Cruzeiro 2x2 Uberaba - 03/04/2010

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Vélez Sársfield.png Gol aos do Escudo Uberaba.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Democrata-GV.png 3x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Uberaba.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Vélez Sársfield.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x3 Escudo Betim.png
Contra Uberaba
Escudo Cruzeiro.png 5x0 Escudo Uberaba.png Gol aos do Escudo Uberaba.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2 × 2 Escudo Uberaba.png
Uberaba
jogo de ida das Quartas de final do Campeonato Mineiro 2010
Data: 3 de abril de 2010 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 18:30 Estádio: Mineirão
Árbitro: Renato Cardoso Conceição (CBF/FMF) Público pagante: 11.618
Assistente 1: Marcio E. Santiago (FIFA) Público presente: 13.006
Assistente 2: Marcus V.Gomes (CBF/FMF) Renda: R$ 200.522,07 R$ 200.522,07
Cr$ 200.522,07
NCr$ 200.522,07
Cz$ 200.522,07
NCz$ 200.522,07
(preço médio: R$ 17,26 )
Súmula: Súmula
Escalações
Cruzeiro: Uberaba:
1. Fábio 1. Fernando
2. Jonathan 2. Ednei
33. Caçapa Cartão amarelo recebido aos 3. Rodrigão Paulista
4. Leonardo Silva Gol aos do 4. Rogério
5. Fernandinho Substituição realizada de jogo ( 19. Guerrón ) 5. Ivonaldo
6. Fabrício Substituição realizada de jogo ( 16. Henrique Cartão amarelo recebido aos ) 6. Balduino Cartão amarelo recebido aos
8. Pedro Ken Cartão amarelo recebido aos Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos 7. Gustavo Cartão amarelo recebido aos
7. Marquinhos Paraná 8. Zé Maria Cartão amarelo recebido aos Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
10. Gilberto Substituição realizada de jogo ( 15. Fabinho Alves ) 9. Fabiano Cartão amarelo recebido aos
11. Thiago Ribeiro 10. Thiago Martin Gol aos do Substituição realizada de jogo ( 15. Danilo Goiano Cartão amarelo recebido aos )
30. Kléber Gol aos do 11. Douglas Cartão amarelo recebido aos Gol aos do Substituição realizada de jogo ( 17. Gaucho )
Técnico: Adilson Batista Técnico: Marcos Birigui
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Uberaba:
12. Rafael 12. Galysson
14. Gil 13. Danilo Araguaia
17. Bernardo 14. Felipe Nogueira
18. Kieza 16. Gabriel
18. Rodrigo Jordão


Detalhes

Cruzeiro escolheu jogar a primeira partida em casa.

