Palmeiras 1x1 Cruzeiro - 04/09/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa

[edit]

Escudo Palmeiras.png
Palmeiras
1 x 1 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
21ª rodada do Campeonato Brasileiro 2011
Data: 4 de setembro de 2011 Local: São Paulo, SP
Horário: 16h Estádio: Pacaembu
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden Público pagante: 10.345
Assistente 1: Altemir Hausmann Público presente: Não disponível
Assistente 2: Kléber Lúcio Gil Renda: R$ 313.327,00
R$ 313.327
Cr$ 313.327
NCr$ 313.327
Cz$ 313.327
NCz$ 313.327
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Palmeiras: Cruzeiro:
12. Marcos 1. Rafael
2. Cicinho 2. Marquinhos Paraná Cartão amarelo recebido aos
15. Maurício RAmos 3. Léo
3. Henrique 4. Naldo
6. Gabriel Silva Cartão amarelo recebido aos 5. Leandro Guerreiro Cartão amarelo recebido aos
8. Márcio Araújo 6. Gabriel Araújo Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada  de jogo ( 16. Sebá )
20. Marcos Assunção 7. Roger Substituição realizada  de jogo ( 17. Keirrison )
40. Patrik Substituição realizada  de jogo ( 17. Tinga ) 8. Charles
11. Luan aos  do 9. Anselmo Ramon Substituição realizada  de jogo ( 18. Bobô )
25. Vinícius Substituição realizada  de jogo ( 16. João Vitor ) 10. Montillo aos  do Cartão amarelo recebido aos
19. Fernandão Substituição realizada  de jogo ( 9. Ricardo Bueno ) 11. Gilberto Cartão amarelo recebido aos
Técnico: Felipão Técnico: Emerson Ávila
Reservas que não entraram na partida
Palmeiras: Cruzeiro:


Pré-Jogo

Em 11º lugar com 27 pontos, o Cruzeiro precisa de uma vitória pra não perder o G4 de vista. Ou de, ao menos, um empate pra não deixar a crise prosperar.

A maior novidade será a estréia do novo treinador, Emerson Ávila, promovido da coordenação das categorias de base para o departamento profissional.

Ele não contará com o lateral-esquerdo Diego Renan, o lateral-direito Vítor e o centroavante Wellington Paulista, contundidos, o volante Fabrício, suspenso, o beque Victorino, o goleiro Fábio, e o atacante Ortigoza servindo, respectivamente, as seleções Brasileira, Uruguaia e Paraguaia.

Em 6º lugar com 32 pontos, o Palmeiras pode enconstar no G4 em caso de vitória ou aprofundar sua crise se perder.

