Huracán 3x1 Cruzeiro - 14/04/2015

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos
Por temporada
Escudo Atlético-MG.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Atlético-MG.png
Por Copa Libertadores da América
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Mineros de Guayana.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Universitário Sucre.png
No estádio El Palacio
← Primeira ficha Gol aos  do Última ficha →
Contra Huracán
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Huracán.png Gol aos  do Última ficha →

[edit]

Escudo Huracán.png
Huracán
3 × 1 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
5ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América 2015
Data: 14 de abril de 2015 Local: Buenos Aires, ARG
Horário: 19h Estádio: El Palacio
Árbitro: Patrício Polic Público pagante: Não disponível
Assistente 1: Raúl Orellana Público presente: Não disponível
Assistente 2: Carlos Astroza Renda: Não informado
Súmula: Não disponível
Escalações
Huracán: Cruzeiro:
1. Marcos Guillermo Diaz Cartão amarelo recebido aos 15  (2T) 15'  (2T)   1. Fábio
2. Federico Mancinelli Gol aos 18 do  (2T) 18'  (2T) 22. Mayke
21. Hugo Martín Nuervo 3. Léo
25. Eduardo Domínguez Cartão amarelo recebido aos 13  (2T) 13'  (2T)   26. Paulo André Cartão amarelo recebido aos 37  (2T) 37'  (2T)  
15. Luciano Balbi 21. Mena Substituição realizada 25'(2T) de jogo 25'(2T) ( 29. Anderson Pará )
8. Lucas Villarruel 5. Willians Substituição realizada 2'(2T) de jogo 2'(2T) ( 18. Gabriel Xavier )
5. Federico Vismara 15. Willian Farias Cartão amarelo recebido aos 35  (2T) 35'  (2T)  
27. Edson Raúl Puch Substituição realizada 31'(2T) de jogo 31'(2T) ( 11. Agustin Torassa ) 8. Henrique Cartão amarelo recebido aos 40  (2T) 40'  (2T)  
18. Patricio Daniel Toranzo Substituição realizada 36'(2T) de jogo 36'(2T) ( 14. Gallegoz ) 10. De Arrascaeta
10. Alejandro Romero Gamarra Substituição realizada 39'(2T) de jogo 39'(2T) ( 16. Faianeze ) 25. Willian Substituição realizada 21'(2T) de jogo 21'(2T) ( 20. Riascos )
9. Ramón Abila Gol aos 15 do  (1T) 15'  (1T) Gol aos 25 do  (1T) 25'  (1T) 9. Leandro Damião Gol aos 15 do  (2T) 15'  (2T)
Técnico: Néstor Apuzzo Técnico: Marcelo Oliveira
Reservas que não entraram na partida
Huracán: Cruzeiro:


Pré-Jogo

CLASSIFICAÇÃO após 4 rodadas do Grupo 3: 1º Cruzeiro, 8 /// 2º Universitário Sucre, 6 /// 3º Huracán, 4 /// 4º Mineros Guayana, 1.

AUSENTES no Cruzeiro: Joel, impedido de entrar na Argentina por falta de visto, Ceará, Marcos Vinícius, Marquinhos II e Alisson, lesionados. Judivan, na Seleção Brasileira Sub20.

BANCO do Cruzeiro: Rafael Monteiro (G), Fabiano (L), Manoel (B), Willian Farias (V), Gabriel Xavier (M), Riascos (A), Henrique Dourado (A).

PAULO ANDRÉ, beque do Cruzeiro: “Não tomamos gols nas 4 partidas da Libertadores, mas agora vamos enfrentar nosso maior desafio, que é jogar fora de casa contra um time qualificado e que precisa do resultado. Se a gente mantiver uma estrutura defensiva, pressionando a marcação desde os homens na frente, a vamos fazer um bom trabalho”.

AUSENTES no Huracán: Cristian Espinoza (A), lesionado. Toranzo, com dores musculares, é dúvida.

