Cruzeiro SAF

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube

Criação[editar]

A Cruzeiro Sociedade Anônima do Futebol, ou Associação Cruzeiro, ou apenas Cruzeiro SAF, teve sua criação aprovada no dia 3 de agosto de 2021 por ampla maioria, em assembleia no Clube Cruzeiro Barro Preto. Reunião do Conselho Deliberativo aconteceu em formato híbrido, com votação presencial e online. Houve 168 votos de forma presencial, sendo 163 favoráveis e cinco contrários à aprovação do caso. Ainda foram registrados 56 votos onlines, sendo 54 a favor, um contra e um voto nulo[1][2]. A Cruzeiro SAF foi possível pela aprovação da PL nº 5516/2019. A votação pelo Conselho Deliberativo ocorreu antes da lei ser sacionada pelo Presidente Bolsonaro.

Com 13 páginas, o memorando (datado de 31 de julho) traz inicialmente uma apresentação de duas páginas, ressaltando a grave crise financeira do Cruzeiro, com salários atrasados, dívidas e punições desportivas como o impedimento de registrar novos atletas, e destaca que a transformação do clube em SAF (Sociedade Anônima do Futebol) seria a solução para estes problemas. O documento destaca que a "Associação Cruzeiro" terá 100% do capital social da SAF Cruzeiro, mas poderá ser vendido até 49% do capital a "eventuais investidores", com base na avaliação de uma multinacional. Os direitos sobre atletas e propriedade intelectual serão também avaliados para serem inseridos no "valor de mercado":

"A Associação Cruzeiro será detentora de 100% do capital social da SAF Cruzeiro, capital este devidamente integralizado com seus ativos intangíveis, como por exemplo, seus direitos desportivos e propriedade intelectual, que estão sendo avaliados economicamente para a referida integralização, excluindo-se o patrimônio constituído pelos imóveis do clube".

O clube também formou uma comissão para acompanhar a formação do clube-empresa com os seguintes conselheiros:

  • Alvimar de Oliveira Costa
  • Bruno Oliveira
  • Regis Campos
  • Alexandre Azevedo
  • Paulo Henrique Pentagna
Administração da Cruzeiro SAF

O edital detalha a composição da diretoria da Associação, que será composta por, no mínimo, quatro membros, todos com mandato unificado de três anos, sendo possível uma reeleição. Os quatro membros são:

  • um diretor presidente (CEO)
  • um diretor financeiro,
  • um diretor de futebol
  • um diretor de marketing.
Participação do Cruzeiro

O documento ainda trata que, "enquanto o Cruzeiro Esporte Clube for titular de ações ordinárias da classe A (da SAF) correspondentes a pelo menos 10% (dez por cento) do capital social votante, a aprovação das seguintes matérias dependerá necessariamente do seu voto afirmativo:

  • alienação, oneração, cessão, conferência, doação ou disposição de qualquer bem imobiliário ou de direito de propriedade intelectual conferido pelo Cruzeiro
  • qualquer ato de reorganização societária ou empresarial envolvendo a Companhia, como fusão, cisão, incorporação de ações, incorporação de outra sociedade ou trespasse;
  • dissolução, liquidação e extinção da Companhia;
  • pedido de recuperação judicial ou de autofalência da Companhia;
  • participação em competição desportiva"

Enquanto o Cruzeiro for titular de ações ordinárias em qualquer quantidade, a aprovação de alguns assuntos dependerá de voto positivo do clube:

  • alteração da denominação social da Companhia;
  • modificação dos signos identificativos da equipe de futebol profissional explorada pela Companhia, incluindo, símbolo, brasão, marca, alcunha, hino e cores;
  • utilização de estádio ou arena, em caráter permanente, distinto daquele utilizado pelo Cruzeiro Esporte Clube antes da constituição da Companhia;
  • mudança da sede da Companhia para outro município;
  • qualquer alteração do Estatuto Social que modifique, restrinja ou subtraia os direitos assegurados aos titulares de ações ordinárias da classe A, ou extinga essa classe de ações

Pelos termos do edital, o Cruzeiro permanecerá com a propriedade dos seus imóveis, bem como de suas instalações de treinamento. Com os CTs, segundo o edital, "podendo as mesmas serem alugadas, arrendadas, cedidas em comodato ou quaisquer outras relações comerciais da espécie".

