Estudiantes 0x3 Cruzeiro - 13/04/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Guarani-MG.png Gol aos do Escudo Once Caldas.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Copa Libertadores da América
Escudo Guarani-PAR.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Once Caldas.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Ciudad de La Plata
Escudo Estudiantes.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Última ficha →
Contra Estudiantes
Escudo Cruzeiro.png 5x0 Escudo Estudiantes.png Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Estudiantes.png
0 × 3
Escudo Cruzeiro.png

6ª rodada - Fase de Grupos da Copa Libertadores da América 2011

Placar
Estudiantes 0-3 Cruzeiro
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 13 de abril de 2011 às 21:50
Local: La Plata, ARG
Estádio: Ciudad de La Plata

Árbitro: Roberto Silvera
Assistente 1: Mauricio Espinosa
Assistente 1: Miguel Nievas


Público e Renda

Público pagante: Não disponível
Público Presente: Não disponível
Renda: Não informado


Escalações

Estudiantes
  1. Agustín Orión
14. Mercado Substituição realizada de jogo ( 17. Federico Fernandez )
  3. Roncaglia
24. Nelson Benítez
16. Ré
18. Nuñez
15. Stefanatto Substituição realizada de jogo ( 23. Leandro Benítez Cartão amarelo recebido aos )
21. Peñalba
  6. Barrientos
  8. Pereyra Cartão amarelo recebido aos
10. Gastón Fernández Substituição realizada de jogo ( 20. González )
Técnico: Eduardo Berizzo

Cruzeiro
  1.  Fábio
  2.  Pablo Cartão amarelo recebido aos 32  (1T) 32'  (1T)  
  3.  Gil
  4.  Victorino Cartão amarelo recebido aos  (1)
  7.  Gilberto  Gol aos 38 do  (2T) 38'  (2T)
  5.  Marquinhos Paraná
15.  Leandro Guerreiro
  8.  Henrique
17.  Roger Substituição realizada 32' (2T) de jogo 32' (2T) ( 19. Farías )
16.  Wallyson  Gol aos 45 do  (1T) 45'  (1T) Substituição realizada 41' (2T) de jogo 41' (2T) ( Ortigoza )
11.  Thiago Ribeiro  Gol aos 10 do  (1T) 10'  (1T) Substituição realizada 32' (2T) de jogo 32' (2T) ( 15. Everton )
Técnico: Cuca


Reservas que não entraram na partida


Pré-Jogo[editar]

Em 1º lugar no grupo 7, o Cruzeiro precisa vencer para terminar a fase em 1º lugar geral e ter a vantagem (?) de decidir em casa em todos os pleiofes.

Cuca não contará com Montillo, que ficou em Belo Horizonte para acompanhar uma cirurgia cardíaca do filho mais novo.

Em 2º lugar com 10 pontos no grupo 7, o Estudiantes só ultrapassa o Cruzeiro se vencer com diferença de 8 gols.

Eduardo Berizzo vai poupar Verón, Braña, Pérez, Lopez e Desábato para a maratona Libertadores / Clausura.

O estado do gramado é péssimo, após 3 shows do U2 em seis dias. Há muita areia sobre pouca grama.

Lance a lance[editar]

Primeiro Tempo[editar]