BANCO do Huracán: Giordano (G), Santiago Echeverría (B), Pablo Bruna (V), Ezequiel Gallegos (V), Iván Moreno y Fabianesi (V), Daniel Montenegro (M), Iván Borghello (A).

DESEMPENHO do Huracán, em 205: em 4 jogos pela Libertadores e 9 pelo Argentino, time de Parque Patrícios obteve 2 vitórias, 5 empates e 6 derrotas, 11 gols marcados, 15 sofridos, com 28% de aproveitamento.

DOMÍNGUEZ, beque do Huracán: “Estamos prontos pra vencer o Cruzeiro e vamos mostrar isso na partida. Os torcedores estão entusiasmados com a Libertadores e nos querem o melhor. Esperamos que nos acompanhem em grande quantidade pra seguirmos juntos adiante. Não devemos perder o foco por não ter iniciado a competição da melhor maneira. Estamos invictos e devemos uma vitória a nós mesmos e aos nossos torcedores”.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h58 Cruzeiro todo de azul. Huracán. com camisas metade vermelha, metade com listras vermelhas e brancas, calções pretos e meias brancas.
  • 18h59 Bom e barulhento público.
  • 19h COMEÇA. Huracán dá a saída.
  • 01 Puch vai à linha de fundo e cruza. Farias cede corner. Leandro damião corta bola alçada na área.
  • 02 Cruzeiro troca passes na meiuca. Willian recebe o passe , mas é travado na entrada da área, por Balbi.
  • 03 Nervo abre a caixa de ferramentas e derruba Damião. Jogo parado.
  • 04 Damião sai no carromaca. Henrique Dourado no aquecimento.
  • 04’30″ Damião volta a campo mancando.
  • 05 Abila passa por Paulo André, mas é desarmado por Mena.
  • 06 Arrascaeta cruza da direita, Dominguez corta.
  • 07 Willians jogando pela direita faz dobradinha com Mayke nas ultrapassagens.
  • 08 Nervo faz ligação direta, Fábio fica com a bola, sem problemas.
  • 09 Paulo André se antecipa a Puch e joga bola pela lateral.
  • 10 CANTORIA dos quemeros: Esa noche, tenemos que ganar…
  • 11 Mena cruza da esquerda, ninguém confere, bola atravessa a área.
  • 2 Willian recebe de Arrascaeta e tenta tabelar cm Damião, Dominguez corta.
  • 13 VOLANTES celestes: Willians, pela direita, Henrique, pela esquerda, Farias, centralizado.
  • 13’30″ Leo corta cruzamento vindo da esquerda. E corta, de novo, bola cruzada por Villaruel, da direita.
  • 14 GOl. Huracán 1×0.
  • 15 CARLOS EUGENIO SIMON: Houve falta em damião na origem do lance e impedimento de Ramon Abila, na conclusão.
  • 16 QUASE. Damião rola, Willian senta o pé, goleiro dá rebote, Arrascaeta conclui, goleiro volta a defender.
  • 17 Abila divide com Fábio, que cai sentindo dores.
