Cruzeiro 2x2 Internacional - 08/06/2013

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Corinthians.png Gol aos do Escudo Strikers.png 0x4 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro 2013
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Corinthians.png Gol aos do Escudo Portuguesa.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Arena do Jacaré
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Corinthians.png Gol aos do Escudo Villa Nova-MG.png 0x4 Escudo Cruzeiro.png
Contra Internacional
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Internacional.png Gol aos do Escudo Internacional.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2 × 2 Escudo Internacional.png
Internacional
5ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013
Data: 8 de junho de 2013 Local: Sete Lagoas, MG
Horário: 16:20 Estádio: Arena do Jacaré
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima Público pagante: 15.513
Assistente 1: Anderson José de Moraes Coelho Público presente: Não disponível
Assistente 2: Herman Brumel Vani Renda: R$ 335.370,00 R$ 335.370 <br />Cr$ 335.370 <br />NCr$ 335.370 <br />Cz$ 335.370 <br />NCz$ 335.370 <br /> (preço médio: R$ 21,62 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Internacional:

1. Fábio 1. Muriel
32. Mayke 2. Gabriel Gol aos 28 do  (2T) 28'  (2T)
33. Bruno Rodrigo 3. Índio Substituição realizada 14'(2T) de jogo 14'(2T) ( 27.Josimar )
26. Dedé 4. Juan Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 25. Ronaldo Alves )
6. Egídio 14. Fabrício Cartão amarelo recebido aos 31  (2T) 31'  (2T)  
55. Leandro Guerreiro Cartão amarelo recebido aos 7  (2T) 7'  (2T)   5. Airton Cartão amarelo recebido aos 27  (1T) 27'  (1T)  
19. Nilton 8. Willians Cartão amarelo recebido aos 10  (2T) 10'  (2T)  
17. Éverton Ribeiro  Gol aos 17 do  (2T) 17'  (2T) 33. Otavio Gol aos 23 do  (1T) 23'  (1T)
10. Diego Souza 35. Fred
11. Dagoberto Substituição realizada 7' (1T) de jogo 7' (1T) ( 17. Élber Gol aos 37 do  (1T ) 37'  (1T ) ) Substituição realizada 41' (1T) de jogo 41' (1T) ( 88. Luan Cartão amarelo recebido aos 42  (2T ) 42'  (2T )   ) 10. D'Alessandro
99. Anselmo Ramon Substituição realizada 20' (2T) de jogo 20' (2T) ( 31. Ricardo Goulart Cartão vermelho recebido aos 33  (2T) 33'  (2T)   ) 11. Rafael Moura Cartão amarelo recebido aos 16  (2T) 16'  (2T)   Substituição realizada 26'(2T) de jogo 26'(2T) ( 34. Cassiano )
Técnico: Marcelo Oliveira Técnico: Dunga
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Internacional:

Pré-Jogo

Classificação: O Cruzeiro está em 2º lugar com 7 pontos e 5 gols de saldo, o Internacional é o 11º, com 5 pontos e 1 gol de saldo.

Ausentes no Cruzeiro: Ceará (L), Henrique (V), Victorino (B), Uelliton (V), Tinga (V), Borges (A), lesionados. Vinícius Araújo e Wallace, na Seleção Brasileira Sub20.

Banco do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Paulão Caveirão, Francisco Everton, Lucas Silva, Ricardo Goulart, Elber, Luan.

Pendurados no Cruzeiro: Bruno Rodrigo (B).

Ausentes no Internacional: Caio, lesionado, Alisson, na Seleção Sub20, Leandro Damião (A) e Pablo Forlán (A), com as seleções brasileira e uruguaia.

Banco do Internacional: Agenor, Hélder, Alan, Índio, Thales, Kleber, Airton, Josimar, Elton, João Paulo, Vitor Júnior, Mike, Gilberto. (sete deles, obviamente)

Pendurados no Internacional: D’Alessandro, Gabriel, Williams.

Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: “Vou sempre falar em jogo decisivo durante o Campeonato Brasileiro. Neste momento, mais ainda, porque é a oportunidade de sair pro recesso na liderança. Vale muito investir forte e repetir a última atuação. A única mudança será a entrada de Mayke no lugar de Ceará. Infelizmente, temos que abrir mão de experiência, do vigor e do comprometimento do Ceará, mas vamos ter a opção de um jogador ofensivo, leve, mas que sabe marcar também e tende a crescer bastante.”

Dunga, treinador do Internacional: “O campeonato é muito equilibrado e nosso único desvio foi o jogo contra o Bahia. O mais importante é recuperar aqueles três pontos, essa é a definição. O resto, até agora é normal.”

Juiz: Guilherme Ceretta de Lima (SP) já apitou 2 partidas neste Brasileiro com média de 1 amarelo e 33,5 faltas. O campeonato tem média de 3,90 amarelos, 0,2 vermelho, 32,9 faltas e 0,2 pênalti . (GloboEsporte)

Adversário: Fundado em 1909, o Sport Club Internacional tem 42 títulos gaúchos, 3 brasileiros, 1 Copa do Brasil, 2 Libertadores, 1 Copa Sulamericana, 1 Mundial.

Escrita: O Cruzeiro já disputou 51 partidas na Arena do Jacaré. Venceu 31, empatou 9, perdeu 11, marcou 111 gols e sofreu 48. Fato relevante: A Arena do Jacaré receberá público máximo, um pouco mais de 16 mil torcedores.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 16h20. Times em campo. Cruzeiro com uniforme tradicional. Inter todo de vermelho.
  • 16h23. Execução do Hino Nacional.
  • 16h27. Começa o jogo. Cruzeiro, à direita das cabines, dá a saída.
  • 01. Williams derruba Dagoberto na esquerda. Dagoberto cobra falta sobre a área, zaga do Inter afasta.
  • 02. Everton Ribeiro tabela com Mayke na direita e tenta enganar Muriel, mas o goleiro afasta a bola.
  • 03. Inter faz cera na cobrança de lateral, cruzeirenses reclamam.
  • 04. Estádio lotado. Gramado perfeito. Tempo bom.
  • 05. D’Alessandro aciona Fred na direita, mas o meia não consegue entrar na área celeste.
  • 06. Dagoberto sente lesão na virilha após jogada em que sofreu falta no ataque.
  • 07. Troca: Dagoberto x Elber.
  • 08’ Falta para o Cruzeiro fora da área. Egídio cobra direto e manda com efeito à direita de Muriel
  • 09’ Diego Souza abre na esquerda para Everton Ribeiro, que recebe na lateral e cruza para dentro da área. A zaga do Inter afasta o perigo
  • 10’ Cruzeiro atua melhor no começo do jogo, mantendo a posse de bola e criando mais jogadas ofensivas
  • 11’ Egídio parte pela meia-direita, tenta o passe para Elber, que acaba desarmado
  • 12’ Internacional tem dificuldade para avançar do meio-campo
  • 13’ Willians recebe na direita e cruza na pequena área. Fábio segura pelo alto e liga o contra-ataque para o Cruzeiro
  • 14’ Everton Ribeiro recebe de Egídio na esquerda, tenta tocar de calcanhar, erra e fica sem a bola. Otávio sai pelo Inter
  • 15’ Internacional tem a posse de bola e vai trocando passes no meio de campo. A equipe do Cruzeiro deixa espaços para o adversário avançar