  • 21h50 – Começa o jogo. Cruzeiro com uniforme tradicional fica à esquerda das tribunas. Estudiantes com uniforme tradicional.
  • 00 – Gramado em péssimo estado. Cerca de 300 cruzeirenses alentam o time celeste na arquibancada.
  • 03 – Barrientos entra na área e cchuta forte. Fábio sai e defende com dificuldade.
  • 04 – Leandro Guerreiro comete falta em Fernandez.
  • 05 – Roger Galera cobra falta da intermediária. Orion defende sem dificuldade.
  • 06 – Henrique lança Roger Galera. Orion fica com a bola.
  • 07 – Pereyra derruba Victorino.
  • 07 – Nuñez passa por três cruzeirenses, entra na área e chuta cruzado. Bola sai pela linha de fundo com perigo.
  • 09 – Fernandez cobra falta na intermediária. Bola passa por cima do travessão.
  • 10 – Gol! Henrique recupera bola no meiod e campo e lança Wallyson, que entra na área e chuta cruzado. Dentro da pequena área Thiago Ribeiro toca a bola pra rede. Cruzeiro 1×0.
  • 11 – Finalizações: Estudiantes 5×1.
  • 15 – Amarelo! Nuñez comete falta Pablo.
  • 16 – Henrique comete falta em Fernandez. Barrientos cobra, Victorinmo corta.
  • 21 – Barrientos, dentro da pequena área, chuta cruzado. Fábio defende.
  • 20 – Gilberto desarma Fernandez, que cai e reclama falta. Juiz marca lateral.
  • 21 – Wallyson comete falta em Steffanato, que fica ca[ido sentindo falta de ar.
  • 22 – Posse de bola: Estudiantes tem 57%.
  • 25 – Peñalba chua de longe, Fábio defende.
  • 26 – Henrique é parado com falta no meio de campo.
  • 27 – Faltas: Cruzeiro 7×6.
  • 28 – Henrique perde bola no meio de campo e leva bronca de Cuca.
  • 29 – Roger levata bola na área, Orion defende.
  • 30 – Mercado cruza d direita, Barrientos conclui, Fábio faz grande defesa.
  • 31 – Gil dá seu primeiro bico. Bola na arquibancada.
  • 32 – Amarelo! Pablo reclama do juiz.
  • 34 – Barrientos cobra falta pela esquerda, Marquinhos Paraná corta de cabeça.
  • 35 – Mercado cruza da direita, MP desvia de cabeça, Fernandez não alcança a bola. Escanteio.
  • 36 – Escanteios: Estudiantes 5×0.
  • 37 – Barrientos livra-se de Victorino e, da meia lua, chuta a bola no último degrau da arquibancada.
  • 38 – Leandro Guerreiro chapela um adversário, troca passes com Roger Galera e chute forte. Bola passa por cima do travessão.
  • 40 – Wallyson derruba Barrientos no meio de campo.
  • 42 – Henrique comete falta em Barrientos na intermediária. Falta cobrada, defesa celeste espana.45 -
  • 44 – Cruzeiro troca passes em seu campo de defesa.
  • 45 – Gol! Thiago Ribeiro é derrubado na intermediária, juiz deixa seguir o jogo, Marquinhos Paraná fica com a bola e lança Wallyson. O atacante celeste passa por Roncaglia, que tentou cortar de letra e foi batido, passa pelo zagueiro que veio na cobertura, dribla o goleiro e toca pra rede. Cruzeiro 2×0.
  • 46 – Fim de 1º tempo.

Cuca: “O gramado não ajuda, mas não falamos nisto pra não bloquear a cabeça do jogador. Vamos consolidar a vitória pra oferecê-la ao Montillo.”

Segundo Tempo[editar]

