Internacional 3x0 Cruzeiro - 04/09/2019

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Vasco.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x4 Escudo Grêmio.png
Por Copa do Brasil
Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Internacional.png Gol aos do Última ficha →
No estádio Beira-Rio
Escudo Internacional.png 3x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Última ficha →
Contra Internacional
Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Internacional.png Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Internacional.png
Internacional
3 × 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
Jogo de volta - Semi-Final - Copa do Brasil 2019
Data: 4 de setembro de 2019 Local: Porto Alegre, RS
Horário: 21:30 Estádio: Beira-Rio
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza Público pagante: 41.880
Assistente 1: Alessandro Alvaro Rocha de Matos Público presente: 43.175
Assistente 2: Fabrício Vilarinho da Silva Renda: R$ 2.389.469,00 R$ 2.389.469
Cr$ 2.389.469
NCr$ 2.389.469
Cz$ 2.389.469
NCz$ 2.389.469
(preço médio: R$ 57,06 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Internacional: Cruzeiro:

12. Marcelo Lomba 1. Fábio
2. Bruno 27. Jadson
4. Rodrigo Moledo 26. Dedé Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 5. Ariel Cabral )
15. Víctor Cuesta 25. Fabrício Bruno
6. Uendel Substituição realizada 46'(2T) de jogo 46'(2T) ( 29. Sarrafiore ) 18. Dodô
19. Rodrigo Lindoso 8. Henrique
8. Edenílson Gol aos 43 do  (2T) 43'  (2T) 19. Robinho Substituição realizada 30' (2T) de jogo 30' (2T) ( 15. Éderson )
88. Patrick 20. Marquinhos Gabriel
10. D'Alessandro Substituição realizada 30'(2T) de jogo 30'(2T) ( 23. Rafael Sóbis ) 11. David
7. Nico López Substituição realizada 40'(2T) de jogo 40'(2T) ( 33. Nonato ) 10. Thiago Neves
Técnico: Odair Hellmann Técnico: Rogério Ceni
Reservas que não entraram na partida
Internacional: Cruzeiro:

