Leonardo Pereira Silva

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar

[edit]

Leonardo
Icone-Jogador-Cruzeiro.png
Informações pessoais
Nome completo Leonardo Pereira Silva
Data de nasc. 13/06/1974 (45 anos)
Local de nasc.

Picos

Posição Atacante
Jogos 28 (Oficais: 27 / Amistosos: 1)
Gols 9
Elenco atual? Não
Último jogo considerado
Cruzeiro 1x2 Criciúma - 17/03/2002


Em julho de 2001, o Cruzeiro acertou a contratação do artilheiro, que havia entrado para a história do Mineirão: o atacante Leonardo. Ele havia marcado cinco gols na goleada do Sport Recife, por 6 a 0, sobre o time de lourdes, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2000. Custou R$ 1,5 milhão aos cofres do barro preto. Um valor alto para o período. Apesar do alto investimento e do feito que carregava em seu currículo, sua chegada ao clube foi ofuscada com o anúncio de outros três reforços de peso: o atacante Edmundo, o volante colombiano Rincón e o meia Alex. Com a chegada destes três jogadores, o Cruzeiro ganhou até a condição de favorito ao título.

No entanto, em campo o time não mostrou aquilo que representava no currículo de seus atletas. Realizou uma péssima campanha e encerrou a disputa na 21ª colocação. O recordista Leonardo tornou-se um dos atacantes de pior aproveitamento da história do clube em Campeonatos Brasileiros. Foram minguados 5 gols em 19 jogos disputados. Uma ridícula média de 0,2 gols por jogo. Passou 16 partidas em branco, dentre elas, o clássico contra o time de lourdes. O carrasco do Atlético-MG foi, definitivamente, um foguete molhado.

Mas o jogador era mesmo um predestinado a entrar para as estatísticas. Apesar da temporada pífia, o atacante ainda deixaria o seu nome registrado, como o maior artilheiro em um só jogo nos confrontos contra o Internacional. Leonardo foi o único jogador a marcar três gols neste clássico. Seu feito foi na última rodada, no Mineirão, em 2 de dezembro de 2001. O Cruzeiro, já eliminado, entrou em campo para cumprir tabela, enquanto o colorado dependia da vitória para sonhar com a vaga para as quartas de final. Leonardo dissipou de vez as esperanças da gauchada ao marcar os três gols da vitória por 4 a 2, no primeiro tempo. E foi só. No ano seguinte foi envolvido numa negociação com mais outros dois jogadores na troca pelo volante Claudinei, do América-MG.[1]

Histórico

Números por ano

Ano Jogos Titular Reserva Cartões Amar. Cartão amarelo recebido aos Cartões Verm. Cartão vermelho recebido aos Gols Gol aos do
    2001 22 16 6 0 1 7
    2002 6 2 4 0 0 2

    Referências