clara da camisa o time levou o apelido de "periquito".
1940-1943 Camisa1940.png Neste ano houve uma modificação radical no uniforme. A camisa passou a ter faixas horizontais verde e vermelha, gola e punhos brancos com o escudo ao centro. O calção branco e as meias vermelhas. Com este uniforme aconteceu a conquista do Campeonato da cidade de 1940, após 10 anos de jejum. O apelido também mudou de "periquito" para "tricolor".

Mesmo após o clube mudar para Palestra Mineiro em fevereiro de 1942, ele usou o uniforme palestrino, até janeiro de 1943. O escudo na camisa passou a ter um P solitário em meio ao losango.[7]

1942 Camisa1942.png Camisa usada no jogo contra o Atlético-MG no dia 1 de fevereiro de 1942 válido pelo Campeonato da Cidade 1941. Foi o último jogo do clube como Palestra Itália. No dia 4 de fevereiro o conselho referendou o nome oficial do clube como "Palestra Mineiro", nome usado até fim de janeiro de 1943, quando a FMF aprovou, com atraso, o estatuto com o nome Cruzeiro. A informação de que o clube jogou com o nome de Ypiranga é equivocada visto que este nome foi cogitado apenas em outubro daquele ano, conforme explicado neste artigo.
1943-1944 Camisa1943.png Com o nome modificado para Cruzeiro, o novo uniforme passou a ter camisa azul com linhas horizontais acompanhando a gola. O escudo na camisa era redondo e simples com o fundo azul e a constelação do Cruzeiro do sul ao centro. O escudo ficou no lado esquerdo da camisa. Os calções e as meias passaram a ser brancos.
1945-1946 Camisa1945.png Uniforme passou a ser toda azul no estilo das primeiras camisas do Palestra Itália: com laços brancos na parte central.
1947-1949 Uniforme passou a ser idêntico com o usado em 43 e 44, mas sem laço para amarrar no "V" da camisa e com o branco acompanhando a gola mais estreito.

1950 - 1991

Ano Imagem Observações
1950-1956 Camisa1950 1.pngCamisa1950 2.png Uniforme passou a ter camisa azul com gola branca.

Devido ao estado precário dos sistemas de iluminação dos estádios, o Cruzeiro lançou um uniforme para os jogos noturnos: camisa branca com gola, punhos e o escudo azul; calção azul e meias brancas.

1956 Camisa1956.png Uma nova experiência foi feita com o lançamento de mais um novo uniforme. Desta vez a camisa passou a ter listras horizontais azul e branca; calções brancos e meias brancas. Não chegou a ser utilizado em muitas partidas.
1959-1983 Neste ano, o Cruzeiro modificou, mais uma vez o seu uniforme. A camisa passou a ser toda azul, sem golas e com as estrelas soltas a altura do peito. Os calções brancos ganharam em sua lateral uma listra azul vertical e as meias continuaram brancas. A estréia do novo uniforme aconteceu no Estádio dos Tecelões, num amistoso contra o Renascença, no dia 19 de setembro. O jogo terminou com um empate em 1 a 1. O gol foi de Abelardo, o "flecha azul".
1976 Camisa1976-1.jpg Camisa usada na conquista da Copa Libertadores da América
1984 Primeira camisa com logotipo de fornecedor de material esportivo (Topper) e primeira camisa com patrocinador (Supermercado Medradão)
1989 Camisa1989-2.jpg Primeira camisa com patrocinador internacional (Coca-Cola)
1990-1991 Camisa1987.jpg Camisa-1990-II.jpg