Valdivia é o único problema pra Felipão escalar sua equipe. Mas ele terá, com a volta do atacante Kleber Galdiador, um ótimo reforço.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 21h50 – Kleber Gladiador sente uma contusão durante o aquecimento e não vai jogar. Vinícius entra em seu lugar.
  • 21h55 – Times em campo. Cruzeiro com uniforme tradicional, Palmeiras com o terceiro: camisas com listras verdes e brancas verticais.
  • 21h59 – Execução do Hino Nacional.
  • 16h03 – Começa o jogo. Cruzeiro à esquerda ds tribunas.
  • 00 – Reservas do Cruzeiro: Douglas Pires, Cribari, Gil Bahia, Francisco Everton, Sebá, Bobô e Keirrison.
  • 01 – Fernandão sofre falta, Marcos Assunção cobra, Leo Simões corta.
  • 02 – Anselmo Ramon desce pela direita, mas é desarmado por Henrique.
  • 03 – Vinícius comete falta em Gabriel Araújo. Quinta falta do jogo.
  • 04 – Charles desce pela esquerda e cruza, Marcos defende com dificuldade.
  • 05 – Pombo! Márcio Araújo solta um pombo-sem-asa da intermediária. Bola sai à direita do arco celsete.
  • 06 – Gabriel Araújo lança, desde a defesa, Anselmo Ramon. Marcos fica com a bola.
  • 07 – Vazio! Torcidas ocupam 1/3 das arquibancadas do Pacaembu. Tobogã está vazio.
  • 08 – Vinícius chuta de fora da área, Leo Simões corta.
  • 09 – Leandro Guerreiro recua pra Rafael Monteiro.
  • 10 – Montillo ataca pela direita, Luan cede escanteio.
  • 11 – Montillo cobra escanteio, Marcos Assunção corta.
  • 12 – Anselmo Ramon tabela com Roger Galera, Márcio Araújo corta.
  • 13 – Fernandão passa a Luan na entrada da área. Gabriel Araújo se antecipa, toma a bola e sai jogando.
  • 14 – Cicinho tenta lançar Fernandão, Rafael Monteiro fica com a bola.
  • 15 – Um corpo no chão! Anselmo Ramon disputa com Gabriel Silva, leva cotovelada e fica caído.
  • 16 – Bola sobre a área celeste, Gabriel Araújo corta com tranquilidade.
  • 17 – Banheira! Bola sobre a área celeste, Vínicius, impedido, ajeita pra Fernandão marcar com um chutaço, Bandeira catarinense anula o lance.
  • 18 – Fidelidade! Torcida celeste comparece em bom número e apoia o time.
  • 18’30”- Bola sobre a área celeste, Luan cabeceia, e;a sao à esquerda de Rafael Monteiro.
  • 19 – Charles atua pela direita e passa a Roger, que é desarmado por Henrique.
  • 20 – Montillo passa a Roger Galera, que é desarmado.
  • 21 – Montillo volta à defesa pra combater o ataque palmeirense. Todo o time celeste se envolve na marcação, mas pouco cria.
  • 21’30”- Cicinho cruza da direita, bola atravessa a àrea e fica com Luan na ponta esquerda. Cercado por Marquinhos Paraná, o palmeirense toca a bola de lado e ela fica com a defesa celeste.
  • 22 – Fernandão chuta de fora da área, bola sai à direita de Rafael Monteiro.
  • 23 – Finalizações: Palmeiras 4×1.
  • 24 – Chutões pro alto no meio de campo. Os dois times estão embolados na meiúca.
  • 25 – Luan desce pela esquerda, após cometer falta não marcada sobre Marquinhos Paraná, e cruza. Gabriel Araújo corta.
  • 26 – Bola sobre a área celeste, Naldo corta de cabeça.
