Marcelo de Oliveira Santos

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
(Redirecionado de Marcelo Oliveira)
Ir para navegação Ir para pesquisar

[edit]

Marcelo de Oliveira Santos.jpg
Marcelo Oliveira
Números totais
Número de jogos 169
Vitórias 106
Empates 32
Derrotas 31
Gols pró 325 (média: 1.92 )
Gols contra 147 (média: 0.87 )
Aprov. em pontos 69,03%
Aprov. de vitórias 62,72%
Último jogo considerado
Figueirense Escudo Figueirense.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Cruzeiro - 31/05/2015
Substituiu Foi substituido por

2012 Celso Roth Luxemburgo 2015

Nota: Este artigo é sobre o treinador. Para o jogador, veja: Marcelo Oliveira Ferreira


Marcelo de Oliveira Santos, mais conhecido como Marcelo Oliveira, foi técnico do Cruzeiro entre dezembro de 2012 e junho de 2015. Ele foi anunciado no dia 3 de dezembro de 2012[1][2][3][4][5] para substituir Celso Roth e foi demitido no dia 2 de junho de 2015, sendo substituído por Vanderlei Luxemburgo.

Estreou na vitória de 4 a 1 em um amistoso contra o Mamoré no dia 27 de janeiro de 2013. O primeiro jogo válido por uma competição foi a vitória sobre o Atlético-MG por 2x1 na reestreia do Mineirão. Último jogo que comandou a equipe celeste foi na derrota de 2 a 1 para o Figueirense no Orlando Scarpelli.

Antes do anúncio, a novela[editar]

O Cruzeiro fez o acerto com o treinador no início de novembro de 2012. No dia 14 de novembro, o presidente Gilvan bancou a contratação de Marcelo, mesmo diante de pressões da torcida. Na semana seguinte, o mandatário recuou e confessou que poderia rever a decisão.

Na ocasião, foi oferecido o técnico Jorge Fossati, do Cerro Porteño do Paraguai. Gilvan aprovou o nome e autorizou o empresário uruguaio Edgar Goulart a fazer contato com o agente do treinador Gabriel Morales. Fossati gostou muito da ideia de treinar o Cruzeiro, mas a conversa não foi adiante porque o clube celeste achou melhor não desfazer o acordo com Marcelo Oliveira.

Antes da apresentação o nome de Marcelo Oliveira tinha grande rejeição da torcida.[6] [7]

Passagem[editar]

Apresentação[editar]

O treinador foi apresentado no dia 3 de dezembro de 2012. Prometendo aproveitamento da base[8] elogiando os reforços e a manutenção do meia Montillo[9]. O jogador no entanto foi negociado com o Santos pouco tempo depois.

Início[editar]

O técnico Marcelo Oliveira ficou satisfeito com o início da temporada 2013. Para o comandante do Cruzeiro, os atletas têm tido responsabilidade e compromisso com os objetivos traçados pela comissão técnica. O treinador não perde a oportunidade de elogiar os jogadores cruzeirenses, que, para ele, têm tido um comportamento exemplar.[10]

Marcelo avalia inicio dos trabalhos na apresentação. Imagens do treino

50 jogos[editar]

Com perfil tranquilo, o treinador disse que críticas injustas o tiram do sério. E questionado sobre o melhor jogador do Brasileirão, apontou um craque de outra equipe. A entrevista completa você confere abaixo.

Ver anexo: Leia a Entrevista dos 50 jogos

Primeiro título[editar]

No dia 13 de novembro de 2013, contabilizando 59 jogos pelo Cruzeiro (45 vitórias, 6 empates e 8 derrotas), Marcelo Oliveira sacramentou seu nome no hall de treinadores campeões do Cruzeiro ao conquistar seu primeiro título de expressão: o Campeonato Brasileiro 2013.

Renovação para 2014[editar]

Em outubro de 2013, Marcelo fala sobre a renovação de seu contrato com o Cruzeiro para a temporada 2014: Estou muito feliz com o ambiente e estrutura do Cruzeiro. Uma sequência é importante e interessante para todos. Mas temos que focar no momento de definição do campeonato. Uma desatenção pode ser fatal.

No dia 19 de novembro de 2013 foi anunciado[11][12] a renovação do contrato por mais um ano, até o final de 2014.

Temporada 2014[editar]

Marcelo Oliveira comemorando o Tetra Campeonato Brasileiro

Em 2014 o técnico começou o ano comemorando a conquista do Mineiro em cima do rival, e terminou mais uma vez, antecipadamente celebrando a do Brasileirão. Marcelo acabou perdendo a final da Copa do Brasil, e com isso também a chance do bi da tríplice coroa para o Cruzeiro.

Sob seu comando o Cruzeiro foi clube Brasileiro a ir mais longe na Copa Libertadores da América 2014.

Teve o seu contrato renovado[13][14] no dia 3 de dezembro até o final de 2015.

Entrevista ao Esporte Espetacular no dia 14 de dezembro.

Preparação para 2015[editar]

Em sua terceira temporada pelo Cruzeiro, Marcelo Oliveira sabe que as recentes conquistas o respaldam dentro da equipe, mas também podem servir de incentivo para os seus adversários. Por isso, o treinador busca cada vez mais talhar uma mentalidade vitoriosa em seus comandados. É com esse tipo de pensamento que o técnico bicampeão brasileiro pretende escrever novos capítulos na sua história pela Raposa.

