São Paulo 2x4 Cruzeiro - 06/04/2003

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 7x0 Escudo Corintians-RN.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Ponte Preta.png
Por Campeonato Brasileiro 2003
Escudo Cruzeiro.png 2x2 Escudo São Caetano.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Ponte Preta.png
No estádio Morumbi
Escudo Corinthians.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo São Paulo.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra São Paulo
Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo São Paulo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo São Paulo.png

[edit]

Escudo São Paulo.png
São Paulo
2 × 4 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2ª rodada do turno do Campeonato Brasileiro 2003
Data: 6 de abril de 2003 Local: São Paulo, SP
Horário: 18:00 Estádio: Morumbi
Árbitro: Giuliano Bozzano (SC) Público pagante: Não disponível
Assistente 1: Edmundo A. do Nascimento (SC) Público presente: Não disponível
Assistente 2: Fernando Lopes (SC) Renda: Não informado
Súmula: Não disponível
Escalações
São Paulo: Cruzeiro:

1. Roger 1. Gomes
2. Gabriel Substituição realizada de jogo ( Marco Antonio ) 2. Luisão
3. Jean 3. Edu Dracena
4. Gustavo Nery 4. Thiago Gosling Cartão amarelo recebido aos  (1)
5. Fabiano Cartão amarelo recebido aos 5. Maurinho Cartão amarelo recebido aos  (1)
6. Fábio Simplício 6. Augusto Recife Cartão amarelo recebido aos  (1)
7. Júlio Batista 7. Martinez
8. Ricardinho Cartão amarelo recebido aos 8. Alex Cartão amarelo recebido aos  (1) Gol aos 11 do  (1T) 11'  (1T) Substituição realizada de jogo ( Wendel Cartão amarelo recebido aos )
9. Kléber Substituição realizada de jogo ( Paulo Klaus ) 9. Leandro
10. Luís Fabiano Cartão amarelo recebido aos Gol aos do Gol aos 16 do 16' (2T) P 10. Deivid  Gol aos 14 do  (1T) 14'  (1T) Gol aos 7 do 7' (2T) P Gol aos 22 do 22' (2T) P Substituição realizada de jogo ( Jussiê )
11. Reinaldo 11. Aristizábal Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( Marcelo Ramos )
Técnico: Oswaldo de Oliveira Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Reservas que não entraram na partida
São Paulo: Cruzeiro:

Como foi

Primeiro Tempo

Indiferente aos problemas do São Paulo, o Cruzeiro foi ao Morumbi disposto a manter um tabu de sete anos sem perder para o tricolor dentro de sua casa. E o primeiro gol saiu logo aos 11 minutos, após jogada rápida de Maurinho, que viu Alex entrando por trás da zaga e fez a assistência com perfeição. O camisa 10 só precisou levantar a cabeça, escolher o canto e tirar do goleiro, fazendo Cruzeiro 1 x 0.

Logo em seguida, aos 14 minutos, outro contra-ataque mortal dos mineiros. Aristizábal arrancou livre pelo meio e atravessou boa bola para Deivid, na esquerda do ataque. O artilheiro, de primeira, fuzilou para as redes assinalando Cruzeiro 2 x 0, para desespero da torcida paulista, que já vaiava o time antes mesmo do primeiro gol.

O Cruzeiro fazia bem a marcação defensiva e saía em contra-ataques sempre perigosos. O tricolor, afoitamente, não conseguia concluir corretamente as jogadas, mas cavava seguidas faltas na intermediária celeste, próximas à grande área. Em duas delas, aos 30 e aos 43 minutos, Gomes foi obrigado a mostrar reflexo e elasticidade, fazendo grandes defesas e impedindo o gol do São Paulo. Deivid ainda perdeu boa oportunidade, quando foi lançado livre na área e chutou em cima do goleiro. Fim do primeiro tempo, Cruzeiro na frente, 2 x 0.

Segundo Tempo

A bronca do vestiário pareceu ter surtido efeito no São Paulo. A equipe do Morumbi voltou com força total, e a três minutos, Fabiano foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Luís Fabiano, que subiu sozinho e desviou de Gomes, diminuindo para o São Paulo.

A resposta do Cruzeiro não demorou. Aos 7 minutos, Martinez foi lançado dentro da área e ao dominar, foi derrubado por Jean. Giuliano Bozzano, perto do lance, marcou pênalti para a Raposa. Deivid bateu e fez Cruzeiro 3 x 1. O gol, especialmente comemorado, foi o milésimo do Cruzeiro na história dos Campeonatos Brasileiros.

A chuva continuava forte e o jogo bastante amarrado no meio-campo. Aos 16 minutos, Fabiano se jogou dentro da área do Cruzeiro em uma disputa sem choque com Luisão e o juiz assinalou pênalti. Luís Fabiano bateu e marcou seu segundo gol na partida, fazendo o segundo gol do São Paulo.

Jogadores comemoram o gol 1000 marcado por Deivid cobrando pênalti. Mas a ameaça de reação sãopaulina não durou mais que cinco minutos. Aos 22, o juiz Giuliano Bozzano, que vêm se destacado por péssimas atuações, marcou novo pênalti para o Cruzeiro, em uma falta de Kléber sobre Maurinho, fora da área. Deivid bateu e converteu seu terceiro gol na partida, quarto dos mineiros.

O São Paulo ainda tentava construir algumas jogadas, mas o Cruzeiro tocava a bola e se defendia com muita firmeza. O jogo era cheio de faltas e com nada menos que nove cartões amarelos, sendo seis para o Cruzeiro. Luxemburgo ainda trocou as peças de ataque, tentando ampliar a vantagem, mas o jogo ficou nisso, Cruzeiro 4 x 2, mantendo uma notória invencibilidade de 24 jogos e sacramentando a crise no tricolor.

A boa vitória soma quatro pontos ao time da Toca, colocando-o junto com mais sete equipes, emboladas no topo da tabela. Pelo saldo de desempate, o Cruzeiro ocupa a terceira colocação. O São Paulo é apenas o 22º. A próxima partida da Raposa será no sábado, dia 12/04, no Mineirão, contra a Ponte Preta. Já o tricolor do Morumbi joga no próximo domingo contra o Criciúma, em Santa Catarina, provavelmente de técnico novo.


Vídeos

  • Gols

Fonte