Deportivo Quito 1x1 Cruzeiro - 24/02/2009

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Uberaba.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Ituiutaba.png
Por Copa Libertadores da América
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Estudiantes.png Gol aos do Escudo Universitario de Sucre.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Olímpico Atahualpa
Escudo El Nacional.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Última ficha →
Contra Deportivo Quito
← Primeira ficha Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Deportivo Quito.png

[edit]

Escudo Deportivo Quito.png
1 × 1
Escudo Cruzeiro.png

2ª rodada - Fase de Grupos da Copa Libertadores da América 2009

Placar
Deportivo Quito 1-1 Cruzeiro
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 24 de fevereiro de 2009 às 19:50
Local: Quito, Equador
Estádio: Olímpico Atahualpa

Árbitro: Georges Buckley
Assistente 1: Winston Reategui
Assistente 1: Luis Abadie


Público e Renda

Público pagante: 6.960
Público Presente: Não disponível
Renda: US$ 62.929,00 R$ 62.929 <br />Cr$ 62.929 <br />NCr$ 62.929 <br />Cz$ 62.929 <br />NCz$ 62.929 <br /> (preço médio: US$ 9,04 )


Escalações

Deportivo Quito
  1. Bonard García
  4. Franklin Corozo Cartão amarelo recebido aos 34  (1T) 34'  (1T)  
  2. Geovanny Caicedo Gol aos 45 do  (2T) 45'  (2T) Cartão amarelo recebido aos 1  (2T) 1'  (2T)  
20. Luís Checa Cartão amarelo recebido aos 38  (1T) 38'  (1T)   Cartão amarelo recebido aos 7  (2T) 7'  (2T)   Cartão vermelho recebido aos 7  (2T) 7'  (2T)  
  3. Isaac Mina
  5. Edwin Tenorio
16. Daniel Mina Cartão amarelo recebido aos 12  (1T) 12'  (1T)   Substituição realizada 1' (2T) de jogo 1' (2T) ( 8. Oswaldo Minda )
23. José Cortéz Substituição realizada 1' (2T) de jogo 1' (2T) ( 10. Luis Saritama )
17. Mauricio Donoso
  7. Martín Mandra
15. Nicolas Asencio Substituição realizada 17' (2T) de jogo 17' (2T) ( 9. Leider Preciado )
Técnico: Rubén Insúa

Cruzeiro
  1.  Fábio Cartão amarelo recebido aos 34  (2T) 34'  (2T)  
  2.  JonathanSimbolo jogador base.png
13.  Léo Fortunato
22.  Leonardo Silva
  6.  Fernandinho
  7.  Marquinhos Paraná
  5.  Fabrício  Cartão vermelho recebido aos 20  (2T) 20'  (2T)  
  8.  Ramires  Gol aos 38 do  (1T) 38'  (1T) Substituição realizada 34' (2T) de jogo 34' (2T) ( 18. Soares )
10.  Wagner Substituição realizada 22' (2T) de jogo 22' (2T) ( 15. Henrique )
11.  Thiago Ribeiro Substituição realizada 28' (2T) de jogo 28' (2T) ( 17. Elicarlos )
  9.  Wellington Paulista Cartão amarelo recebido aos 37  (1T) 37'  (1T)   Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos 42  (1T) 42'  (1T)  
Técnico: Adilson Batista


Reservas que não entraram na partida


Vídeos[editar]

Gols


Pré-jogo[editar]

Na condição de líder do Grupo 5 após a vitória de 3×0 sobre o Estudiantes, o Cruzeiro jogará em Quito (2.850 m de altitude), contra o campeão equatoriano, Deportivo Quito.

Afora Thiago Heleno, que não acompanhou a delegação por necessitar de reforço muscular, Kléber, suspenso, e Sorín, ainda em recuperação de antiga contusão, os demais jogadores estão à disposição do treinador Adílson Baptista.

Após gastar mais do que podia na campanha do título equatoriano de 2008, o Quito está há 2 meses sem pagar seus atletas.

A instatisfação é de tal ordem que o time entrou em greve e passoua semana passada quase toda sem treinar. O resultado foi uma derrota para o Manta (1×0) na mais recente rodada do campeonato local.

O meia Saritama, destaque do time azulgrana, com uma contusão nos ligamentos do joelho é dúvida. Caso não possa jogar, o treinador argentino Rúben Dario Insúa lançará Nicolas Asencio.

Contra o Manta, pelo torneio local, o time azulgrana jogou no 4-5-1 com o juvenil Daniel Solano isolado no ataque.