O que foi dito sobre o jogo

  • Marcos Birigui, treinador do Uberaba: Vivenciamos o Cruzeiro a semana toda em Tapira. Acompanhamos vídeos todos os dias, treinamos numa estrutura maravilhosa e isso surtiu efeito. Planejamos este jogo, concentramos, treinamos a semana toda incansavelmente. Foi uma luta pra mostrar que poderíamos vir ao Mineirão e surpreender. Taticamente, os jogadores estiveram perfeitos. Tudo que pedi, eles fizeram e por pouco não saímos com a vitória. Ficou de bom tamanho, mas queríamos a vitória, porque ela esteve em nossas mãos e escapou. Mas a gente fica feliz. O Cruzeiro continua favorito, mas vamos dar mais um susto. Foi bom dar este susto. O Cruzeiro continua sendo uma das melhores equipes do Brasil, mas vamos decidir numa grande festa diante da nossa torcida, que vai lotar o estádio e nos empurrar. O favorito continua sendo o Cruzeiro, mas o Uberaba vai tentar esse feito.
  • Adílson Baptista, treinador do Cruzeiro: Não é questão de ofensividade. Eles tiveram uma proposta do meio para trás, saindo rápido. Saíram três vezes no 1º tempo e cinco ou seis vezes, no 2º. Tenho respeito pelo Birigui, ninguém entrou de saldo alto, ninguém desmereceu o adversário. O Cruzeiro fez um bom jogo, rodou bem a bola. Tivemos mais de 65% de posse de bola no 1º tempo, jogamos do meio-campo pra frente. São jogadores [Fabrício e Fernandinho] que eu confio e tenho que pensar lá na frente. Não é o desrespeito com o adversário, existe um planejamento. Está em aberto a disputa. O gol do Leonardo Silva foi importante e nos dá certa tranquilidade. É bom que o jogo fique quente. Hoje, tivemos disputas acirradas, expulsões, cartões. Foi um bom jogo, nós respeitamos e vai ser um jogo muito gostoso na quarta.
  • Leonardo Silva, beque do Cruzeiro: A gente sabe que é difícil de jogar contra o Cruzeiro dentro do Mineirão. As equipes do interior vêm com essa proposta de se defender. Sabem que o Cruzeiro tem muita velocidade e toque de bola, o que acaba dificultando pra elas. Mas em uma fase final como esta time que quiser vencer, tem que jogar pra frente. O Cruzeiro vai tentar uma proposta diferente em Uberaba e eles vão ter que sair pro jogo, caso queiram vencer e se classificar. Hoje, entramos objetivos e querendo abrir o placar. Pressionamos, mas infelizmente eles abriram o placar em uma bola parada. Está todo mundo de parabéns. Mesmo com um a menos corremos e pressionamos o tempo todo. A gente já sabia que ia encontrar dificuldade. O Uberaba se defende muito bem. Mas estamos tranqüilos, temos condições de vencer lá. A atitude do Cruzeiro tem que ser a mesma. Se eles jogarem se defendendo lá, teremos que ser mais pacientes. Mas a vantagem é nossa. Eles vão ter que se arriscar mais. Fico feliz pelo gol. Deus me abençoou. Perdi uma oportunidade mais fácil no 1º tempo. O goleiro fez uma grande defesa. No 2º tempo, consegui fazer o gol de empate. Está bom pela vantagem. Agora, é definir em Uberaba.
  • Kleber, atacante do Cruzeiro: O Uberaba fez uma boa partida. Fizeram o que pretendiam no Mineirão, que era defender e jogar no nosso erro. Erramos e eles conseguiram fazer os gols, mesmo assim empatamos e continuamos com a vantagem. Eles vão ter que tirar na casa deles. Motivação a gente tem sempre, porque vestimos a camisa de um time grande, não precisa mais do que isto pra ter motivação.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: A gente queria aumentar a pequena vantagem de jogar por dois resultados iguais, infelizmente não deu, mas continuamos com a vantagem. Vamos continuar jogar fora de casa, da mesma forma que sempre fizemos, buscando a vitória. O resultado de hoje serviu pra gente perceber que o jogo é decidido dentro de campo. Desde o princípio, O Uberaba estava bem taticamente. Fizeram um belo jogo, mas nossa equipe se acertou e tivemos chances. Foi um bom jogo para as duas equipes.
  • Lédio Carmona, em seu blog: Não explica nem justifica – A fase de mata-mata do Mineirão-2010 começou com um tropeço. O Cruzeiro empatou em 2 a 2 com o Uberaba. Jogou mal a Raposa. Durante a partida, no Twitter, eu mesmo tentei achar uma explicação para o fato de a Raposa oscilar tanto. Dá um vareio no Velez Sarsfield pela Libertadores e quatro dias depois fica na igualdade com o Boi Zebu. Isso é meio incompreensível. Pois então: especulei que o tédio dos Estaduais poderia ser o responsável por essas atuações irregulares. No mesmo momento, torcedores do Cruzeiro discordaram. E, claro, idem para os do Atlético. Mas eu acho que atrapalha mesmo. Mas não justifica. Com o elenco que tem, a vitória azul era obrigatória, por mais