O edital reforça, novamente, que o nome, o símbolo, as cores e a sede do clube serão preservadas. Para conseguir recursos, o Cruzeiro vai buscar capital estrangeiro e contou com a avaliação de mercado feita por uma multinacional[3].

Registro[editar]

No dia 29 de novembro de 2021 o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, anunciou, pelas redes sociais, o registro de Sociedade Anônima do Futebol. Já usando os benefícios da SAF, o Cruzeiro pediu a Centralização de Execuções, tanto no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) quanto no Tribunal de Justiça (TJ) do estado de Minas Gerais nos meses passados. Os pedidos foram aceitos e o clube tem 60 dias para apresentar documentos e detalhes de pagamento dos valores que estão em aberto. O Cruzeiro previa uma arrecadação de R$ 500 milhões logo nos primeiros meses da transformação em SAF[4][5][6].

O registro formal da implementação tem 46 páginas. A escritura - datada de 26 de novembro - traz alguns detalhes do novo modelo do Cruzeiro, com eleição e posse de alguns membros. Consta no documento que o "Conselho de Administração", com mandato de três anos (e que administra a SAF junto da diretoria), foi formado com a eleição de três membros:

  • Sérgio Santos Rodrigues (presidente atual do Cruzeiro)
  • Alvimar de Oliveira Costa (conselheiro e ex-presidente do clube)
  • Paulo Henrique Pentagna Guimarães (conselheiro e empresário)

A diretoria é composta por quatro membros, segundo a emenda distribuída aos conselheiros do Cruzeiro em agosto. Segundo a escritura registrada, Sérgio Santos Rodrigues e Edson Potsch Magalhães Neto (atual vice-presidente administrativo do Cruzeiro) também são membros da diretoria do Cruzeiro SAF (com os mesmos três anos de mandato).

O tempo é superior ao período que Sérgio Rodrigues foi eleito para o "Cruzeiro clube". Contudo a presença do presidente do "Cruzeiro clube" é obrigatória no conselho de administração da SAF, conforme consta no estatuto[7].

No dia 6 de dezembro o Cruzeiro teve o registro do CNPJ que usará para a SAF[8].

Mudança nos percentuais[editar]

No dia 17 de dezembro de 2021 foi marcada uma assembléia geral para a mudança do percentuais que poderiam ser negociados pela SAF. Os percentuais antigos não pareciam estar agradando os possíveis interessados em adquirir o Cruzeiro SAF. Os novos percentuais votados eram de 90%/10%. A mudança foi aprovada por 554 sim, 16 não, um nulo e um branco[9][10].

Venda[editar]

Ao lado de Pedro Mesquita, da XP Investimentos, Ronaldo Fenômeno posa com a camisa celeste

No dia seguinte à aprovação da mudança dos percentuais, Pedro Mesquisa, head da XP Investimentos, empresa responsável por avaliar e conseguir investidores, deu a notícia que Ronaldo havia adquirido os 90% do Cruzeiro SAF por R$ 400 milhões[11][12][13]. No dia da compra foi assinado um protocolo de intenções, o que significa que a transação ainda não estava concluída. De acordo com a XP Investimentos, a operação ainda estava sujeita a algumas condições, especialmente à verificação de contratos e documentos. O próprio Ronaldo destacou que ainda seria feita essa etapa de validação, conhecida como "due diligence", que demoraria alguns meses para acontecer[14]

Em nota[15], Cruzeiro confirma o acordo de venda, por meio da Tara Sports, para investimentos de R$ 400 milhões, ao longo dos anos seguintes. A negociação foi a primeira da história do país desde que o projeto de lei nº 5516, de 2019, havia sido aprovado três meses antes.

