Cruzeiro 3x0 Olimpia - 11/10/1989

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Fluminense.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Santos.png
Por Supercopa Libertadores
Escudo Olimpia.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Argentinos Juniors.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Palmeiras.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Santos.png
Contra Olimpia
Escudo Olimpia.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Olimpia.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
3 × 0 Escudo Olimpia.png
Olimpia
2ª Partida das Oitavas de Final da Supercopa 1989
Data: 11 de outubro de 1989 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 21:30 Estádio: Mineirão
Árbitro: Jorge Romero Público pagante: 19.097
Assistente 1: Juan Losteau Público presente: Não disponível
Assistente 2: Francisco Molina Renda: NCz$ 164.487,00 R$ 164.487
Cr$ 164.487
NCr$ 164.487
Cz$ 164.487
NCz$ 164.487
(preço médio: NCz$ 8,61 )
Súmula: Não disponível
Escalações
Cruzeiro: Olimpia:

1. Paulo César Borges 1. Éver Almeida
2. Balu Cartão amarelo recebido aos 2. Fidel Miño
3. Gilson Jader 3. Cesar Castro
4. Gilmar Francisco 4. Herib Chamas aos 12 do  (1T) 12'  (1T)
5. Jorge Eduardo 5. Daniel Santurio
6. Ademir 6. Robson Retamozo
7. Paulo Isidoro 7. Vidal Sanabria Substituição realizada de jogo ( Jorge Guasch )
8. Heyder 8. Fermín Balbuena
9. Careca Gol aos 25 do  (2T) 25'  (2T) 9. Gustavo Neffa Substituição realizada de jogo ( Gabriel González )
10. Hamilton 10. Carlos Guirland
11. Édson Gol aos 34 do  (1T) 34'  (1T) 11. Adriano Samaniego
Técnico: Ênio Andrade Técnico: Luis Cubilla
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Olimpia:


Curiosidades

  • O Cruzeiro precisava reverter a desvantagem de dois gols, e mesmo sob uma forte chuva, atacou o Olimpia do início ao fim do jogo, conseguindo o placar de 3 a 0 e a classificação histórica para as quartas de final. A partir desse jogoo Cruzeiro começaria a ser chamado pela imprensa paraguaia como "La Bestia Negra" do Olimpia, que, aqui no Brasil, seria comparação ao termo "asa negra".

Fontes

  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405