que o adversário fosse aguerrido e tivesse feito uma partida de razoável para boa. Mas, numa boa, nada disso tem muita relevância. Na próxima quarta-feira, no Uberabão, o Cruzeiro (…) só precisa de mais um empate para ir às semifinais. Assim sendo, sinceramente, o prejuízo foi muito mais, digamos, na relação de confiança com os torcedores do que com a própria situação. E, mais alguns tópicos a serem estudados por Adílson Batista, além da irregularidade do time: Caçapa, que jogou e falhou hoje, Gil e Thiago Heleno não podem ser titulares do Cruzeiro. Falta um parceiro de peso para jogar com Leonardo Silva. E hoje mais um jogador foi expulso: Pedro Ken. É preciso servir um suco de maracujá para acalmar a rapaziada.
  • Edenilson Marra, no PHD: Titio Adilson errou em escalar o Fernandinho. No 2º tempo, tornou a errar colocando Guerrón no lugar do Fernandinho. Deveria ter colocado o Bernardo ou o Fabinho Alves. Atualmente, Guerrón só devia entrar com o time está vencendo, prá puxar os contra-ataques. Com a entrada do Fabinho Alves, Uberaba recuou bastante e o Cruzeiro conseguiu o empate.
  • Ernesto Araujo, no PHD: Eis como Adílson Baptista justificou, na coletiva, suas opções: Guerrón em lugar de Fernandinho tinha como objetivo tornar a equipe mais ofensiva com três atacantes. Pedro Ken, ao invés de Gilberto na esquerda era pra marcar a perigosa saída de bola por ali do Uberaba com Ivonaldo. Segundo AB, um jogador de mais qualidade técnica como o Gilberto poderia continuar livre e perto do gol. Não começar com Fabinho Alves foi a opção pro time “jogar mais”, pois o objetivo era vencer. Bernardo não entrou devido à expulsão de Pedro Ken.
  • Evandro Oliveira, no PHD: Cornetada básica: Um time que entra com quatro jogadores meia-bocas -Fernandinho, Gilberto, Caçapa e Fabrício- não pode ir muito longe numa partida como a de hoje. Como no ano passado, o Adílson já experimentou e testou tudo que podia. Vamos pro jogo. Agora tá valendo. Guerrón é ruim com força.Walfrido atrai corneteiro. Um vendedor de água resolveu sentar e ver o jogo… Cornetando, é claro! Adivinhem no ouvido de quem? A torcida do Cruzeiro tem se superado. É cada corneta! Hoje, um dos que ouvi, reclamava do Paraná antes de o time entrar em campo. Depois, reclamou da entrada do Fabinho Alves, da saída do Gilberto, da entrada do Henrique e da saída do Fabrício, reclamou da burrice do técnico por não ter sacado o Pedro Ken que estava amarelado. Este povo tá achando que o técnico pode fazer quantas substituições? E não é que ouvi torcedor reclamando do Fábio ao Ribeiro! Ciclotimia é pouco! Será que ainda tem algum torcedor cruzeirense que ainda acredita que o Fernandinho pode dar algum retorno técnico ou financeiro ou já podemos contabilizar seu custo em perdas irreparáveis?
  • Vinicius Cabral, no PHD: Na quarta-feira, contra o Vélez, o Cruzeiro precisou manter um ritmo forte durante todo o jogo. Exigir o mesmo contra o Uberaba não dá. Outro ponto é que sair de um jogo contra o Velez e jogar contra o Uberaba deve ser pra lá de desmotivador. Eu nem vou ficar comentando erro de fulano ou de cicrano porque pra mim, o que faltou foi motivação. Ela levou aos erros. Não confundam desmotivação com salto alto. Pra mim, a única coisa que muda é que o time terá uma motivação a mais na próxima partida, pois jogará sua classificação. E não tenho a menor dúvida de que conseguiremos. Até me arrisco a dizer que ela virá sem maiores dificuldades.
  • Rogério, no PHD: O time entrou em outra rotação, totalmente diferente da quarta-feira, mas ainda assim teve volume de jogo muito maior que o Uberaba. Estou tranquilo acho que passamos sem sustos, mas o Adílson tem que dar um jeito de motivar esta equipe pro Mineiro e início do Brasileiro. Os jogadores são seres humanos e é normal que motivação diminua quando o jogo não é de Libertadores, mas não pode diminuir tanto.
  • Binho, no PHD: O resultado foi ruim mas não chega a ser uma catástrofe. Precisamos de um empate em Uberaba. Lá eles terão que vir pra cima e não só ficar pregados na defesa. Fui contra a contratação do Caçapa desde o início. Ele já foi um zagueiro razoável, mas hoje nem isso é mais. Não o culpo pelo empate. Jogamos bem ofensivamente, mas o meio de campo e a defesa foram ruins de doer. E como o futebol do Paraná caiu em comparação com o do ano passado! Acho que ele deveria ficar de molho algumas partidas pra ver se volta à forma. Precisaremos muito dele na Libertadores. Adílson poderia tê-lo poupado nessa partida. Quem sabe com um descanso ele volta a ser aquele que conhecemos.

Transmissão

  • Sportv

Fonte