  • 16’ Cruzeiro tenta retomar a posse de bola
  • 17’ Anselmo Ramon ajeita para Guerreiro, que tenta devolver a bola, mas erra e Otávio fica com a bola
  • 18’ Egídio tem chance dentro da área, mas o goleiro Muriel faz defesa segura
  • 19’ Cruzeiro não consegue se impor como nos minutos iniciais da partida
  • 20’ Mayke recebe de Dedé e cruza da linha de fundo pela direita. Anselmo Ramon espera na pequena área, mas Índio se antecipa e faz o corte providencial. Na cobrança de escanteio, a zaga colorada afasta
  • 21’ Em contra-ataque, Diego Souza tenta o passe na área para Everton Ribeiro, mas erra e a bola volta a ficar com o Internacional
  • 23. Gol! Otávio recebe de Gabriel na direita, penetra com facilidade na grande área e chuta cruzado, na saída de Fábio. Bola choca-se com o poste direito vai pra rede Internacional 1×0.
  • 24’ Fábio sente lesão no joelho esquerdo e recebe atendimento médico
  • 25’ Egídio erra saída de bola no meio de campo e Otávio avança no contra-ataque. Ele tenta dentro da área, mas Fábio fica com a bola. O goleiro sente o joelho e pede para sair
  • 26’ Após receber atendimento médico, Fábio decide ficar em campo e Rafael, que se preparava para entrar, volta para o banco de reservas
  • 27. Amarelo! Airton, por falta em Everton Ribeiro.
  • 28’ Internacional aproveita espaços no meio de campo e tenta sair no contra-ataque
  • 30. Fábio atento! Fabrício passa por dois, avança pelo lado esquerdo e chuta cruzado dentro da área. A bola passa raspando a trave esquerda de Fábio, que desvia para escanteio.
  • 31’ Bola alçada na área, Dedé protege e consegue fazer o corte. Inter tenta pressionar o Cruzeiro
  • 32’ Time do Cruzeiro parece perdido em campo após o gol do Inter
  • 34’ Internacional ganha o meio de campo e o time cruzeirense só acompanha os gaúchos tocando bola
  • 35’ Airton erra no meio de campo e Anselmo Ramon rouba a bola. Ele parte pelo meio, mas acaba desarmado na entrada da área. Torcida do Cruzeiro não perdoa
  • 36. Perigo! Otávio finta o marcador, parte da esquerda, invade a grande área e finaliza rente a trave esquerda da meta
  • 36’ Otávio sente dividida e sai de campo para receber atendimento médico
  • 38. Gol! Everton Ribeiro domina na entrada da área e passa a Élber Pimentel, que se infiltra no miolo da defesa colorada e chuta na saída de Muriel; Cruzeiro 1×1.
  • 38’ Após marcar o gol, Elber sente lesão e recebe atendimento médico fora do gramado
  • 39. Goleiro no lance! Everton Ribeiro arremata de fora da área e Muriel defende no canto direito da meta
  • 40’ Cruzeiro parte para cima do Internacional
  • 41. Troca: Elber x Luan.
  • 43’ Cruzeiro retoma a posse de bola e volta a trocar passes no meio de campo
  • 44’ Gabriel recebe na direita e cruza rasteiro. A bola escapa de Bruno Rodrigo, mas Mayke consegue afastar o perigo
  • 45’ Dois minutos de acréscimo
  • 46’ Fabricio arrisca de fora da área e Fábio espalma. Otávio tenta pegar o rebote, mas o bandeirinha sinaliza impedimento do jogador

