Ponte Preta 2x0 Cruzeiro - 22/08/2002

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Botafogo.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Bahia.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Botafogo.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Bahia.png
No estádio Moisés Lucarelli
Escudo Ponte Preta.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Ponte Preta.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png
Contra Ponte Preta
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Ponte Preta.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Ponte Preta.png

[edit]

Escudo Ponte Preta.png
Ponte Preta
2 x 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1ª Fase do Campeonato Brasileiro 2002
Data: 22 de agosto de 2002 Local: Campinas, SP
Horário: 20:30 Estádio: Moisés Lucarelli
Árbitro: Lourival Dias Lima Filha Público pagante: 6.693
Assistente 1: Público presente: Não disponível
Assistente 2: Renda: Não informado
Súmula: Não disponível
Escalações
Ponte Preta: Cruzeiro:
1. Hiran 1. Jefferson
2. Marinho 2. Cris Substituição realizada  de jogo ( Marcelo Batatais )
3. Rodrigo Gol aos 40 do  (1T) 40'  (1T) 3. Luisão
4. Daniel Martins Cartão amarelo recebido aos 4. Leandro Silva
5. Alex Oliveira Gol aos 35 do  (1T) 35'  (1T) 5. Maicon Substituição realizada  de jogo ( Vander )
6. Caíco Substituição realizada  de jogo ( Adrianinho Cartão amarelo recebido aos ) 6. Ruy Cartão amarelo recebido aos
7. Dionísio Substituição realizada  de jogo ( Humberto Foguinho ) 7. Augusto Recife
8. Elivélton 8. Jorge Wagner
9. Roberto 9. Fábio Júnior
10. Basílio 10. Joãozinho II Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada  de jogo ( Lucas )
11. Macedo Substituição realizada  de jogo ( Fabrício Carvalho Cartão amarelo recebido aos ) 11. Marcelo Ramos
Técnico: Vadão Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Reservas que não entraram na partida
Ponte Preta: Cruzeiro:

Jogo

A Ponte Preta derrotou com facilidade o Cruzeiro por 2 a 0, esta quinta, em Campinas, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Alex Oliveira, de falta, e Rodrigo marcaram para a Macaca. Com a vitória, a Ponte subiu para seis pontos, com duas vitórias em quatro jogos.

O Cruzeiro de Wanderley Luxembugo mais uma vez apresentou um mau futebol, e continua sem vencer na campetição. A equipe mineira é uma das últimas, com apenas dois pontos ganhos.

A Ponta foi melhor durante todo o jogo, explorando principalmente o seu lado esquerdo, nas tabelas entre Elivélton e Alex Oliveira. Por lá, a equipe campineira criou as duas primeiras boas jogadas da partida.

Aos seis minutos, Dionísio chegou a linha de fundo e cruzou no segundo pau. Caíco, que acompanhava o lance, bateu de primeira, e o goleiro Jefferson fez uma grande defesa, colocando para escanteio.

Aos 18 minutos, foi a fez de Macedo cair pelo flanco esquerdo e jogar na área. Desta vez, o goleiro Jefferson se antecipou bem e praticou a defesa antes que Basílio cabeceasse.

Dois minutos depois, outra chance clara para a Macaca. Cris e Luisão bateram cabeça e a bola sobrou para Macedo, que chutou forte, rasteiro, mas em cima do goleiro do Cruzeiro.

De tanto insistir, a Ponte chegou ao seu gol. Macedo fez boa jogada e acabou derrubado na entrada da área. Na cobrança de falta, Alex Oliveira chutou no lado onde estava Jefferson e enganou o goleiro mineiro, abrindo o placar no Moisés Lucarelli.

A essa altura, Wanderley Luxemburgo reclamava da liberade dada aos jogadores da Ponte. Seu time, mais preocupado em se defender, tinha dificuldade em chegar na cara do goleiro Hiran, da Ponte.

Tanta inoperância teve seu preço. Aos 40, a Macaca ampliou. Caíco cruzou da direita, à meia altura, e o zagueiro Rodrigo aparaceu como elemento surpresa, desviando de Jefferson. 2 a 0 Ponte.

Para a segunda etapa, o Cruzeiro voltou mais animado. Tentando dar mais poder ofensivo a sua equipe, Luxemburgo sacou o lateral Maicon, colocando o meia Vânder.

Aos 11 minutos, a Raposa teve a primeira e única chance para marcar. Joãozinho cobrou falta da direita, o zagueiro Cris subiu mais do que todo mundo e cabeceou forte. Bem colocado, Hiran salvou a Ponte.

O Cruzeiro até que continuou em cima, tentando descontar, mas esbarrava na falta de inspiração de seu meio-campo. Enquanto isso, a Ponte, mais recuada, quase ampliou em um contra-ataque aos 31 minutos. Alex Oliveira deu um passe açucarado para Caíco, que encheu o pé, de primeira. A bola saiu forte, por cima do gol de Jefferson.

Aos 42 minutos, a última chance do jogo. Elivélton soltou a bomba de dentro da área, e Jefferson defendeu parcialmente. No rebote, Adrianinho, que entrara no lugar de Caíco, tentou o gol, mas o goleiro do Cruzeiro se recuperou e salvou sua equipe de levar o terceiro.[1]

Referências

Transmissão

  • PPV