Fábio Júnior Pereira

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar

[edit]

Fábio Júnior
Fábio Júnior.png
Informações pessoais
Nome completo Fábio Júnior Pereira
Data de nasc. 20/11/1977 (41 anos)
Local de nasc.

Manhuaçu

Altura 1,86 m
Direito
Posição Atacante
Jogos 176 (Oficais: 171 / Amistosos: 5)
Gols 73
Elenco atual? Não
Último jogo considerado
Cruzeiro 2x0 Goiás - 17/11/2002


Histórico

Fábio Júnior Pereira, mais conhecido como Fábio Júnior, é um jogador que atua como atacante.

Ele chegou ao Cruzeiro em 1997, depois de ser dispensado do Corinthians e do Democrata-GV. Era tido como grande promessa, pois sempre que entrava no segundo tempo das partidas deixava sua marca. Em 1999 foi vendido para o Roma (ITA), em uma das maiores transações da história do Clube, quando foi vendido por R$ 18,5 milhões. Um ano e meio antes ele havia sido adquirido pelo Clube por R$300 mil.

Voltou ao Cruzeiro por empréstimo em outras duas oportunidades: em 2000 e 2002. Fez o gol de empate no segundo jogo da final da Copa do Brasil 2000, jogo que o Cruzeiro conseguiu uma virada impressionante e consequentemente o título em cima do São Paulo no Mineirão.

Penalty perdido contra o Cruzeiro no Clássico

Em entrevista ao portal UOL Esporte, o ex-jogador Fábio Júnior relembrou da passagem pelo Atlético e de um encontro com o Cruzeiro, clube que teve maior projeção. O centroavante lembrou de um lance específico.

No empate, em 0x0, entre Galo e Cruzeiro, em 2003, pelo Campeonato Brasileiro, Fábio Júnior foi responsável em fazer cobrança contra a Raposa, mas acabou acertando a trave do goleiro Gomes.

"Lógico que o peso que eu perdi pelo Atlético foi muito maior que do David. Na época, eu tinha o Gomes como goleiro, a gente treinava sempre e ele sabia todas as formas que eu cobrava. A minha opção era bater forte no meio, bati tão forte, que a bola bateu na trave", disse Fábio Júnior.

E foi de propósito o erro, como muitos falaram na época? O ex-jogador garante que não. "As pessoas falavam que eu perdi o pênalti de propósito. Mas eu jamais iria perder um gol de propósito. Foi um dos poucos pênaltis que perdi. Mas foi engraçado, a torcida do Cruzeiro cantava meu nome e isso fazia a torcida do Atlético ter mais raiva", destacou Fábio Júnior.[1]

Número ano a ano

Ano Jogos Titular Reserva Cartões Amar. Cartão amarelo recebido aos Cartões Verm. Cartão vermelho recebido aos Gols Gol aos do
    1998 72 48 24 2 0 33
    2002 48 44 4 2 0 22
    2000 44 28 16 1 0 16
    1997 12 5 7 0 0 2

    Clubes Anteriores

    Títulos

    Individuais

    Artilharia

    Referências