Palestra Itália 2x0 Combinado Villa Nova - Palmeiras - 03/04/1921

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG.png
Por Amistosos
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG.png
No estádio Prado Mineiro
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Palestra Itália.png 3x0 Escudo Atlético-MG.png
Contra Combinado Villa Nova/Palmeiras
← Primeira ficha Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Palestra Itália.png
2 × 0
Escudo Vazio.png

Amistoso

Placar
Palestra Itália 2-0 Combinado Villa Nova/Palmeiras
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 3 de abril de 1921 às 14:30
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Prado Mineiro

Árbitro: Hermeto Júnior
Assistente 1:
Assistente 1:


Público e Renda

Público pagante: Não disponível
Público Presente: Não disponível
Renda: Não informado


Escalações

Palestra Itália
  1. Nullo
  2. Polenta
  3. Ciccio
  4. Checchino
  5. Américo
  6. Bassi
  7. Lino
  8. Spartaco
  9.  Nani Gol aos 16 do 16'  (1T) F Gol aos 7 do  (2T) 7'  (2T)
10. Henriqueto
11. Armandinho
Técnico: Combinado Técnico

Combinado Villa Nova/Palmeiras
  1. Ferreira
  2. Marcondes
  3. Ruanico
  4. Cristovão
  5. Baiano
  6. Oscar
  7. Raimundo
  8. Gentil
  9. Badú
10. Damaso
11. Juá
Técnico:


Reservas que não entraram na partida


Sobre o jogo[editar]

A estréia do Palestra nos gramados de Belo Horizonte foi no Estádio do Prado Mineiro, no dia 03 de abril de 1921. O adversário foi um Combinado de duas equipes de Nova Lima reunindo jogadores do Villa Nova e do Palmeiras. O Palestra conquistou em seu primeiro jogo uma vitória. Nani (João Lazarotti) marcou os primeiros gols da história do Palestra.

A exceção do zagueiro Ciccio, que foi um dos fundadores do Guarany, do bairro Lagoinha em 1919, todos os demais jogadores que atuaram no amistoso vieram do Yale.

O Estádio Prado Mineiro estava com a lotação máxima, cerca de 1.500 torcedores.

Porque é jogo imortal?[editar]

  • Primeiro jogo da história do Clube.

Fontes[editar]

  • RIBEIRO, Henrique - Almanaque do Cruzeiro. Belo Horizonte: 2007. 560 p.
  • BARRETO, Plínio e BARRETO, Luiz Otávio Trópia -De Palestra a Cruzeiro - Uma Trajetória de Glórias. Belo Horizonte: 2000 M & B Acessoria de Imprensa, 200 p.