Pré-Jogo

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 00 DUAS VEZES TRAVADO. Cruzeiro erra na saída, mas Dedé trava chute de Guerrero, e Henrique trava arremate de Edenilson, que vinha no rebote.
  • 00 ROLA A BOLA! Começa o jogo no Beira-Rio. Vale vaga na final da Copa do Brasil 2019.
  • 01 LOOOMBA! Pedro Rocha recebe pela direita, já na área, e finaliza rasteiro, para ótima defesa de Lomba. No rebote, David finaliza, a bola vai direto pela linha de fundo.
  • 02 Jogo recomeça após atendimento a Guerrero. Centroavante sentiu dores no pé direito, após ser travado por Dedé.
  • 03 O primeiro escanteio do jogo é para o Cruzeiro. Lindoso trava chegada de Dodô pela esquerda.
  • 03 POR CIMA DO GOL, Marquinhos Gabriel cobra na entrada da pequena área, Dedé sobe mais que a defesa, mas cabeceia mascado, por cima da trave de Lomba.
  • 04 Agora, é a vez de Dedé receber atendimento no gramado. Ele sente dores no tornozelo direito.
  • 05 Bola já está em jogo. Dedé, mancando, segue em campo.
  • Faça login para responder
  • 05 PRA FORA! Nico López aproveita corte mal feito por Jadson e finaliza de perna esquerda, mas para fora do gol, levando perigo ao Fábio.
  • 06 Dedé sentiu o tornozelo direito. Foi atendido, mas continua mancando
  • 06 David recebe na esquerda, limpa primeiro, segue tentando jogada individual, mas é desarmado já dentro da área.
  • 08 Cruzeiro tenta mais uma chegada pela esquerda, desta vez com avanço de Dodô, mas Bruno faz bem a cobertura.
  • 09 D’Alessandro cobra fechado, e Henrique afasta. Novo escanteio.
  • 09 Inter toca a bola na defesa, em busca de espaços. Após cruzamento, Jadson desvia de cabeça. É escanteio para o Colorado!
  • 10 Na segunda cobrança do argentino, Cruzeiro afasta.
  • Faça login para responder
  • 11 David avança pela esquerda e toca para Robinho, no meio, mas passe vai forte demais. Bola fica com o Inter.
  • 12 À DIREITA DO GOL! Guerrero vai ao círculo central receber a bola e passa para Nico López, que avança com espaço e finaliza de canhota, forte, mas pra fora do gol. Fábio pula para conferir.
  • 13 Guerrero recebe na direita, próximo à bandeira de escanteio, dá belo drible em Fabrício Bruno, mas o zagueiro se recupera bem e sofre falta do peruano.
  • 14 Inter pressiona saída do Cruzeiro, rouba de Robinho, mas cruzamento de D’Alessandro é afastado por Dedé.
  • 15 TIRA TINTA DA TRAAAVE. Cuesta antecipa já campo de ataque, ameaça chute, tira o marcador e finaliza de canhota, e a bola passa muito perto da trave defendida por Fábio. Que perigo!
  • 17 Agora é a vez de o Cruzeiro tocar a bola no campo de ataque em busca de espaço. O Inter tá fechadinho.
  • 18 Mais um escanteio para o Inter! Pedro Rocha trava tentativa de cruzamento do Uendel.
  • Faça login para responder
  • 19 FRAQUINHO, FRAQUINHO… D’Alessandro cobra para Guerrero, que recebe completamente livre e escora para Lindoso, que domina na grande área e finaliza fraco, para defesa tranquila de Fábio.
  • 20 Cruzeiro chega bem ao ataque, mas fica sem espaço para cruzamento e recomeça o jogo.
  • 22 Cruzeiro mais uma vez no ataque, em busca de espaços para entrar na defesa do Inter.
  • 23 Robinho dá boa enfiada para Henrique, na direita, e o volante cruza rasteiro, mas só tinham homens de vermelho por ali.
  • 24 POR POUCO… Robinho faz inversão boa, pelo alto, nas costas de Bruno, mas Dodô por muito pouco não consegue dominar. Lateral já estava entrando na área livre.
  • Faça login para responder
  • 25 Zagueiros e laterais do Inter tocam a bola no campo de defesa. Cruzeiro não incomoda.
  • 27 Pedro Rocha recebe atendimento após dividida com Nico Lópeza, mas já está de volta.
  • 29 David tabela com Pedro Rocha, mas Bruno afasta de forma providencial, já na área.
  • 30 OLHA A RECLAMAÇÃO. Nico Lóez recebe na área, pela direita, dribla Fabrício Bruno e cai pedindo pênalti. Será que vai ter VAR?
  • 31 TRAVA BEM A DEFESA. Jadson cruza rasteiro para Thiago Neves, que faz trabalho de pivô e escora para Pedro Rocha, que finaliza de primeira, travado, e a bola fica com Marcelo Lomba.
  • 32 ISOLA, D’ALE. Edenilson rouba de Robinho e entraga para D’Alessandro, que finaliza de fora da área, mas erra por muito a mira.
  • 33 PRA FOOORA! Marquinhos Gabriel avança pelo meio, é travado por Cuesta. A bola sobra para Thiago Neves, que finaliza de canhota, buscando o ângulo, que ele não acha por pouco. Que perigo!!
  • 35 Cruzeiro, mais uma vez, toca a bola em busca de espaços. Inter tenta apertar a partir do círculo central.
  • 41 Jadson cruza da intermediária, tentando achar Thiago Neves, mas bola morre nos braços de Lomba.
  • 42 ESPALMA, LOMBA! Marquinhos Gabriel fica com a sobra no meio, limpa para a perna esquerda e finaliza firme, no canto direito de Lomba, que espalma.
  • 44 SEM REBOTE! Patrick rouba de Jadson e toca para D’Alessandro, que abre na direita para Guerrero. O peruano finaliza firme, mas Fábio encaixa sem rebote.
  • 45 MAIS TRÊS! Vamos até os 48 minutos neste primeiro tempo.
  • 46 FINALIZAÇÕES: Inter 11×7.
  • 47 Cuesta rouba a bola no meio e avança até a linha de fundo. O cruzamento, no entanto, não foi d eum lateral. Tiro de meta para Fábio.
  • 48 FIM DE PAPO! Termina o primeiro tempo no Beira-Rio.

