Cruzeiro 5x0 Uberaba - 03/03/2010

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Ituiutaba.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Tupi.png 3x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Ituiutaba.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Tupi.png 3x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Colo-Colo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x2 Escudo América-MG.png
Contra Uberaba
Escudo Uberaba.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x2 Escudo Uberaba.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
5 × 0 Escudo Uberaba.png
Uberaba
5ª Rodada - Campeonato Mineiro 2010
Data: 3 de março de 2010 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 21h50 Estádio: Mineirão
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira Público pagante: 2.415
Assistente 1: Marcos Vinícius Gomes Público presente: Não disponível
Assistente 2: Márcio Eustáquio Santiago Renda: R$ 29.312,50 R$ 29.312,5
Cr$ 29.312,5
NCr$ 29.312,5
Cz$ 29.312,5
NCz$ 29.312,5
(preço médio: R$ 12,14 )
Súmula: Súmula
Escalações
Cruzeiro: Uberaba:

1. Fábio 1. Fernando
2. Jonathan 2. Ivonaldo
3. Thiago Heleno 3. Rodrigão
4. Leonardo Silva Cartão amarelo recebido aos 4. Rogério
5. Henrique Cartão amarelo recebido aos 5. Balduíno
6. Diego Renan Cartão amarelo recebido aos 6. Fabiano
8. Pedro Ken Substituição realizada de jogo ( 17. Anderson Lessa Gol aos do ) 7. Valtinho Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( 14. Danilo Goiano )
7. Marquinho Paraná 8. Gustavo
9. Eliandro Gol aos do Substituição realizada de jogo ( 18. Kieza ) 9. Douglas Cartão amarelo recebido aos
23. Roger Substituição realizada de jogo ( 16. Bernardo Gol aos do ) 10. Rafael Ipuã Substituição realizada de jogo ( 15. Thiago Marim )
11. Thiago Ribeiro Gol aos do Gol aos do 11. Dinei Cartão vermelho recebido aos
Técnico: Adilson Batista Técnico: Zezito
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Uberaba:
12. Rafael 12. Glaysson
13. Marcos 13. Ednei
14. Gil 16. Zé Maria
15. Camilo 17. Danilo
18. Pesão


Pré-jogo

Em 2º lugar, com 15 pontos, o Cruzeiro pode chegar à liderança com uma vitória. E vai buscá-la com um time misto.

Em 7º lugar, a luta do Uberaba é pra se manter entre os classificáveis para a fase seguinte do torneio. Mas, pra isto, o treinador Birigui não promete recorrer a uma retranca.

Será? Quem desafiar o mau tempo e comparecer ao Mineirão, deve assistir a um jogo animado.