Para esta 2ª rodada da Libertadores, o treinador promete uma equipe mais ofensiva, no 4-4-2, com o equatoriano Leider Preciado e o argentino Martin Mandra no ataque.

Pra animar a torcida, o Deportivo Quito sorteará 4 pacotes para viagem a La Plata, onde enfrentará o Estudiantes, entre os torcedores que comparecerem, hoje, ao Olímpico Atahualpa.

Como foi[editar]

Primeiro Tempo[editar]

  • 21h53 – Quito, de uniforme preto. Cruzeiro, com uniforme tradicional, dá a saída.
  • 02 – Mina bate lateral rapidamente, engana a defesa celeste, mas o argentino Mandra é apanhado em impedimento.
  • 03 – Donoso bate falta pela ponta-direita. Fábio defende no alto.
  • 04 – Estádio comporta 41 mil torcedores. Aparentemente, 10 mil lugares estão ocupados.
  • 05 – Quito joga com lançamentos. Ribeiro desarma atacante equatoriano próximo à área celeste e lança WP, que é desarmado no ataque.
  • 06 – Cortés cruza da direita, atacantes não chegam, Fabrício escapa com a bola, mas é derrubado com uma cotovelada.
  • 08 – Caicedo derruba WP, que reage com um safanão. Falta batida, Ribeiro é derrubado. Fabrício e Tenório recebem pito do juiz por discutirem.
  • 09 – Wagner bate falta para Fernandinho, que não aparece e a bola escapa pela lateral. Cruzeiro ainda não articulou uma boa jogada sequer.
  • 10 – Fernandinho lança Wagner, bola escapa pela linha de fundo.
  • 11 – Ribeiro pedala na ponta-esquerda e conclui, sem ângulo, à esquerda do arco de Bonard.
  • 12 – Mina derruba Ramires e leva amarelo.
  • 15 – Wagner cruza da esquerda, Jonathan conclui por cima do travessão.
  • 16 – MP cede escanteio pela esquerda do ataque local. Fabrício afasta de cabeça, Minda apanha o rebote e chuta por cima do travessão.
  • 17 – Ribeiro cruza da direita, Ramires, pressionado pela marcação, não consegue concluir a gol.
  • 19 – Fabrício cruza pela direita, defesa cede escanteio que, mal cobrado, atravessa a área sem aparecer atacante pra chutar a gol.
  • 21 – Mandra dribla Fernandinho e cruza. Paraná corta.
  • 22 – Fábio defende bola chutada de fora da área.
  • 23 – Boa troca de passes do Cruzeiro, bola lançada pra Jonathan que vai ao fundo e cruza. Ninguém aproveita a chance, pois a zaga chega antes e espana.
  • 24 – Fabrício cruza pela direita, Wagner chuta forte da entrada área, por cima do travessão.
  • 25 – Mandra chuta da intermediária, Fábio defende.
  • 26 – Ribeiro cruza da direita, Fernandinho fica com a bola na esquerda e também cruza para defesa de Bonard.
  • 28 – Mandra chuta de longe, Fábio defende.
  • 30 – Fabrício derruba Mandra. Donoso bate a falta, lance é paralisado devido ao impedimento de dois atacantes.
  • 31 – Cruzeiro tenta manter o controle da partida com toques curtos, mas só consegue levar perigo ao arco adversário quando toca rápido e arma jogadas pelas pontas.
  • 33 – Donoso passa o rodo em Jonathan. Na seqüência, Fabrício derruba Asencio e leva amarelo.
  • 34 – Bola na área, Leonardo Silva tira, Fernandinho fica com ela, dribla Corozo, que dá-lhe um pescoção e leva cartão amarelo.
  • 35 – Cruzeiro tem 61% de posse de bola, mas não domina a partida. Fabrício é derrubado por Asencio.
  • 36 – Tenório derruba Fernandinho na lateral da grande área. Falta.
  • 37 – Juiz aplica cartões amarelos em WP e Checa, apo´s sessão de agarrões dentro da área azulgrana.
  • 38 – Wagner bate a falta. Ramires sobe e testa pra baixo, no canto esquerdo de Bonard. Cabeçada perfeita, consciente: Cruzeiro 1×0.
  • 39 – WP simula falta de Checa, ambos caem para forçar o cartão vermelho do adversário. Jogo parado.
  • 41 – Donoso bate falta, do meio de campo, jogando a bola sobre a área. Defesa corta.
  • 42 – WP expulso após disputa com Tenório, pelo alto. Mina recebe cartão amarelo por reclamação.
  • 43 – Asencio domina na entrada da área e chuta em cima de Marquinhos Paraná.
  • 44 – Bola alçada da direita, Daniel Mina cabeceia e a bola sai à direita de Fábio.
  • 45 – O árbitro indica dois minutos de acréscimo.
  • 47 – Fim de 1º tempo – Fabrício diz que os adversários estão fazendo o jogo da vida, mas é preciso ter calma, defende WP, que teria feito 3 faltas normais e não deveria ter sido expulso. Segundo ele, altitude não impede o time de correr. O problema é mais psicológico do que físico.

