Cruzeiro 4x0 Minas Futebol - 01/03/2014

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro 2004.png 5x1 Escudo Universidad de Chile.png Gol aos do Escudo Nacional-MG.png 1x4 Escudo Cruzeiro 2004.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Boa Esporte.png 1x3 Escudo Cruzeiro 2004.png Gol aos do Escudo Nacional-MG.png 1x4 Escudo Cruzeiro 2004.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro 2004.png 5x1 Escudo Universidad de Chile.png Gol aos do Escudo Cruzeiro 2004.png 2x1 Escudo Tupi.png
Contra Minas Futebol
← Primeira ficha Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Cruzeiro 2004.png
4 × 0
Escudo Minas Futebol.png



Informações

Data: sábado, 1 de março de 2014 às 16:30
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Mineirão


Público e Renda

Público pagante: 9.444
Público Presente: Não disponível
Renda Bruta: R$ 309.065,00 R$ 309.065 <br />Cr$ 309.065 <br />NCr$ 309.065 <br />Cz$ 309.065 <br />NCz$ 309.065 <br /> (preço médio: R$ 32,73 )


Escalações

Cruzeiro
  1. (T) Fábio
  2. (T) Ceará
26. (T) Dedé Cartão amarelo recebido aos 26  (2T) 26'  (2T)  
  4. (T) Bruno Rodrigo  Gol aos 33 do  (1T) 33'  (1T)
  6. (T) Egídio Cartão amarelo recebido aos 22  (2T) 22'  (2T)  
15. (T) Rodrigo Souza Substituição realizada 33' (2T) de jogo 33' (2T) ( 16.(R) Lucas Silva Simbolo jogador base.png )
19. (T) Nílton
17. (T) Éverton Ribeiro Cartão amarelo recebido aos 10  (1T) 10'  (1T)   Gol aos 25 do  (2T) 25'  (2T)
28. (T) Ricardo Goulart Substituição realizada 20' (2T) de jogo 20' (2T) ( 25.(R) Willian )
11. (T) Dagoberto  Gol aos 39 do  (1T) 39'  (1T) Gol aos 6 do  (2T) 6'  (2T)
  9. (T) Marcelo Moreno Substituição realizada 32' (2T) de jogo 32' (2T) ( 27.(R) Élber Simbolo jogador base.png )
Técnico: Icone-Treinador.png Marcelo Oliveira

Minas Futebol
  1. Cristiano
  2. Gleisinho
  3. Micão
  4. Reginaldo
  5. Gustavo Moreira Cartão amarelo recebido aos 5  (2T) 5'  (2T)  
  6. Leandrinho
  7. Pictograma-Futebol.png Fábio Júnior Substituição realizada 29'(2T) de jogo 29'(2T) ( 18. Radar )
  8. Rafinha
  9. Ely Tadeu Substituição realizada 19'(2T) de jogo 19'(2T) ( 21. Leozinho )
10. Felipe Substituição realizada 30'(2T) de jogo 30'(2T) ( 22. Maranhão )
11. Christiano
Técnico: Pictograma-Futebol.png João Carlos


Reservas que não entraram na partida

Cruzeiro
12. (B) ElissonSimbolo jogador base.png
3. (B) Léo
5. (B) Elierce Souza
8. (B) Henrique
14. (B) Luan
22. (B) MaykeSimbolo jogador base.png
23. (B) Marlone
33. (B) Willian Farias

Minas Futebol
12. Ranule
13. Jabá
14. Marcão
15. Lima
16. Luis Gustavo
17. Jhonathan Moc
19. Cassimba
20. Dalmo

Pré-Jogo[editar]

AUSENTES no Cruzeiro: Rafael Monteiro, Borges, Martinuccio, Vilson, Júlio Baptista, lesionados, Samudio, em recuperação.

PENDURADOS no Cruzeiro: Dedé e Souza.

BANCO do Cruzeiro: Elisson, Mayke, Leo Simões, Henrique, Lucas Silva, Souza, Willian Farias, Elber, Marlone, Luan e Willian.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Vou escalar o Nilton no lugar do Lucas Silva e o observar o que acontece. O restante da equipe é o mesmo que jogou contra a Uiversidad de Chile, com o Marcelo Moreno e todos os outros. Vamos com os titulares contra o Minas e poupar, não sei se todos, mas a maioria em Muriaé, na quarta-feira, pois os titulares estará desgastados na próxima semana.”