  • 27 – Montillo cruza da direita, Anselmo Ramon não alcança, bola fica com Márcio Araújo.
  • 28 – Gilberto recebe passe de Marquinhos Paraná e chuta da entrada da área, bola desvia em Marcos Assunção e fica com Marcos.
  • 29 – Luan arremata de fora da área, bola sai à esquerda de Rafael Monteiro.
  • 30 – Maurício Ramos entra na defesa celeste, mas é desarmado por Naldo.
  • 30’30″- Felipão: “Tem que rodar, tem que sair da marcção, pô!”
  • 31 – Montillo lança Anselmo Ramon, que é desarmado dentro da área. Escanteio. Montillo cobra, Assunção corta, de cabeça.
  • 32 – Amarelo! Gabriel Silva comete falta em Leandro Guerreiro.
  • 32’30” – Por pouco! Montillo cruza da direita, Anselmo Ramon se antecipa a Henrique e arremata com perigo. Bola sai rente ao poste esquerdo.
  • 33 – Gabriel Silva joga bola sobre a área, Rafael Monteiro sobe e defende com tranquilidade.
  • 33’30”- Luan passa a Gabriel Silva, que chuta ao invés de cruza e a bola sai pela linha de fundo.
  • 34’30”- Marquinhos Paraná desarma Luan e recebe falta. Ele mesmo cobra lançando Montillo.
  • 34 – Bola esticada na na área celeste, Rafael Monteiro defende antes da chegada de Luan.
  • 35 – Faltas: Palmeiras 8×4.
  • 36 – Cicinho passa por Gilberto e cruza pela esquerda. Fernandão disputa com Gabriel Araújo que espana.
  • 37 – Roger Galera limpa o lance e chuta de curva, da entrada da área. Marcos defende.
  • 38 – Patrik comete falta em Marquinhos Paraná. Vuaden economiza o cartão.
  • 39 – Marquinhos Paraná faz boa jogada pela direita, dribla Gabriel Silva e passa a Roger Galera que, de frente para o gol, se atrapalha e perde a bola para Patrik.
  • 39’30” - Amarelo! Gabriel Araújo passa o rodo em Vinícius.
  • 40 – Marcos Assunção cobra falta pela direita, Leandro Guerreiro corta de cabeça, dentro da área.
  • 41 – Márcio Araújo cruza da doreita, Gabriel Araújo corta.
  • 41’30″ – Roger Galera faz belo lançamento a Montillo, que desce pela esquerda, caneta Henrique e cruza fechado. Bola sai pelo lado oposto, onde é apanhada por Charles.
  • 42 – Emerson Ávila pede que Marquinhos Paraná fique na marcação e Leandro Guerreiro saia pro jogo.
  • 43 – Marquinhos Paraná dribla Luan e passa a Charles, que é desaramdo por Gabriel Silva.
  • 44 – Roger Galera mete o cotovelo na bola, no meio de campo. Assunção cobra, Luan não chega a tempo. Tiro de meta.
  • 45 – Marcos Assunção levanta na área buscando Henrique, bola vai forte demais e sai pela linha de fundo.
  • 46 – Fim de 1º tempo. Jogo equilibrado. Palmeiras atacou mais, defesa compacta do Cruzeiro deu conta do recado.
  • Montillo: “Jogo equilibrado, Palmeiras com maior volume, criamos situações no ca, tivemos duas oportunidades, temos que dar um jeito de não desgastar-se voltando pra marcar o Gabriel Silva.”
  • Márcio Araújo: “Temos que jogar mais pelas laterais, onde existe mais espaço.”
  • Marcos: “Não tá bonito, mas não podemos abrir pro Cruzeiro; no 2 tempo, o jogo será mais aberto, vai ficar melhor.”