Segundo Tempo[editar]

  • 23h – Começa o 2º tempo. Fernandinho diz que o time fará duas linhas de quatro e deixará Ribeiro sozinho na frente. É jogo pra toque de bola, muita tranqüilidade e saídas rápidas no contra-ataque, segundo ele. Wagner diz que o time será inteligente. Ficará atrás da linha da bola e sairá no contra-ataque. No SQD, entram Saritama e Minda nos lugares de Cortés e Mina, respectivamente.
  • 01 – Caicedo aplica tesoura em Ribeiro e leva apenas amarelo. Wagner bate falta sobre a área, defesa espana.
  • 03 – Donoso bate escanteio pela direita, Fortunato corta de cabeça, Minda chuta, Paraná rebate. Novo chute, desta vez, por cima do travessão.
  • 04 – Paraná recua para Fábio que dá um bico pra lateral.
  • 05 – Cruzeiro está correndo muito. Wagner comete falta puxando Tenório pelo ombro.
  • 06 – Mandra cabeceia à direita de Fábio.
  • 07 – Checa dá um pontapé nas costas de Ribeiro, no meio de campo, e leva cartão vermelho. Ribeiro sai na maca. Adilson pede marcação especial sobre Saritama.
  • 10 – Cruzeiro toca a bola de um lado para outro sem pressa. Saritama dá carrinho em Paraná.
  • 11 – Donoso acerta Fabrício no meio de campo. Juiz não adverte o jogador local.
  • 12 – Donoso bate escanteio, Fortunato corta de cabeça, Saritama chuta de longe, à esquerda do arco celeste.
  • 14 – Minda cruza, Leonado Silva cede escanteio. Saritama pega rebote da defesa e chuta por cima do travessão.
  • 15 – Fabrício, Wagner e Ramires triangulam, mas a bola fica com a defesa.
  • 17 – No SQD, Preciado substitui Asencio.
  • 18 – Wagner acerta carrinho violento em Tenório. Juiz mandou seguir o jogo.
  • 19 – Leonardo Silva cede escanteio. Na cobrança, ele corta de cabeça.
  • 21 – Fabrício derruba Saritama na ponta-esquerda e leva 2º amarelo e vermelho. Fábio defende a bola cruzada.
  • 22 – Henrique substitui Wagner.
  • 28 – Elicarlos substitui Ribeiro, que sai bufando de tão cansado.
  • 30 – Jogo vira ataque equatoriano x defesa brasileira.
  • 31 – Minda chuta rasteiro, de longe, à direita de Fábio.
  • 33 – Jonathan faz jogada de ponteiro-direito, mas cruza alto e Ramires não chega a tempo de arrematar.
  • 34 – Fortunato espana bola jogada na área celeste. Fábio recebe cartão amarelo por fazer cera. Soares substitui Ramires.
  • 35 – Paraná lança Jonathan, que é desarmado. Na volta, 9º escanteio para o SQD. Silva corta de cabeça.
  • 36 – Adílson grita pedindo que Henrique fique centralizado e Elicarlos marque pelo lado esquerdo.
  • 37 – Donoso cruza, Silva cede escanteio. Três cruzamentos seguidos. Silva corta o 1ª, Fábio defende o 2ª, Mandra cabeceia por cima do travessão o 3º.
  • 41 – Mandra derruba Fernandinho com um pescoção e escapa do amarelo.
  • 42 – Fábio espalma bola rasteira pra escanteio.
  • 43 – Juiz avisa que vai acrescentar 3 minutos. Jonathan segura a bola na ponta-direita.
  • 45 – Soares puxa contra-ataque, mas chuta cruzado, pra fora, após invadir a área.
  • 46 – Insúa manda Caicedo jogar de 9. E ele apara, de cabeça, cruzamento da esquerda: Quito 1×1.
  • 47 – Soares e Jonathan tentam contra-ataque, mas perdem oportunidade de concluir a jogada com chute do lateral do atacante para a linha de fundo. Jonathan sai furioso dizendo que o time parece equipe juvenil.