Lance a Lance

Primeiro Tempo

  • 21h55 – Começa o jogo. Cruzeiro com uniforme tradicional defende o Gol da Lagoa. Uberaba usa camisas brancas e calções vermelhos.
  • 01 – Roger cobra escanteio pela direita, Eliandro desvia no 1º pau, Henrique não consegue concluir dentro da pequena área.
  • 03 – Jonathan chuta da intermediária, bola desvia na zaga, goleiro desvia pra escanteio.
  • 05 – Roger cobra escanteio pela direita, goleiro tira com os punhos.
  • 07 – Balduíno desarma Ribeiro na direita concedendo 5º escanteio. Roger cobra curto, sem problemas pra defesa.
  • 09 – Pára de chover. Até agora, só 2 faltas, ambas cometidas pelo Cruzeiro, que pressiona a saída de bola do Uberaba.
  • 10 – Pedro Ken desce pela direita, cruza, Roger rola pra Diego Renan, que chuta. Roger fica com o rebote e chuta pra defesa de Fernando.
  • 12 – Ribeiro cruza da direita, Jonathan arremata, bola bate na zaga.
  • 13 – Paraná derruba Fabinho Alves, que cobra falta sobre a área, Pedro Ken puxa Douglas pela camisa, juiz não vê e não marca o pênalti, que para a TV foi cristalino. E aí, senhores chorões?
  • 14 – Jonathan cruza, Ribeiro cabeceia por cima do travessão.
  • 16 – Ivonaldo cruza, bola desvia no braço de Leonardo Silva e sai pela linha de fundo. Ivonaldo cobra escanteio, Douglas cabeceia mal.
  • 17 – Dinei chuta, Fábio defende com dificuldade.
  • 22 – Roger cruza da esquerda, Ivonaldo corta de cabeça, Roger volta a cruzar, Eliandro sobe mais que a zaga e testa para as redes. Cruzeiro 1×0.
  • 24 – Roger cobra falta da intermediária, Fernando defende.
  • 25 – Leonardo Silva aplica carrinho violento em Dinei e recebe cartão amarelo.
  • 26 – Ribeiro dribla Fabinho Alves e cruza da direita. Não aparece ninguém pra concluir.
  • 29 – Ribeiro lança Pedro Ken, que é empurrado na área. Pênalti. Valtinho recebe cartão amarelo. Roger cobra com o pé esquerdo. O chute sai alto, à direita do arco uberabense, mas pra fora.
  • 30 – Torcida grita o nome de Roger Secco.
  • 33 – Ivonaldo desarma Diego Renan concedendo escanteio. Roger cobra, defesa afasta.
  • 34 – Dinei reclama de uma falta e recebe cartão amarelo.
  • 35 – Henrique cruza da direita, pra fora. Cruzeiro tem 63% de posse de bola.
  • 36 – Ribeiro chuta de fora da área, pra fora.
  • 37 – Diego Renan derruba Ivonaldo e recebe cartão amarelo.
  • 40 – Roger recebe falta na esquerda. Ele mesmo cobra, Fernando tira com os punhos.
  • 41 – Rodrigão reclama dores na coxa e pede substituição.
  • 44 – Fabiano cruza, Dinei cabeceia, Fábio faz defesa complicada, Bandeira marca impedimento milimétrico.
  • 45 – Jonathan chuta, bola desvia na zaga, Pedro Ken chuta, Valtinho corta.
  • 46 – Fim do 1º tempo.
  • Roger: “Há muito tempo, não perdia um pênalti. Faz parte. Agradeço ao Ribeiro pela generosidade de me deixar cobrar.”
  • Fabiano: “Deixamos o Jonathan jogar livre. Vamos corrigir isto pra empatar e virar o placar.”

Segundo Tempo

  • 22h54 – começa o 2º tempo.
  • 01 – Ribeiro cobra escanteio pela direita, Fernando espalma.
  • 02 – Pedro Ken invade a área e chuta, goleiro defende, bola bate em Ken e sai pela linha de fundo.
  • 04 – Valtinho cobra falta, Rodrigão cabeceia pras redes. Impedimento. Gol anulado.
  • 06 – Roger lança Ribeiro, que é desarmado dentro da área.
  • 08 – Ribeiro cruza, Eliandro cabeceia torto, Roger chuta, Rodrigão rebate.
  • 11 – Ribeiro cruza da direita, Roger conclui, bola acerta a zaga.
  • 13 – Dinei carrinha Pedro Ken e recebe cartão vermelho.
  • 14 – Bernardo substitui Roger.
  • 15 – Bernardo chuta de longe, pra fora.
  • 16 – Rafael cobra escanteio pela esquerda, Fábio sai pra cortar, mas não acha a bola.
  • 17 – Thiago Heleno corta, de cabeça, escanteio cobrado por Ivonaldo, pela direita.
  • 19 – Fabiano chuta de fora da área, bola explode em Leonardo Silva.
  • 20 – Henrique perde a bola no ataque, Douglas fica com ela, avança e chuta. Bola passa pro cima do travessão.
  • 21 – Diego Renan arremata de fora da área, pra fora.
  • 22 – Henrique tenta passar a Eliandro, Balduino desvia a bola que fica com Bernardo. O armador dribla Fernando e toca pras redes. Cruzeiro 2×0.
  • 24 – Valtinho derruba Bernardo na meia lua. Thiago Ribeiro bate com força, a meia altura, bola entra à esquerda de Fernando. Cruzeiro 3×0.
  • 26 – Kieza substitui Eliandro. Thiago Marino substitui Rafael Ipuã. Danilo substitui Valtinho.
  • 27 – Anderson Lessa substitui Pedro Ken.
  • 28 – Gustavo chuta fraco, Fábio defende a bola com os pés.
  • 30 – Henrique derruba Thiago Marinho e recebe cartão amarelo.
  • 31 – Sem marcação, Thiago Ribeiro solta uma bomba do bico da área. Bola entra no ângulo direito de Fernando. Cruzeiro 4×0.
  • 33 – Bernardo cruza da direita, Fernando tromba com Rodrigão, bola sobra para Anderson Lessa que toca a bola pras redes. Cruzeiro 5×0.
  • 37 – Ribeiro cruza, Lessa cabeceia pra fora.
  • 38 – Fernando cai ainda sentindo o choque com Rodrigão. Médico do Cruzeiro vai atendê-lo, pois o Uberaba não trouxe médico a Belo Horizonte.
  • 42 – Bernardo levanta sobre a área, Lessa cabeceia, Fernando defende.
  • 43 – Ribeiro cruza, Balduíno corta.
  • 44 – Público pagante: 2.415. Renda: R$29.302,50.
  • 46 – Cruzeiro toca bola.
  • 47 – Fim de jogo. Itatiaia escolhe Thiago Ribeiro como o melhor em campo.
  • Thiago Ribeiro: “Poderíamos ter feito mais gols.”
  • Ivonaldo: “Fizemos bom 1º tempo, mas com um homem a menos, ficou difícil.”
  • Bernardo: “Tem sido um ano muito bom pra mim, pois o Adílson está me apoiando. Foi melhor ter ficado aqui do que ter ido pra Arábia.”