Segundo Tempo

  • 17h05 – Times em campo sem alterações.
  • 17h07 – Começa o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 00 – Tática! Emerson Ávila pede que os meias Gilberto, Montillo e Roger galera se aproximem de Anselmo Ramon.
  • 01 – Marcos Assunção comete falta em Charles.
  • 01 – Luan cruza da esquerda, bola desvia em Leandro Guerreiro e sai pela lateral.
  • 02 – Escanteio cobrado por Assunção, pela esquerda. Gilberto corta de cabeça.
  • 03 – Cicinho drilba Gilberto e cruza. Rafael Monteiro defende pelo alto.
  • 04 – Henrique lança Vinícius, que perde a bola pra Leo Simões dentro da área.
  • 05 – Gabriel Araújo cruza da esquerda, Gilberto ajeita, Montillo chuta da entrada da área, Maurício Ramos corta.
  • 06 – Amarelo! Marquinhos Paraná comete falta em Luan.
  • 07 – Marcos Assunção chuta de fora da área, bola quica, Rafael defende com rebote, Leo Simões aparece e despacha.
  • 07’30”- Cicinho dribla Gabriel Araújo e cruza da direita, Marquinhos Paraná corta de cabeça na pequena área.
  • 08 – Marcos Assunção cobra escanteio pela esquerda, Rafael Monteiro defende com dificuldade.
  • 09 – Amarelo! Maurício Ramos dá um toco em Montillo.
  • 09’30”- Henrique desce pela esquerda, Charles aparece pra ajudar Marquinhos Paraná, dá o bote e fica com a bola.
  • 10 – Milagre! Marcos Assunção cobra escanteio pela esquerda, Rafael Monteiro tira de soco, bola fica com Luan, que chuta para o gol aberto, bola desvia no joelho de Naldo e sai a escanteio.
  • 11 – Patrik avança pelo meio e chuta da entrada da área. Bola explode na bequeira celeste.
  • 12 – Gilberto cruza da esquerda, Anselmo Ramon ajeita pra Montillo, que é desarmado por Márcio Araújo.
  • 13 – Leandro Guerreiro mete a mão na bola, Marcos Assunção cobra falta, Leandro Guerreiro corta de cabeça.
  • 14 – Defesaça! Fernandão cabeceia à queima-roupa, Rafael Monteiro salta e faz grande defesa.
  • 15 – Troca! Roger Galera por Keirrison.
  • 16 – Luan cruza da esquerda, Naldo corta
  • 16’30”- Vinícius aplica gaúcha em Gabriel Araújo , mas é desarmado por Naldo. .
  • 17 – Montillo faz grande lançamento, Keirrison cruza ao invés de arremtar e a defesa recupera a bola.
  • 18 – Luan cruza da esquerda, Marquinhos Paraná corta pra escanteio.
  • 18’30” – Troca! Patrik por Tinga.
  • 19 – Marcos Assunção cobra escanteio pela esquerda, Rafael Monteiro corta com os punhos.
  • 20 – Gilberto comete falta em Cicinho, Marcos Assunção cobra, Naldo corta.
  • 21 – Inacreditável! Montillo coloca Anselmo Ramon na cara do gol, o arremate sai rasteiro e a bola passa raspando o poste esquerdo do arco de Marcos.
  • 22 – Tinga cruza da esquerda, Marquinhos Paraná corta.
  • 23 – Gabriel Araújo sente dores nas pernas. Sebá está no aquecimento.
  • 24 – Gol! Lua avança da esquerda pro meio, deixando Marquinhos Paraná pra trás, tabela com Fernandão, recebe de frente pro arco e chuta. Rafael Monteiro dá rebote, Luan volta a chutar, com a direita, sem chance de defesa. Palmeiras 1×1.
  • 25 – Trocas! Fernandão por Ricardo Bueno. Gabriel Araújo por Sebá.
  • 26 – Luan cruza da esquerda, Rafael Monteiro não corta, bola escapa do lado oposto.
  • 27 – Defesaça! Luan tenta driblar Marquinhos Paraná, não consegue e volta pra Gabriel Silva, que rola pra Marcos Assunção. Chute forte, Rafael Monteiro defende com firmeza.