Segundo Tempo

  • 22h35 COMEÇA O 2º tempo. Inter dá saída.
  • 46 TROCAS: Dedé x Cabral.
  • 47 Cruzeiro tenta primeiro avanço, mas Marquinhos erra passe para Cabral.
  • 48 Cuesta faz falta dura em Jadson, e o árbitro vai lá conversar com o zagueirão, pedindo calma.
  • 49 QUASE! Nico López entra na área fazendo fila, mas Henrique desarma o uruguaio, que ficaria cara a cara com Fábio.
  • 50 Neves recebe na direita, limpa para o meio e lança Dodô, mas bola vai direto pela linha de fundo.
  • 51 Cruzeiro chega vezes seguidas pelo meio, mas o Inter, fechado, consegue travar as tentativas de enfiadas de Robinho e Maquinhos Gabriel.
  • 52 Rocha leva a bola pelo meio e tenta enfiada para Thiago Neves, mas Moledo afasta de carrinho.
  • 53 PRA FORA! Patrick dá entre as pernas de Fabrício Bruno, limpa para a perna direita e finaliza forte, mas pelo lado de fora da rede.
  • 54 ESPALMA, FÁBIO! Cruzeiro erra mais uma vez na saída, e Guerrero encontra Nico na esquerda. O uruguaio ginga pra cima de Henrique, limpa para a esquerda e finaliza firme para boa defesa do goleiro cruzeirense.
  • 57 FALTOU ACABAMENTO… Nico López recebe pela direita, limpa Fabrício Bruno e busca o ângulo, de canhota, mas pega mal
  • 58 LONGE, LONGE… David recebe no meio e arrisca da intermediária. Assim como Nico, não pega bem na bola e não assusta Lomba.
  • 59 PERFEITO, FABRÍCIO BRUNO. Guerrero ganha de Henrique, joga na frente, deixando o capitão cruzeirense para trás, mas Fabrício Bruno retorna muito bem e afasta o perigo, quando o peruano estava cara a cara com Fábio.
  • 60 TROCA. Pedro Rocha x Fred.
  • Faça login para responder
  • 61 Na cobrança, Moledo desvia, mas Fábio chega antes de algum atacante colorado completar.
  • 62 Robinho erra na saída, Nico sai bem, em velocidade, e lança Guerrero, que cai após dividida com Henrique e pede pênalti. Juizão manda seguir.
  • 63 Robinho cruza na tentativa de encontrar Fred, mas Lomba fica com a bola.
  • 65 Mais um cruzamento para Fred. Desta vez, a zaga afasta. No rebote, David domina no peito, mas Edenilson desarma o cruzeirense.
  • 76 TROCA. Robinho x Ederson
  • 77 Na primeira participação, Sobis avança pela direita e tenta achar Guerrero com cruzamento, mas bola morre atrás do gol.
  • 78 PERIGO! Fabrício Bruno erra passe, bola fica com Patrick, que avança e finaliza de esquerda, rasteiro, com muita força, rente à trave direita de Fábio.
  • 79 COM PERIGO. Neves recebe de David, domina, vê a bola subir e arrisca com a perna direita, por cima do gol, assustando Marcelo Lomba.
  • 80 Inter tenta avanço pela direita, com Bruno e Sobis, mas David, ajudando na marcação, rouba a bola.
  • 66 Nico López recebe no meio, domina para o alto e finaliza assim mesmo, mas sem direção. Tiro de meta para Fábio.
  • 68 Uendel cruza para Guerrero, mas Fabrício Bruna afasta o perigo.
  • 69 GOL. Nico López recebe na área, domina na coxa e lança que Guerrero, que mata no peito e finaliza cruzado, no ângulo, pra fazer um GOLAÇO e colocar o Inter muito próximo da decisão da Copa do Brasil.
  • 71 SOBE DEMAIS!! Inter toma mais uma bola no meio, avança em velocidade com Guerrero, que lança Nico na esquerda. O uruguaio entra na área e finaliza com muita força, mas por cima do gol.
  • 72 David toca para Robinho, que passa em velocidade, mas adianta a bola. Tiro de meta para Lomba cobrar.
  • 73 Fred recebe de Marquinhos, tenta fazer trabalho de pivô, mas é encaixotado por Cuesta e Moledo.
  • 74 Dalessandro x Sobi
  • 75 David rouba a bola na saída do Inter, limpa para a perna esquerda e finaliza, mas totalmente sem direção.
  • 86 Cruzeiro gira a bola no campo de ataque. Apenas Guerrero está mais adiantado, pelo lado do Inter.
  • 87 Em falta pela direita, Marquinhos levanta na primeira trave, mas zaga afasta.
  • 88 GOL. Cuesta lança Edenilson nas costas da zaga cruzeirense e, da entrada da área, toca com categoria por cima de Fábio, para fazer o terceiro do Inter. Que passeio colorado!
  • 89 MAIS TRÊS. Vamos até os 48 minutos.
  • 91 TROCA. Uendel x Sarrafiore.
  • 92 FIM de jogo. Internacional enfrentará o Paranaense na final da Copa do Brasil.