Vídeos

Gols

Atuações

  • Adílson Batista – Treinador que vence por 5×0 só pode ter feito a coisa certa.
  • Torcida – Campeonato desenxabido, horário pornográfico, chuvarada, rival que não preocupa, expectativa de Libertadores, time misto e, principalmente, soberba, contribuíram pra afastar o torcedor cruzeirense do Mineirão. A turma que compareceu, foi recompensada com a goleada.
  • Fábio – Uma defesa difícil, uma saída em falso e, no resto do jogo, boa vida.
  • Jonathan – Sem ter a quem marcar, passeou por todo o campo criando jogadas interessantes. Na etapa final, puxou o freio de mão.
  • Thiago Heleno – Pouco exigido, cumpriu sua obrigação.
  • Leonardo Silva – Levou cartão amarelo cedo demais e passou o resto do tempo se cuidando pra não ser expulso. Também cumpriu sua obrigação.
  • Diego Renan – Atacou, sem brilho, mas atacou.
  • Pedro Ken – Cobertura pela direita, armação, jogadas de ataque, fez de tudo um pouco. E sempre bem feito.
  • Henrique – Não precisou jogar em seu melhor nível pra dar conta do recado.
  • Marquinhos Paraná – Jogou na maciota, sem forçar o ritmo desnecessariamente.
  • Roger – Animado, correu bastante, deu bons passes, fez cruzamentos de alto nível, como o que resultou no 1º gol. Só não leva dez por conta do pênalti mal batido.
  • Bernardo – Entrou afoito querendo fazer tudo sozinho, depois acalmou-se, jogou coletivamente e até fez gol.
  • Thiago Ribeiro – Além de ter sido o motorzinho de sempre, resolveu fazer gols. Encaçapou dois, um de falta, outro de placa num tirambaço, da quina da grande área, que entrou na forquilha.
  • Eliandro – Oportunista, abriu o placar. Depois, ficou rondando a área em busca de outro gol, que não saiu.
  • Anderson Lessa – Fez um gol mostrando oportunismo.
  • Kieza – Passou despercebido. Ainda não se acertou com os colegas. Não por falta de vontade, mas de tempo.
  • Juiz & Bandeiras – O Juiz deixou de marcar um pênalti para o Uberaba quando o placar estava 0×0. As demais marcações obedeceram às regras do jogo.
  • Uberaba – Marcos Birigui pensou alto. Queria seu time contra-atacando em velocidade. Chegou a ficar próximo de abrir o placar, mas o Juiz sonegou-lhe um pênalti. Logo depois, começou a derrocada com o gol de Eliandro. Na metade do 2º tempo, as coisas pioraram. Dinei aplicou um carrinho imprudente, foi expulso e o Zebu foi pro brejo. Em sua equipe, destacaram-se o volante Balduíno, apesar de ter cokaborado para o gol de Bernardo e os avançados Douglas e Dinei, que deram trabalho à defesa celeste. O lateral-direito Ivonaldo também fez algumas boas jogadas.