AUSENTES no Minas Boca: Jabá (LD), lesionado.

PENDURADOS no Minas Boca: Felipe, Christiano, Cheffeson, Jhonathan, Reginaldo, Rafael e Leandro.

BANCO do Minas Boca: Raniele Gomes, Lima, Felix Jhonnatans, Luis Gustavo, Jonathan Cabral, Cassimba, Radar, Gustavo Fereira, Leozinho, Renato Marabhão.

JOÃO CARLOS, técnico do Minas Boca: “Será um jogo muito difícil. Respeitamos o Cruzeiro, mas não vamos mudar nada. Vamos jogar nosso futebol.”

Lance a lance[editar]

Primeiro Tempo[editar]

  • 16h25. Times em campo. Cruzeiro, com uniforme tradicional. Minas Boca, todo de amarelo.
  • 16h33. Cruzeiro, à direita das cabinas, dá a saída.
  • 01. Dagoberto avança em velocidade pela esquerda e é derrubado por Gustavo, no bico da área. Falta.
  • 02. Everton Ribeiro cobra falta, Dedé, dentro da área, arremata pra fora.
  • 03. Egídio lança Ricardo Goulart na área, bola é desviada pela defesa e sobra pra Cristiano defender.
  • 04. Nilton avança pela pontadireita e cruza. Cristiano espalma a bola pra dentro da área. Micão corta pro meiocampo.
  • 05. CHARCO. Devido a um temporal na Pampulha, pouco antes do jogo, gramado está encharcado. Há poças na lateral ao lado dos bancos de reservas.
  • 06. Ceará disputa bola no meiocampo e derruba Gleissinho. Falta pro Minas.
  • 07. ORGANIZADAS do Cruzeiro, no Mineirão: FanatiCruz, Jovem, Cachazeiros, Jovem Cipotânea, Jovem Itatiaiuçu.
  • 08. Everton Ribeiro recebe passe na entrada da área, tenta um drible e cai. Juiz manda o jogo seguir.
  • 09. Dagoberto chega duro em Rafinha. Falta.
  • 10. AMARELO. Everton Ribeiro, por chutar a bola pra longe, após marcação de falta.
  • 11. Torcida celeste vaia o Juiz. Sem razão.
  • 12. Dagoberto cruza, Reginaldo corta pra linha de fundo.
  • 13. Everton Ribeiro cobra falta na esquerda, Dedé sobe pra cabecear no segundo poste, mas comete falta em Micão.
  • 14. QUASE. Dagoberto avança pela direita, invade a área e tenta passara a Goulart. Micão afasta. Dagol tenta novamente, bola passa por Cristiano e sai rente ao poste direito.
  • 15. GERAL CELESTE puxa a cantoria da torcida.
  • 16. Dedé lança Ricardo Goulart no ataque, Micão afasta o perigo.
  • 17. Gramado encharcado dificulta o toque de bola do Cruzeiro.
  • 18. CHUVA não para na Pampulha.
  • 19. Ricardo Goulart avança em velocidade pelo meio, mas perde a bola pra Micão.
  • 20. Dedé derruba Micão nas proximidades da área celeste.
  • 21. Felipe cobra falta na entrada da área, bola fica na barreira, meia tenta novo arremate, mas a defesa celeste corta pra escanteio.
  • 23. CRITÉRIO. Juiz deixa a bola correr. Jogadores do Cruzeiro, em especial Everton Ribeiro, já compreenderam que não adianta forçar faltas. Como, aliás, acontece na Libertadores.
  • 24. Dagoberto é lançado na lateral esquerda, mas é derrubado por Gustavo Alves. Falta.
  • 25. O QUE É ISSO, COMPANHEIRO? Marcelo Moreno pega rebote na área do Minas e chuta forte. Bola acerta o rosto de Ricardo Goulart e sai pela linha de fundo.
