Cruzeiro 2x2 Atlético-MG - 26/08/2012

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Coritiba.png 4x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-GO.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Coritiba.png 4x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-GO.png 0x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Independência
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Fluminense.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Náutico.png
Contra Atlético-MG
Escudo Atlético-MG.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-MG.png 3x2 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2 × 2 Escudo Atlético-MG.png
Atlético-MG
19ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012
Data: 26 de agosto de 2012 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 18:30 Estádio: Independência
Árbitro: Nielson Nogueira Dias Público pagante: 17.901
Assistente 1: Márcio Eustáquio S. Santiago Público presente: Não disponível
Assistente 2: Guilherme Dias Camilo Renda: R$ 482.270,00 R$ 482.270
Cr$ 482.270
NCr$ 482.270
Cz$ 482.270
NCz$ 482.270
(preço médio: R$ 26,94 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Atlético-MG:
1. Fábio 83. Victor Cartão amarelo recebido aos
2. Mateus Cartão amarelo recebido aos  (1) Gol aos 56 do  (2T) 56'  (2T) 2. Marcos Rocha Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( 4. Rafael Marques )
3. Léo 3. Leonardo Silva Gol aos 48 do  (1T) 48'  (1T)
4. Thiago Carvalho 5. Réver
5. Leandro Guerreiro Cartão amarelo recebido aos  (1) Cartão vermelho recebido aos 6. Júnior César
6. Everton Substituição realizada de jogo ( 17. Marcelo Oliveira ) 55. Pierre Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
7. Lucas Silva Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( 18. Anselmo Ramon ) 7. Danilinho Substituição realizada de jogo ( 10. Guilherme )
8. Tinga 8. Leandro Donizete
9. Borges Cartão amarelo recebido aos  (1) 49. Ronaldinho Gaucho Gol aos 88 do 88' Substituição realizada de jogo ( 77. Serginho )
10. Montillo Cartão amarelo recebido aos  (1) 32.
11. Fabinho Souza Substituição realizada de jogo ( 16. Wallyson Gol aos 17 do  (1T ) 17'  (1T ) ) 11. Bernard Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
Técnico: Celso Roth Técnico: Cuca
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Atlético-MG:

Pré-Jogo

O Cruzeiro iniciou a rodada em 7º lugar com 27 pontos e pode chegar à 5ª se vencer e São Paulo e Botafogo tropeçarem.

Celso Roth terá 5 ausências contra o AtléticoMG: Wellington Paulista (atacante), Charles (volante) e Souza (meia), suspensos; Victorino (beque), Willian Magrão (volante), contundidos.

Pendurados no Cruzeiro: Ceará, Thiago Carvalho. Leandro Guerreiro, Mateus, Victorino.

Celso Roth => “O AtléticoMG está bem como um todo. Este é o parabéns que a gente dá à comissão técnica. O time encaixou. Se tornou muito perigoso e vem fazendo uma campanha sensacional. Temos que marcar o Ronaldo e o time dele como um todo”.

Em 1º lugar com 42 pontos, a Cocota não perde o título simbólico do turno nem perdendo o clássico.

Cuca, técnico da Cocota, não contará com o meia-atacante Escudero, suspenso, e o lateral-esquerdo lesionado.

Pendurados na Cocota: Rosaldinho, Rever, Rafael Marques, Rycharlison.

Cuca => “Depois daquele jogo (6×1) teve outro clássico, já passou, e o tempo é o melhor remédio para tudo. A derrota foi acachapante. Não tem que ter vergonha, é tirar lição. Quem sabe aquela derrota não serviu para termos poucas derrotas neste ano”?