O que foi dito

  • Jonathan, lateral-direito do Cruzeiro: O time jogou bem, está de parabéns, somos os líderes agora.
  • Leonardo Silva, beque do Cruzeiro: A gente sabia que esse jogo era importante pra assumir a liderança. Agora, estamos na posição que sempre quisemos e temos de mantê-la. A equipe impôs o ritmo e tivemos a felicidade de ampliar o marcador.
  • Diego Renan, lateral-esquerdo do Cruzeiro, em seu blog: O jogo estava complicado, no começo, mas quando o adversário teve um jogador expulso o nosso time encaixou melhor, soubemos aproveitar os espaços e abrimos boa vantagem no placar. A partida demonstrou que a gente merece estar na liderança, tivemos um comportamento de líder dentro de campo e isso foi coroado com o resultado final.
  • Roger, meia do Cruzeiro: O Thiago Ribeiro foi generoso me deixando bater o pênalti. Infelizmente, errei. Tentei colocar muito no canto e não fui feliz. Mas, graças a Deus, fiz uma boa jogada no lance do gol.
  • Bernardo, armador do Cruzeiro: Todo gol que faço tem um gostinho diferente. É gostoso balançar a rede e ajudar o Cruzeiro. Está sendo um ano muito bom pra mim, estou muito feliz de estar jogando, isso é o mais importante, e a confiança do Adílson em mim está voltando. Teve muita conversa. Ele conversou bastante comigo, me deu apoio, confiança. Falou para eu focar, ter cabeça no lugar, jogar meu futebol, coisa que eu sei fazer, jogar bem, estar concentrado no meu trabalho que este ano eu faria um ano bom. E realmente estou começando bem. É bom ter jogadores como o Roger e o Gilberto no grupo, experientes, de Copa do Mundo, que jogaram no exterior. Estou começando agora e eles me passam muita coisa. Estou aprendendo. Tenho certeza que com a força deles e do grupo todo eu farei um bom ano.
  • Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: Fico feliz de mais uma grande atuação, não só minha como do Cruzeiro. A gente mais uma vez fez muitos gols no Mineirão. Nossa média este ano é muito elevada. A gente sai com o dever cumprido, pois queria essa vitória pra assumir a liderança e conseguimos. Agora, é descansar porque no final de semana tem mais um jogo importante e na quinta-feira tem aquele jogo que tanto nos interessa, da Libertadores. O lance da Libertadores, na verdade, foi um rebote, do jeito que o goleiro rebateu a bola eu acabei pegando de primeira e ela caprichosamente bateu na trave. Mas são coisas do futebol. Hoje eu consegui acertar um lindo chute, do mesmo local, só que desta vez a bola entrou.
  • Anderson Lessa, atacante do Cruzeiro: Fico muito feliz. Agradeço ao professor Adílson pela oportunidade. Espero dar sequência agora e ir pegando a confiança dele, preciso de ritmo de jogo. Espero que no decorrer dos jogos eu possa ir pegando confiança ir fazendo os gols e dar muita alegria a esta torcida. Infelizmente, no ano passado, no fim do ano, no Brasileiro, passei três meses machucado e então é meu segundo jogo praticamente depois da contusão. Só vou voltar ao nível que eu estava atuando lá no Náutico no decorrer das partidas, com a sequência dos jogos. É fácil jogar neste time do Cruzeiro. Começando do excelente goleiro, que é o Fábio, até lá na frente. O Cruzeiro tem uma equipe muito qualificada. Assim, fica bem mais fácil jogar.
  • Adilson Batista, treinador do Cruzeiro: Tivemos dificuldades no início, pelo sistema e a marcação de um time bem treinado. Nós criamos algumas situações e fizemos 1×0. No 2º tempo, voltamos com a mesma atitude, criamos e foi um resultado importante. Fizemos mais um bom jogo e vamos tentar manter essa regularidade. Quinta-feira, a gente faz um trabalho contra os juniores para aqueles que não jogaram para dar ritmo e tirar algumas coisas. Temos a quinta, a sexta e o sábado pra colocarmos uma equipe competitiva que consiga vencer o Tupi. Com o Thiago Heleno a gente conversou e se entendeu. Ele está se dedicando, se cobrando e tem potencial. Com calma, estamos tentando recuperá-lo, principalmente, do desgaste que teve com a torcida. Ele vai ser útil. O Thiago Ribeiro já conhecia e este ano está fazendo os gols. Ele tem liberdade, velocidade e sempre teve nossa confiança, como os demais da frente.
  • André Kfouri, em seu blog: O Cruzeiro fez 4 gols em 12 minutos, no 2º tempo da vitória por 5×0 sobre o Uberaba. O time de Adílson Batista treina no estadual.