  • 22h56 – Começa o 2º tempo.
  • 00 – Troca! Gabriel Mercado por Federico Fernandez.
  • 02 – Cuca dá bronca em Roger Galera, que está pouco atuante.
  • 04 – Victorino desarma Nuñez e dá um chutão.
  • 05 – Torcida do Estudiantes não para de cantar um só minuto.
  • 06 – Thiago Ribeiro tenta lançar Pablo, mas a bola fica com Stefanatto.
  • 07 - Haja gogó! Torcida do Estudsiantes não pára de cantar.
  • 09 – Roger Galera chapela Nuñez.
  • 10 – Roger Galera chuta de fora da área, Orion defende.
  • 11 – Nuñez cruza da direita, Leandro Guerreiro e Gastón Fernandez não alcançam a bola, que sai do lado oposto.
  • 12 – Benítez derruba Wallyson. Victorino cobra recuando pra Fábio.
  • 14 – Fernandez passa por Victorino e chuta da meia lua. Fábio defende no centro do arco.
  • 15 - Barrientos passa com facilidade por Gilberto e cruza forte. Fábio defende.
  • 16 – Pereyra chuta de longe, bola passa por cima do travessão.
  • 17 – Gaston Fernandez por Gonzalez.
  • 18 – Gilberto passa de calcanhar a Thiago Ribeiro, que chuta da entrada da área. Orion defende com dificuldade.
  • 19 – Roger Galera lança Wallyson, que é desarmado por Fernandez.
  • 20 – Leandro Guerreiro aplica um boné em Nuñez, que apela e comte falta na pinta esquerda celeste.
  • 21 – Gil desarma Pereyra com falta, no meio de campo.
  • 22 – Gilberto derruba Barrientos na intermediária.
  • 23 – Barrientos cobra falta, Gil corta de peixinho.
  • 24 – Toró! Começa um temporal em La Plata.
  • 25 – Nuñez cobra escanteio pela direita, Stefanatto cabeceia, bola sai pela linha de fundo.
  • 26 – Roger para Gilberto, que tenta servir Thiago Ribeiro. Bola fica com a defesa.
  • 27 – Fernandez cruza da direita. Bola alta demais.
  • 28 – Victorino derruba Pereyra na entrada da área.
  • 29 – Barrientos cobra falta, bola acerta a barreira. Fábio corta.
  • 30 – Pereyra cruza da direita, Pablo corta. Gonzalez chuta de fora da ára, Fábio defende com dificuldade.
  • 31 – Pereyra chuta de longe, Fábio defende.
  • 32 – Trocas! Roger Galera por Francisco Everton. Thiago Ribeiro por Ernesto Farias. Dario Stefanatto por Leandro Benítez.
  • 33 – Roncaglia chuta forte, da meia lua. Fábio defende.
  • 34 – Amarelo! Henrique derrubado Benítez.
  • 35 – Gilberto bate falta com força. Orion voa e espalma pra escanteio.
  • 36 – Wallyson cobra escanteio, Farias sobre mais que a zaga e cabeceia. Orion defende.
  • 37 – Benítez cobra falta, Pereyra cabeceia, Fábio defende.
  • 38 – Gol! Fábio passa a Francisco Everton, que lança Gilberto. O lateral-meia avança, dribla o afobado Roncaglia, dribla Orion e toca pra rede, entre as pernas de Fernandez. Cruzeiro 3×0.
  • 39 – Torcida do Estudiantes canta como se nada estivesse acontecendo de ruim com seu time.
  • 40 – Nuñez avança pela direita, bola sai pela linha de fundo.
  • 41 – Troca! Wallyson por Zé Ortigoza.
  • 42 – Nuñez cobra escanteio pela direita, Henrique corta de cabeça.
  • 43 – Cruzeiro toca bola no meio de campo.
  • 44 – Nuñez sofre cãimbras na perna esquerda e sai de campo.
  • 45 – Fim de Jogo. Cruzeiro é o 1º colocado geral na Libertadores.
  • Wallyson, com voz de Tom Cavalcanti: Cruzeiro passou por cima do gramado, da torcida e da conversa dos jogadores do Estudiantes. Eu só esqueci de homenagear o Montillo na hora do gol, Peço desculpas.
  • Pablo: O Cruzeiro sabe reconhecer seus limites, defende como time pequeno, ataca como time grande.

Vídeos[editar]

Gols. Globoesportes.com
Gols. TvCruzeiro

Atuações[editar]