Segundo Tempo

  • 17h30. Começa o 2º tempo. Inter dá a saída.
  • 00. Troca: Juan x Ronaldo Alves.
  • 01. Luan avança pela esquerda e cruza sem direção, direto pela linha de fundo.
  • 02. D’Alessandro arma pela ponta esquerda, toca pra Fabrício, que é desarmado por Dedé.03’ D’ Alessandro tenta pelo lado esquerdo, mas tem dificuldade para sair da marcação cruzeirense
  • 04’ Internacional troca passes na entrada da área. Rafael Moura recebe livre de marcação, mas o bandeirinha já sinalizava impedimento
  • 05’ Everton Ribeiro recebe passe de Diego Souza, mas faz lançamento muito longo para a grande área
  • 06’ Egídio recebe na ponta esquerda e cruza. A zaga afasta a bola da área
  • 07’ D’Alessandro lança Rafael Moura na esquerda, que tenta penetrar na grande área, mas é derrubado com falta por Leandro Guerreiro. Cartão amarelo para o jogador do Cruzeiro
  • 07’30. D’Alessandro cobra direto e manda a bola por cima da meta
  • 08. Defesaça! Luan acerta um chutaço de fora da área e Muriel espalma na direita, salvando o Internacional
  • 09. Defesaça! Egídio cobra falta da esquerda e cruza. Nilton desvia de cabeça, Muriel espalma e faz mais uma defesa salvadora
  • 10. Amarelo! Williams. amarelo por falta em Egídio.
  • 10’30. Egidio cobra falta, defesa colorada afasta a bola.
  • 11’ Cruzeiro se mantém no campo de ataque e cria oportunidades ofensivas
  • 12. Quase! Luan arrisca novamente de fora da área e a bola passa com muito perigo pela meta de Muriel
  • 14. Troca: Índio x Josimar.
  • 16. Pênalti! Diego Souza ganha escanteio pelo lado direito. Everton Ribeiro cobra e Rafael Moura corta com mão, dentro da área. Juiz marca sem pestanejar.
  • 16’30. Amarelo! Rafael Moura, pelo pênalti.
  • 17. Gol! Everton Ribeiro cobra de canhota, rasteiro, no canto esquerdo. Muriel pula pro lado direito. Cruzeiro 2×1.
  • 18. Fabrício cruza da esquerda, Fábio tira de soco.
  • 19. Banheira! Gabriel recebe na área e marca, ams ele e Rafael Moura estão impedidos e o lance foi anulado.
  • 21. Troca: Anselmo Ramon x Ricardo Goulart.
  • 22. Cotovelaço! Airton dá cotovelada em Diego Souza, que reclama com o árbitro e promete vingança.
  • 23. Cego ou mentiroso? Bandeira diz pro Juiz que não houve nada no lance entre Airton e Diego Souza.
  • 24. Dedé desarma Otávio e se manda pro ataque, Leandro Guerreiro fica na cobertura.
  • 25. Leandro Guerreiro solta uma bomba da entrada da área, bola passa sobre o arco colorado.
  • 27. Ocupação: 96%. Pupagante: 15.513. Renda: R$335.370.
  • 28. Gol! D’Alessandro cobra escanteio pela esquerda, Ricardo Goulart corta de cabeça, Gabriel pega rebote na entrada da área e acerta uma bomba, de prima. Bola entra no cantim direito. Fábio voa, mas não alcança. Internacional 2×2.
  • 29. D’ Alessandro cobra falta da direita sobre a área. Leandro Guerreiro afasta de cabeça.
  • 30. Fred lança Cassiano, Bruno Rodrigo intercepta o lance e corta.
  • 31. Amarelo! Fabrício, por acertar o rosto de Everton Ribeiro. Desta vez, o bandeira viu e dedurou o colorado.
  • 32. Luan apanha sobra de bola disputada na área e chuta forte, pra fora.
  • 33. Vermelho! Ricardo Goulart aplica uma voadora em Josimar, no meio de campo.
  • 34. Defesaça! Fabrício recebe de Fred e arremata dentro da área. Fábio espalma e salva o Cruzeiro.
  • 35. Finalizações: Cruzeiro 10×9.
  • 36, Nílton avança pelo meio, cai, Juiz manda seguir.
  • 37. Bichado! Gabriel sente lesão na perna direita, pede pra sair, mas Dunga já queimou as três alterações.
  • 39. D’Alessandro cobra falta sobre a área, Mayke corta de cabe;ca.
  • 39. D’Alessandro chuta de fora da área, Fábio defende.
  • 40. Willias para Luan com falta, no meio de campo.
  • 41. Egidio cobra falta com bola sobre a área colorada. Josimar corta, de cabeça.
  • 42. Amarelo! Luan, por falta em Josimar, na ponta esquerda.
  • 43. Josimar quer voltar a campo, Juiz vai conferir sangramento no nariz do beque improvisado e libera sua volta.
  • 44. Fred recebe lançamento, mas está impedido.
  • 45. MVP! Mayke escolhido melhor da partida pela equipe da Rádio Itatiaia.
  • 46. D’Alessandro rola pra Fabrrício na entrada da área. O lateral colorado chuta, bola passa por cima do travessão.
  • 47. Egídio cobra falta do meio de campo, Muriel defende pelo alto e liga o contra-ataque.
  • 47’30. Otávio chuta, Egidio corta.
  • 48. Fim de jogo. Inter foi mais organizado e dominou maior parte do jogo. Cruzeiro foi pouco criativo e apostou muito nas bolas cruzadas.
  • Números: Impedimentos: Inter 9×1. Faltas: Inter 15×10. Desarmes: Inter 24×17. Bom ladrão: Williams, com 9 desarmes. Defesaças: Fábio 4×3 Muriel. Passes errados: Cruzeiro 26×23. Finalizações: 1010.