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 17h45 – Goleiros dos dois times entram em campo pra se aquecerem. Victor é recebido com vaias monumentais pela torcida celeste.
  • 18h – Cruzeiro olímpico! O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, homenageia Wallace, oposto da Seleção Brasileira de Vôlei, medalha de prata na Olimpíada de Londres, e Paulo Roberto de Paula, 8º colocado na maratona olímpica. Ambos receberam placas comemorativas de seus feitos.
  • 18h15 – Raposão entra em campo e levanta a torcida.
  • 18h20 – Torcida celeste canta o hino do clube.
  • 18h21 – Os seis árbitros entram em campo sob vaias.
  • 18h23 – Cruzeiro em campo, com uniforme tradicional, sob tremendo foguetório e cercado por crianças.
  • 18h24 – AtléticoMG em campo, debaixo de estrondosa vasia.
  • 18h29 – Salve Félix! Um minuto de silêncio pela memória de Felix, goleiro da seleção tricampeã mundial em 1970.
  • 18h30 – Começa o jogo. Cruzeiro, à direita dfas cabines, dá saída.
  • 00 – Reservas do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Rafael Donato, Diego Renan, Sandro Silva, Marcelo Oliveira, Wallyson e Anselmo Ramon.
  • 00’30” – Apoio! Torcida celeste canta “Vamos, vamos, Cruzeiro!”
  • 01 – Montillo chuta de fora da área, bola passa por cima do travessão.
  • 02 – Marcos Rocha cobra lateral da meia direita pra área, Fábio defende.
  • 02’30” – Rever faz ligação direita, Fábio repete a jogad do lado azul.
  • 03 – Leo Simões comete falta em Bernard na meia esquerda. Rosaldinho cobra lançando a bola na área, defesa celeste corta pra lateral.
  • 04 – Fabinho faz belo passe a Borges na ponta esquerda, o atacante cruza, mas o Juiz marca saída de bola pela linha de fundo.
  • 05 – Atlético tenta encontrar espaços na defesa do Cruzeiro, que marca forte.
  • 06 – Bernard é lançado na área do Cruzeiro, Fábio defende firme no alto.
  • 07 – Bandeiras! Torcidas organizadas Máfia, Mancha, Cachazeiros, Fúria, Jovem e Independente furam bloqueio e entram com suas bandeiras.
  • 08 – Montillo cruza da direita buscando Borges na grande área, Victor sai do gol e defende.
  • 09 - Carrapato! Pierre é a sombra de Montillo.
  • 10 – Show! Torcida celeste transforma o estádio num caldeirão.
  • 10’30” – Rosaldinho Gaúcho cobra falta sobre a área celeste, Danilinho tenta finalizar, é travado, Jô tenta ficar com a bola, mas está impedido.
  • 11 – Francisco Everton cobra lateral pela esquerda, mas anda demais e o Juiz marca reversão.
  • 12 – Fabinho disputa bola com Leandro Donizete e Júnior César na intermediária, recebe falta e cai sentindo dores no joelho esquerdo.
  • 13 – Fabinho sai chorando no carrinho-maca pra ser atendido fora de campo.
  • 13’30” – Wallyson está no aquecimento
  • 14 – Amarelo! Lucas Silva por falta em Marcos Rocha na intermediária.
  • 15 – Troca! Fabinho, lesionado, por Wallyson.
  • 15’30”- Sérgio Freire, médico do Cruzeiro: “O problema do Fabinho foi no joelho.”
  • 16 – Rosaldinho lança bola na área celeste, Lucas Silva corta de cabeça.
  • 17 – Gol! Montillo desvencilha-se da marcação na ponta-esquerda, lança Francisco, Everton que avança e cruza rasteiro pra pequena área. Wallyson entra como um raio e toca pra rede. Cruzeiro 1×0.
  • 18 – Esquema! Tinga é o volante centralizado, Lucas Silva marca e faz a cobertura pela esquerda e Leandro Guerreiro pela direita. Mntillo se movimenta pelos dois lados do campo. Borges joga fixo entre os beques emplumados. Wallyson se movimenta mais do que nas últimas partidas.
  • 18’30”- Pierre comete falta em Montillo, que reclama com o Juiz.
  • 19 – Amarelo! Borges por um carrinho em Pierre, na área emplumada.
  • 20 – Rosaldinho Gaúcho cobra falta na meia esquerda, Fábio defende.
  • 21 – Leo Simões comete falta em Bernard na intermediária.
  • 21’30”- Preocupado! Cuca rói as unhas na beira do campo.
  • 22 – Rosaldinho Gaúcho cobra a falta sobre a área, Fábio tira de soco.
  • 23 – Amarelo! Leandro Guerreiro por falta em Danilinho e reclamação irada.