  • 26. Leandrinho cobra falta pela esquerda, Bruno Rodrigo corta, bola sai pela linha de fundo.
  • 27. DEFESAÇA. Gustavo chuta forte, da meia direita, Fábio espalma no canto direito.
  • 28. MILAGRE. Micão fica com o rebote, após defesa de Fábio, dribla Ceará e chuta. Bruno Rodrigo corta quase da risca.
  • 29. Depois do sufoco inicial, Minas respira e arrisca algumas jogadas de ataque.
  • 30. Everton Ribeiro recebe passe na meiadireita, limpa Gleisinho e cruza. Bola passa por toda a área do Minas e sai pela linha de fundo.
  • 31. Everton Ribeiro cobra escanteio na esquerda, Dedé cabeceia, bola passa por cima do travessão.
  • 32. Ceará tenta cruzar, mas sofre falta de Ely Thadeu, na pontadireita. Dagoberto vai cobrar.
  • 33. GOL. Dagoberto cobra falta pela direita, Bruno Rodrigo sobe mais que a defesa do Minas e cabeceia a bola, que acerta o poste direito antes de ir pra rede. CRUZERO 1×0.
  • 34. 2º gol de Bruno Rodrigo na temporada, 1º pelo Mineiro. O outro foi contra o Real Garcilaso, pela Libertadores.
  • 35. Felipe é lançado na pontadireita, tenta cruzar, mas é derrubado por Rodrigo Souza. Falta, perto da linha de fundo.
  • 36. Leandrinho cobra falta, Dedé corta, sai jogando, lança Moreno e corre pra receber na frente, mas o passe do boliviano sai longo demais, e a bola fica com o goleiro do Minas.
  • 37. PAULISTA, no PHD: “A defesa do Cruzeiro me impressiona, pela seriedade, habilidade, força e precisão. E quando passam por ela, Fábio está lá, soberano.”
  • 38. Everton Ribeiro pega rebote na entrada da área e arrisca chute. A bola resvala em Gustavo e o Minas vai para o ataque.
  • 39. GOL. Dagoberto recebe passe na direita, avança em velocidade, entra na área do Minas chuta forte, cruzado. CRUZEIRO 2×0.
  • 40. 3º gol de Dagoberto na temporada, 2º no Mineiro.
  • 42. QUASE AUTOGOL. Ely Thadeu avança pela direita, deixa Bruno Rodrigo pra trás, invade a área, mas usando vai finalizar o beque celeste dá um toquinho na bola, que passa por Fábio e sai rente ao poste direito.
  • 44. Gleissinho passa por Egídio, entra na área celeste e chuta. Fábio defende.
  • 45. Ricardo Goulart avança pela direita, dribla dois marcadores, e chuta sem ângulo. Bola fica na rede, pelo lado de fora.
  • 45+1. FIM de 1º tempo. Cruzeiro demorou a se entender com o gramado molhado, mas quando o fez tornou o jogo fácil.
  • DAGOBERTO, atacante do Cruzeiro: “Está bom, fui feliz no gol, jogo está complicado porque p campo está encharcado, mas a equipe está colocando a bola no chão e conseguindo jogar.”
  • MOEMA FOX, no PHD: “Cruzeiro bem e tranquilo. Gosto de ver esse time jogar! Mas o registro é a má-vontade do comentarista do PFC (Edinho), acha defeito em absolutamente tudo, e agora deu para repetir “não foi isso que ensinei para o Bruno Rodrigo”. Essa moda de comentarista mal-humorado podia passar, viu…”