  • Leandro Mattos, em seu blog: Não pude acompanhar a rodada desta quarta-feira, por causa de compromissos pessoais, e já me desculpo com os amigos do ‘Girando a Bola’. Não vi o jogo do Galo e só consegui assistir ao segundo tempo da goleada celeste sobre o Uberaba. O amplo triunfo da Raposa sobre o Zebu, por 5 a 0, valeu aos estrelados a justa liderança absoluta do Campeonato Mineiro, com 18 pontos. O time de Adílson Batista tem 85,71% de aproveitamento, com seis vitórias e um revés, nos sete compromissos que disputou até agora. Nos 630 minutos que estiveram em campo pelo Estadual 2010, os azuis conquistaram também a supremacia nos critérios de desempate: melhor ataque (21 gols), melhor defesa, ao lado do Ipatinga (6 gols), melhor saldo de gols (15) e maior número de vitórias. Thiago Ribeiro, com seus dois tentos – o segundo, um golaço – aumentou a média estrelada no quesito ‘balanço das redes’: a média agora é de três tentos por partida no Mineiro. Embalada na competição caseira, a Raposa deve voltar a poupar seus titulares no confronto contra o Tupi, no fim de semana. A meta na Toca agora é repetir, na Libertadores da América, a condição de líder da tabela. Para isso, o time precisará derrotar o limitado Deportivo Itália, em Caracas, e torcer por um tropeço dos hermanos do Vélez, na próxima rodada continental.
  • Flavio Carneiro, no PHD: O Cruzeiro jogou o suficiente pra vencer e ainda assim aplicou mais uma goleada. Não há o que reclamar, pois naturalmente o time acaba se poupando quando sabe que o adversário não impõe muita dificuldade e o jogo não é de grande importância. A própria torcida sabe disso, tanto é verdade que preferiu assistir esse “quase amistoso” pela televisão, poupando energia e dinheiro para os jogos da Libertadores. Nesse momento, o importante é vencer pra obter vantagens nos mata-matas e isso o time fez com folga.
  • Matheus Penido, no PHD: Coletivo de luxo, definiu bem o Mauro França. De todo jeito, valeu pela goleada e, principalmente, pelos 3 pontos, que é o que conta em 1º lugar. O Uberaba lutou muito, chegou até a ensaiar alguns bons momentos, em especial quando tocava a bola, mas falhou nas definições ficando milhares de vezes em impedimento. No Cruzeiro, destaco Jonathan, Ken e Roger, além do Bernardo, que entrou a fim de jogo. Eliandro tem futuro, sabe se posicionar e me parece que ele e o Wellington Paulista são os únicos jogadores realmente de área no elenco do Cruzeiro.
  • Grossi, no PHD: O Cruzeiro fez o resultado esperado ao enfrentar um adversário com qualidade bastante inferior, jogando em casa e com todos os titulares à disposição do Adílson Baptista. No 1º tempo, as jogadas ofensivas eram restritas ao apoio pelo lado direito, com grande movimentação do Jonathan, Pedro Ken e Roger. O Uberaba se portava bem, dentro das possibilidades da equipe, e levava certo perigo em alguns momentos. Na 2ª etapa, o jogo continuava morno, porém, após a expulsão de um jogador da equipe do Triângulo, ao contrário do que profetizara Bob Faria, a equipe celeste teve enormes facilidades pra comandar as ações ofensivas e não levar mais sustos na defesa. Jonathan foi multifuncional, com grande disposição durante toda a partida e Diego Renan parece estar vivendo aquela oscilação natural da idade.
  • Renato-SP, no PHD: Jogo apertado no 1º tempo. Como sempre será na Era Adilson, time que vier na Toca III jogará do meio-campo para trás. Fizemos 1×0 e poderíamos ter feito 2×0. Em jogos em que temos de romper retranca, os 4 da meiúca estão descendo ao mesmo tempo. Isso ocorreu contra o Atlético-MG e ocorre também contra outros pequenos. Neste jogo, houve momentos que a zaga ficou no mano a mano. Precisamos corrigir este posicionamento. Se Thiago Ribeiro continuar fazendo gol de todo jeito (que golaço de o 2º!) não tem pra ninguém. Este ano é nosso.
  • Geni e o Zeperrella, no PHD: Havia um corneta na minha frente que não falava, berrava, vaiava, mandava tomate cru. Queria espetáculo, queria que o time fosse todo pra frente. Não podia dar um passe pra trás que ele esperneava. Xingou o Jonathan, o Thiago Heleno, o Henrique, o Pedro Ken, o Roger, o Adilson… Se ainda fosse um jogo de final, tenso. Não entendo como alguém consegue ficar nervoso num jogo contra o Uberaba…


Transmissão

  • Globo Minas