Sada Cruzeiro Vôlei

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de Sada Cruzeiro)
Ir para: navegação, pesquisa
Escudo oficial do Sada Cruzeiro Vôlei.

Nota: Este artigo é sobre o time de vôlei. Para o time de futebol americano, veja: Sada Cruzeiro FA


Sada Cruzeiro Vôlei, mais conhecido como Sada Cruzeiro, é o nome do time especializado de vôlei masculino do Cruzeiro Esporte Clube desde 2009.

Com sede em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, o time é reconhecido como o melhor e maior clube da história vôlei brasileiro. Com também enorme reconhecimento continental, o Sada Cruzeiro venceu campeonatos em todos os âmbitos possíveis: mundiais, continentais, nacionais e estaduais. É o único clube de todo o continente americano a ser campeão mundial - já conquistou três vezes.


História

O primeiro time de vôlei do Cruzeiro foi criado em 1930, quando Aristóteles Lodi e Ítalo Frattesi - o Bengala, fundaram os departamentos de vôlei e basquete no Clube.[1] Em 2009, o clube celeste fechou parceria com a Associação Social e Esportiva Sada e fez projeto se tornar fortíssimo, tornando-se multicampeão na modalidade.

Sada Cruzeiro

Ver artigo principal: História do Sada Cruzeiro Vôlei

No ano de 2006 foi fundada a Associação Esportiva Sada Vôlei, por meio da parceria entre a Prefeitura de Betim e o Grupo Sada, o patrocinador master do clube. Sua primeira conquista foi a Taça Cidade Vitória (2006). Após ser vice-campeão do Campeonato Mineiro, ainda em 2006, foi terceiro colocado na Liga Nacional, se credenciando para disputar sua primeira Superliga - Série A na temporada 2006-07.

Em janeiro de 2009, a equipe passou a se chamar Sada Cruzeiro Vôlei, em uma parceria com o Cruzeiro Esporte Clube, fato inédito no cenário brasileiro. Por meio da parceria, a sede e o centro de treinamento da equipe foram transferidos para o Parque Esportivo do Cruzeiro, localizado no bairro Barro Preto, na capital Belo Horizonte.

Desde então, foi agraciado com os títulos honorários da Tríplice Coroa (temporadas 2011-12 e 2014-15), da Quíntupla Coroa (temporada 2013-14) e da Sêxtupla Coroa (temporada 2015-16, na qual foi campeão de todos os títulos possíveis a uma equipe brasileira de voleibol).

Em 2013, foi o primeiro clube não italiano a conquistar o título do Mundial de Clubes da modalidade, se tornando o maior vencedor dos clubes brasileiros de voleibol. Além da categoria profissional, foram criadas equipes nas categorias de base (juvenil e infanto-juvenil) as quais também já conquistaram diversos títulos.

No mesmo ano, o Sada Cruzeiro criou o seu time B: o "Sada Funec Contagem", composto pelos melhores atletas das categorias de base (juvenil e infanto), garotos selecionados entre os quase 800 alunos que atuam nas escolinhas de vôlei e projetos sociais do clube. Mesmo competindo a Superliga - Série B (2014) contra clubes de atletas adultos para agregar experiência, os garotos surpreenderam e após realizarem a melhor campanha da primeira fase, chegaram a final da competição. Contudo, foram impedidos de jogar em razão de decisão do STJD.

Em 2015, na edição seguinte da Superliga - Série B, a equipe (com o nome alterado para "Sada Cruzeiro Unifemm" e mando de jogos em Sete Lagoas), novamente com os atletas da base, superou a polêmica da temporada 2013-14 e conquistou o título inédito.

A temporada 2013-14 foi a segunda mais vitoriosa da equipe principal, que elevou a média de conquistas a um patamar surpreendente: foram 12 títulos em 16 campeonatos disputados nos últimos quatro anos. Sendo vice-campeão em três dos outros quatro (Mundial de Clubes de 2012, Superliga - Série A nas temporadas 2012-13 e 2010-11), ou seja, foram 15 finais consecutivas em 16 campeonatos disputados de 2011 a 2014. Acumulando todos os títulos possíveis em uma temporada e sendo nominado, pela imprensa esportiva, com a alcunha de "campeão de tudo".