  • 28 – Palmeiras domina completamente a partida.
  • 29 – Marcos Assunção cobra falta com chute forte. Bola sai tirando tinta no travessão.
  • 30 – Sebá tenta jogada individual, mas é desaramado por Tinga.
  • 31 – Marcos Assunção pára Montillo com falta. Vuaden economiza o amarelo.
  • 31’30”- 13 dos 17 gols marcados por Marcos Assunção com a camisa do Palmeiras foram de falta.
  • 32 – Montillo sofreu 5 das 16 faltas cometidas pelo Palmeiras.
  • 33 – Montillo tenta driblar Henrique e sai com a bola pela linha de fundo.
  • 34 – Bumba, meu boi! Charles joga a bola sobre a área, Marcos Assunção rebate com um bico.
  • 35 – Emerson Ávila dá instruções a Bobô.
  • 36 – Troca! Vinícius por João Vítor. Atacante por volante.
  • 36’30” – João Vítor lança Cicinho, que é desarmado por Leo Simões dentro da área.
  • 37 – Cicinho passa por Gilberto e cruza rateiro da direita, Leo Simões corta na pequena area.
  • 38 – Troca! Anselmo Ramon por Bobô.
  • 38’30”- Cicinho caneta Leandro Guerreiro e recebe falta.
  • 39 – Marcos Assunção cobra falta pela direita, Leandro Guerreiro corta com um sem-pulo.
  • 40 – Gol! Montillo recebe passe vindo da direita, de Bobô, dentro da área, escapa de uma falta de Maurício Ramos e arremata cruzado, quase sem ângulo, rasteiro. Bola passa por baixo de Marcos e vai pra rede. Cruzeiro 1×1.
  • 41 – Vuaden inventa falta de Leo Simões em Luan, na entrada da área.
  • 41’30”- Marcos Assunção cobra, Naldo corta de cabeça. Escanteio.
  • 42 – Amarelo! Montillo passa o rodo em Tinga, na ponta direita palmeirense.
  • 42’30”- Marcos Assunção cobra falta, Gilberto tira de peixinho.
  • 43 – Cicinho chuta de fora da área, bolsa passa por cima do travessão.
  • 43’30”- Emerson manda Bobo jogar pela beirada, atacante cumpre a ordem, mas deixa bola escapar pela linha de fundo.
  • 44 – Melhores, segundo UOL: Fernandão, que marcou um golaço de primeira, porém anulado por impedimento, e ajeitou a bola para o gol de Luan, e Montillo que, no meio de tantos atletas de pouca inspiração no Cruzeiro, comandou a equipe e fez um belo gol.Piores em campo, segundo
  • 44’30”- Piores, segundo UOL: Roger, que errou muitos passes, finalizou apenas uma vez, para defesa segura de Marcos, e saiu no 2º tempo e Patrik que, assim como Roger, apareceu pouco no e foi substituído por Tinga na etapa final.
  • 45 – Pênalti! Cicinho tabela com João Vítor, que entra na área e é derrubado por Gilberto.
  • 46 – Com os pés! Marcos Assunção cobra o pênalti no meio do gol, Rafael Monteiro cai pra direita, mas defende com os pés.
  • 47 – Bolas roubadas: Palmeiras 12×9 /// Impedimentos contra: Palmeiras 2×1 /// Faltas cometidas: Cruzeiro 18×17 /// Passes errados: Palmeiras 29×21 /// Finalizações: Palmeiras 20×8.
  • 47’30”- Bola na área celeste, Rafael Monteiro fica com ela.
  • 48 – Fim de jogo. Palmeiras dominou a etapa final, mas a defesa celeste se comportou bem e evitou a derrota.
  • Marcos Assunção: “A culpa é toda minha. Bati forte no meio, mas ele defendeu.”
  • Charles: “Nosso time foi aguerrido, compacto e marcou forte.”
  • Rafael Monteiro: “Foi igual ao que defendi em 2007. Temos que logiar todo o grupo que se esforçou muito.”
  • Josino Ribeiro, repórter da TV Globo: “Gilberto desce as escadas para o vestiário dizendo que foi a última partida de sua carreira.”