  • 18 Damião disputa com Dominguez, que cede corner.
  • 19 Arrascaeta cobra corner na direita, defesa quemera se safa.
  • 20 Myke recebe passe de Henrique e cruza. Domingues corta.
  • 21 Arrascaeta passa por dois, mas perde a bola pra Nervo, na entrada da área do Globo.
  • 22 Willians tenta jogada na pontesquerda, mas acaba cedendo lateral pro adversário.
  • 23 Damião lança Arrascaeta, que é desarmado por Nervo dentro da área argentina.
  • 24 Abila vai à linha de fundo pela esquerda e chuta cruzado, bola atravessa pequena área celeste.
  • 24’30″ Abila vai novamente ao fundo, pela esquerda, e cruza. Fábio encaixa.
  • 25 GOL. Pucho dribla Paulo André, na área, vai ao fundo e cruza pra trás. Abila chega livre e chuta pra rede. HURACÁN 2×0.
  • 26 Villaruel fora de campo recebendo atendimento médico.
  • 27 DIFERENÇA. Cruzeiro dá 300 toques na bola e não chega ao arco quemero. Huracán é objetivo. Com um ou dois toques chega na cara do gol.
  • 28 Arrascaeta chuta cruzado, bola vai na arquibancada.
  • 29 Henrique cruza da meiesquerda. Defesa corta, sem dificuldade.
  • 30 Willian passa a Damião, Diaz chega antes e defende aos pés do centroavante.
  • 31 Willians cruza da direita, Damião sobe pouco e não consegue cabecear.
  • 32 Mayke tenta cruzar da direita, Balbi intercepta a bola.
  • 33 Willians passa o rodo em Abila. Foi a primeira falta cometida pelo Cruzeiro.
  • 34 Falta cobrada por Villaruel na pontesquerda, Nervo aparece livre na marca do pênalti e cabeceia pra fora.
  • 35 TÁ SODA! Marcelo manda Mayke atacar o tempo todo, mas a cbertura de Willians não é eficiente.
  • 36 BITZ. Mayke cruza direita, Arrascaeta chuta, Diaz faz grande defesa, mena aparece pra arrematar, mas manda a bola pra fora, rente ao poste direito.
  • 40 DIVIDIDAS/ São todas do Huaracán.
  • 41 Mayke cruza da direita, Mancinelli recua de peito pro goleiro Diaz.
  • 42 Willians prende demais a bola e quando passa Balbi está colado em Mayke e cede corner.
  • 43 Gamarra derruba Willian, na direita. Ele mesmo cobra, muito mal, Villaruel despacha.
  • 44 Arrascaeta, na lateral esquerda, impede jogada de Mancinelli.
  • 45 Gamarra vai à linha de fundo pela esquerda e cruza. Mayke cede escanteio.
  • Henrique corta de cabeça, o corner cobrado alto.
  • 45+1 SUCRE. Universitario 1×0 Mineros. Cruzeiro está perdendo a liderança.
  • 45+2 Paulo André, na entrada da área, dá um bico na bola.
  • 45+3 FIM de 1º tempo. O esquema 4-3-1-2 fez água. Time ficou lento na saída de bola e esburacado na defesa. Que coisa!