No dia 23 de dezembro o Cruzeiro confirmou a montagem de um comitê de transição, previsto na proposta de compra, que atuou por aproximadamente 120 dias coordenando uma auditoria contábil, financeira e jurídica, a fim de confirmar as premissas que embasaram o acordo. Durante esse período, Gabriel Lima – diretor de negócios do Real Valladolid – foi o líder da transição e responsável pelo diagnóstico e planejamento estratégico de negócio e operacional; e Paulo André Benini – diretor de estratégia desportiva do Real Valladolid – será o responsável pelo diagnóstico e planejamento estratégico de futebol.

O processo de transição também incluiu o escritório de advocacia BMA – Barbosa, Müssnich & Aragão, responsável por conduzir a auditoria jurídica, a XP Investimentos, responsável pelo suporte na reestruturação financeira, a Alvarez & Marsal, que dará suporte a todos os aspectos da transição e a Rioscom que atuará, junto à comunicação do Cruzeiro, no relacionamento com a imprensa."[16]

Mudanças[editar]

Comissão técnica

As mudanças começaram a acontecer ainda em 2021. No dia 28 de dezembro, Vanderlei Luxemburgo que já havia acertado sua permanência no clube para 2022, recebeu dos "novos donos" que ele e sua comissão técnica, não continuariam para a temporada 2022[17][18][19][20].

Com Luxemburgo, também saíram o auxiliar Maurício Copertino, o preparador físico Antônio Melo e o auxiliar de campo Belletti. Este último muito ligado à gestão de Sérgio Rodrigues.

Ronaldo anunciou o uruguaio Paulo Pezzolano, que já era observado para assumir em algum momento o Valladolid. Com estilo que agrada ao mandatário, o técnico chegou dentro dos padrões financeiros da Raposa, e já com o conhecimento de como é trabalhar numa SAF.

O gestor do clube mineiro também trouxe outros membros para a parte do staff da Raposa. Nathalia Bittencourt chegou para ser "head de saúde e performance" da Raposa. Muito ligado a Sérgio Rodrigues, o médico Daniel Baumfeld deixou a Raposa.

Também quem passou a ser ligado ao Cruzeiro é o fisiologista Bruno Mazzioti, fisioterapeuta que cuidará também do Valladolid. Ele tem já antigo relacionamento profissional com Ronaldo e passagem pela seleção brasileira. Além dos dois nomes, o Fenômeno acertou com um trio de profissionais para análise de desempenho e mercado.

Parte Administrativa

Ronaldo é o responsável pelo investimento no futebol do Cruzeiro. Mas deixou claro que não iria injetar grandes recursos neste início. Trouxe Gabriel Lima para a transição de 120 dias entre a associação e a SAF.

Diretor de negócios do Valladolid, Gabriel Lima cuidou da "transição e foi responsável pelo diagnóstico e planejamento estratégico do "negócio e operacional". Ele era antigo conhecido de Ronaldo, tendo trabalhado com o Fenômeno também na empresa de marketing, criada pelo ex-jogador.

Ronaldo também trouxe pessoas para cuidar do marketing do clube juntos aos torcedores, promoção de patrocinadores e construção da nova imagem do clube. O gestor ainda também veio com a empresa que cuida da sua comunicação para dividir as tarefas com a equipe já montada pelo clube mineiro. As informações mais estratégicas ficam mais restritas.

As mudanças alteram a rotina de quem anteriormente ditava cartas no clube mineiro. No último sábado, Rodrigo Moreira, que cuidava da parte de marketing do clube e um dos braços direitos do presidente Sérgio Santos Rodrigues, anunciou sua saída do clube.