  • 23’30”- Amarelos! Cruzeiro 3×0.
  • 24 – Rosaldinho cobra a falta, bola bate na barreira, Marcos Rocha recebe na direita e cruza. Fábio defende.
  • 24’30 – Amarelo! Pierre por falta em Montillo, na intermediária.
  • 25 – Amarelos: Cruzeiro 3×1.
  • 25’30” – Montillo cobra a falta, Thiago Carvalho e Mateus tentam cabecear, mas Victor defende.
  • 26 – Danilinho recebe passe na entrada da área, chuta fraco, bola sai à esquerda de Fábio.
  • 27 – Lucas Silva lança Wallyson na entrada da área emplumada, Victor defende.
  • 28 – Wallyson ataca em velocidade pela direita e cruza. Leonardo Silva se antecipa a Borges e facilita defesa de Victor.
  • 28’30” – Rosaldinho joga bola na área celeste, Mateus corta, torcida vibra.
  • 29 – Leandro Guerreiro comete falta em Jô na meia direita.
  • 30 – Estaleiro! Fabinho está no vestiário com aplicação de gelo no joelho esquerdo. Na segunda-feira fara es=xames para saber a extensão da lesão.
  • 30’30” – Júnior César cobra lateral na esquerda em direção à área celeste, Leandro Guerreiro corta, Lucas Silva despacha.
  • 31 – Marcos Rocha cruza da meia direita, Lucas Silva corta de cabeça.
  • 32 – Jô recebe lançamento na área, mas está impedido.
  • 33 – É uma guerra! Partida muito disputada, com muita marcação, chutões e ligações diretas.
  • 34 – Amarelo! Montillo comete falta de ataque em Leandro Donizete.
  • 34’30” – Amarelos: Cruzeiro 4×1.
  • 35 – Marcos Rocha tenta jogada individual na intermediária, toca pra Bernard na ponta direita, mas Leo Simões escolta a saída da bola pela lateral.
  • 36 – Baixinho invocado! Bernard parte pra cima de Leo Simões e começa um tumulto.
  • 36’30”- Na bagunça, Francisco Everton e Marcos Rocha se empurram, mas o Juiz não viu.
  • 37 – Amarelos! Mateus e Bernard por se desentenderem.
  • 37’30” – Amarelos: Cruzeiro 5×2.
  • 38 – Relojada! Torcedor celeste atira um reló’gio no gramado. Jogo tenso!
  • 38’30” – Torcida canta alto! Bola lançada na área emplumada, Victor defende.
  • 39 – Cruzeiro toca bola na intermediária. Torcida canta o hino do clube.
  • 40 – Wallyson e Tinga caem na intermediária, Borges fica com a bola na ponta direita e passa a Montillo, que divide o lance e deixa bola escapar pela linha de fundo.
  • 41 – Wallyson tenta jogada individual na ponta direita, mas Leonardo Silva toma-lhe a bola.
  • 42 – Perigo! Rosaldinho Gaúcho lança Danilinho, que cabeceia à direita de Fábio. Foi a primeira oportunidade real do Atlético-MG.
  • 43 – Wallyson tenta atacar pela direita, defesa emplumada impede.
  • 44 – Juiz avisa que dará 4 minutos de acréscimo.
  • 45 – Leo Simões comete falta em Rosaldinho Gaúcho na ponta esquerda.
  • 46 – Rosaldinho cobra a falta, a bola explode na barreira celeste. Leandro Guerreiro fica com o rebote e espana a área com um chutão.
  • 47 – Rosaldinho receber bola na intermediária, mas Wallyson chega firme e corta pra escanteio.
  • 48 – Gol! Rosaldinho Gaúcho cobra escanteio na esquerda, Thiago Carvalho corta de cabeça, Leonardo Silva apanha o rebote perto da marca do pênalti e acerta voleio de prima. Bola entra ângulo direito de Fábio. AtléticoMG 1×1.
  • 49 – Fim do 1º tempo. Cruzeiro, na base do entusiasmo, controlou a Cocota e só não venceu porque Leonardo Silva fez um gol espírita.
  • Torcida do Cruzeiro: “Itatiaia vai se foder, o meu Cruzeiro nao precisa de voce!”
  • Leonardo Silva: “Começamos perdendo, mas continuamos tranquilos até empatar. Agora é continuar assim e virar.”
  • Wallyson: “Sempre esperei pelo momento de entrar e ajudar meu time. Se o juiz continuar assim, vai ter jogador expulso.”
  • Douglas Veloso, no PHD: “Primeiro tempo pegado, de muita marcação e poucas chances claras de gol. AtléticoMG reteve a bola, mas só criou na bola parada, inclusive o lance do gol. O Cruzeiro marcou bem, e teve velocidade. A troca de Fabinho por Wallyson manteve o equilíbrio. O Cruzeiro precisará manter a força, sem exagerar nas faltas. agora, basta acertar um contra golpe jogando pelas pontas com Wallyson e Montillo, que esteve “