Segundo Tempo

  • 20h04 TROCA. Willians x Gabriel Xavier.
  • 20h05. COMEÇA o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 01 Vismara joga bola na área, Paulo André corta de cabeça.
  • 47 Farias derruba Toranzo.
  • 48 Mena bloqueia Mancinelli na linha de fundo. Corner.
  • 49 Gamarra levanta bola na área, Abila finaliza de bicicleta, Fábio defende.
  • 50 Gabriel Xaviera, jogando na pontadireita, dá combate a Balbi, impedindo que ele saia pro jogo.
  • 51 Damião chuta de longe, Diaz defende.
  • 52 Arrascaeta tenta tabela com Damião, Nervo corta.
  • 53 Leo faz lançamento longo, Nervo corta.
  • 56 Abila cobra falta, Cruzeiro sai em contrataque.
  • 57 PÊNALTI. Mayke levanta a bola, Willian cabeceia pro meio da área, Dominguez atropela Damião. Sem choro.
  • 58 ANARELOS.
  • 59 GOL.Damião, no meio do gol, Dias alta pra direita. CRUZEIRO 1×2.
  • 60 Toranzo dá uma sarrafada em Farias, na pontesquerda do Huracán.
  • 61 Damião fez o 2º na Libertadores, 12º na temporada.
  • 62 GOL. Mancinelli deixa Damião paradão na área, aparece livre e cabeceia bola de falta cobrada por Gamarra. Falha imperdoável da defesa. HURACÁN 3×1.
  • 63 CADÊ a poha do tal Espírito de Libertadores? Time dormindo.
  • 63 Gamarra chuta de longe, bola por cima do travessão.
  • 65 TROCA. Willian x Riascos.
  • 66 Arrascaeta tenta jogada ofensiva, Dominguez corta na entrada da area.
  • 67 Riascos tenta driblar um adversário, bola fica com Farias, que chuta na bequeira.
  • 68 Farias apanha rebote da defesa e chuta. Bola explode em Villarruel.
  • 69 TORCIDA quemera ainda não deu trégua.
  • 70 TROCA. mena x Pará.
  • 71 Pará cruza da esquerda. Diaz defende.
  • 72 Pará volta a cruzar da esquerda, Balbi corta.
  • 73 QUASE. Abila sai da marcação de Paulo André e cabeceia livrim, livrim, bola sai à direita de Fábio.
  • 74 Arrascaeta dá uma joelhada num adversário. Falta.
  • 75 TROCA. Puch x Torassa.
  • 76 Toranzo chuta da entrada da área, bola acerta em Abila e não vai ao arco celeste.
  • 77 Gamarra complica defesa celeste, Pará, dentro da área, corta.
  • 78 Riascos cruza da direita, Damião não consegue o arremate.
  • 79 AMARELO Paulo André. Ele esta fora do jogo contra o Universitário.
  • 80 AMARELo Willian farias
  • 81 TROCA. Toranzo, x Gallegos.
  • 82 Riascos s cruza,Damião perde na disputa aérea pra Mancinelli.
  • 83 Riascos recebe passe de Damião e cruza na pequena área, defesa rebate, Arrascaeta chuta prensado, Dias defende.
  • 84 TROCA Gamarra x Moreno y Fabianesi.
  • 85 AMARELO. Henrique, por derrubar Moreno y Fabianesi.
  • 86 SUCRE: Universitário 2×0 Mineros. Nem o empate servirá mais pro Cruzeiro na última rodada.
  • 87 Pará cruza, Diaz defende pelo alto.
  • 88 INACREDITÁVEL. Riascos perde bola no ataque, bola vai pra Abila que dribla 89 Fábio e arremata cruzado, com o gol vazio. Bola passa pela pequena área e sai do lado oposto.
  • 89 Pará cobra cruza da esquerda, defesa do Globo corta.
  • 90 BABA. Comparado com o jogo de hoje, o Cruzeiro foi uma máquina contra Mamoré e Tombense.
  • 91 Gabriel passa a Pará que salta pra evitar carrinho de Mancinelli.
  • 92 SUCRE. Fim de jogo, com vitória do Universitário. Cruzeiro vai ter que vencer ou vencer na última rodada.
  • 93 FIM de jogo. Não vale nem a pena comentar. Foi lamentável a atuação do Cruzeiro.