  • Fábio – Mais uma vez, salvou a lavoura quando o jogo estava no zero. Cuca, acertadamente, botou boa parte da vitória na conta do goleiro. (Matheus Reis) / Gran responsable de que Estudiantes no llegara al gol en la primera etapa, y trabajo sobrio en el complemento. (El Dia, de La Plata)
  • Pablo – Parafraseando o próprio, defendeu como pequeno e atacou como grande. Subiu ao ataque com consciência e foi bem defensivamente. Tomou um amarelo por reclamação e uma bola nas costas que servem de alerta. (Matheus Reis) / Defendiendo no tuvo demasiadas grietas, pero atacando dejó en claro toda su categoría. (El Dia, de La Plata)
  • Victorino – Agradeço ao Leonardo Silva por ter buscado alguns caraminguás a mais em Vespasiano. De outra forma, creio que o uruguaio não viria pra Toca. É um zagueiro tão técnico, que quando deu chutão, bateu de trivela. (Matheus Reis) / El más flojo de la defensa brasileña, aunque tuvo cierres acertados. (El Dia, de La Plata)
  • Gil – É “zagueiro-zagueiro”. Dá bicudo, trombada e chave de braço. Ontem, em alguns momentos, inverteu o lado com Victorino e foi firme. Entretanto, seu lado ainda é o mais vulnerável e isso precisa ser trabalhado. (Matheus Reis) / Una garantía a la hora de generar contragolpes para su equipo. En la marca estuvo correcto. (El Dia, de La Plata)
  • Gilberto – Começou mal. Com liberdade para subir, apareceu próximo aos atacantes, na posição de Montillo. Meio desligado, errou passes bobos e não ajudou a fechar o seu lado. Depois, entrou na partida e foi opção ofensiva importante. No fim do jogo, deu um pique de menino para marcar um golaço! Que mané Botafogo, sô! Seu lugar é aqui. (Matheus Reis) / Más allá de ser una pesadilla para los hombres de Estudiantes, marcó un verdadero golazo. (El Dia, de La Plata)
  • Henrique – Li alguns comentários clichês de que o Henrique não é o mesmo depois que voltou da seleção. Falácia! Marcou muito ali na meiuca e ajudou a distribuir o jogo. Não dá pra ser protagonista todo jogo, oras. (Matheus Reis) / Pareció sobrar el partido, pero con su andar cansino le alcanzó para sacar diferencias. (El Dia, de La Plata)
  • Leandro Guerreiro – A melhor partida dele no Cruzeiro. Marcou firme e ainda se arriscou no ataque. Aplicou um lençol e um lencinho. Mesmo o considerando limitado reconheço que foi bem sim, senhor. (Matheus Reis) / Fue el gladiador del mediojuego del conjunto brasileño. Buen desempeño. (El Dia, de La Plata)
  • Marquinhos Paraná – Foi o responsável por cobrir Gilberto. No primeiro tempo, demorou a acertar a marcação. No segundo, partida impecável. Deu o passe que originou o gol de Wallyson. (Matheus Reis) / Se complementó bien con Guerreiro para cortar el juego del conjunto albirrojo. (El Dia, de La Plata)
  • Roger Galera – Não atuou no lugar de Montillo como eu esperava. Continou na dele, vindo de trás, com opções para lançar. Não foi excelente como em partidas anteriores, mas teve uma apresentação sóbria. (Matheus Reis) / El estratega del conjunto de Belo Horizonte, marcando la diferencia con toques mágicos. (El Dia, de La Plata)
  • Francisco Everton – Entrou para ajudar o Paraná pelo lado esquerdo, devido à insistência argentina em jogar por aquele lado. Vestiu a fantasia de Gérson e fez um lançamento primoroso para Gilberto. (Matheus Reis) / Pareció cambiarle el aire a su equipo y terminó de ponerle un candado al partido. (El Dia, de La Plata)