Segundo Tempo

  • 19h31 – Cruzeiro volta a campo sem alterações.
  • 19h32 – Árbitros voltam a campo sob vaias.
  • 19h34 – AtléticoMG volta a campo sem alterações.
  • 19h35 – Começa o 2º tempo. AtléticoMG dá a saída.
  • 01 – Leo Simões cobra lateral para o Cruzeiro na direita e a defesa afasta. Leandro Guerreiro tenta a finalização e a bola sai por cima do gol
  • 02 – Danilinho sofre falta de Thiago Carvalho na intermediária.
  • 03 – Rosaldinho Gaúcho cobra a falta direto e Fábio defende com tranquilidade
  • 04 – Bernard tenta jogada individual na ponta esquerda e Léo tira para escanteio, que o Atlético desperdiça
  • 04 – Tinga tenta puxar contra-ataque, mas comete falta em Danilinho.
  • 05 – Pipoca! Torcida celeste atira um saco de pipoca no gramado.
  • 05 ’30” – Dedo-duro! Bernard tenta apanhar o saco de pipoca pra mostrar ao Juiz , mas é impedido por Leandro Guerreiro.
  • 06 – Água! Juiz encara a torcida do Cruzeiro e é alvejado por uma chuva de copos de água.
  • 06’30” – Parou! Partida paralisada.
  • 07 – Caçada! Polícia Militar procura atiradores de copos de água na arquibancada superior atrás das cabines.
  • 07’30”- Wellington Wander, no PHD: “O copo d’água tá custando R$3. Já contei 16. Isto custar caro!”
  • 08 – Capitães Réver e Fábio conversam com o trio de arbitragem no meio de campo. Policiais entram em campo.
  • 09 – Amarelos e Vermelhos! Leandro Guerreiro e Bernard recebem segundo amarelo seguido de vermelho por se desentenderem.
  • 09’30”- Walterson Paulista, no PHD: “Tudo isto começou com a falta mal marcada do Tinga no Danoninho. Aquilo não foi falta nem aqui nem na China. O Tinga ganhou a bola limpa e ia puxar o contra-ataque livre. O juiz é um lebrão velho!”.
  • 10 – Bola rolando! Após 7 minutos de paralisação recomeça o clássico.
  • 10’30” – Rosaldinho Gaúcho cobra falta na meia esquerda, Thiago Carvalho corta de cabeça.
  • 11 – Montillo faz jogada individual na direita e consegue escanteio.
  • 11’30” – Francisco Everton sente dores na perna direita e cai. Marcelo Oliveira recebe instruções de Celso Roth.
  • 12 – Troca! Francisco Everton por Marcelo Oliveira
  • 13 – Montillo cobra escanteio na direita, Rever corta, Tinga comete falta de ataque em Danilinho.
  • 14 – Montillo tenta entrar na área do Atlético pela direita, cai na entrada da área e a bola se perde pela linha de fundo
  • 15 – Lançamento sobre a área celeste, Fábio defende.
  • 16 – Jô recebe na esquerda, gira, mas chuta pra fora.
  • 17 – Cruzeiro toca a bola no ataque, AtléticoMG encurta os espaços.
  • 18 – Lucas Silva chuta forte de fora da área assustando Victor, que cai no canto direito e vê a redonda sair pela linha de fundo.
  • 19 – Troca! Danilinho por Guilherme.
  • 20 – Após o tumulto no início do 2º tempo, poucas oportunidades foram criadas.
  • 25 – Leonardo Silva lança Guilherme, que perde a bola na ponta direita.
  • 26 – Leandro Donizete cruza. Jô, na área celeste, cabeceia, bola sai pela linha de fundo.Marcelo Oliveira ataca
  • 27 – Leo Simões cruza da ponta direita para a área do Atlético e Victor defende no alto
  • 28 – Marcelo Oliveira ataca pela esquerda, Guilherme recupera a bola.
  • 29 – Rosaldinho Gaúcho tenta arrancar na intermediária e Thiago Carvalho para o lance com falta
  • 30 – Rosaldinho cobra a falta para o Atlético e manda a bola direto para fora
  • 31 – Jô tenta receber passe vindo da ponta esquerda na área do Cruzeiro, mas a bola passa por toda a área e a defesa afasta