Vídeos

Melhores momentos

Atuações

  • Torcida – Compareceu em bom número e apoiou o time. Mas pra não perder o costume, também produziu besteira. Alguns idiotas deixaram de comemorar o gol de empate pra ofender o diretor de futebol. Que riu da estupidez galopante que avassala o futebol brasileiro. (Síndico) ///
  • Rafael Monteiro – Fez pelo menos três defesaças, uma delas num pênalti cobrado pelo expert Marcos Assunção. Bem ou mal, cortou todas as bolas aéreas, mesmo quando obstaculizado por atacantes e beques que tentavam lhe tirar o espaço. Precisa melhorar alguns fundamentos, mas em outros, como a saída de bola já está pronto. (Síndico) ///
  • Marquinhos Paraná – Espantado com as críticas dos tresloucados, que li, ontem no PHD, resolvi conferir o jogo no VT Corujão. E qual o quê! O Mestre fez uma partidaça. No 1º tempo ainda saiu algumas vezes para o jogo, tanto que colocou Roger Galera em excelente condição de arremate, após jogada individual. No 2º, teve de ficar plantado por ordem do treinador. Travou, durante toda a partida, um duelo sensacional contra Luan, o melhor da SEP, e Gabriel Santos, ambos com preparo físico de touro de exposição. Sem apelar, apenas cercando, como o Mestre Neco fazia, ele impediu várias jogadas dos palmeirenses. ganhou 90 das disputas e fez Luan migrar várias vezes para outros espaços. No gol palmeirense, o atacante desistiu de tenar a linha de fundo e, com sua velocidade, deixou o lateral pra trás e foi tabelar com Fernandão na zona do agrião. Um golaço que em nada diminui a avaliação do Mestre Paraná. (Síndico) ///
  • Naldo – Salvou um gol certo, com o joelho. Rebateu tudo. Foi envolvido no gol da SEP. Mas quem não foi? (Síndico) ///
  • Leo Simões – Boa atuação. Não brincou em serviço. O gol da SEP, nem Perfumo e Procópio teriam evitado. (Síndico) ///
  • Gabriel Araújo – Começou muito bem, mostrando tranquilidade. Com o tempo, foi perdendo as disputas com Cicinho, mesmo sendo obrigado a ficar exclusivamente na marcação e com a ajuda de Gilberto. Vai melhorar, pois tem personalidade e bom trato com a gorduchinha. (Síndico) ///
  • Leandro Guerreiro – Sóbrio e trabalhador. Só não deu conta de apoiar o ataque como solicitado por Emerson Ávila no 2º tempo. –(Síndico) ///
  • Charles – Mais ágil que Guerreiro, saiu várias vezes para ajudar Marquinhos Paraná a lutar contra os dois ou três que caiam pela esquerda do ataque porcino. Ofensivamente, não apareceu muito. (Síndico) ///
  • Roger Galera – Teve dois bons momentos na aprtida: um chute de curva e um lançamento limpo pra Montillo. De resto, viu os palmeirenses trançarem pra lá e pra cá à sua frente sem ter pernas pra impedi-los. (Síndico) ///
  • Montillo - Começou voltando muito pra acompanhar Gabriel Santos, mas teve de voltar ás funções de armação e ataque por determinação de Emerson Ávila. Sem a sobrecarga, jogou muita bola e salvou o time com um gol de craque. Por muito tempo a bequeira porcina há de se perguntar como foi que ele escapou e concluiu naquele exíguo espaço que lhe concederam. (Síndico) ///
  • Gilberto – Alternou bons e maus momentos. Ganhou e perdeu as disputas pelo lado esquerdo. Fez duas ou três jogadas ofensivas. Com a bola nos pés, sabe o que fazer. Agora, correr atrás da garotada, por favor, esqueçam. Se voltar atrás na decisão de pendurar as chancas, poderia ser quarto-zagueiro, centroavante ou meia avançado. Na lateral, não dá mais pé. (Síndico) ///
  • Anselmo Ramon - Lutador. Teve a chance de marcar dois gols em jogadas de Montillo. Fez o que tinha de fazer: arrematar. Mas não levou sorte. (Síndico) ///
  • Keirrison – Entrou com a incumbência de abrir o jogo pelas pontas, mas não viu a cor da bola, porque o Crueiro estava acuado e poucas bolas chegaram a ele. (Síndico) ///
  • Bobô – Em 10 minutos, fez a jogada que resultou no gol de empate. Pode ser uma boa alternativa pra tornar o ataque mais efetivo. (Síndico) ///
  • Sebá – Recebu isntruções pra jogar aberto que nem asa de avião. Mas não decolou. (Síndico) ///
  • Emerson Ávila – Boa estréia. Arriscou com um sistema diferente, o 4-2-3-1, mas não foi punido por isto. Se a defesa ficou mais encorpada, o ataque continuou mambembe. Terá muito trabalho pra montar um time em meio à competição. (Síndico) ///
  • Juiz & Bandeiras – Sem erros. (Síndico) ///
  • Cruzeiro – Para o 4-2-3-1 funcionar, a linha de três não pode ter dois jogadores estáticos, sem movimentação, como Roger e Gilberto. A força ofensiva fica comprometida, Montillo tem que dar conta do recado e o centroavante, qualquer um, fica isolado, batendo cabeça com a zaga adversaria. (Mauro França) /// (Síndico) ///
  • Palmeiras - Sem Kleber e Valdivia, é um time comum. Luan ainda deu um gás no ataque e marcou um belo gol. Marcos Assunção é o homem da bola parada, que ontem não funcionou, a ponto de desperdiçar o presente de Gilberto no final do jogo. No mais, um monte de esforçados, que correm e marcam muito. (Mauro França)