Segundo Tempo[editar]

  • 17h35. times voltam a campo sem alterações.
  • 17h37. COMEÇA o 2º tempo. Minas dá a saída.
  • 46. Micão disputa bola na defesa, cai e sai de campo no carrinho.maca.
  • 47. PERTIM. Dedé cobra falta da entrada da área, bola passa rente à forquilha direita da baliza setelagoana.
  • 48. Dagoberto avança pela direita e lança Ricardo Goulart, que cabeceia à esquerda de Cristiano.
  • 49. Dagoberto recebe na grande área e chuta Reginaldo corta, afastando o perigo.
  • 49’30″. Dagoberto cruza da pontadireita, Micão corta, no segundo poste, cedendo escanteio.
  • 50. PÊNALTI. Nilton é agarrado dentro da área por Gustavo.
  • 51. GOL. Dagoberto chuta rasteiro no canto direito, Cristiano cai no esquerdo.CRUZEIRO 3×0.
  • 52. AMARELO. Gustavo Alves, por reclamação.
  • 54. BRONCA. Dagoberto comete falta em Reginaldo, na área do Minas. Os dois se estranham, juiz aparta.
  • 55. Felipe cobra escanteio pela direita, Dedé corta de cabeça.
  • 56. Everton Ribeiro avança pela direita e cruza. Marcelo Moreno tenta o voleio, mas fura.
  • 59. Dagoberto pega rebote na entrada da área e arrisca chute. A bola passa por cima do gol.
  • 60. Egídio avança com velocidade pela esquerda e tenta cruzamento. A bola desvia na marcação e sai pela linha de fundo.
  • 61. Dagoberto cobra escanteio da esquerda. A bola passa por toda a grande área e sai pela linha de fundo.
  • 62. BALIZA. Everton Ribeiro chuta forte, após ser lançado por Ricardo Goulart. Bola acerta o poste esquerdo, depois de ser desviada pelo goleiro do Minas.
  • 63. TROCA. Ely Thadeu x Leozinho.
  • 65. TROCA. Ricardo Goulart x Willian.
  • 66. AMARELO. Egídio.
  • 67. Leandrinho pega rebote na grande área e arrisca chute. A bola resvala em Dedé e vai direto para as mãos de Fábio.
  • 68. RASPOU. Everton Ribeiro chuta da meiesquerda. Bola resvala em Reginaldo e passa perto do poste esquerdo do arco minasboquense.
  • 70. GOL. Egídio cruza da esquerda, Everton Ribeiro sobe sozinho na área e cabeceia. Bola na rede. CRUZEIRO 4×0.
  • 71. AMARELO. Dedé.
  • 73. PREGO. Minasboquenses, “sem pernas”, assinem ao Cruzeiro jogar.
  • 74. TROCA. Fábio Jr. x Radar.
  • 75. TROCA. Felipe x Renato Maranhão.
  • 76. Dagoberto pega rebote na grande área e chuta, mas o arremate sai sem direção.
  • 77. TROCA. Marcelo Moreno x Elber.
  • 78. TROCA. Rodrigo Souza x Lucas Silva.
  • 79. BALIZA, Dagoberto recebe cruzamento na grande área e arremata. Cristiano desvia a bola com o pé. Ela bate no poste direito.
  • 80. CHUVA perde intensidade.
  • 81. PÚBLICO: 9.444 pagantes, 10.376 presentes, R$309.065.82.
  • 84. Elber chega pela direita e cruza para a grande área. Christiano chega e afasta o perigo.
  • 86. Elber recebe passe na grande área e arrisca chute rasteiro. Cristiano faz a defesa.
  • 87. Leozinho é lançado na grande área e arrisca chute. A bola passa à esquerda do gol de Fábio.
  • 88. Lucas Silva arrisca chute da meia direita. A bola resvala em Micão e sai pela linha de fundo.
  • 89. DEFESAÇA. Ceará cruza da direita, Dedé cabeceia no meio do gol. Cristiano defende.
  • 90. MVP. Dagoberto, não só pelos dois gols, mas pela experiência em tratar com uma cancha pesada que, dizem, só facilita a brida de brucutus, algo que ele definitivamente não é.
  • 91. INACREDITÁVEL. Dagoberto recebe passe na área e rola pra Everton Ribeiro, que sozinho, sem goleiro, arremata por cima do travessão.
  • 92. FIM de jogo. Cruzeiro. Minas Boca foi o adversário mais frágil que o Cruzeiro enfrentou esta temporada. Vitória fácil, liderança absolta to time celeste.
  • CEARÁ, lateral direito do Cruzeiro: “Foi um bom jogo apesar da situação do campo, que tinha muitas partes alagadas dificultando o rolar da bola. Mas conseguimos nos adaptar bem, fizemos 4 gols e poderíamos ter feito muito mais.”

Vídeos[editar]

Gols

Atuações[editar]