  • 32 – Rosaldinho toca em profundidade pra Guilherme, que se atrapalha. Fábio defende.
  • 33 – Guilherme recebe bola na intermediária, finaliza de prima, muito longe do arco celeste.
  • 34 – Victor repõe a bola pra Ronaldinho, que escorrega e se choca com Wallyson. O cruzeirense reclama de dores na perna esquerda.
  • 35 – Wallyson recebe o atendimento médico e retorna à partida
  • 36 – Marcos Rocha arranca em velocidade pela direita, leva a bola pra a linha de fundo e cai antes da bola sair pela linha de fundo.
  • 36’30”- Amarelo! Marcos Rocha por simulação.
  • 37 – Cruzeiro tenta novamente atacar pela esquerda e o Atlético diminui os espaços
  • 38 – Perigo! Lucas Silva toca para Borges na entrada da área, ele faz o giro e chuta firme. Victor cai para defender, mas não segura firme e a bola tira tinta da trave direita e sai pela linha de fundo
  • 39 – Wallyson é lançado na ponta direita, Victor sai do gol e defende.
  • 40 – Jô recebe lançamento de Rosaldinho na ponta direita, mas está impedido.
  • 40’30”- Arísio França, no PHD: “Pela mãe do guarda! Começamos a perder o meio e a esquerda virou teta depois que o Marcelo Oliveira entrou. Arrisca aí, Roth! Coloca o Sandro Silva no lugar do Tinga e cola ele no dentuço senão este jogo vai pro saco! “
  • 41 – Vermelho! Pierre derruba Montillo na meia direita, recebe o segundo amarelo e o vermelho.
  • 42 – Montillo lança a bola na área do Atlético-MG e a defesa afasta o lance pelo alto
  • 43 – Gol! Rosaldinho arranca em velocidade pelo meio, perseguido por Lucas Silva, entra na área, tira Marcelo Oliveira da jogada e chuta no canto esquerdo de Fábio. AtléticoMG 2×1.
  • 44 – Troca! Rosaldinho Gaúcho por Serginho.
  • 45 – Troca! Lucas Silva por Anselmo Ramon.
  • 46 – Júnior César cai em campo após receber falta de Montillo.
  • 47 – Troca! Marcos Rocha por Rafael Marques.
  • 48 – Borges recebe passe na área do Atlético, tenta finalizar, mas é travado por Júnior César
  • 49 – Amarelo! por Victor demorar a repor a bola em jogo.
  • 49’30”- Amarelos: Cruzeiro 5×3.
  • 50 – Juiz acrescenta 4 minutos ao jogo.
  • 51 – MVP! Equipe da Rádio Itatiaia escolhe Rosaldinho como o melhor em campo. PHD discorda e elege Montillo.
  • 52 – Baliza! Montillo cobra falta venenosa para o Cruzeiro e a bola bate na interseção da trave com o travessão e sai pela linha de fundo
  • 53 – Por pouco! Tinga arrisca chute forte de fora da área e a bola sai à direita do gol de Victor
  • 54– Pressão do Cruzeiro. Mateus recebe a bola na área, tenta o cabeceio e Júnior César tira de cabeça para evitar o gol de empate
  • 55 – Júnior César fica caído em campo e sai no carro maca para receber atendimento médico
  • 56 – Gol! Montillo recebe passe na ponta esquerda e passa a Mateus, que na pequena área toca rasteiro no canto direito sem chance pra Victor. Cruzeiro 2×2.
  • Mateus: “Foi um bela jogada do Thiago; antes, pediram uma falta que não foi, o Thiago dominou e passou pro Montilllo, que foi ao fundo e cruzou, eu estava dentro da área, tive a felicidade de antecipar e fiz o gol.”
  • 57 – Fim de jogo. Torcida celeste, que apoiou o ime o tempo todo, faz um barulhaço pelo empate em cima da hora.
  • Números: Posse de bola: AtléticoMG, 54%. Finalizações: 9×9. Faltas: Cruzeiro 20×11. Escanteios: Cruzeiro 5×2. Passes certos: AtléticoMG 215×134. Passes errados: AtléticoMG 42×28. impedimentos: atléticoMG 3×0. Roubadas de bola: 11×11.

