Palestra Itália 2x0 Combinado Villa Nova - Palmeiras - 03/04/1921

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG 1920.png
Por Amistosos
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG 1920.png
No estádio Prado Mineiro
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG 1920.png
Contra Villa Nova-MG/Palmeiras
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Vazio.png 1x2 Escudo Cruzeiro BH.png

[edit]

Escudo Palestra Itália.png
2 × 0
Escudo Vazio.png

Amistoso

Placar
Palestra Itália 2-0 Villa Nova-MG/Palmeiras
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: domingo, 3 de abril de 1921 às 14:30
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Prado Mineiro

Árbitro: Hermeto Júnior
Assistente 1:
Assistente 2:


Público e Renda

Público pagante: 1.500
Público Presente: Não disponível
Renda Bruta: Não informado


Escalações

Palestra Itália
  1. (TA) Nullo
  2. (TA) Polenta
  3. (TA) Ciccio
  4. (TA) Quiquino
  5. (TA) Américo
  6. (TA) Bassi
  7. (TA) Lino
  8. (TA) Spartaco
  9. (TA) Nani Gol aos 16 do F 16'  (1T) Gol aos 7 do  (2T) 7'  (2T)
10. (TA) Henriqueto
11. (TA) Armandinho
Técnico: Icone-Treinador.png Combinado Técnico

Villa Nova-MG/Palmeiras
  1. Ferreira
  2. Marcondes
  3. Ruanico
  4. Cristovão
  5. Baiano
  6. Oscar
  7. Raimundo
  8. Gentil
  9. Badú
10. Damaso
11. Juá
Técnico:


Reservas que não entraram na partida

Sobre o jogo[editar]

A estréia do Palestra nos gramados de Belo Horizonte foi no Estádio do Prado Mineiro, no dia 03 de abril de 1921. O adversário foi um Combinado de duas equipes de Nova Lima reunindo jogadores do Villa Nova e do Palmeiras. O Palestra conquistou em seu primeiro jogo uma vitória. Nani (João Lazarotti) marcou os primeiros gols da história do Palestra.

A exceção do zagueiro Ciccio, que foi um dos fundadores do Guarany, do bairro Lagoinha em 1919, todos os demais jogadores que atuaram no amistoso vieram do Yale.

O Estádio Prado Mineiro estava com a lotação máxima, cerca de 1.500 torcedores.

Postagem do Cruzeiro no ano do Centenário[editar]

3 de abril de 1921. Há exatos 100 anos, o Palestra Italia começava a escrever, dentro de campo, uma história que seria rica de conquistas e vitórias. Naquela data, um domingo à tarde, ainda em uma pacata Belo Horizonte, o time recém-criado entrava em campo pela primeira vez para conquistar o primeiro de incontáveis triunfos que fazem hoje do Cruzeiro Esporte Clube uma das maiores instituições esportivas do Brasil e do mundo.

Com apenas quatro meses de existência, o Palestra Italia teve como seu primeiro adversário uma equipe que mesclava jogadores do Villa Nova e do extinto Palmeiras, ambos de Nova Lima/MG. Para aquela partida amistosa, todos os jogadores do time palestrino eram oriundos do Yale, outro clube de origens italianas, com exceção apenas do zagueiro Ciccio, que defendia o Guarany, outro expoente futebolístico mineiro da época.

“Os primeiros meses de fundação do Palestra Italia foram reservados para a resolução de situações burocráticas e de outras coisas como a escolha do material esportivo. E por ser um clube totalmente criado pela comunidade italiana, muitos atletas italianos de outras equipes da época escolheram jogar pelo Palestra Italia, o que acabou criando a lenda urbana de que o Palestra era resultado de uma dissidência do Yale. É uma inverdade esta afirmação porque o Yale seguiu jogando nos campeonatos até 1925”, destacou Anísio Ciscotto, historiador e Conselheiro Nato do Cruzeiro.

O extinto estádio do Prado Mineiro, espaço que hoje é ocupado pela Academia de Polícia Militar de Minas Gerais, no bairro Prado, em Belo Horizonte, foi palco do primeiro jogo da história do Palestra Italia. O público registrado para aquele duelo foi de 1.500 pessoas, capacidade máxima das arquibancadas do espaço.

Os espectadores que tiveram a oportunidade de acompanhar de perto o primeiro compromisso da história do Palestra Italia assistiram à vitória da equipe palestrina por 2 a 0. O atacante Nani foi o responsável por balançar as redes nas duas oportunidades, deixando seu nome marcado eternamente na história do time.

A importância da vitória logo na partida de estreia do Palestra Italia foi ressaltada na ata do jogo, registrada em 6 de abril de 1921, três dias depois da realização do duelo. Segundo um trecho do documento, a boa atuação dos atletas palestrinos rendeu um convite para a disputa de uma nova partida, desta vez contra o Atlético-MG, que ficou marcado como o primeiro clássico estadual da história.

“Com a grande vitória sobre o Villa Nova, que naquele jogo contou com alguns jogadores do Palmeiras, a Associação Mineira de Cronistas Esportivos convidou o Palestra Italia a fazer uma partida valendo uma medalha da associação, e o adversário escolhido por eles na época foi o Clube Atlético Mineiro. Acabamos também vencendo esse jogo, desta vez por 3 a 0, com dois gols de Atílio e um de Nani”, citou Anísio[1]

Porque é jogo imortal?[editar]

  • Primeiro jogo da história do Clube.

Imagems[editar]

Jornal sobre o jogo

Fontes[editar]

  • RIBEIRO, Henrique - Almanaque do Cruzeiro. Belo Horizonte: 2007. 560 p.
  • BARRETO, Plínio e BARRETO, Luiz Otávio Trópia -De Palestra a Cruzeiro - Uma Trajetória de Glórias. Belo Horizonte: 2000 M & B Acessoria de Imprensa, 200 p.

Referências[editar]