  • Thiago Ribeiro – Mostrou que o time não precisa temer a ausência de Wellington Paulista. Está criando uma nova posição ludopédica: o velocista de área. Nos últimos 7 jogos, marcou em todos. (Matheus Reis) / Simplemente correcto. Bien en el gol, y bien generando espacios. (El Dia, de La Plata)
  • Wallyson – Uma grande qualidade: olha antes de cruzar. Não por acaso, é o segundo maior garçom com seis assistências na temporada. Marcou o seu ao brigar pela bola jogando de pé, como todo futebolista sério deve fazer. (Matheus Reis) / Una verdadera pesadilla para los defensores de Estudiantes que siempre le tomaron el número. (El Dia, de La Plata)
  • Zé Ortigoza – Entrou pra participar da brincadeira, mas não teve tempo de se divertir. (Matheus Reis)
  • Ernesto Farías – Uma cabeçada pra fora e nada mais. Que o Cruzeiro agilize sua saída porque dinheiro não dá em árvore. Com o Brandão em condições, a tendência é que perca mais espaço. (Matheus Reis)
  • Cuca – Se alguém ainda tiver dúvidas quanto ao bom trabalho do Cuca, precisa tomar uma cervejinha, visitar a gostosinha do 603 e tirar o rancor do coração. Não ganhamos nada? Certo. O Cuca sabe bem e repete isso a cada entrevista. Mas é inegável que o Cruzeiro se mostra, cada vez mais, um time maduro. E com opções táticas interessantes. O falso 3-5-2 de ontem é uma delas. Sem Montillo, Cuca prendeu Paraná na esquerda para liberar Gilberto. Guerreiro ficou à frente da zaga para dar proteção e Pablo subiu só na boa. O time ofereceu espaços; normal quando se enfrenta um grande adversário, mas foi letal no contra-ataque. Há, ainda, a união do grupo; a homenagem ao Santino e ao Montillo foi tocante. A receita é seguir o trabalho e evitar o relaxamento porque, agora, começa outro torneio. (Matheus Reis)
  • Torcida - Os 300 cruzeirenses que estiveram em La Plata divertiram-se a beça. Logo após o gol de Thiago Ribeiro, chegaram a sufocar os 25 mil pincharrtas e os dois atleticanos sofredores. Um feito e tanto! (Síndico)
  • Juiz & Bandeiras – A discrição é indício de boa atuação. (Matheus Reis) / Correcto. El uruguayo Roberto Silvera tuvo una actuación acertada, manejando las riendas del partido con suma autoridad y administrando las tarjetas amarillas en los momentos justos para evitar que este se le escapara de las manos. Se complementó a la perfección con sus coterráneos Mauricio Espinosa y Miguel Nievas. (El Dia, de La Plata)
  • Estudiantes – Não foi um time desleal e catimbeiro como alguns insistem em classificar todos os argentinos. Jogaram futebol e foram dominados por um adversário superior. Gastón Fernandez é um jogador perigoso e Barrientos deu algum trabalho ao Pablo. Quem desmerece o adversário, desmerece a grande vitória celeste. (Matheus Reis) / La figura: Pablo Barrientos, El Pitu jugó, marcó y buscó el arco en forma continua. Sin dudas fue el hombre distinto que presentó Estudiantes ayer en 32 y 25, pero le faltó compañía. Para mejorar.: Facundo Roncaglia: Una noche para el olvido. No pudo cerrar en el centro del primer gol, y un error suyo fue el que propició el segundo de Cruzeiro. Nunca terminó de dar seguridad. (El Dia, de La Plata)