Rosaldinho: “Tudo foi legal, menos o árbitro… Errar no último minuto compromete toda uma semana de trabalho. Isso nos deixa frustrados.” Mateus: “Minha mãe tinha até brincado que estava na hora de eu fazer o gol. Fui feliz, pude ajudar. Mas o mérito é de todos, está todo mundo de parabéns

Vídeos

Melhores momentos
Gols

Atuações

  • Fábio – Sem falhas nos gols. Seguro em todas as bolas jogadas sobre a área celeste. (Síndico)
  • Leo Simões - Grande atuação marcando Bernard e, depois, Rosaldinho. Seguro, encurtando espaços, foi um dos maiores nomes do clássico. (Síndico)
  • Thiago Carvalho - Seguro, tranquilo, um paredão. De quebra, iniciou a jogada do gol de Mateus. (Síndico)
  • Mateus – Firme na defesa, cortando bolas rasteiras e aéreas e, pra orgulhos de sua mãe, lá em Itamarandiba, fez o gol de empate aos 101 minutos. (Síndico)
  • Francisco Everton – Firme na marcação e uma grande jogada no gol de abertura do placar. (Síndico)
  • Marcelo Oliveira - Tentou apoiar o ataque, mas errou passes em demasia. Na jogada do segundo gol da Cocota, tentou, mas Rosaldinho estava imarcável. Ninguém conseguiria pará-lo naquela arrancada. (Síndico)
  • Leandro Guerreiro – Começou marcando Rosaldinho, depois foi ajudar a bequeira. Sempre com muita disposição. Tanta que foi expulso por (Síndico) /// Não gosto dele, mas não há como não dar importância à função que ele desempenha. É o guardião da zaga e, em jogos importantes, não sente o peso da partida. Com sua saída, o time perdeu muito poder de marcação. R51 fazia pouco em campo com a presença dele na cobertura da marcação. No entanto, acho a função dele mais importante do que ele em si. Ou seja, acho que se o Celso conseguir colocar o Charles ou o Tinga (mais inteligente) pra fazer esta função, o time pode render mais. (Edu Platão Mano) /// É impressionante como o Leandro Guerreiro cresce em partidas importantes. No dia a dia acho que seu futebol não o credencia para ser titular, mas em jogos difíceis, quando entra para marcar um jogador específico ou fechar um setor, ele joga muito. E achei a pisada dele no bolo, genial. Tirou o doce do menino. (Eduardo Arreguy Campos)
  • Lucas Silva – Atuação de gente grande, com personalidade e coragem pra arriscar um belo chute a gol. Marcou pelos lados do campo com eficiência. Na jogada do gol de Rosaldinho, não conseguiu parar o emplumado. Foi seu único vacilo. (Síndico)
  • Tinga – Foi volante-volante, jgando mais centralizado, destruindo jogadas e protegendo a bequeira. Numa de suas subidas, arrematou bem e, por pouco, não deixa seu gol. (Síndico)
  • Montillo – Iniciou a jogada do primeiro gol, serviu o segundo, cavou a expulsão de Pierre, deslocou-se por todos os quadrantes do ataque, marcou, enfim, não economizou energia nem talento. O melhor em campo ao lado de Rosaldinho, da Cocota. (Síndico)
  • Fabinho – Apenas 15 minutos em campo, destacou-se pela aplicação na missão de fechar o meio de campo. (Síndico)
  • Wallyson – Entrou e fez um gol logo de cara com uma penetração fulminante no meio da bequeira emplumada. Depois, lutou, mas não esteve muito inspirado. (Síndico)
  • Borges – Sem bolas à sua feição pra arrematar e embrenhado numa floresta de marcadores gigantescos, nada fez. (Síndico)
  • Anselmo Ramon - Sem tempo pra jogar, enfiou-se na bequeira emplumada à espera de uma bola decisiva, que não apareceu. (Síndico)
  • Celso Roth – Com desfalques importantes, apostou na compactação do meiod e campo e equilibrou o jogo contra um adversário mais entrosado com mais qualidade técnica. (Síndico) //
  • Torcida – Foi a protagonista. Alentou o time durante 105 minutos, brigou com a policia e com o juiz, mas arrancou o empate no peito, na raça e no grito. (Síndico) /// Taticamente perfeita. Ao jogar objetos em campo, criou clima típico de Libertadores. Como não estão familiarizados com disputas de tal gabarito, os jogadores do Vespasiano ficaram atordoados. (Matheus Reis)
  • Juiz & Bandeiras – Os bandeiras não erraram. O juiz não cometeu falha decisiva, mas irritou a torcida celeste com excesso de cartões amarelos e faltinhas bestas contra o Cruzeiro logo no início da partida. Por conta da irritação que provocou, o caldo entornou. E ele saiu molhado com uma chuva de copos d’água. Fosse mais inteligente e menos rancoroso com o clube celeste, teria levado o jogo com mais tranquilidade.(Síndico) /// O BMG tem que fazer um fallow up do esquema que comprou o título de 2012 para o AtléticoMG. O juizão não estava sabendo de nada. hehehehehe (José Carlos 6alo Damasceno)
  • Cruzeiro – Pressionou a saída de bola emplumada no primeiro tempo e obrigou o adversário a jogar apenas com bolas paradas. No segundo, perdeu fôlego, foi dominado, permitiu a virada, mas não se entregou. Alentado pela torcida correu até empatar aos 101 minutos. (Cruzeiro)
  • AtléticoMG – No 1º tempo, limitou-se a cavar faltas e jogar bolas na área celeste e foi dominado. No 2º, jogando com a bola no chão, trocando passes e contra-atacando com rapidez dominou. Rosaldinho, pelo golaço e pelos bons passes, foi o destaque do time cor de rosa. (Síndico)
  • Itatiaia - No intervalo, a “rádia” foi homenageada pela torcida do Cruzeiro com um musiquinha desbocada: “Ei, Itatiaia, vai se foder / Meu Cruzeiro não precisa de você!”. E tremeu. Deu voz para o Bokirroto desfiar asneiras mas saiu às pressas atrás do presidente do Cruzeiro pra limpar a barra. Pena que GPT não seja grande orador esportivo, nem tenha verve. Na resenha final, os comentaristas foram isentíssimos. Nada daqueles chiliques anti-cruzeirenses de outros carnavais. Parabéns ao Emanuel Carneiro por incutir juizo em seu pessoal. Ponto também pro Caixa. Suas narrações de gols do Cruzeiro são antológicas. Aquela campanha da TFC está dando frutos. (Síndico)