Direção de futebol

A condução do futebol, antes nas mãos de Sérgio Santos Rodrigues, André Argolo e com a ajuda de Ricardo Rocha e Vanderlei Luxemburgo, mudou de direção com a chegada de Fenômeno. Ronaldo logo anunciou Paulo André como responsável pela transição do futebol para SAF. O ex-zagueiro já trabalhava no Valladolid, outro clube de Ronaldo. Com isso, Alexandre Mattos foi avisado que não mais assumiria posição na Raposa.

Para a gestão do futebol, Ronaldo também trouxe Pedro Martins para direção do futebol. Por ter participado de funções estratégicas na Federação Paulista, no Athletico-PR e na Ferroviária, Pedro era considerado uma peça de importância no Cruzeiro também para realizar o relacionamento com clubes e instituições do futebol, em geral.

Além de Pedro e Paulo André, Ronaldo também acertou a participação de Elias para cuidar dos assuntos de Valladolid e Cruzeiro. O ex-volante, inclusive, esteve acompanhando a partida do Cruzeiro pela Copa São Paulo, nessa segunda, em Porto Feliz-SP. Na base, Gustavo Ferreira deixou o clube. Ainda não foi anunciado o substituto.

Elenco

O choque de gestão também passou pelo elenco cruzeirense. A antiga direção de futebol havia acertado 10 contratações. Entretanto, três delas não permaneceram com a mudança de gestão financeira: goleiro Jailson, lateral Pará e volante Fernando Neto. Os outros sete estão treinando na Toca.

A principal mudança - e ainda contestada por parte da torcida - foi a não continuidade do ídolo e goleiro Fábio. O clube justificou que não iria renovar por uma questão técnica e financeira. Com isso, a Raposa foi ao mercado e está perto de finalizar as contratações de Rafael Cabral e Gabriel Brazão.

Para o ataque, Ronaldo Fenômeno também trouxe Waguininho, que estava no Coritiba. A gestão do ex-jogador também propôs revisões em contratos vigentes, como os do zagueiro Ramon e Cáceres. Ambos não aceitaram e não ficaram no clube[21].

Primeira grande injeção de dinheiro[editar]

Carta aos sócios

No dia 24 de janeiro de 2022 Cruzeiro quita a dívida de R$ 7 milhões com o Defensor referente a compra de Arrascaeta em 2015[22][23]. Também acertou um valor em aberto que tinha com o Tigres, do México, pela aquisição de Rafael Sobis e com o Mezatlán pela dívida envolvendo a compra de Riascos, em 2015. A soma total das 3 dívidas foi cerca de R$ 23 milhões. Essas eram pendências necessárias para acabar com o transferban aplicado pela FIFA em julho de 2021[24][25][26][27]. Em carta aos sócios 5 estrelas Ronaldo disse que esses valores não estavam previstos no momento já que a compra ainda não havia sido assinada e ainda havia um período de diligência. Mas o valor era um movimento de confiança na recuperação do clube.

Conflito com o Conselho do Cruzeiro[editar]

No dia 15 de março de 2022 Ronaldo apresentou novas condições para concluir compra do Cruzeiro. Gabriel Lima, membro do comitê de transição e um dos homens de confiança de Ronaldo,explicou quais são essas condições e por que essa equipe, que administrará o futebol cruzeirense após a compra da SAF, entende que elas são necessárias para que o negócio seja seguro e sustentável. Um dos problemas mais graves estava na dívida tributária. Da maneira como a compra foi alinhada, em dezembro de 2021, a SAF não se responsabilizaria pelo pagamento desse passivo com o governo. A transação tributária que a associação cruzeirense conseguiu com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), em outubro de 2020, tem como garantia de pagamento a Toca I, um dos centros de treinamento do clube. Caso as parcelas não fossem pagas pela associação, esse bem estaria sujeito a execução. Ronaldo iria propor aos associados cruzeirenses a seguinte condição: a SAF assumirá a responsabilidade de pagar parte da dívida tributária – a ser renegociada mais uma vez, por meio do Programa de Retomada do Setor de Eventos (Perse) –, mas os centros de treinamento (Toca I e Toca II) deveriam ser arrendados para a empresa.