O que foi dito[editar]

  • El Dia, diário de La Plata – Chaves da partida: Os erros defensivos do alvirrubro jogaram fora suas chances de dar trabalho ao Cruzeiro. Com a agravante de que o adversário os aproveitou e fez 3×0 sem se descabelar. Os locais buscaram o jogo, sempre com pouco futebol e muito entusiasmo, mas bateu de frente contra um Cruzeiro bem postado e um goleiro muito seguro. Quando começou o dilúvio, o Estudiantes tratou de apertar mais o jogo, mas outro erro da defesa o deixou completamente batido. Os treinadores: O time misto que Eduardo Berizzo colocou em campo não funcionou. Com a desvantagem de dois gols, o treinador tentou consertar a defesa, mas enfraqueceu o ataque. Cuca trouxe o melhor que possuía a La Plata e seu time pôs em prática um futebol determinado, veloz e contundente. Mas é claro que tirou proveito dos erros do rival para controlar e manter a partida sob controle.
  • Eduardo Berizzo, treinador do Estudiantes: O rendimento da equipe foi bom. É motivo de alegria a boa atuação de Germán Re, que vem de longo afastamento, e o fato de Gastón Fernandes ter resistido tanto tempo. Agora sei que posso contar com ele, em seu melhor nível, durante 90 minutos. Foi incrível terminar o 1º tempo perdendo por 2×0 depois de termos criado tantas oportunidades em disparos de fora e de dentro da área. Máxi Nuñez criou boas jogadas pelo seu lado, mas acabamos entregando um gol no final que nos tirou a possibilidade de manejar a partida. Quando começou a chuva, o jogo ficou mais aberto, mas não conseguimos criar lances de perigo no 2º tempo como no 1º. Pelo empenho de todos, fico satisfeito e vou pra casa tranqüilo. Enfrentamos um rival difícil, que se aproveitou de todas as chances que demos, principalmente a do segundo gol. Sobre os que receberam oportunidades de jogar, digo que alguns aproveitaram bem a chance, outros, não. Não posso dizer que estou satisfeito, mas era preciso dar jogo a todos numa partida difícil. Este jogo foi diferente da outro. Criamos muitas chances e podíamos ter construído boa vantagem com as oportunidades criadas por Barrientos, Nuñez e Pereyra, mas acabamos indo para o intervalo com dois gols de desvantagem. A mudança de sistema de jogo me satisfez. Ela não teve nada que ver com o resultado. Estudiantes criou oportunidades contra uma equipe difícil de permiti-las. Agora, é pensar no que vem por aí em Bahia Blanca. Estamos bem no campeonato e classificados na Copa, algo que outros time não conseguiram.
  • Cuca, treinador do Cruzeiro: O campo está muito irregular, por causa da areia que foi colocada. Isso prejudicou o espetáculo, pois são duas equipes técnicas. Fizemos 3×0, um feito histórico. Os rapazes que entraram do Estudiantes deram a vida. Tivemos um início complicado. Fábio foi fundamental. Se ele não tirasse uma ou duas bolas, como ele tirou, ficaria complicado. No 2º tempo sim, fizemos um ótimo jogo e mostramos um Cruzeiro forte. A torcida deve estar muito feliz. Confesso que não me lembro de ter passado por uma pressão da torcida como se tem aqui, o som da torcida, a pressão que ela exerce. É um tipo de jogo perigoso. Se você sai perdendo, é difícil. Tivemos sorte e soubemos ter tranqüilidade para vencer. A parte tática é fundamental. Num jogo em que o time está classificado, o técnico tem que fazer alguma avaliação. O Leandro Guerreiro hoje, entrando, dando consistência maior, acho que ele foi um dos dois ou três melhores em campo pela participação tática e técnica. E nos mostra que, às vezes, fora de casa, você tem que ter uma postura um pouquinho mais defensiva. Prendemos o Leandro e demos mais liberdade ao Gilberto, ao Henrique. Pensamos bem, é uma boa opção que a gente tem para frente, mas não no lugar do Montillo. A homenagem é para ele. Oferecemos essa vitória a ele e ao filhinho, Santino.
  • Wallyson, atacante do Cruzeiro, em seu twitter: O Mais Perverso do Brasil perdoa não hehehh (…) O Mais Cruel do Brasil hehehhh. (…) Tentar descansar um pouco estou feliz demais… Cruzeiro obrigado por acreditar em mim. Obrigado Deus por me dar oportunidade de defender o Cruzeiro. Obrigado meu Deus por este dia me proteja e me da força. Obrigado aos amigos de Minas e Natal, melhores lugares do mundo.
  • Fábio Velame, no PHD: Vitoria maiúscula, não importa se o adversário jogou com time misto. O Cruzeiro esteve sonolento no começo do jogo, mas Fábio, como sempre, salvou a pátria. Depois veio o gol do Tiago Ribeiro (realmente ele aprendeu a se posicionar bem e fazer gol), com assitência de Wallyson. O Cruzeiro equilibrou a partida até marcar 2×0 no fim da primeira etapa com Wallyson, que perseverou no lance, não precisou simular nada, como é costume de jogador brasileiro fazer. O 2º tempo foi equilibrado. O Estudiantes foi pra cima, mas deixou muito espaço pro contra-ataque. Nesse meio tempo, Fábio apareceu algumas vezes, mas veio o contra-ataque fulminante com um golaço do Gilberto. No 1º tempo, o Cruzeiro foi “cirurgico” e no 2º “paciente”. Agora é manter o ritmo e entrar voando seja nas finais do Mineiro, seja na Libertadores, porque o time pegou no “tranco”, e tá dificil de ser parado.
  • Bruno Pontes, no PHD: Tempo curto, só pra dizer: Sensacional! Que eficiência no ataque. Aliás, que dupla de ataque, com Ribeiro e Walyson. Gilberto, mais uma vez, mostrou que é um dos craques do elenco. E eu espero (e confio no Cuca) que o Brandão não vá ganhar a titularidade do nada. Terá que lutar por ela. A despeito de muitos que pensam o contrário, tenho Thiago Ribeiro como um dos principais jogadores do nosso elenco. E não é de hoje. Por fim, digo que Cuca está fazendo o melhor trabalho de sua carreira.
  • Evandro Oliveira, no PHD: O Cruzeiro não foi perfeito por detalhes. Os erros serviram pra mostrar o quanto Fábio pode se agigantar. Eu daria nota 10 pra ele. Aquelas duas defesas em sequência no começo do jogo, deram a certeza de que o Cruzeiro não perderia em La Plata. A saída rápida para o Everton e o passe para o Gilberto foram a cereja do bolo de sua apresentação. Pablo merece destaque. O time foi testado e quem acha que o Estudiantes está morto, pode ir colocando as barbas de molho. Não foi a melhor apresentação do Cruzeiro no ano, mas o jogo e a vitória foram as mais importantes da temporada, pois dão moral pra conquistar o Mineiro e avançar na Libertadores.
  • Hermes, no PHD: Este ano, o Cuca tem tudo pra se consagrar. Enfrenta problemas com toda serenidade do mundo. A união e a confiança dos jogadores aumentam a cada jogo. Se não acontecer uma tragédia, vai ficar na história.

Fontes[editar]

Transmissão[editar]

  • Globo Minas
  • Sportv