1992 - 2000

Ano Imagem Comentário
1992-1995 Camisa-1995-I.jpg

2000 - 2010

Ano Imagem Comentário
2000 Camisa2000-1.png Neste ano o clube abandonou as estrelas soltas no lado esquerdo da camisa, após 40 anos. Pela primeira vez, a camisa passou a levar o escudo oficial do clube.
2002 Camisa2002-1.jpgCamisa2002-2.jpg O Cruzeiro voltou a utilizar as estrelas soltas no lado esquerdo da camisa.
2003 Camisa2003-I.jpgCamisa2003-II.jpg O escudo voltou a substituir as estrelas soltas, dessa vez acompanhado de duas taças, referentes às conquistas das Libertadores.
2004 Camisa2004-1.jpgCamisa2004-2.jpg Novamente adota-se um uniforme número 3, azul celeste, lembrando as cores da seleção do Uruguai. Nesse ano o escudo, nos três uniformes, além das tacinhas, ganhou uma coroa (posteriormente incluída no estatuto do clube como parte oficial do escudo) relembrando a conquista da Tríplice Coroa no ano anterior. Além disso, também estava presente o escudo da CBF, como atual Campeão Brasileiro, acompanhado de duas estrelas amarelas, referentes aos dois títulos de campeão nacional.
2005 Camisa2005-1.jpgCamisa2005-2.jpg Os uniformes números 1 e 2 utilizados em competições nacionais e utilizam o escudo no peito. Nas competições internacionais e em algumas partidas do Campeonato Brasileiro utilizou-se o uniforme número 3, de azul um pouco mais claro, e com mais detalhes brancos, porém com as estrelas soltas. Uma novidade nesse terceiro uniforme foi a cor dos números dos jogadores, que passou a ser amarelo. Nos três modelos as estrelas e taças deslocaram-se para a manga da camisa.
2006 Camisa2006-1-1.jpgCamisa2006-2-1.jpg Entra em vigor o contrato com a multinacional alemã Puma. Os uniformes 1 e 2 seguem o tradicional, sem muitos detalhes. As tacinhas e estrelas foram abandonadas. Segue apenas a coroa em cima do escudo, que como dito anteriormente, passou a fazer parte do estatuto do clube. O uniforme 3, assim como em 2005, traz as estrelas soltas com a coroa sobre elas. Detalhe também para uma faixa branca e outra dourada sobre as mangas.
2007 Camisa2007-1.jpgCamisa2007-2.jpg Após eleição realizada pelo site do clube, os torcedores decidem que as estrelas soltas voltariam à camisa. A coroa passa a ficar logo abaixo da gola, juntamente com o nome do time. O logo da Puma, assim como o número nas costas, passam a ser dourados.
2008 Camisa2008-1.jpgCamisa2008-2.jpg Sem comentário adicional
2009 Camisa2009-1.jpgCamisa2009-2.jpg Sem comentário adicional
2010 Camisa2010.jpgCamisa2010-2.jpg Sem comentário adicional

2011 - 2020

Ano Imagem Comentário
2011 Camisa2011.jpgCamisa2011-2.jpg Sem comentário adicional
2012 Camisa2012 1-frente.jpgCamisa2012 2-frente.jpg Sem comentário adicional
2013 Camisa2013 1-frente.jpgCamisa2013 2-frente.jpg Sem comentário adicional
2014 Camisa2014 1-frente.jpgCamisa2014 2-frente.jpg Cruzeiro teve 3 uniformes em 2014(Ver camisa 3):
  • Um para a disputa da Libertadores (modelo Azul e Branco)
  • Um para a disputa do Brasileiro (modelo Azul e Branco da imagem ao lado, com patch referente ao Brasileiro 2013)
  • Um uniforme alusivo a Copa do Mundo (modelo Amarelo e Azul)

O patch de Campeão Brasileiro só foi usado no uniforme, lançado no dia 25 de abril para a disputa do Brasileiro 2014.[8][9]

2015 Camisa2015 1-frente.pngCamisa2015 2-frente.png O uniforme 2015 foi lançando no dia 16 de janeiro. Foi o primeiro uniforme feito pela Penalty e teve grande expectativa por ser lançado sem patrocinador.[10][11]

No dia 17 de julho foi apresentado a camisa 3[12][13] (Ver camisa 3)

2016 Camisa2016 1-frente.pngCamisa2016 2-frente.png O uniforme 2016 foi lançando no dia 12 de maio em evento no Mineirão.[14][15] Foi o primeiro uniforme feito pela Umbro.

No dia 20 de novembro o Cruzeiro apresentou o terceiro uniforme.[16](Ver camisa 3)

2017 Camisa2017 1-frente.pngCamisa2017 2-frente.png O uniforme 2017 foi lançando no dia 25 de junho em um evento na esplanada do Mineirão. Foi o segundo uniforme feito pela Umbro com detalhes em alusão aos 20 anos da conquista da Libertadores 97.[17][18][19]

Após a conquista da Copa do Brasil 2017, o patch de campeão foi adicionado às camisas.