Vídeos

Gols

Atuações

  • Torcida lotou o estadio, inclusive parte dos locais destinados aos colorados, e apoiou o time. Nota 10.
  • Fábio salvou o time de uma goleada.
  • Maike teve dificuldade com a insistência do Inter pelo seu setor, mas não comprometeu.
  • Bruno Rodrigo, tranquilo e eficiente na maior parte do jogo. Foi envolvido pela velocidade de Otávio no primeiro gol, mais por mérito do adversário do que por sua culpa.
  • Dedé sofreu com a velocidade do lateral esquerdo Fabrício e perdeu um lance que poderia resultar em gol. No mais, esteve bem. Quando saiu jogando, mostrou mais categoria que os volantes.
  • Egidio teve boa produção ofensiva, especialmente após a entrada de Luan e foi boa opção nas bolas paradas. Só faltou caprichar mais nos cruzamentos.
  • Leandro Guerreiro cumpriu seu papel de terceiro beque, possibilitando as subidas do Dedé. Errou três passes. Subiu pouco ao ataque, e quando foi, errou um chute.
  • Nilton deu uma boa cabeçada e só.
  • Everton Ribeiro foi o melhor do ataque. Criou boas jogadas, deslocou-se bastante, abrindo opções pros companheiros, deu passe pra gol e bateu pênalti com tranquilidade. O problema é que algumas vezes foi displicente, irritando a torcida.
  • Diego Souza lutou bastante, mas não encontrou espaços na defesa colorada. No final do jogo, virou centroavante e se saiu melhor que o titular da posição.
  • Dagoberto quando cheguei, ele já havia saído.
  • Elber esteve bem nas jogadas de velocidade e marcou um gol. Nas jogadas lentas, com pouco espaço, teve problemas.
  • Luan correu muito, marcou bastante, roubou bolas e fez pelo menos um bom arremate. Só pecou quando tentou dribles e jogadas de habilidade, coisa que ele não tem.
  • Anselmo Ramon trombou com os beques e cavou faltas. Desse jeito vai acabar jogando no Criciúma.
  • Ricardo Goulart exagerou na raça e fez bobagem.
  • Marcelo Oliveira fez duas substituições por necessidade e ficou sem opções pra mudar o jogo. Tentou colocar o Diego Souza mais à frente, repetindo o que deu certo contra o Corinthians, mas a tentativa foi pro espaço com a expulsão de Ricardo Goulart.
  • Juiz & Bandeiras deixaram o pau comer.
  • Cruzeiro: Sem Dagoberto, o time perdeu muito da sua capacidade ofensiva e a defesa, mesmo completa e esbanjando saúde, teve sérias dificuldades pra marcar os colorados, em especial, Otávio e Fred..
  • Internacional dominou a partida com bom toque de bola e muitas jogadas de velocidade. D’Alessandro infernizou a defesa com seus dribles. Rafael Moura queimou muitas línguas cruzeirenses.

