Olimpia 0x0 Cruzeiro - 06/11/1991

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo América-MG.png Gol aos do Escudo River Plate.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png
Por Supercopa Libertadores
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Olimpia.png Gol aos do Escudo River Plate.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Defensores del Chaco
Escudo Olimpia.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Olimpia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra Olimpia
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Olimpia.png Gol aos do Escudo Olimpia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Olimpia.png
0 × 0
Escudo Cruzeiro.png

Jogo de volta - Semifinal da Supercopa Libertadores 1991

Placar
Olimpia 0-0 Cruzeiro
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 6 de novembro de 1991
Local: Assunção, Paraguai
Estádio: Defensores del Chaco

Árbitro: Juan Bava
Assistente 1: Abel Gneco
Assistente 1: Ricardo Calábria


Público e Renda

Público pagante: 15.680
Público Presente: Não disponível
Renda: ₲$ 90.615.000,00 R$ 90.615.000 <br />Cr$ 90.615.000 <br />NCr$ 90.615.000 <br />Cz$ 90.615.000 <br />NCz$ 90.615.000 <br /> (preço médio: ₲$ 5.779,02 )


Escalações

Olimpia
  1. Jorge Battaglia
  2. Virginio Cáceres Substituição realizada de jogo ( Neri Franco )
  3. Rogelio Delgado
  4. Mário Ramírez
  5. Silvio Suárez
  6. Fermín Balbuena
  7. Jorge Guasch
  8. Carlos Guirland
  9. Vidal Sanabria
10. Gabriel González
11. Adolfo Jara
Técnico: Aníbal Ruiz

Cruzeiro
  1. Paulo César Borges
  2. Zelão
  3. Paulão Cartão amarelo recebido aos Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
  4. Adilson Batista
  5. Nonato
  6. Ademir Cartão amarelo recebido aos
  7. Boiadeiro
  8. Luís Fernando Flores Substituição realizada de jogo ( Paulinho )
  9. Mário Tilico
10. Charles Fabian
11. Andrade Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( Macalé )
Técnico: Ênio Andrade


Reservas que não entraram na partida


Cobrança de Pênaltis[editar]

Olimpia 3 x 5 Cruzeiro
Carlos Guirland aos do Gol aos do Adilson Batista
Silvio Suárez Gol aos do Gol aos do Boiadeiro
Mário Ramírez Gol aos do Gol aos do Mário Tilico
Neri Franco Gol aos do Gol aos do Charles Fabian
(já decidido) Gol aos do Nonato

Sobre o jogo[editar]

O jogo da volta foi disputado no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no dia 6 de novembro.

Ênio Andrade surpreendeu ao escalar o volante Andrade no lugar do atacante Marquinhos, mas mesmo assim o time manteve a ofensividade.

Com a expulsão do zagueiro Paulão, no segundo tempo, Ênio surpreendeu de novo e trocou o meia Luís Fernando pelo veloz atacante Paulinho, para puxar os contra-ataques.

A partida teve lances de gol de lado a lado, mas o placar não saiu do zero e o Cruzeiro, novamente, decidiu a vaga na disputa de tiros livres. Carlos Guirland desperdiçou a primeira cobrança do Olimpia, enquanto o Cruzeiro aproveitou todas e venceu por 5 a 3.

Assim como aconteceria com o Colo Colo, esta também foi a primeira de uma série de eliminações que o Cruzeiro iria impor ao Olimpia nas competições sul-americanas e foi na imprensa paraguaia que o time estrelado ganhou a referência de “La Bestia Negra”.


Fonte[editar]

  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405