Cruzeiro 3x0 Santos - 20/09/2003

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Atlético-PR.png 1x4 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Corinthians.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro 2003
Escudo Atlético-PR.png 1x4 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Corinthians.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Guarani.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Vitória.png
Contra Santos
Escudo Santos.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Santos.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
3 × 0 Escudo Santos.png
Santos
31ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2003
Data: 20 de setembro de 2003 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 16:00 Estádio: Mineirão
Árbitro: Héber Roberto Lopes Público pagante: 65.366
Assistente 1: Roberto Braatz Público presente: Não disponível
Assistente 2: Rogério Carlos Rolim Renda: R$ 605.861,00 R$ 605.861 <br />Cr$ 605.861 <br />NCr$ 605.861 <br />Cz$ 605.861 <br />NCz$ 605.861 <br /> (preço médio: R$ 9,27 )
Súmula: Não disponível
Escalações
Cruzeiro: Santos:

1. Gomes 1. Fábio Costa
2. Maurinho 2. Neném Substituição realizada de jogo ( Fabiano Cartão vermelho recebido aos )
3. Cris 3. Alex
4. Thiago Gosling 4. André Luís Cartão amarelo recebido aos
5. Leandro 5. Léo
6. Maldonado Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( Felipe Melo Gol aos do ) 6. Daniel Substituição realizada de jogo ( Marcelo )
7. Augusto Recife 7. Renato
8. Wendel Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( Zinho ) 8. Jerry Substituição realizada de jogo ( William )
9. Alex 9. Elano
10. Aristizábal  Gol aos do Gol aos do 10. Robinho Cartão amarelo recebido aos
11. Márcio Nobre Substituição realizada de jogo ( Alex Alves ) 11. Alexandre
Técnico: Vanderlei Luxemburgo Técnico: Emerson Leão
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Santos:

Sobre o jogo

Pré-jogo

Na disputa entre as duas melhores equipes do Campeonato Brasileiro, até o momento, deu Cruzeiro. O time mineiro recebeu o Santos neste sábado no Mineirão, venceu por 3 a 0 e confirmou a liderança da competição, agora isolada, sob apoio da torcida que lotou o estádio. Os 65.366 torcedores que pagaram ingresso viram uma grande partida de futebol. A Raposa está na ponta com 61 pontos, três a mais que o Santos.

Antes do jogo, muito mistério na escalação do Santos, só liberada quando os jogadores já estavam no gramado do Mineirão. O motivo de tanto segredo, era o veto do meia Diego, grande estrela santista, que reclamava de dores musculares. O técnico Emerson Leão acabou optando por uma postura mais defensiva e sacou um atacante da equipe, Willian, para escalar mais um volante, Alexandre.

Primeiro Tempo

Com apenas um atacante, Robinho, o Santos começou bem recuado e apostou nos contra-ataques puxados justamente por ele. Já o Cruzeiro impôs seu jogo no início e criou as melhores oportunidades de gol. Com o time defensivo, os paulistas resistiram à pressão por apenas 12 minutos, quando, após um bate-rebate, André Luís derrubou Wendell na área e o árbitro apontou a penalidade. Aristizábal cobrou com categoria: 1 a 0.

O gol deixou o Cruzeiro um pouco acomodado em campo. O Santos aproveitou para sair da retranca e passou a comandar os melhores lances. O melhor setor para atacar era pela lateral direita celeste, que teve muito trabalho para segurar o atacante Robinho. Ele, inclusive, teve duas boas chances até os 30 minutos iniciais. Depois, foi a vez do Cruzeiro contra-atacar, com Wendell, que invadiu a área, mas bateu para fora.

De uma lado, o Santos sentia a falta de Diego para organizar com mais velocidade as jogadas. Do outro, o Cruzeiro, já mais presente no jogo, chegava bem até a área santista, mas falhava no toque final. Mesmo assim, o jogo seguiu movimentado e com bons lances de ataque dos dois lados. O Cruzeiro ainda teve duas boas chances (destaque para a cabeçada do zagueiro Cris no travessão) e o Santos uma.

Segundo Tempo

O Santos voltou com mais um jogador de frente e foi para o ataque, mas parou na excelente atuação do goleiro Gomes. O Cruzeiro respondeu aos 14 minutos. O meia Alex, que sofreu uma forte marcação, lançou, de calcanhar, Leandro, que cruzou e Aristizábal cabeceou no travessão. O Peixe queria pelo menos o empate, não se entregou e apostou tudo, quando o técnico Leão colocou em campo mais um atacante no time.

Tudo isso poderia ter dado certo, se não fosse a expulsão do volante Fabiano aos 23 minutos, após dar uma cotovelada em Wendell. O catão vermelho rendeu muita discussão do lado santista. O temperamental técnico Leão não se segurou e acabou expulso. O desequilíbrio tomou conta do Santos. Já o Cruzeiro, mais concentrado, mostrou um futebol que assegurou a vitória, que passou a ser mais tranqüila até o final da partida.

Aos 25 minutos, Felipe Melo invadiu a área, chutou e contou com desvio a zaga. A bola morreu na rede do goleiro Fábio Costa. Três minutos depois, o lateral-direito Maurinho foi na linha de fundo e cruzou para Aristizábal marcar o terceiro gol. Nos minutos seguintes, o Cruzeiro perdeu pelo menos duas oportunidades incríveis. Já o Santos tentou alguma coisa, mas de maneira desorganizada não levou muito perigo.

Vídeos

Gols do jogo
Reportagem pós jogo
Jogo completo