O que foi dito

  • André Kfouri, em seu blog: Marcos Assunção, que tem muito crédito, desperdiçou nos acréscimos o pênalti que decretou o empate. Respeito todas as opiniões, mas não tenho dúvida de que Gilberto fez pênalti em João Vitor.
  • Gustavo Poli, em seu blog: O talento de Montillo evitou que o Palmeiras se aproximasse dos líderes. O time verde jogou mais que o azul… mas parou no penal desperdiçado por Marcos Assunção com um petardo no meio do gol.
  • Rafael Belattini, no blog do Juca Kfouri: No duelo de Palestras no Pacaembu, Palmeiras e Cruzeiro repetiram o placar do jogo do primeiro turno. Na primeira metade do primeiro tempo, havia equilíbrio na posse de bola, mas o Palmeiras conseguia finalizar enquanto o Cruzeiro sofria para se armar. Os paulistas chegaram a marcar com um belo gol de Fernandão, aos 17. Mas, antes do atacante encher o pé de primeira, Vinícius, que substituiu o ainda contundido Kléber, foi quem ajeitou em posição irregular. A Raposa melhorou um pouco, mas só conseguiu um chute fraco de Roger para a defesa de Marcos, o único chute no alvo em todo o primeiro tempo, e um boa antecipação de Anselmo Ramon que assustou, mas errou o alvo. No intervalo Felipão disse que só iria pedir uma mudança de postura ao Palmeiras, e o pedido fez efeito. Luan teve tudo para abrir o marcador aos 10, quando Rafael afastou errado uma bola alçada em cobrança de escanteio. Depois o goleiro se redimiu com boa defesa em cabeceio de Fernandão. E o torcedor palmeirense ainda pode reclamar de uma penalidade quando Marquinhos Paraná abriu demais o braço e interceptou a bola, mas a arbitragem nada marcou. O jogo era muito melhor que na primeira etapa e Montillo deixou Anselmo Ramon em condições de marcar, mas o chute do cruzeirense passou raspando a trave aos 20. Três minutos depois, Luan pegou a bola pela esquerda, tocou para Fernandão servir de pivô dentro da área. Luan veio para o meio e chutou, Rafael espalmou e o próprio Luan pegou o rebote para colocar o Palmeiras na frente. 1 a 0. O Palestra alviverde era melhor e chegava mais ao gol, mas o Cruzeiro conseguiu a igualdade com Montillo recebendo dentro da área, girando sobre a marcação e colocando 1 a 1 no placar aos 40 minutos. E olha que o Palmeiras teve a chance de vencer quando a arbitragem viu Gilberto derrubou João Vitor dentro da área aos 45, em lance duvidoso. Pênalti que Marcos Assunção, acreditem, chutou e Rafael conseguiu tirar com as pernas. Um balde de água fria na torcida palmeirense, que via o time ficando cinco pontos atrás do líder Corinthians, mas acabou perdendo uma boa chance de diminuir a diferença para o rival.
  • Leandro Mattos, em seu blog: O Cruzeiro arrancou um empate diante do Palmeiras, com destaque para o goleiro Rafael, que segurou a igualdade aos 43 minutos do segundo tempo, ao defender um pênalti cobrado por Marcos Assunção. Além do camisa 1, Montillo voltou a ser o protagonista da equipe. O argentino é mesmo diferenciado e sobra entre os 11 titulares estrelados. Nesse domingo, deixou mais um belo gol nas redes adversárias.
  • Marcos Assunção, volante do Palmeiras: A culpa é minha. Errei quando tinha de fazer o gol. Contava com o deslocamento do goleiro, mas ele ficou parado e deixou a perna. Assumo a responsabilidade do empate. Vida que segue. Peço desculpas aos meus companheiros e aos torcedores por este resultado.
  • Luiz Felipe Scolari, treinador do Palmeiras: Fico chateado e triste porque esta é uma jogada treinada. Marcos Assunção é um atleta de qualidade que já nos deu 20 vitórias e, neste momento, errou um pênalti, o que não é comum. Mas ele é aplicado e dedicado. Todo mundo está sujeito a um erro. Ele estava arrasado, mas não é motivo porque muitas vezes nos deu a vitória. Tem de aceitar e continuar trabalhando para em outra oportunidade isso não acontecer. Ele fez um bom jogo, mas não foi brilhante. Mas, em um lance de craque, fez a diferença. Ele é craque porque em um momento decidiu.
  • Rafael Monteiro, goleiro do Cruzeiro: Estou muito feliz, graças a Deus. É difícil. Marcar um pênalti aos 46 minutos, que a meu ver não foi pênalti, e a gente poderia ter saído com e derrota se o Marcus Assunção fizesse. A gente sabe que ele é muito bom e que normalmente bate cruzado. Eu esperei, tentei esticar a perna, a bola veio muito forte e bateu (na perna), felizmente. É muito difícil, e graças a Deus, nesse jogo pude mostrar minha qualidade, que estou aqui para ajudar o Cruzeiro.
  • Leo Simões, beque do Cruzeiro: É um resultado muito bom, pois foi um empate fora de casa, contra uma equipe que está brigando no topo da tabela. A gente sabia que o jogo seria difícil, seria complicado. Criamos algumas oportunidades, felizmente concluímos um gol e empatamos. Houve o pênalti no final e o Rafael pegou. Ele merece. A gente também estava trabalhando para isso e acho que o resultado foi mais do que justo.
  • Leandro Guerreiro, volante do Cruzeiro: O Rafael merecia, é um esplêndido goleiro, que substitui um outro maravilhoso goleiro, que é o Fábio. Importante esse resultado, agora é levantar a cabeça e continuar trabalhando, que a gente sabe que tem um grupo bom.