Ainda não estavam claras as condições desse arrendamento, como prazos e valores. Mas era certo que, ao comprovar o pagamento dessa dívida tributária, haveria a previsão de transferência dos ativos da associação para a empresa. Além disso, a equipe de Ronaldo acreditava que a operação protegeria os centros de treinamento de execuções.

– As Tocas são o lugar em que a gente exerce a nossa finalidade. Eu não posso ter risco de perder esses dois imóveis. É por isso que a gente tá pedindo para gerir esses ativos. Eu não posso perdê-los daqui a pouco. Como eu fico? Onde o clube treina? – diz Gabriel.

– Como é que eu faço um investimento em infraestrutura sem saber se esse CT, daqui a dois ou três anos, ainda pertencerá a mim? Sabendo que ele pode ser perdido num não pagamento de alguma dívida. Ou que pode ser dado em garantia para outra dívida que eles possam vir a assumir? Então esse é o ponto fundamental – completa o executivo. Além disso, Ronaldo pedirá aos associados cruzeirenses a autorização para a abertura de um processo de Recuperação Judicial ou Extrajudicial. Ambas são ferramentas usadas para recuperar empresas em situações falimentares, por meio de renegociação coletiva com credores de naturezas cível e trabalhista[28].

No dia 16 de março a Mesa Diretora do Conselho do Cruzeiro emitou uma nota expondo detalhes de acordo com Ronaldo e quebra cláusula de confidencialidade. Segundo a nota, o acordo não prevê o pagamento de dívidas. Os conselheiros reclamaram da dificuldade para ter acesso ao teor do acordo, segundo eles apresentado somente depois de cerca de dois meses. A Mesa afirmava, no texto, que a intenção de compra conta com o aporte de apenas R$ 50 milhões, na assinatura do documento definitivo de aquisição. Os outros R$ 350 milhões viriam por meio de receitas "incrementais" geradas pelo clube-empresa, de modo a totalizar os R$ 400 milhões anunciados. No documento, os conselheiros citam o fato de os jovens da base pertencerem à SAF e dizem que nada mais que os imóveis que não têm o futebol como atividade fim foi negociado em nome da associação Cruzeiro Esporte Clube. Durante toda a carta, a Mesa Direta se dizia favorável à parceria de Ronaldo com o Cruzeiro, mas sempre questionando cláusulas do documento de intenção de compra. Assinaram a nota: Nagib Simões, Mauricio Silva, Marcus Lambertucci e Evandro Vassali (integrantes da Mesa Diretora do Conselho), Alvimar Perrella, Bruno Lourenço, Paulo Henrique Pentagna Guimarães, Aquiles Diniz, Alexandre Azevedo, Pedro Lourenço e Régis Campos (integrantes da Comissão de Apoio para Constituição da Sociedade Anônima do Futebol)[29].

No dia 17 de março, em carta aberta ao torcedor do Cruzeiro, Ronaldo e a Tara Sports se posicionaram sobre a polêmica envolvendo os valores a serem aplicados pela SAF. De acordo com a carta, assinada por Ronaldo, o valor inicial é de R$ 50 milhões. Outros R$ 350 milhões viriam por investimento direto ou por incremento de receitas, uma variante defendida como benéfica para a associação. No comunicado, Ronaldo também faz críticas à nota emitida pela Mesa Diretora do Conselho, ressaltando que ela “expõe parcialmente dados confidenciais e distorce a realidade dos termos firmados na proposta apresentada ao Cruzeiro.”[30]

A carta

"Diante da Nota Oficial emitida pela Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube, assinada por Nagib Simões, Mauricio Silva, Marcus Lambertucci, Evandro Vassali, Alvimar Perrella, Bruno Lourenço, Paulo Henrique Pentagna Guimarães, Aquiles Diniz, Alexandre Azevedo, Pedro Lourenço e Régis Campos, que expõe parcialmente dados confidenciais e distorce a realidade dos termos firmados na proposta apresentada ao Cruzeiro Esporte Clube, esclarecemos os seguintes fatos:

O valor de investimento previsto na proposta de aquisição define um aporte inicial de R$50 milhões, além de um compromisso de investimento de mais R$350 milhões que pode ser feito através de incremento de receitas ou de aporte direto. Vale ressaltar que a opção de incremento de receita favorece diretamente a associação, uma vez que a lei das SAF obriga o repasse de 20% das receitas para quitação da dívida bilionária acumulada por anos de má gestão - fato esse que pode gerar mais R$70 milhões em receitas para a quitação da dívida e que parece ser ignorado pelos responsáveis pela Nota.

Vale ressaltar também que o pedido de inclusão das Tocas I e II na transação é simplesmente para proteção de patrimônio do Cruzeiro diante de uma realidade que se revelou significativamente mais grave do que aquela indicada nas informações inicialmente disponibilizadas e que foram utilizadas para a elaboração da proposta apresentada ao Cruzeiro. Hoje a Toca I, a sede do Barro Preto e parte de todas as receitas do futebol estão comprometidas em razão de dívidas tributárias de aproximadamente R$400 milhões, as quais não estavam previstas na negociação inicial. No curto prazo os imóveis podem ser leiloados e as receitas apropriadas por falta de pagamento.

A SAF se coloca como facilitadora não apenas para encontrar os meios de pagamento dessa dívida, como também para recolocar o futebol do Cruzeiro no seu lugar de protagonista do futebol brasileiro. Em contrapartida, o controle das Tocas pela SAF garante que o patrimônio do futebol não seja colocado mais uma vez em risco.

Por fim, acreditamos em trabalho silencioso, sem dar publicidade a pontos contratuais em respeito às cláusulas de confidencialidade que devem ser cumpridas. O Cruzeiro precisa de estabilidade para seguir o caminho da reconstrução. O Conselho do clube é soberano e acreditamos que o julgamento dos pleitos será feito de maneira coerente levando em consideração o melhor para o Cruzeiro.

#FechadoComOCruzeiro

Tara Sports Ronaldo"

Reunião do Conselho para votar demandas de Ronaldo[editar]

O Conselho Deliberativo do Cruzeiro foi convocado para reunião extraordinária no dia 4 de abril de 2022 para votar as demandas de Ronaldo em relação aos ajustes no contrato para venda de ações do Cruzeiro SAF[31].

Uma reunião entre conselheiros do Cruzeiro, representantes da equipe de Ronaldo e da XP Investimentos antes da reunião ocorreu no dia 31 de março no Barro Preto. Houve bate-boca. Um dos mais participativos, o ex-presidente Alvimar de Oliveira Costa chegou a se levantar da cadeira com dedo em riste para dizer que se sentiu traído pelo atual mandatário, Sérgio Santos Rodrigues[32].

No dia 4 de abril, com presença e pressão de torcedores[33], hostilização de conselheiros[34] (com exceção de Pedro Lourenço[35]) e faixas da torcida de apoio a Ronaldo[36], houve a reunião do Conselho Deliberativo para a votação das demandas para ajustar o contrato de venda do Cruzeiro SAF. Antes mesmo de começar, a votação foi ameaçada de não ocorrer graças a uma liminar que impedia a reunião de acontecer. A liminar foi concedida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) a pedido dos conselheiros José Eustáquio Lucas Pereira e Antônio Carlos Cruvinel, ambos desembargadores, entraram com o pedido de tutela cautelar em caráter antecedente, acatada pelo juiz Bruno Teixeira Lino. Os magistrados alegaram que eles não tiveram conhecimento do contrato entre a associação e o Fenômeno, sendo, assim, "impossível" votar sobre o caso[37][38]. O Departamento Jurídico do Cruzeiro entrou rapidamente com um agravo que foi concedido pelo TJMG o que viabilizou a assembléia de acontecer[39].