O que foi dito

  • Mauro França, no PHD: Clássico movimentado, brigado, tenso, com fartas doses de drama e emoção. Um jogo que na sua maior parte foi equilibrado, truncado, disputado entre intermediárias, com chutões e ligações diretas a rodo, poucas jogadas tramadas e raras chances efetivas de gol. Com três volantes a frente da zaga e laterais mais presos, o Cruzeiro fez marcação agressiva, bem sucedida em cortar os espaços e anular as investidas do ataque adversário. Com a prioridade na marcação, certa afobação na saída de bola e Borges isolado entre os zagueiros, a força de ataque ficou comprometida, o que foi compensado pela movimentação de Montillo, que criou todas as jogadas ofensivas. Inclusive a do gol de Wallyson aos 17, pouco depois de substituir Fabinho, contundido. O AtléticoMG teve mais posse de bola, mas com os espaços fechados não conseguiu imprimir velocidade e se resumiu às bolas alçadas na área em cobranças de falta de Ronaldinho. Estratégia que contou com a colaboração do fraco árbitro, que irritou o time e a torcida celeste com marcações equivocadas e falta de critério na aplicação de cartões. O AtléticoMG só teve uma chance, aos 40, com Danilinho. Mas no último minuto dos acréscimos, Leonardo Silva aproveitou rebote de um escanteio e com rara felicidade acertou o ângulo direito de Fábio, empatando a partida. Sem alterações dos dois técnicos, o panorama não se alterou nos minutos iniciais do 2º tempo. Veio então a paralisação de 7 minutos, quando a torcida jogou objetos no gramado, a polícia entrou em campo e o tempo fechou. Na volta, o juiz deu o 2º amarelo e o vermelho pra Leandro Guerreiro e Bernard, que se engalfinharam no inicio da confusão. Celso Roth foi obrigado a mexer novamente por contusão, desta vez de Everton, entrando com Marcelo Oliveira. Cuca trocou Danilinho por Guilherme, pra explorar o lado esquerdo da defesa celeste. O Cruzeiro perdeu mais, especialmente na marcação. O AtléticoMG colocou a bola no chão e teve mais volume. Ronaldinho apareceu, porém o domínio não se traduziu em chances de gol. A defesa celeste, à exceção de Marcelo Oliveira, se desdobrou e teve desempenho impecável. A reta final foi eletrizante. Borges quase marcou na única oportunidade que teve. Pierre foi expulso por falta em Montillo. Nem deu tempo para o Cruzeiro aproveitar a superioridade numérica. No rebote da falta que causou a expulsão, Ronaldinho arrancou do meio de campo até a área e fez o gol da virada. Tudo parecia perdido, mas demonstrando garra o Cruzeiro foi pra cima, na pressão e no grito da torcida. Montillo acertou a trave em cobrança de falta, Tinga bateu rente ao poste, Junior Cesar salvou gol certo até que, no último instante, Montillo recebeu na área e serviu Mateus que empatou. Pelo futebol, luta e dedicação, o Cruzeiro não merecia perder.