Vídeos

Atuações

  • TORCIDA CELESTE compareceu e alentou o time. (Síndico)
  • FÁBIO, sem culpa nos gols. No terceiro, podia ter agido melhor, ficou no meio do caminho, mas dificilmente seria possível evitá-lo. Está mais exposto, seja com o time com ou sem a posse de bola. Com a posse, é acionado seguidamente em situações nítidas de bico pra frente da zaga. Sem ela, a linha alta fatalmente o deixará na situação do terceiro gol mais vezes.
  • JADSON deve ter dirigido um: “Mas cê tem certeza, chefe?” ao Rogério na preleção. É difícil malhar um cara que está nitidamente mal escalado. Pior: mal escalado por 90 minutos. No ofício, foi mal tecnicamente, mal nas decisões, estava nervoso e não contribui com a construção ofensiva.
  • DEDÉ ia bem no jogo, até errar a jogada fatal, ao cruzar uma bola no meio campo com o time saindo. No mesmo lance ainda errou pela segunda vez ao “afundar” pra dentro do gol e esquecer o Guerrero. Na volta do intervalo contribuiu para a bagunça geral ao desistir de retornar ao gramado em cima da hora. Isso não é coisa de profissional. Avisa no vestiário: “Professor, o tornozelo tá meio bambo.” No mínimo o substituto já ia fazendo um aquecimento maroto, um cerca pombo ali. Não gostei.
  • FABRUNO é bola e vai dar jogador, mas abusou dos recuos para o Fábio, culpa que definitivamente não era dele. A faixa de campo que deveria cobrir na transição era enorme, o campo de defesa inteiro, porque o time só se aproxima quando está no campo de ataque. Ainda arriscou uma ou duas bolas, mas o time sem dinâmica ofensiva fazia bola retornar a ele rapidamente.
  • DODÔ recebe amor de muita gente, sem ter feito algo pra merecer. Pronto falei! Ele deve ter uns 10% da capacidade ofensiva do Egídio. Nesse jogo não deu amplitude ao time, que acabou por afunilar demais as jogadas. Teve um trabalho relativamente simples na marcação, porque o Dalessandro não tem velocidade, ao passo que o Jadson penou com o Nico. Ainda assim, perdeu duelos e não fez o adversário se preocupar com ele. Outro jogador que abusou dos recuos de bola.
  • HENRIQUE deve ter saído irritado com o chefe, que o expôs desnecessariamente. Um centroavante como o Guerrero, e você põe o Henrique na zaga? O Guerrero deve ser uns 10 cm maior que ele e uns 15 kg mais pesado pra começar. Mesmo assim deu conta do recado. No primeiro tempo, jogou num posicionamento de meia direita, tentando compensar um pouco a ausência de ultrapassagens do Jadson. No segundo tempo, sobreviveu.
  • ABRAL entrou pra ajudar o Robinho a conectar o jogo. Mas o contexto geral já era de bagunça e desânimo. Errou muitos passes. Mas esse é o resultado esperado quando o adversário está postado e seu time desorganizado. Deve ter ouvido pela primeira vez o Rogério lhe dirigir a palavra, enquanto o Dedé voltava pro vestiário pra fazer gelo
  • ROBINHO se houve melhor do que na última partida. Principalmente enquanto ainda havia um jogo de futebol, até o primeiro gol. Estava armando de trás e tentando chegar como surpresa na entrada da área adversária. Errou passes, mas em sua maioria passes que poderiam por um companheiro em situação de definição. Foi caindo com o time ao longo do segundo tempo, por problemas de ordem física, tática e anímica.
  • M GABRIEL esteve animado, mesmo quando o resto do time já não estava. Correu, arriscou de longe, marcou. Enfim, jogou bola sem beicinho mesmo vendo que tudo ia se acabar na quarta-feira.