  • Gilberto, meia do Cruzeiro: No jogo contra o Corinthians, em uma jogada com o Jorge Henrique, o Vuaden me deu um amarelo e, depois, um vermelho. Não aguento mais jogar com o Vuaden nem com o Paulo César Oliveira. Então, é melhor parar de jogar. Estou encerrando a carreira. A arbitragem está muito difícil. A tendência é que eu converse com o presidente e, depois, marque uma entrevista para explicar a situação. Eu conversei com o Vuaden, no jogo contra o Corinthians, ele me deu um cartão amarelo e, depois, o vermelho. Fiquei de fora e prejudiquei a equipe. Ele marcou uma falta, e eu perguntei se ele não gostava de mim. Depois, marcou uma penalidade que não foi. Eu disse que ia parar de jogar por causa dele. Eu trabalho, tenho 36 anos, já sofri com situações parecidas. Faltam três meses para acabar o ano, mas acho que já é a hora. Os erros de arbitragem são graves. No jogo entre Atlético-MG e Avaí, o Réver deu uma entrada de cartão vermelho, e o Paulo César Oliveira nem marcou falta. É muito difícil.
  • Leandro Pedro Vuaden, juiz da partida: Tem que ter tranquilidade sempre. Vou continuar fazendo meu trabalho.
  • Roger Galera, meia do Cruzeiro: A diretoria fez bem em dar uma oportunidade para o Emerson, até porque faltam 17 jogos. Mas não só o Emerson, como também a comissão técnica dele conhecem todos (no clube) muito bem e acho que não teve escolha melhor para nós. Agora, é terminar de uma maneira boa e quem sabe conseguir uma classificação para a Libertadores.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: Estou aqui pra ajudar. O Emerson perguntou pra mim se eu podia jogar pela direita, e no 2º tempo voltei pro meio. Estou à disposição pra jogar em qualquer setor, do jeito que ele achar melhor para o time. Mas minha posição sempre foi meia. Agora vamos acertar algumas coisas para jogar melhor na quarta-feira. O primeiro tempo foi ruim, o time não conseguiu jogar bem, estava muito calor dentro do campo, mas no segundo tempo acho que foi um pouco melhor. O Cruzeiro teve algumas chances de gol, como uma com o Anselmo, e depois teve o gol do Luan. Mas conseguimos o empate no final, teve a defesa do Rafael no pênalti, que foi duvidoso, mas acho que o empate foi bom para os dois times, pois foi um jogo parelho. Vamos falar com Gilberto, é um jogador muito importante para nós. Ele falou com a cabeça quente.
  • Keirrison, atacante do Cruzeiro: Foi muito bom, graças a Deus. Isso era muito importante para eu poder pegar ritmo de jogo. Além disso, vou conhecendo a equipe também, aos poucos a gente vai sabendo onde cada um se coloca. Pelas circunstâncias do jogo acho que foi um ponto muito importante e no final do campeonato vai valer muito. Agora é pensar no próximo jogo, em casa, que vai ser difícil. Espero que possamos conseguir a vitória. O Brasileiro a cada ano que passa fica mais difícil, mesmo aquelas equipes que passam pela zona de rebaixamento são muito fortes. Vamos acreditar até o último jogo, mas temos que pensar a cada partida para que possamos subir esses degraus e chegar no G4.
  • Emerson Ávila, treinador do Cruzeiro: O Rafa é um goleiro em quem a gente aposta muito. Foi feliz na defesa, não tem tanto ritmo de jogo, por ficar na reserva do Fábio, mas foi muito bem e o grande mérito do resultado, no final da partida, temos que dar a ele. Foi um jogo bom, sobretudo no segundo tempo, em que as oportunidades de gols sugiram. O primeiro tempo foi de muita marcação, segundo tempo foi mais aberto, dos dois lados. Mas quando a nossa equipe estava com mais volume, tivemos chance com o Anselmo, perdemos, o Palmeiras foi lá e fez 1×0. “Corremos atrás, temos que destacar a superação do grupo, que teve muitos desfalques. Foi uma partida brilhante de nossos atletas, pelo empenho e dedicação, diante de um adversário com a qualidade, a tradição do Palmeiras. Diria que não foi sensacional. A gente veio com o intuito de conquistar uma vitória, mas temos que respeitar muito o Palmeiras, tem um grande time, um grande treinador. Por tudo que aconteceu dentro da partida, saímos daqui ganhando um ponto e não perdendo dois.
  • Dimas Fonseca, diretor de futebol do Cruzeiro: Por este lance do pênalti, não tenho condições de falar da arbitragem, mas acho que ele errou em alguns outros lances, inclusive com a inversão de cartões. Nós temos tido uma condição com o Sérgio Correa da CBF, de que nós não podemos fazer as reclamações diretas. Eu tenho feito sempre junto à Federação Mineira de Futebol e o Paulo Schettino tem nos ajudado. Sempre que nós reclamamos, ele tem encaminhado à CBF e inclusive já houve punição de árbitros que nos prejudicaram. Então, quero ver com calma o lance para que depois eu possa me manifestar junto à CBF. Desde que o colocamos no cargo deixei claro que Emerson não vinha como interino, mas sim como efetivo. Nós conhecemos muito bem o trabalho do Emerson, já trabalha conosco há muitos anos. Sabemos da sua competência e acredito que tem tudo para dar certo, porque ninguém melhor do que o Emerson conhece o nosso plantel.

Fontes

Transmissão

  • Sportv