Marcelo Oliveira falou sobre os preparativos e desafios encarados durante a pré-temporada do Cruzeiro, em entrevista ao Superesportes. Dissertou sobre as saídas de peças importantes como Ricardo Goulart, Lucas Silva, Egídio e Nilton e também analisou a chegada dos reforços Leandro Damião, Joel, Riascos, De Arrascaeta, Felipe Seymour e Fabiano. Além disso, comentou sobre uma provável transferência de Everton Ribeiro, eleito duas vezes o melhor jogador da Série A, para o futebol árabe. Por fim, destacou o planejamento para a Copa Libertadores e a busca pelo Tricampeonato Brasileiro. [15]

Ver anexo: Entrevista ao Superesportes em Janeiro de 2015

Saída[editar]

No dia 2 de junho de 2015, o Cruzeiro anuncia a saída de Marcelo Oliveira do comando do Cruzeiro.[16][17]

O que o presidente disse sobre a saída de Marcelo Oliveira:

Desde o jogo contra o Tombense, achei que já era a hora de demitir o treinador. Mas o time começou a mostrar certa reação e dei uma segurada. Mais à frente, jogamos péssima partida contra o São Paulo na Libertadores e sem fazer nada em campo pra mudar a situação. Merecíamos ter tomado uma goleada enorme. Mas como o placar foi mínimo e fora, poderíamos inverter em casa. E na volta, em Belo Horizonte, o time teve pegada diferente. Achei que dava pra continuar, pois fiz cobranças e os atletas passaram a render mais. Contra o River Plate, na Argentina, o time teve procedimento idêntico, mas depois, em Belo Horizonte, voltou aquele marasmo e aí não deu mais pra segurar. Eu tinha que fazer qualquer coisa e a troca mostrou que eu estava certo. Ponderei muito e discuti internamente o que teria de ser feito, qual a forma e o momento pra saída do treinador. E ela teria acontecido alguns dias antes, mas pesou a situação da mãe dele, que estava muito doente e veio a falecer. Esperei o quanto pude, mas um presidente de clube tem que tomar decisões. Não podia me deixar levar pelos sentimentos de amizade e de respeito ao trabalho que foi feito se as coisas estavam indo mal. Se o time passou a render menos e os jogadores não produziam a mesma coisa, era preciso sacudir e mexer. Marcelo ficou dois anos e meio no Cruzeiro, nos ajudou a conquistar títulos e somos muito gratos a ele. Mas a vida do clube continua. E nós vivemos de vitórias. O torcedor não aceita derrotas.

Estatísticas ano a ano[editar]

Ano Jogos Vitórias Empates Derrotas Aprov. Gols pró Gols contra Saldo de gols
2013 63 45 8 10 75,66% 142 55 87
2014 76 48 16 12 70,18% 141 68 73
2015 30 13 8 9 52,22% 42 24 18

Confrontos como técnico adversário[editar]

Enfrentou o Cruzeiro 15 vezes: 5 V, 3 E, 7 D

Jogos[editar]

  1. Atlético-MG 0x1 Cruzeiro - 26/05/2002 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Supercampeonato Mineiro 2002
  2. Atlético-MG 0x1 Cruzeiro - 12/10/2003 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2003
  3. Atlético-MG 0x2 Cruzeiro - 19/10/2008 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2008
  4. Cruzeiro 2x1 Coritiba - 25/06/2011 - (Arena do Jacaré / Sete Lagoas) - Campeonato Brasileiro 2011
  5. Coritiba 2x1 Cruzeiro - 21/09/2011 - (Couto Pereira / Curitiba) - Campeonato Brasileiro 2011
  6. Coritiba 4x0 Cruzeiro - 19/08/2012 - (Couto Pereira / Curitiba) - Campeonato Brasileiro 2012
  7. Cruzeiro 1x1 Vasco - 16/09/2012 - (Melão / Varginha) - Campeonato Brasileiro 2012
  8. Cruzeiro 2x1 Palmeiras - 09/08/2015 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2015
  9. Palmeiras 2x1 Cruzeiro - 19/08/2015 - (Allianz Parque / São Paulo) - Copa do Brasil 2015
  10. Cruzeiro 2x3 Palmeiras - 26/08/2015 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Copa do Brasil 2015
  11. Palmeiras 1x1 Cruzeiro - 21/11/2015 - (Allianz Parque / São Paulo) - Campeonato Brasileiro 2015
  12. Atlético-MG 2x3 Cruzeiro - 12/06/2016 - (Independência / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2016
  13. Cruzeiro 1x1 Atlético-MG - 18/09/2016 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2016
  14. Coritiba 1x0 Cruzeiro - 18/10/2017 - (Couto Pereira / Curitiba) - Campeonato Brasileiro 2017
  15. Cruzeiro 2x1 Fluminense - 25/08/2018 - (Mineirão / Belo Horizonte) - Campeonato Brasileiro 2018

Títulos[editar]

Individuais[editar]

Links[editar]

Vídeos[editar]

Entrevista ao Kajuru
Reportagem especial no Globoesporte
Entrevista Donos da Bola
Donos da Bola Janeiro 2015 1/3
Donos da Bola Janeiro 2015 2/3
Donos da Bola Janeiro 2015 3/3
Resenha de boleiro

Referências[editar]