O que foi dito

  • Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: Perdemos grande oportunidade de ficar em 1º ou o 2º lugar jogando em casa. Nosso 1º tempo foi muito fraco. Não dá pra buscar um bom resultado em casa cedendo espaço aos adversários. Melhoramos no 2º tempo e criamos boas chances com o Nilton, em uma cabeçada, e com o Luan, que puxou o contra-ataque e chutou forte. As lesões do Dagoberto, que se movimenta bem lá na frente, e do Elber nos atrapalharam muito. Quando fizemos o segundo gol, achei certo liberar o Diego Souza pro ataque e fortalecer o meio com o Goulart. Mas a expulsão dele nos complicou muito.
  • Bruno Rodrigo, treinador do Cruzeiro: Expulsão sempre atrapalha. Mas o fato é que o Inter veio com uma proposta de contra-ataque e até colocou o Cassiano, que é mais rápido do que o Rafael Moura. Infelizmente tomamos o gol de empate e ficou difícil reagir. Mas agora é compensar fora de casa os dois pontos perdidos.
  • Mauro França, no PHD: Grande jogo na Arena do Jacaré! Movimentado, disputado com intensidade, com as equipes se empenhando ao máximo. O Cruzeiro dominou a primeira metade do 1º tempo. Teve a infelicidade de perder Dagoberto por contusão logo aos 7  minutos, mas se impôs com marcação adiantada, agressiva. Pecou ao não traduzir o domínio em chances reais de gol, problema que já se torna crônico. O Inter foi mais objetivo. Abriu o marcador em um de seus primeiros ataques, aos 23, e deslanchou. Com jogadas em velocidade pelos lados, criou seguidas oportunidades pra ampliar. Não fez e sofreu o empate aos 37, numa das raras jogadas bem tramadas pelo ataque celeste. Substituto de Dagoberto, Elber fez o gol, sentiu uma fisgada e deixou o gramado. Até o final do 1º tempo, predominou o equilíbrio. O Cruzeiro voltou melhor no 2º tempo. Pressionou e teve boas chances pra desempatar, duas delas salvas por intervenções precisas de Muriel. Até que Rafael Moura cometeu um pênalti infantil, convertido por Everton Ribeiro aos 17. O Inter não se abateu. Comandado por D’Alessandro, equilibrou as ações e chegou ao empate aos 28, com Gabriel. A expulsão de Ricardo Goulart aos 33 complicou bastante, mas o Cruzeiro conseguiu segurar o empate, com empenho e da dedicação. O empate acabou sendo justo.
  • Dunga, treinador do Inter: Conseguimos virar bem as jogadas, em alguns momentos, mas faltou mais de explosão pra finalizá-las. Mesmo assim, equipe se comportou bem durante a partida. Tivemos chances no final e até poderíamos ter vencido.
  • Maurício Saraiva, em seu blog: O Inter esteve muito perto de vencer seu primeiro grande adversário em 2013. O Cruzeiro em Sete Lagoas foi controlado por dois terços do 1º tempo em que o time de Dunga fez 1×0 e criou outras cinco chances de marcar o segundo gol e controlar o jogo definitivamente. Porém, o desperdício é pecado capital quando o jogo é contra grande e na casa dele. O gol de empate veio ainda no 1º tempo e reabriu a partida. A boa notícia foi a grande atuação de Otávio. Na 1ª etapa, especialmente, jogou pelos lados à base de velocidade e habilidade. Fez a diagonal e a vertical, partiu pra cima do zagueiro e marcou gol assim. No 2º tempo, foi liberado por Dunga pra jogar no campo inteiro, mas aí houve um acontecimento que mudou o rumo do jogo intempestivamente. Ninguém sabe –creio que nem mesmo Rafael Moura saiba– o que passou na cabeça do centroavante pra ele colocar a mão na bola sem ser pressionado dentro da área colorada. Um dos pênaltis mais absurdos e inaceitáveis que já vi. Atribulado com a virada cruzeirense, o Inter demorou para voltar para o jogo, empatou e correu o suficiente pra alcançar a vitória. Mas ela não veio.