Atuações[editar]

  • Adílson Baptista – Armou o time corretamente, tomou providências para não conceder espaços ao adversário, fez as substituições necessárias, mas não foi feliz ao manter Ramires mais preso aos compromissos táticos. O Queniano já mostrou que produz mais quando joga pelada e pode aparecer em qualquer parte do gramado.
  • Torcida – Não compareceu.
  • Fábio – Não teve culpa no gol do Quito, andou se enrolando para despachar duas bolas atrasadas, mas fez defesas difíceis, que somente um goleiro bem treinado faz sem provocar grande estardalhaço.
  • Jonathan – Combinou raça e boas arrancadas rumo ao ataque com deficiências na marcação, nos chutes e cruzamentos.
  • Léo Fortunato – Perfeito em quase todas as participações.
  • Leonardo Silva – O melhor do time, embora tenha perdido o duelo com Caicedo no gol do Quito. Nos demais lances, cobriu bem a lateral-esquerda, despachou bolas de cabeça e de pé, sem se preocupar em enfeitar os lances. Se repetir a atuação de Quito, acabará titular.
  • Fernandinho – Embora não seja grande marcador, não comprometeu jogando mais contido. Nos lances ofensivos, esteve razoável.
  • Marquinhos Paraná – Discreto, não se afobou quando o time foi pressionado após a expulsão de Fabrício. Limitou-se a defender sem arriscar-se em subidas ao ataque.
  • Fabrício – Começou titubeante na fase em que o time celeste perdeu o meio de campo para os equatorianos. Com o passar do tempo, melhorou e até arriscou algum apoio ao ataque. Quando estava senhor da situação, com o meio de campo desafogado após a expulsão do equatoriano, cometeu falta desnecessária, pelas costas, em Saritama e foi expulso. Foi o lance que mais contribuiu para perda dos 2 pontos, pois o time teve de recuar todo e cedeu campo para a pressão dos locais.
  • Elicarlos – Entrou pra congestionar o meio de campo e entregou a encomenda conforme o combinado. No gol de empate, tomou dois dribles desconcertantes de Donoso. Coisas da vida de defensor. Valeu a maior habilidade e iniciativa do armador.
  • Henrique – Entrou no meio do bombardeio equatoriano e tentou dificultar as ações adversárias. Não comprometeu.
  • Ramires – Mais contido, apareceu pouco no ataque. Quando o fez teve duas oportunidades de gol. Numa delas fez um golaço. Nas duas últimas partidas, provou que tem de ser um volante livre para correr o campo todo. Se ficar contido nos esquemas armados pelo treinador, vai perder sua melhor característica que é a chegada de surpresa e a movimentação que desconcerta as defesas adversárias.
  • Wagner – Lutou, mas não repetiu suas atuações mais brilhantes, pois o time jogou de forma menos espontânea. Com mais obrigações defensivas ele e Ramires perdem em poder de definição, embora o time fique menos vulnerável. Particpou do gol celeste batendo falta com precisão.
  • Thiago Ribeiro – Lutou muito, correu até sair exausto no 2º tempo. Recebeu uma voadora de Caicedo. Era caso pra investigação policial, que o juiz puniu com pífio cartão amarelo.
  • Wellington Paulista – Brigou com os beques, na bola e no braço. Foi marcado com agarrões e provocações. Advertido e não se deu conta de que o juiz estava irritado com seu comportamento. Deveria ter mudado de posição temporariamente para arrefecer os ânimos. Ao invés disso, continuou em sua batalha pessoal com os marcadores e acabou expulso por uma falta que, em condições normais, nem cartão amarelo renderia.
  • Soares – Pouco tempo em campo, mas o suficiente para desperdiçaa a oportunidade de definir o placar finalizando mal um contra-ataque.
  • Juiz & Bandeiras – Acertou nas expulsões, embora a de WP, em jogo normal, pudesse ter sido evitada. Falhou grotescamente ao não mandar prender Caicedo pela agressão em Thiago Ribeiro a 1 minuto do 2º tempo. Wagner também mereceu ser excluído da partida. Mas é o tal negócio: se ele expulsa todos que mereceram tal puniçãso a partida não chegaria ao fim. Não há juiz no mundo que consiga levar uma partida até o fim se os jogadores querem briga e se esquecem de que são pagos pra jogar futebol.
  • Adversários – Time de muita luta e pouca técnica, o Quito terá de fazer milagre para se classificar no grupo. Mandra é um atacante chato, irrequieto. Donoso é o Batman do time com a bola parada ou rolando, não importa, chuta e cruza todas as que recebe sem se preocupar muito com variações de jogadas. Tenório, malandro velho, ajudou WP a ir para os vestiários mais cedo ao buscá-lo para uma jogada de risco no momento em que o juiz estava de saco cheio com o atacante. Saritama, a estrela a companhia, entrou no 2º tempo, correu e chutou com muita disposição. Se, contundido ele tem toda essa disposição, imagine-se do que é capaz quando estiver 100% bem condicionado.