  • NEVES: o grande mérito da era Ceni, até ontem, era ter achado a posição do Thiago. Como meia armador, ajudando na construção e finalizando da entrada da área. Por algum motivo desconhecido, foi posto pra jogar de costas pra zaga, afundado entre os beques do Inter. Isso prejudicou o seu jogo, embora ainda sim tenha mostrado vontade e participação enquanto tinha jogo.
  • EDERSON entrou pra evitar uma goleada histórica. Fez sua parte combatendo.
  • DAVID manteve-se animado durante o primeiro tempo, embora isso não resolva tudo. Tentou abrir espaços na ponta esquerda, cortando pra dentro. Mas o colega de ala raramente passava às suas costas. Justiça seja feita: Dodô passou umas duas vezes com qualidade, mas o passe foi interceptado. Ao entrar com a bola embolava com Marquinhos ou o Thiago que já estavam por ali. Tendo esses jogadores próximos optou pouco pelas tabelas, que poderiam dar melhor resultado. Sua característica melhor é o drible, que parece que ele vem aprimorando.
  • FRED, contrariando a regra, dessa vez entrou com sangue no olho, tentando ser a referência do time. Pivoteou, sofreu falta e tudo. Mas com dez minutos em campo, o Inter fez o segundo gol. Daí o desânimo foi geral.
  • ROCHA, escalado pra ser atacante que parte da ponta pra dentro, não teve espaço pra desenvolver sua velocidade, exceto no primeiro ataque do Cruzeiro no jogo, em que foi abafado pelo Lomba. Ainda participou pouco da marcação possibilitando ao Cuesta participar da construção de jogadas do Inter algumas vezes Não era jogo pra ele, já que o Inter manteve suas linhas baixas e organização defensiva o jogo todo. Era jogo pra centroavante abrir espaços. Isso o Pedro não sabe fazer, por isso passou o jogo todo encaixotado. Saiu irritado com o chefe, chutando tudo, o que piora a sua avaliação.
  • CENI teve uma jornada extremamente infeliz. Não me lembro de um técnico fazer tanta lambança em uma única noite no comando do Cruzeiro. No mesmo dia arrumou briga com parte do elenco por convicções frouxas. Indispôs-se com Léo, Edílson, Egídio e Henrique sendo injusto. Outra parte da turma: Pedrocha e Fred – também devem estar bravos com o chefe, esses dois sem motivo. Armou o seu time com jogadores amontoados na frente, na esperança de conseguir o tão sonhado jogo associativo, as tabelas e tal. Todos centralizados demais e com laterais sem presença ofensiva. Manteve o time exposto aos contragolpes o jogo todo. Insistiu nos erros de escalação: centroavante improvisado, volante improvisado, lateral improvisado, dobrando a aposta, improvisando um zagueiro.
  • CRUZEIRO, desorganizado, o time foi definhando a cada gol sofrido e a cada convicção perdida. Parece que entrou sem um plano claro de jogo, coisa que nunca acontecia nos tempos do Mano. A ideia era “vamos pra dentro dos caras”. Os “caras” estavam sempre postadinhos para o contragolpe e deram a bola para o Cruzeiro. Ante a marcação forte do Inter na intermediária, cansou de recuar bolas para a zaga e para o goleiro recomeçando as jogadas. O jeito mais fácil de entrar era por meio de triangulações nas laterais, mas concentrou o jogo no meio, e pôs gente de pouca qualidade nas alas. Ciente de seus erros, o time insistiu neles o quanto pôde.
  • INTERNACIONAL jogou um feijão com arroz foi mais que suficiente para a classificação. Começou o jogo trocando golpes com o Cruzeiro, de maneira até inconseqüente. Mas vendo que o adversário tinha imensa dificuldade de criar jogadas e ainda insistia em não se proteger adequadamente,se assentou no jogo e esperou as melhores chances para contra-atacar.
  • ÁRBITROS Não se fizeram notar.

