Cruzeiro 3x1 Fluminense - 06/04/1980

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Bahia.png 3x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Botafogo-PB.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
Por Taça de Ouro
Escudo Bahia.png 3x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Botafogo-PB.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Botafogo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Botafogo-PB.png
Contra Fluminense
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Fluminense.png Gol aos do Escudo Fluminense.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
3 × 1
Escudo Fluminense.png

2ª Fase da Taça de Ouro 1980


Informações

Data: 6 de abril de 1980
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Mineirão

Árbitro: Oscar Scolfaro
Assistente 1: Aluísio Agostinho
Assistente 1: José Novais


Público e Renda

Público pagante: 24.207
Público Presente: Não disponível
Renda: Cr$ 1.587.810,00 R$ 1.587.810 <br />Cr$ 1.587.810 <br />NCr$ 1.587.810 <br />Cz$ 1.587.810 <br />NCz$ 1.587.810 <br /> (preço médio: Cr$ 65,59 )


Escalações

Cruzeiro
  1.  Luiz Antônio
  2.  Bianchi
  3.  Zezinho Figueiroa
  4.  Luís Cosme
  5.  Nelinho
  6.  Alexandre
  7.  Erivélton Substituição realizada 11' (2T) de jogo 11' (2T) ( Zé Carlos )
  8.  Nélio  Gol aos 6 do  (1T) 6'  (1T)
  9. Jarbas Substituição realizada 15' (2T) de jogo 15' (2T) ( Tião )
10.  Joãozinho  Gol aos 44 do  (2T) 44'  (2T)
11.  Luís Carlos Oliveira  Gol aos 28 do  (2T) 28'  (2T)
Técnico: Hilton Chaves

Fluminense
  1. Paulo Goulart
  2. Edinho
  3. Tadeu
  4. Chico Fraga
  5. Marinho
  6. Cristóvão Gol aos 12 do  (1T) 12'  (1T)
  7. Givanildo
  8. Mário
  9. Osni
10. Robertinho
11. Zezé
Técnico: Zagallo


Reservas que não entraram na partida


O jogo[editar]

O Cruzeiro saiu na frente logo aos seis minutos, num chute de fora da área do volante Nélio, que contou com falha do goleiro tricolor Paulo Goulart. O Fluminense empatou logo depois, aos 12, com Cristóvão Borges, hoje treinador.

Na segunda etapa, o centroavante Luiz Carlos fez 2 a 1 para a Raposa aos 28 minutos, após receber passe de Joãozinho, entrar pela área e chutar rasteiro, no canto direito de Paulo Goulart.

Os dois times eram as principais forças do Grupo H, que contava ainda com Sport e Botafogo-PB. Só os dois primeiros da chave seguiam no torneio. A desvantagem fez o Fluminense partir para o sufoco. Mas o time carioca, que era dirigido por Zagallo, deixou espaços. E aos 44 minutos, um chutão da virou lançamento para Joãozinho, que partiu do seu próprio campo.

O camisa 11 celeste deu um drible no adversário já dentro da área, deixou o goleiro Paulo Goulart estirado no gramado com mais uma finta, e ainda deslocou o marcador que tinha corrido para a linha do gol.

A partida estava decidida e a tarefa de escolher o Gol do Fantástico, quadro que o programa dominical tinha, facilitada. A obra de arte de Joãozinho reinou naquele 6 de abril de 1980[1].

Referências[editar]