  • TORCIDA celeste compareceu em quantidade razoável. Sábado de carnaval, com chuva e TV direta não animaram muito o pessoal que, por qualquer ciobinha, se refugia no sofá. Quem foi, cantou no embalo da Geral do Cruzeiro.
  • FÁBIO fez uma defesaça, que teria sido em vão, se Bruno Rodrigo não tivesse salvado gol certo de Micão, na sequência.
  • CEARÁ não teve poça d’água pra amolar, pois no intervalo a turma do curling passou o rodo nas que ele deveria encarar no segundo tempo, de tal forma que fez seu jogo sossegado.
  • DEDÉ tá mesmo a fim de disputar a Copa. Não perdoa nem time do interior, muito menos campo encharcado. Jogou, de novo, com disposição máxima.
  • BRUNO RODRIGO fez um gol, salvou dois. Ótima partida, de novo.
  • EGÍDIO foi o único a perder o duelo pra poça d’água. Mas só no 1º tempo. No 2º, a poça cansou ele nadou de braçada. Sua contribuição mais importante foi o serviço do 4º gol, como dizem os comentaristas, “um primor de cruzamento”.
  • RODRIGO SOUZA fez o que o técnico pediu: protegeu a bequeira.
  • NÍLTON jogou, como exigia Dona Karin. Não como em outras ocasiões, compreende-se. Mas sofreu um dois pênaltis, que resultaram no terceiro gol.
  • LUCAS SILVA entrou no fim, como prêmio de consolação pela perda da condição de titular.
  • EVERTON RIBEIRO começou testando a paciência do juiz, mas acalmou-se ao levar o amarelo e passou a jogar bem. Marcou um gol de cabeça e perdeu outro, que será exibido à exaustão pela TV, por seu caráter inacreditável.
  • RICARDO GOULART correu, marcou, ofereceu opção de jogo a quem estava com a bola, apareceu na área pra concluir, o de sempre, enfim.
  • DAGOBERTO, safo, desviou-se das poças, e foi objetivo num gramado que não convidava ao totozinho. Fez um golaço de bola rolando, outro de pênalti, entre outras artes.
  • WILLIAN correu muito, mas não deixou sua marca.
  • ELBER entrou tarde, com a partida decidida, mas ainda tentou algumas jogadas, que deram em nada.
  • MARCELO MORENO acertou uma bolada na cara de Ricardo Goulart. De resto, mostrou que jogador robusto não necessariamente se dá bem em cancha pesada.
  • MARCELO OLIVEIRA gastou tempo montando o time e agora tira proveito do trabalho. Não complica e, como ele diz, “vai dando rodagem a todo mundo”.
  • ARBITRAGEM perfeita. Uma aula. (Síndico)
  • CRUZEIRO soube driblar o gramado encharcado e teve preparo físico de sobra pra levar a partida até o fim sem abrir o bico. Algo impossível pra seu adversário menos favorecido pela técnica e pelo fôlego. Nessas circunstâncias, o plcar poderia ter sido o dobro se a providência não desse uma ajudinha aos setelagoanos.
  • MINAS BOCA, prejudicado pelo gramado encharcado, foi presa fácil. Seus jogadores não têm talento pra buscar alternativas num campo onde a bola não rola, nem preparo físico pra encarar o desafio de uma cancha pesada. Depois do primeiro gol, apenas torceu pros cruzeirenses errarem as oportunidades que criavam.
  • MINEIRÃO não passou no teste do temporal. Calhas voaram antes do início da partida e poças se formaram na lateral ao lado dos bancos de reservas. A Minas Arena tem de se explicar e dizer o que pode ser feito pra evitar que se repitam tais inconvenientes.

O que foi dito[editar]

  • MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “No geral, o jogo foi bom, o time jogou muito bem. No 2º tempo, ainda melhor, rodando a bola e dominando, até porque a chuva diminuiu. Vencemos mais uma vez, com placar importante. Parece que já estamos classificados. Isso é importante como fortalecimento, mas o objetivo é garantir o 1º lugar. Ficamos com dois jogadores de muito boa primeira bola, o Rodrigo e o Nilton -principalmente o Nilton, que ganha quase todas. Mas dificultou a jogar. São dois jogadores mais cadenciados, e tiveram um pouco de dificuldade. Mas a marcação foi muito boa. No 1º tempo, foram 17 desarmes e mais de 20 bolas tomadas. É o que queremos, um time ofensivo, mas que marque bem.”
  • NÍLTON, volante do Cruzeiro: “Esse time é de outro mundo. Qualquer um que entra mantém o nível, é excelente. É bom demais trabalhar com jogador inteligente, que só no olhar você sabe o que está pensando, onde vai dar o passe, o posicionamento. Hoje, o Cruzeiro tem o melhor plantel do Brasil e até disputa com clubes de fora do país também. Com jogadores campeões brasileiros, da Copa do Brasil, campeões do mundo., este grupo está mostrando porque é forte, às vezes, até imbatível no Mineirão.”
  • WILLIAN, atacante do Cruzeiro: “Estou muito feliz, me sinto muito à vontade pra trabalhar no Cruzeiro e minha família está muito contente. Estou focado em fazer grande trabalho, independentemente de que tudo acabe no meio do ano. Estou matando um leão por dia pra ficar aqui e cravar meu nome na história do clube. Já vivi bom momento no Corinthians, mas creio que aqui está sendo melhor ainda. A gente tem um grupo maravilhoso, é uma coisa que sempre vou ressaltar, que é a humildade, a dedicação no dia a dia, nos trabalhos. É um grupo forte, o melhor que já trabalhei e essa união se torna um ponto forte do nossos elenco. A gente sabe que a concorrência é muito forte, ninguém quer dar brecha. Mas isso é muito bom pro grupo, pro time. Creio que cada um fazendo sua parte, produzindo bem, só temos a ganhar. É importante que todos estejam preparados pra quando entrar, independentemente de ser 10, 15, 20 minutos, ou o jogo todo. Está todo mundo preparado e brigando pelo seu espaço numa disputa sadia.”
  • EDINHO, comentarista do SporTV: “Vitória muito tranquila, apesar do campo encharcado. O Cruzeiro sempre coloca a bola no chão, mas como o gol não estava saindo pelo chão, Bruno Rodrigo aproveitou uma jogada de bola parada. A transição em velocidade do Cruzeiro é muito forte. Ele se fecha, o adversário vai e no contrataque, fica com a defesa descompactada Além disso, o time do Cruzeiro se movimento muito.”
  • MAURO FRANÇA, no PHD: Um gramado encharcado, cheio de poças, como o do Mineirão nesta tarde (padrão FIFA?), certamente prejudica o espetáculo. Fica difícil conduzir a bola, o jogo não flui. Pior para a equipe de melhor técnica. Em boa parte do primeiro tempo, o Cruzeiro não conseguiu impor seu jogo de velocidade e movimentação. Errou muitos passes, cometeu mais faltas do que de costume e criou poucas situações de perigo. Em alguns momentos o Minas chegou a equilibrar as ações, saindo para o jogo e prendendo mais a bola. Chegou até a perder a melhor chance até então, um chute de Micão que Bruno Rodrigo salvou quase em cima da linha, aos 27. O jeito foi recorrer à bola parada. Aos 33, Dagoberto cobrou falta pela direita, Bruno Rodrigo subiu e, de cabeça, disparou um petardo para abrir o marcador. O pouco que o Minas tentou sair foi o suficiente para abrir espaços na sua defesa. Aos 39, Dagoberto recebeu livre pouco depois do meio de campo, levou até a área e bateu forte, cruzado, para fazer o segundo. Com o gramado um pouco melhor, o Cruzeiro começou o segundo tempo com uma blitz. Em poucos minutos, o ataque criou mais jogadas de perigo do que em todo o primeiro tempo. Logo aos 5, depois de um escanteio, Nilton foi puxado na área e o juiz marcou o pênalti. Dagoberto converteu. Com a fatura mais que liquidada, o jogo se transformou em um treino. Marcelo fez as costumeiras substituições. Dessa vez, trocou Goulart, Moreno e Rodrigo Souza por Willian, Élber Pimentel e Lucas Silva. A equipe manteve o ritmo e o Minas não opôs resistência. Everton Ribeiro acertou a trave e obrigou Cristiano a fazer grande defesa. Na sequencia desse lance, Egídio cruzou e Ribeiro subiu livre, na entrada da pequena área, e marcou o quarto, aos 25. Dagoberto ainda acertou a trave e Ribeiro perdeu gol feito no último lance da partida. Especialmente pelo segundo tempo, o placar poderia ser ainda maior. Não há do que reclamar, dever cumprido com uma vitória tranquila e classificação antecipada para a fase final.
  • MOEMA FOX, no PHD: Cruzeiro bem e tranquilo. Gosto de ver esse time jogar! Mas o registro é a má-vontade do comentarista do PFC (Edinho), acha defeito em absolutamente tudo, e agora deu para repetir “não foi isso que ensinei para o Bruno Rodrigo”. Essa moda de comentarista mal-humorado podia passar, viu…

Fontes[editar]

Transmissão[editar]

  • PPV