As mudanças foram aprovadas por aclamação pelos conselheiros. Ronaldo não escondeu o seu alívio e prometeu muito trabalho: "Quero agradecer logicamente o apoio da torcida que esteve presente nesse processo inteiro, todos os conselheiros que se mobilizaram para fazer isso acontecer. Agora, a bola está comigo e vou fazer a minha parte", disse[40][41].

Pagamento de dívidas antigas[editar]

No dia 8 de abril de 2022, acertou o pagamento de duas dívidas que estava causando um transferban ao Cruzeiro: R$ 12 milhões ao Independiente del Valle e R$ 1 milhão para o Atlético-AC[42][43]. Sete atletas que já estavam treinando com o elenco, aguardavam a liberação para poderem ser registrados[44][45].

Assinatura do contrato[editar]

No dia 14 de março de 2022, foi feito o anúncio da compra por Ronaldo 90% Cruzeiro SAF. Todos os trâmites se deram na semana anterior, com a assinatura dos representantes tendo ocorrido no 8 de abril. Ainda foi feita uma apresentação do modelo final à representantes do Conselho, com as mais diversas especialidades que, novamente de forma unânime, comemoraram o desenho definitivo do negócio[46][47][48].

Saída do CEO[editar]

No dia 29 de abril, Cruzeiro anunciou a saída de Paulo Assis do cargo de CEO[49].

Diretoria executiva[editar]

No dia 13 de maio de 2022 O Cruzeiro SAF anuncia sua diretoria executiva[50]. Com a definição estrutural e das pessoas responsáveis, o clube reforça sua gestão, voltada para a reestruturação esportiva e administrativa. A Diretoria Executiva do Cruzeiro ficará submetida ao Conselho de Administração:

  • Gabriel Lima, que liderou o processo de transição, foi nomeado como CEO do Cruzeiro SAF. A ele responderam diretamente cinco Diretores, além do Secretário-Geral do clube.
  • Alexandre Cobra foi nomeado para Secretário-Geral
  • Enrico Ambrogini foi nomeado para Diretor de Operações
  • Lenin Franco foi nomeado para Diretor Comercial e de Marketing
  • Pedro Martins foi nomeado para Diretor de Futebol
  • Raphael Vianna foi nomeado para Diretor Financeiro
  • Victor Rios foi nomeado para Diretor de Comunicação

Vídeos[editar]

Presidente SSR fala sobre a aprovação do Cruzeiro SAF
Ronaldo faz sua primeira visita da Toca da Raposa II
Coletiva de Pedro Martins
Apresentação da SAF em assembléia
Reunião extraordinária do Conselho
Coletiva no dia 14/04/2022
Entrevista de Pedro Martins ao Superesportes
Live do canal Samuel Venâncio
Entrevista Gabriel Lima para Canal Samuel Venâncio

Referências[editar]