Vídeos

Atuações

  • TORCIDA CELESTE compareceu ao Tomás Ducó -TFC levou faixa-, apoiou e encheu o saco da hinchada quemera gritando nome do rival dela, o San Lorenzo. Na internet, só manifestações hidrófobas. (Síndico)
  • FÁBIO fez uma defesaça, foi perfeito nos demais lances e não pôde fazer nos gols. (Síndico)
  • MAYKE foi incentivado por Marcelo Oliveira a atacar o tempo todo. Pra isso, o treinador deve ter mudado o esquema original. E ele foi, mas sem uma parceria eficietne na meia direita pra fazer as ultrapassagens, ficou difícil cruzar boas bolas. (Síndico)
  • LEO SIMÕES foi o melhor da defesa, com boas coberturas e rebatidas. E o único que não levou perigo ao arco celeste, com pixotadas e desatenções. (Síndico)
  • PAULO ANDRÉ é um zagueiro extremamente pesado e no mano a mano com um atacante é facilmente batido. Tem suas qualidades, mas passa menos segurança do que Bruno Rodrigo. (Bruno Barros)
  • MENA tinha a missão de fender. Ou será que ninguém ouviu a gritaria do treinador mandando o outro lateral jogar como ponta? E pra defender teve de encarar Mancinelli, Puch e mais algum meia ou volante que apreciam ra tramar em seu setro. Teve vida difícil. (Síndico)
  • PARÁ jogou poucos minutos, mas foi incisivo e tentou fazer algo. O problema foi a falta de ajuda dos companheiros que estavam desanimados. (Hendrix)
  • HENRIQUE, como sempre, sóbrio, marcou e apoiou. Nada espetacular, mas ao menos deu trabalho à boa dupla de volantes, Villarruel e Vismara, porque os demais meiocampistas, nem isto. (Síndico)
  • WILLIAN FARIAS fez o que dá conta, que é marcar. Mas o time não funciona bem com ele em campo. Já passou da hora de Eurico e Bruno Edgar serem testados (Bruno Barros)
  • WILLIANS perdeu o posto de piloto da mauca e ficou mais à direita, coma incumbência de trabalhar com Mayke. Não deu muito certo e ele ainda vacilou num drible errado, que deu origem ao lance do gol de abertura do placar. Saiu pra dar lugar a Xavier, que reconstituiria o sistema 4-2-3-1. Devia ter ficado no jogo, saindo Farias. Mas parce que o treinador se aborreceu demais com o drible desnecessário… (Síndico)
  • ARRASCAETA foi o mais lúcido do time, tentando sempre armar jogadas, sem rifar a bola ou cometer desatinos. Os resultados nào foram bons, pois não encontrou quem desse sequência às jogadas que
  • iniciou. Valeu pela disposição e clareza de raciocínio. (Síndico)
  • WILLIAN esforçou-se pra atacar e recompor, como sempre. Deu passes de prima e chutou a gol, mas o entedimento com os colegas de meia e de ataque ficou pra outra ocasião. (Síndico)
  • LEANDRO DAMIÃO foi o pior em campo. reclamou o tempo todo, cometeu erros nos três gols do Huracán e foi fominha demais, quando tinha opção de dar o passe. Nas duas últimas partidas, lembrou demais o Damião das últimas temporadas. Tem que parar com o chororô, que só atrapalha seu futebol. (Bruno Barros)
  • GABRIEL XAVIER entrou disposto a fazer nome e conseguiu dar mais mobilidade ao time, mas o terceiro gol acabou com o time e, por extensão, com ele também. (Síndico)
  • RIASCOS mostrou um melhor controle da bola, participou mais e mostrou um pouco da força física que é sua marca. Mas é claro que está completamente sem ritmo de jogo, que precisa de mais tempo com os demais jogadores pra ganhar entrosamento. Mas está nitidamente mais “fino”, melhorou a impressão inicial de “fiascos” e talvez seja útil. (Marcos Malafaia)
  • MARCELO OLIVEIRA mudou o esquema, pensando em amarrar o jogo com três volantes, pescar o ponto que faltava pra classificação e deu com os burros n’água. Falhas do juiz, bandeira, Willians, Damião e Paulo André tornaram o sistema 4-3-1-2 inútil, em pouco mais de 20 minutos. Na etapa final, voltou ao 4-2-3-1, o time melhorou, diminuiu o placar, mas… Outra falha de Damião acabou como sonho de classificação antecipada. Se observou bem o jogo, deve ter colocado alguns nomes na caderneta e tomado a decisão de resgatar Bruno Rodrigo. Quando nada, pro time ter alguma chance de gol em bolas aéreas. (Síndico)
  • CRUZEIRO queria jogar mas não conseguia correr o que precisava. Um jogador do nível de Paulo André não desaprende a jogar de domingo pra terça. Além dele, teve muita gente abaixo da crítica. (Wallace Ferreira e Silva)
  • HURACÁN entrou consciente de que era tudo ou nada e impôs ritmo forte, que o Cruzeiro não deu conta de acompanhar. Pra facilitar as coisas, teve um gol irregular a seu favor logo de cara e, daí em diante, manteve o jogo sob controle. Ábila, autor de dois gols, foi o melhor do time, que não teve ninguém jogando mal. (Síndico)
  • ÁRBITROS cometeram erros no primeiro gol do jogo. O juiz não marcou falta de Toranzo em Leandro Damião e o bandeira não deu o impedimento de Ábila, autor do gol. Dois erros desse porte já bastam pra reprovar o trabalho do trio chileno. (Síndico)