  • Juca Kfouri, em seu blog: O jogo na Arena do Jacaré foi dramático desde o começo, quando, aos 7, o Cruzeiro perdeu o ex-colorado Dagoberto, que teve de sair para a entrada de Elber. O Cruzeiro, sem Borges, saiu fazendo valer o mando e o Inter passou por não poucos apuros, sem Leandro Damião e sem Forlán. Mas, aos 23, o menino Otávio fez um golaço para os gaúchos, em belíssima combinação com Fred. O Cruzeiro estava melhor, mas o gol foi do Inter. Aí, o Colorado tomou conta e criou mais duas chances claras de gol. Foi, então, que a sorte se inverteu e, aos 37, Everton Ribeiro enfiou uma bola preciosa pelo meio da área que Elber não desperdiçou, para empatar e sair de campo, com lesão muscular, e a entrada de Luan. Era justo e o jogo estava uma delícia, um 1º tempo, embora a bruxa estivesse solta, tanto que o goleiro Fábio foi para o intervalo sem saber se voltaria e, do outro lado, o mesmo acontecia com o zagueiro Juan. O Inter, de fato, teve de trocar Juan por Ronaldo Alves. Fábio voltou normalmente. O Colorado, que entrara com Índio no lugar do titular Moledo, estava com a zaga reserva. O jogo seguiu muito bom, lá e cá, com as defesas tendo de se virar e com Muriel decisivo para evitar a virada. Aos 13, Índio, aos 38 anos, em seu primeiro jogo em 2013, desgastado, pediu substituição e Josimar entrou no lugar dele. Estava tudo igual até nos motivos para as trocas, mas o Cruzeiro jogava melhor, fazia por merecer mais. Não demorou dois minutos para Rafael Moura meter a mão na bola na área gaúcha e Everton Ribeiro bater o pênalti para virar: 2×1. Marcelo Oliveira sacou Anselmo Ramon para entrada de Ricardo Goulart, aos 20. Já Dunga era acusado de ter feito gestos obscenos para um grupo de torcedores… Airton, que já levara cartão amarelo, deu uma clara cotovelada em Diego Souza, mas a arbitragem preferiu fingir não ver. Cassiano entrou no lugar de Rafael Moura em noite pavorosa, aos 26. Dois minutos depois, Gabriel pegou um chute fabuloso de fora da área e achou o empate: 2×2. Aos 33, Goulart cometeu uma lambança numa entrada por trás de Josimar e foi bem expulso. Em seguida, Fabrício obrigou Fábio a fazer grande defesa. A partir dos 35, o Inter também ficou praticamente com 10, porque Gabriel, machucado, passou a fazer número em campo. E o jogo seguiu indefinido e dramático, como nos velhos tempos. Dois times que, hoje, merecem os parabéns.
  • Hendrix, no PHD: Ponho o empate na conta do técnico. O Cruzeiro dominava, Ramon jogava bem, mas aos 63 Marcelo Oliveira faz a última substituição colocando Goulart, que apesar da insistência dele, não vem entrando bem. Que esperasse mais um pouco e fechasse o time com Lucas Silva. Não sou profeta do acontecido, escrevi isto no ato. Empatamos, menos mal. O Cruzeiro começou jogando muito bem, marcando a saída de bola e pressionando, mas depois do gol de Otávio, se apavorou e podia ter tomado pelo menos outros 3 gols se não fosse Fábio. No 2º tempo, foi pra cima e chegava na área colorada a toda hora com perigo, até a expulsão primária de Goulart. E ainda tivemos chances de fazer o 3º. Muriel salvou duas vezes e Luan foi fominha não passando a bola pra um colega mais bem colocado.
  • José Neto, no PHD: O Cruzeiro não fez um bom jogo. O time padeceu pela lentidão dos seus volantes que sofreram com o trio Otávio, Fred e D’Alessandro. Pra piorar, Dedé se preocupou demais em ser volante, armador e foi menos zagueiro. E a contusão do Dagoberto trouxe prejuízo enorme, afinal ele é o jogador mais efetivo do time. Elber até que entrou bem, movimentou-se buscou o jogo, mas também se contundiu. E, quando o time estava melhor, Marcelo Oliveira cometeu a infelicidade de por em campo o desmotivado Ricardo Goulart.

Fontes

Transmissão

  • PPV