No dia 3 de novembro foi lançado o uniforme 3.[20]

2018 Camisa2018 1-frente.pngCamisa2018 2-frente.png O uniforme 2018 foi lançado no dia 7 de março em um evento na esplanada do Mineirão.[21]

O uniforme 2 foi lançado no dia 13 de abril como parte do Projeto Nations. A camisa do Cruzeiro foi feita em homenagem à Islândia e foi batizada como Blár Víkingur (Viking Azul em português).[22]

No dia 2 de agosto foi lançado o uniforme 3[23](Ver camisa 3)

Fornecedores de Material Esportivo

Patrocinadores Master

Patrocinadores Premium

Patrocinadores Standard

  • Questão de Estilo – Jeans Wear (2010)

Vídeos

Lançamento da camisa 3 2009
Lançamento do uniforme 2012
Uniforme 3 2012
Lançamento da camisa para a Libertadores 2014
Detalhes da camisa do Brasileiro 2014
Lançamento da camisa 2015
Making of das fotos pronovo uniforme 2018

Ver também

Referências

  1. Superesportes - Cruzeiro adota camisa da sorte
  2. Derrota na Libertadores reforça 'zica' dos uniformes reservas do Cruzeiro em 2019
  3. Camisa do Cruzeiro é eleita a mais bonita do Brasil por estrangeiros
  4. Estrangeiros elegem a camisa mais bonita do futebol brasileiro
  5. Camisa do Cruzeiro é eleita a mais bonita da América do sul em enquete
  6. Superesportes - 70 anos do uniforme azul
  7. Campeonato da Cidade 1942 Blog Almanaque do Cruzeiro
  8. Cruzeiro lança camisa com selo em referência à conquista do Brasileirão
  9. SuperEsportes - Camisa sem patch de campeao
  10. Evento em cinema da capital marca a apresentação do manto celeste
  11. Cruzeiro lança novos uniformes em evento cinematográfico na capital
  12. Cruzeiro divulga novo terceiro uniforme em homenagem às raízes italianas; confira as fotos
  13. Cruzeiro lança nova coleção de uniformes, que resgata a origem italiana
  14. Cruzeiro e Umbro lançam novo manto com grande festa no Mineirão
  15. Com festa diferente, Cruzeiro mostra seus novos uniformes no Mineirão
  16. Cruzeiro e Umbro apresentam terceiro uniforme no Mineirão
  17. Camisas do Cruzeiro 2017 são lançadas pela Umbro
  18. Cruzeiro lança novo uniforme em ação na esplanada do Mineirão
  19. Cruzeiro e Umbro lançam uniformes em ação especial no Mineirão
  20. Lucas Romero apresenta o uniforme três para a maior torcida de Minas
  21. Apresentação do novo manto e ações na esplanada e no gramado agitam o Mineirão
  22. Projeto Nations: Cruzeiro e Umbro lançam uniforme com homenagens a Islândia
  23. #DeMantoEAlma: Cruzeiro e Umbro apresentam terceiro uniforme celeste
  24. Cruzeiro oficializa Penalty como nova fornecedora de material esportivo
  25. Penalty é a nova fornecedora de material esportivo do Cruzeiro
  26. Umbro é a nova fornecedora de material esportivo do Cruzeiro E.C.]
  27. Cruzeiro confirma Umbro como nova fornecedora de material esportivo
  28. Cruzeiro anuncia multinacional norte-americana como nova parceira UOL Esporte - Futebol
  29. Supermercados BH é o novo patrocinador máster do Cruzeiro
  30. Caixa Econômica Federal é a mais nova parceira do Cruzeiro
  31. Cruzeiro renova patrocínio com banco por mais uma temporada
  32. Cruzeiro renova patrocínio com a Caixa, mas não consegue reajuste
  33. Cruzeiro acerta patrocínio com BMG e Ricardo Eletro
  34. Guaramix é o mais novo patrocinador do Cruzeiro
  35. Cruzeiro deve renovar com patrocinador para 2015
  36. TIM fecha patrocínio ao Cruzeiro por três anos
  37. Zurich e Cruzeiro assinam contrato de patrocínio e acordo operacional
  38. 99Taxis é a nova patrocinadora do Cruzeiro Esporte Clube
  39. Maior de Minas acerta novo acordo com a rede de hotéis Super 8®
  40. Cruzeiro anuncia novo patrocinador para o calção
  41. Cruzeiro acerta novo contrato de patrocínio com Supermercados BH
  42. Clube faz novo acordo de patrocínio com a rede de Supermercados BH
  43. Parceiro Supermercados BH amplia vínculo com Cruzeiro Esporte Clube