O que foi dito

  • MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: A estratégia era aliviar os efeitos da correria do adversário. Jogávamos fora de casa e entrar com três volantes, pra mim, não significa time recuado. Dei liberdade ao Henrique e ao Willians pra sairem pro jogo. Não vejo isso ter influenciado diretamente na derrota, embora soubesse que iriam dizer isto. Quando se perde, é porque algo deveria ter sido feito diferent ou porque não se escalou determinado jogador. Faço as coisas segundo minha convicção, consciente de que é o melhor pro time. Voltei com o Mayke pra atacar mais e, pra isto deixei um volante mais preso e os outros mais soltos pra tentar controlar o jogo. Willians estava desgastado, por isto precisava de ajuda de outros volantes. Ele vem de contusão, jogou os 90 minutos contra o AtléticoMG e teve de sair contra o Huracán porque estava cansado.
  • CARVALHO COELHO, no Facebook: Sem comentários. Venho mostrando o óbvio há tempos: o time do Cruzeiro é muito ruim, com alguns poucos jogadores de média competência e outros que estão sendo apresentados à pelota agora, ou seja, ainda não sabem o que é jogar futebol. E o Marcelo Oliveira é tapado. Escala o Henrique de armador, tirando sua principal característica que é a combatividade. Insiste com o Mena, o Dubigode, o Arrascareta o Riascos… E a zaga continua devagar com suas lesmas. Chega, já tô de saco cheio!
  • CLÁUDIO BURIAN, no Facebook: Tenho lido comentários inacreditáveis. Houve um clássico no domingo, o time vai pra outro país e joga novamente depois de um curtíssimo período de tempo (e atenção: o cansaço bate mesmo depois de dois dias, não depois de um dia do jogo) e o time é ruim? Faltou alguém falar que quando era menino ficava jogando bola o tempo todo ou que os caras recebem tem mais que jogar (indo contra todos os profissionais da área médica e fisiológica). Quem está reclamando do time e não da FMF é atleticano, sim!
  • NALDO MORATO, no PHD: Marcelo Oliveira teve uma boa ideia. Armou o time com 3 volantes e o Willian, que recompõe bem, com o objetivo de segurar o time argentino que precisava da vitória. Deu Liberdade ao Mayke pra subir, ao Arrascaeta pra armar e ao Leandro Damião. Mas ele não poderia imaginar que o time fosse jogar tão mal.
  • ALEXANDRE FA, no PHD: Qualquer pessoa que acredite o mínimo numa ciência chamada Fisiologia saberá entender as limitações físicas que os jogadores tiveram jogando 43 h após o término de outro jogo extenuante. Existem diversas teorias para explicar a dor muscular tardia que acontece entre 24 a 72 horas após o esforço, mas que ela existe é fato. Aí vem aquele bla bla bla, “é profissional”, “ganha bem pra isso”, “quero ver é pegar numa enxada”. Com as dores musculares os jogadores evitam certos movimentos, às vezes fundamentais numa partida, um giro, um passe mais longo. Pra fazer um movimento fino voce precisa coordenar uma série de músculos, o jogador pode até correr, mas o passe milimétrico, o chute colocado não sai. Resumindo, se você acha que jogador ganha muito e trabalha pouco, após 48 horas coloque-o pra capinar seu lote, nunca pra ajudar seu time a vencer uma partida que necessita de passes e chutes precisos, divididas vigorosas e a plenitude de sua capacidade aeróbica.

Fontes

Transmissão

  • Fox Sports