O que foi dito[editar]

  • ”Foi um bom jogo, muito disputado, como sabemos o que acontece na Libertadores. Infelizmente, as expulsões atrapalharam nosso objetivo de sair com 3 pontos. Em igualdade numérica, o Cruzeiro teve tranqüilidade, tocou bem a bola. Faltou um pouquinho de penetração. Mas a gente releva, entende, em função de 2.850 m. Alguns se desgastaram no final, mas o importante é que o Cruzeiro jogou bem e é líder. Não entráramos na pilha, oas jogos são disputados, truncados. Eles sabiam tudo do Cruzeiro, acompanham, conhecem o estilo do WP, sabem quem é mais exaltado, nervoso. Faz parte. Temos que ter controle. Não são normais essas expulsões nos últimos jogos, então a gente precisa conversar. Alguns já sabemos que têm histórico, mas a Libertadores é assim mesmo. Nós precisamos ter alguns cuidados, mas temos também de enaltecer o comportamento deles, a dedicação de jogar na altitude, com um jogador a menos na maior parte do tempo. Eles suportaram bem. O grupo acha que é importante ter coerência, por isto, quem está melhor vai jogar. Hoje os dois zagueiros jogaram bem, tiraram várias bolas, enfrentaram mano a mano no 2º tempo, a partir da expulsão. Tiveram excelente desempenho no jogo aéreo e tranqüilidade na saída de bola.” (Adílson Baptista, técnico do Cruzeiro)
  • “O jogo foi mais violento do que o normal. O time deles bateu bastante, mas a gente tem que estar preparado para isto. O juiz foi bastante rigoroso com nosso time e não tanto com eles. Eu, por exemplo, sofri umas quatro faltas sem bola. Depois acabei calculando mal o tempo daquela bola, e não consegui antecipar certo.” (Fabrício, volante do Cruzeiro)
  • “A gente tem que dançar conforme a música. Temos que estar atentos quanto a isso. Em Libertadores, o juiz deixa o jogo correr mesmo. A gente tem que se adaptar a isso o mais rápido possível.” (Fábio, goleiro do Cruzeiro)
  • “Pelo que a gente mostrou dentro de campo, a equipe está de parabéns. Estou trabalhando bastante finalização, é importante, principalmente com a ajuda dos companheiros. Jogando fora de casa, com um jogador a menos, a gente correu até o final, todo mundo determinado. Não saímos com sabor de derrota, mesmo com o gol deles no final. O mais importante foi o ponto conquistado.” (Ramires, volante do Cruzeiro)
  • “O juiz usou duplo critério: expulsou o Fabrício, que antes tinha sofrido falta dura de um equatoriano, que nem advertido foi. No lance do 1º cartão amarelo, WP teve a camisa puxada dentro da área. Aquilo é pênalti. A expulsão foi disputa normal pelo alto. WP não é omisso, ele se entrega ao time, luta muito. E foi um dos maiores responsáveis pela vitoria contra o Estudiantes. Acho que ele nem deveria ser titular, mas não é possível esquecer que se dedica o tempo inteiro. Querer que ele seja sacado do time, perfeito, mas culpá-lo pelo empate pra mim é injusto.” (Rodrigo Dylan, torcedor do Cruzeiro)
  • “Os jogadores do Cruzeiro estão entrando muito “pilhados” nesses jogos da Libertadores. Tudo bem que este torneio é uma guerra, mas está havendo exagero. Três expulsões em dois jogos é caso pra se pensar. Tem que ter mais cabeça fria. No mais, o resultado foi bom, o que pegou foi o azar de levar gol nos acréscimos.” (Rodrigo Gomes, torcedor do Cruzeiro)

Transmissão[editar]

  • Sportv

Fonte[editar]

  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405