  1. Clube-Empresa: Cruzeiro aprova constituição da Sociedade Anônima do Futebol
  2. Thread do @Cruzeiro no Twitter
  3. Conselho Deliberativo do Cruzeiro aprova implementação do projeto de clube-empresa
  4. Presidente do Cruzeiro anuncia registro da SAF: "Nova realidade nos permitirá reerguer o clube"
  5. Cruzeiro apresenta registro para se transformar na primeira SAF do Brasil
  6. Presidente anuncia transformação do Cruzeiro em clube-empresa
  7. Nomes eleitos e R$ 22,9 milhões de capital inicial: os detalhes da escritura Cruzeiro SAF
  8. Cruzeiro tem CNPJ da SAF registrado; veja detalhes do capital social e o quadro social
  9. Cruzeiro aprova mudança no estatuto e poderá negociar até 90% das ações na SAF
  10. Assembleia Geral aprova, e Cruzeiro poderá vender até 90% das ações da SAF
  11. Ronaldo Fenômeno acorda compra do Cruzeiro, anuncia head da XP
  12. Ronaldo Fenômeno compra o Cruzeiro e se torna majoritário da SAF
  13. Ronaldo compra 90% do Cruzeiro por R$ 400 milhões e busca recuperação da Raposa
  14. Entenda tudo sobre o negócio envolvendo a SAF Cruzeiro e Ronaldo
  15. CRUZEIRO ESPORTE CLUBE ANUNCIA ACORDO COM RONALDO FENÔMENO
  16. Cruzeiro: Gabriel Lima, diretor do Valladolid, é anunciado líder da transição
  17. @Cruzeiro comunica saída de Luxemburgo
  18. Por "adequações orçamentárias", Cruzeiro anuncia saída do técnico Vanderlei Luxemburgo
  19. Cruzeiro anuncia saída de Luxemburgo por decisão da equipe de Ronaldo
  20. Cruzeiro anuncia saída de Luxemburgo e promete novo técnico em breve
  21. Ronaldo completa um mês no Cruzeiro com montagem de "cinturão de confiança" na gestão
  22. Cruzeiro finaliza pendência com Defensor e paga dívida de Arrascaeta
  23. Cruzeiro paga dívida por Arrascaeta, e dá passo importante para finalizar transfer ban e registrar reforços
  24. Fim do transfer ban: Cruzeiro também paga mexicanos e corre por registros
  25. Transfer ban: Cruzeiro paga mais duas dívidas e aguarda Fifa para voltar a registrar atletas
  26. Cruzeiro paga dívidas, resolve transfer ban e espera Fifa para registrar reforços
  27. @Cruzeiro - Pagamento das dívidas de Arrascaeta, Riascos e Rafael Sóbis
  28. Ronaldo apresenta novas condições para concluir compra do Cruzeiro; entenda ponto a ponto
  29. Mesa Diretora do Conselho do Cruzeiro expõe detalhes de acordo com Ronaldo e quebra cláusula de confidencialidade
  30. R$ 50 milhões? R$ 400 milhões? Em carta, Ronaldo esclarece valores de aporte no Cruzeiro
  31. Conselho do Cruzeiro é convocado para votar demandas de Ronaldo sobre SAF
  32. Conselheiros do Cruzeiro batem boca e cobram acesso ao contrato da SAF
  33. 'Se não votar, o pau vai quebrar', canta torcida do Cruzeiro no Barro Preto
  34. Conselheiros do Cruzeiro são ameaçados e hostilizados antes de votação
  35. Cruzeiro: Pedrinho foi o único conselheiro festejado em votação da SAF
  36. Torcida do Cruzeiro estende faixas em apoio a Ronaldo no Barro Preto, em BH
  37. Cruzeiro recebe liminar que impede reunião para votar exigências de Ronaldo e tenta derrubar veto
  38. Justiça concede liminar para suspender votação sobre SAF do Cruzeiro
  39. Justiça acata pedido do Cruzeiro, e votação do Conselho sobre SAF vai acontecer
  40. Conselho aprova mudanças propostas por Ronaldo, que concretiza a compra da SAF do Cruzeiro
  41. Ronaldo, o dono do Cruzeiro: 'A bola está comigo e vou fazer minha parte'
  42. Cruzeiro faz pagamento à vista de dívida de R$ 1 milhão com Atlético-AC e aguarda retirada de punição
  43. Cruzeiro acerta forma de pagamento à vista com Independiente del Valle e aguarda fim de punição na Fifa
  44. Cruzeiro conta com exceção na regra para ganhar tempo e registrar metade das contratações engatilhadas
  45. Cruzeiro quita dívidas e começa inscrição de novos atletas nesta segunda
  46. RONALDO NAZÁRIO ASSINA CONTRATO DE COMPRA DO CRUZEIRO SAF
  47. Ronaldo assina compra de 90% da SAF do Cruzeiro
  48. Ronaldo assina contrato e oficializa compra da SAF do Cruzeiro: "Honrado por liderar o processo"
  49. Cruzeiro anuncia saída de Paulo Assis do cargo de CEO do clube
  50. Cruzeiro SAF anuncia diretoria executiva