Na temporada 2014-15, além de ser vice-campeão do Sul-Americano de Clubes e da Copa Brasil de Voleibol, o Sada Cruzeiro Vôlei conquistou o tricampeonato do Torneio de Irvine, o pentacampeonato Mineiro (na sexta conquista de sua história do Campeonato Mineiro) e o bicampeonato da Superliga - Série A (o terceiro de sua história), conquistando sua segunda Tríplice Coroa e se consolidando como a maior equipe do voleibol brasileiro.

Na temporada 2015-16, a melhor de sua história, o Sada Cruzeiro realizou um feito inédito no esporte mundial: disputou e conquistou todos os campeonatos possíveis de participação de uma equipe! Foram seis conquistas em seis campeonatos disputados, aferindo a inédita honraria da Sêxtupla Coroa, a soma de todos os campeonatos possíveis, sendo estes: o Campeonato Estadual, no caso o heptacampeonato; a Supercopa entre os campeões nacionais, sendo esta a primeira edição da Supercopa Brasileira; a Copa do Brasil, sendo o bicampeonato da Copa Brasil de Voleibol; o Campeonato Brasileiro, sendo o tetracampeonato da Superliga - Série A; o Campeonato Continental, sendo o tricampeonato do Sul-Americano de Clubes; e o Campeonato Mundial, sendo o bicampeonato do Mundial de Clubes, a conquista mais importante de sua história.

Títulos

Honorários

Internacionais

Nacionais

Estaduais

Outros Torneios

  • Copa Santa Catarina: 2009
  • Copa Bento: 2007 e 2008
  • Taça Cidade Vitória: 2006

Outras Campanhas de Destaque

  • Vice-campeão Mundial de Clubes: 2012.
  • Vice-campeão Sul Americano de Clubes: 2015.
  • Vice-campeão da Superliga: 2010/2011 e 2012/2013.
  • Vice-campeão Mineirao: 2006.

Base

Sub-19 Masculino
  • Campeonato Brasileiro Interclubes: 2017

Elenco

Atletas selecionados para disputar a Superliga 2017/2018 pelo Sada Cruzeiro:[2]

# Nome Apelido Nascimento Altura (cm) Peso (kg) Nacionalidade Posição
1 Pablo Natan Ventura Pablo 29 de abril de 1998 195 93 Brasil Ponteiro
2 Rodrigo Telles Alemão 3 de março de 1990 201 102 Brasil Oposto
3 Éder Levi Kock Éder Levi 4 de julho de 1993 205 88 Brasil Central
5 Nicolas Uriarte Nico Uriarte 21 de março de 1990 189 90 Argentina Levantador
6 Robert Sousa de Araujo Robert 10 de março de 1996 203 97 Brasil Oposto
7 Lucas Batista Silva Lukinhas 28 de setembro de 1999 174 72 Brasil Líbero
8 Evandro Motta Marcondes Guerra Evandro 27 de dezembro de 1981 207 106 Brasil Oposto
9 Yoandry Leal Hidalgo Leal 31 de agosto de 1988 202 104 Brasil
Cuba
Ponteiro
10 Robertlandy Simón Aties Simón 11 de junho de 1987 208 112 Cuba Central
11 Rodrigo Pimentel Souza Leão Rodriguinho 5 de junho de 1996 197 85 Brasil Ponteiro
12 Isac Viana Santos Isac 13 de dezembro de 1990 208 99 Brasil Central
14 Fernando Gil Kreling Fernando 13 de janeiro de 1996 185 85 Brasil Levantador
17 Sérgio Luiz Seixas Francia Nogueira Serginho 25 de agosto de 1978 184 79 Brasil Líbero
18 Filipe Augusto Faccion Ferraz Filipe 1 de março de 1980 194 91 Brasil Ponteiro

Referências