  • Celso Roth, treinador do Cruzeiro: Foi um bom jogo, mas com muito choque. Acho que o Cruzeiro dominou o tempo inteiro. Encaramos a situação de levar um gol no fim. A arbitragem foi complicadíssima. O problema que aconteceu foi culpa da arbitragem. Pela maneira que atuou no primeiro tempo, comprometeu. Perdi dois jogadores por lesão. Isso complica. Nosso momento é assim. Temos que administrar o momento. Fui questionado sobre o fato de o Cruzeiro não ter jogadas ensaiadas. Mas eu não repito o time, não tem jeito. Tenho que me adaptar, já que estamos em desequilíbrio. Temos que nos acertar tática e tecnicamente. Tenho dito aos jogadores que a bola não joga sozinha. Vamos ver se conseguimos minimizar na sequência. Foram dois erros crassos. Os jogadores responderam bem, foram bem. É bom dizer, principalmente ao torcedor do Cruzeiro, que estávamos com cinco jogadores fora. Mas mostramos que é possível jogar aqui no Independência, que é traiçoeiro. O gramado está ruim. Mas temos que jogar. É igual campo de interior. O AtléticoMG está de parabéns, porque conseguiu se adaptar rapidamente. Temos feito um campeonato regular, acima do que muitos esperavam, mas abaixo das tradições do Cruzeiro.
  • Cuca, treinador do AtléticoMG: Não entendo porque vão fazer protesto. Não me lembro de nenhum lance prejudicial ao Cruzeiro. Quem tem que protestar é o AtléticoMG. Basta ver a felicidade deles e a tristreza que estamos. Erros assim definem jogo. Era pra estarmos comemorando. Mas acabou favorecendo, num lance irregular, o empate do Cruzeiro. Por isso eles comemoram. Você tem na mão uma vitória construída com suor, sacrifício. Uma virada maravilhosa lhe é tirada. Fica a decepção, não com a gente, mas porque o juiz não aplicou a regra. O Cruzeiro foi aguerrido, lutou mas, se tivesse de ter um vencedor, teria de ser a gente. Não é um lance qualquer, é absurdo: no momento em que você está com 8 e o Montillo já tinha cartão, ele tinha que levar outro. Temos de valorizar esses guerreiros, mas lamentar o resultado.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: Tentei ir na bola como sempre. Vendo o lance agora vejo que o juiz talvez pudesse ter apitado falta. Mas no 1º tempo também teve muitos lances que ele deixou seguir e só porque não resultaram em gol ninguém fala nada. Não gosto de falar nem quando tomo, nem quando faço falta. O cara poderia ter apitado, mas por sorte não apitou e acabamos empatando.
  • Júnior César, lateral-esquerdo do AtléticoMG: O clássico é muito quente, as equipes chegam muito forte nas jogadas. Montillo não tem que ficar se explicando. Tem 4 ou 5 auxiliares do árbitro pra ver isso. Jogador tem de estar atento pra fazer seu melhor, não importa se fará falta. Foi nítida a falta, mas o Montillo não tem nada a ver com a situação que era do árbitro e não tinha ninguém o encobrindo no lance. Fomos prejudicados, porque perdemos 2 pontos em um clássico que era importante pra continuar pontuando, mas nós jogadores não temos como ficar falando de arbitragem. Meu machucado estava sangrando, o árbitro determinou que eu saísse pra ser atendido, não tinha porque fazer cera, estava no final, tentei ficar em campo, mas tive de sair.
  • Matheus Reis, no Facebook: A estratégia da torcida do Cruzeiro foi a de criar um clima de Libertadores confundindo a cabeça e fazendo tremer as pernas do time rosado, que não está acostumado com esse tipo de jogo.

Fontes

Transmissão

  • Sportv