O que foi dito

  • ROGÉRIO CENI: Sobre o Jadson, vamos lá. Edilson deu entrevista na segunda, dizendo que tinha poucos minutos de jogo, voltando de lesão. O último jogo completo dele foi em 12Mai. Vamos completar quatro meses da última vez que ele jogou por 90 minutos. Ele deu uma declaração de que precisava de mais minutos. Era um jogo decisivo. Na minha cabeça, o Edilson jogaria. Na declaração, ele disse que gostaria de ter mais minutos, que não se sentia extremamente pronto. Achei que era um jogo muito importante pra correr o risco, por isso, quis colocar um jogador que treina nessa posição e tem a condição física pra aguentar 90 minutos. (…) A improvisação foi o Jadson na lateral direita, devido ao Orejuela na seleção, ao Weverton, machucado, e o Edilson voltando de um tempo parado, há muito tempo sem jogar 90 minutos. Jadson é um jogador mais leve e sabe cumprir bem a função de marcar.
  • THIAGO NEVES: Foi um jogo diferente, a gente precisou se adaptar. Na minha opinião, você mudar três ou quatro jogadores em uma decisão fora de casa é muita coisa, em um time que já vem formado. Improvisar jogadores é difícil, ainda mais jogadores que não vêm jogando. Ficou um pouco complicado, mas mesmo assim a gente conseguiu fazer um bom primeiro tempo. E aí o primeiro gol complicou. A gente ficou sabendo na preleção, sei lá, duas ou três horas antes do jogo. Na minha opinião, achei muito em cima da hora. Você improvisar três ou quatro jogadores numa linha que já vinha formada há dois anos. Nada contra, óbvio que queremos ganhar, jogadores que entraram jogaram bem, mas é muita coisa para um segundo jogo de semifinal.
  • AGNALDO MORATO: Fabruno, o melhor. Henrique, muito bem. Roxha, mal. Demais jogadores abaixo do que podem. David, o pior. Ceni vai perder a paciência com ele. E o Ceni hoje se perdeu um pouco. Talvez por falta de peças. Afora isto, por que levou pro jogo atletas sem boas condições físicas?
  • FERNANDÃO ÁVILA: Desorganizado, o time celeste foi definhando a cada gol sofrido e a cada convicção perdida. Parece que entrou sem um plano claro de jogo, coisa que nunca acontecia nos tempos do Mano. A ideia era “vamos pra dentro dos caras”. E os “caras” estavam sempre postadinhos para o contragolpe e deram a bola para o Cruzeiro. Ante a marcação forte do Inter na intermediária, cansou de recuar bolas para a zaga e para o goleiro recomeçando as jogadas. O jeito mais fácil de entrar era por meio de triangulações nas laterais, mas concentrou o jogo no meio, e pôs gente de pouca qualidade nas alas. Ciente de seus erros, o time insistiu neles o quanto pôde.
  • LEONARDO MATARELLI: Deu saudades do time do Mano nos mata-matas. Ceni escalou mal, substituiu pior ainda, e de quebra deixou cicatrizes no grupo ao improvisar na lateral direita e depois na zaga. Prefiro imaginar que, diante da realidade, ele poupou os titulares para o que importa no ano, que é fugir do Z4. E domingo começa pra valer o martírio, na disputa dos derrotados contra o Grêmio. Em tempo: precisando ganhar, virar o jogo, e dois centroavantes no banco até os 60 minutos…’
  • CLAUDINEI VILELA: Não sei porque a galera tá pluta… Time jogou do jeito que tudo mundo quer…. Quem fez o manonol foi o Inter… De agora em diante, o melhor a fazer é esquecer as copas. A Era Mano acabou!

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas
  • Sportv