João Fantoni

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar

João Fantoni, mais conhecido como Ninão (no Brasil) e Fantoni I (na Itália), atuou no Palestra Itália/Cruzeiro como técnico e como jogador.


Como treinador[editar]

[edit]

Sem imagem
Números totais
Número de jogos 27
Vitórias 16
Empates 5
Derrotas 6
Gols pró 62
Gols contra 39
Aprov. em pontos 65,43%
Aprov. de vitórias 59,26%
Último jogo considerado
Substituiu Foi substituido por

Nello Nicolai 1935 Matturio Fabbi 1938
Bengala 1943 Bengala 1944
Gerson Santos 1959 Niginho 1959

Histórico[editar]

Depois de encerrar carreira como jogador continuou ligado ao Cruzeiro, trabalhou como treinador (1943-1944) e fez parte do Conselho Deliberativo em 1942.

Estatísticas ano a ano[editar]

Temporada Jogos Vitórias Empates Derrotas Aprov. Gols pró Gols contra Saldo de gols
1937 4 0 1 3 8,33% 6 (méd: 1.5) 14 (méd: 3.5) -8
1944 10 3 4 3 43,33% 14 (méd: 1.4) 15 (méd: 1.5) -1
1959 16 6 7 3 52,08% 24 (méd: 1.5) 19 (méd: 1.19) 5


Títulos[editar]











Como Jogador[editar]

[edit]

Ninão
Ninão.jpg
Informações pessoais
Nome completo João Fantoni
Data de nasc. 24/06/1905 (116 anos)
Local de nasc.

Belo Horizonte

Apelido Ninão
Giovanni Fantoni
Posição Atacante
Jogos 127
Gols 167 (19 de penalty) (3 de falta)
Elenco atual? Não
Resultados em campo
61 V - 18 E - 25 D
Primeiro jogo
Palestra Itália Escudo Palestra Itália.png 3x3 Escudo Flamengo.png Flamengo - 23/09/1923
Primeiro Gol
Palestra Itália Escudo Palestra Itália.png 3x3 Escudo Flamengo.png Flamengo - 23/09/1923
Último jogo considerado
Sete de Setembro Escudo Sete de Setembro.png 1x2 Escudo Palestra Itália.png Palestra Itália - 12/06/1938

João Fantoni, mais conhecido como Ninão (no Brasil) e Fantoni I (na Itália), foi um jogador do Palestra Itália. No clube palestrino ele atuou junto com seus irmãos Nininho e Niginho. Assim como seus irmãos, ele também jogou na Lazio.


Histórico[editar]

O jogador defendeu as cores palestrinas em duas oportunidades: a primeira foi entre 1923 e 1931; na segunda volta ao time e permanece de 1936 a 1938. Marcou 167 gols em 127 jogos, tendo a maior média de gols do clube (1,31) e sendo o quinto maior artilheiro do Cruzeiro.

É o jogador da História do Cruzeiro que marcou mais gols em um único jogo: foram 10 gols na partida do dia 17/06/1928 - Palestra Itália 14 x 0 Alves Nogueira.

Números por ano[editar]

    Lista está ordenada por número de jogos. Clique nas setas para mudar ordenação
    Temporada Jogos Titular Reserva Banco Gols Gol aos do Cartões Cartão amarelo recebido aos Cartões Cartão vermelho recebido aos
    1928 19 19 0 0 45 0 0
    1929 17 17 0 0 42 0 0
    1933 12 12 0 0 4 0 0
    1936 12 12 0 0 0 0 0
    1930 11 11 0 0 22 0 0
    1927 9 9 0 0 10 0 0
    1935 7 7 0 0 7 0 0
    1925 4 4 0 0 3 0 0
    1931 4 4 0 0 3 0 0
    1938 4 3 1 0 2 0 0
    1923 2 2 0 0 3 0 0
    1924 2 2 0 0 0 0 0
    1926 1 1 0 0 0 0 0

Títulos[editar]

Individuais

Fotos[editar]

Ninão-1.jpg
Ninão ao lado de Niginho (no meio) e Bengala (na direita).
(Crédito: Autor Desconhecido)
Ninão-2.jpg
Ninão e elenco do Palestra Itália.
(Crédito: Autor Desconhecido)

Fontes[editar]

  • Wikipédia
  • Livro Almanaque do Cruzeiro
  • Laziowiki
  • Guerreiro dos Gramados