Cruzeiro 2x1 Deportivo Cali - 13/05/2004

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Paraná Clube.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Palmeiras.png
Por Copa Libertadores da América
Escudo Deportivo Cali.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo Cerro Porteño.png
No estádio Mineirão
Escudo Atlético-MG.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Palmeiras.png
Contra Deportivo Cali
Escudo Deportivo Cali.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Última ficha →

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
2 × 1
Escudo Deportivo Cali.png

Jogo de volta - Oitavas de Final da Copa Libertadores da América 2004


Informações

Data: 13 de maio de 2004 às 21:00
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Mineirão

Árbitro: Héctor Baldassi
Assistente 1: Gabriel Favale
Assistente 1: Dario Garcia


Público e Renda

Público pagante: 25.292
Público Presente: Não disponível
Renda: R$ 206.604,30 R$ 206.604,3 <br />Cr$ 206.604,3 <br />NCr$ 206.604,3 <br />Cz$ 206.604,3 <br />NCz$ 206.604,3 <br /> (preço médio: R$ 8,17 )


Escalações

Cruzeiro
  1.  Gomes Substituição realizada 23' (2T) de jogo 23' (2T) ( Artur )
13.  MaiconSimbolo jogador base.png
  4.  Edu Dracena
  3.  Cris
  6.  Leandro
16.  Augusto RecifeSimbolo jogador base.png
  8.  Maldonado
17.  WendelSimbolo jogador base.png Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 9. Guilherme  Gol aos 41 do  (2T ) 41'  (2T ) Cartão vermelho recebido aos 46  (2T) 46'  (2T)   )
10.  Alex  Gol aos 2 do  (2T) 2'  (2T)
11.  Dudu Carioca
18.  Jussiê Substituição realizada 18' (2T) de jogo 18' (2T) ( 2. Maurinho )
Técnico: Paulo César Gusmão

Deportivo Cali
  1. Breiner Castillo
22. Freddy Hurtado
25. Andres Mosquera
21. Nelson Rivas
  2. Wilman Conde
  5. Hernando Patiño
  6. Oscar Diaz
  8. Álvaro Domínguez
  7. Tressor Moreno Gol aos 41 do  (1T) 41'  (1T)
14. Abel Aguilar Substituição realizada 31' (2T) de jogo 31' (2T) ( 8. Juan Guazá )
  9. Julián Tellez Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 20. Castilho )
Técnico: Bernardo Redín


Reservas que não entraram na partida


Cobrança de Pênaltis[editar]

Cruzeiro 0 x 3 Deportivo Cali
Alex aos do Gol aos do Freddy Hurtado
Edu Dracena aos do Gol aos do Hernando Patiño
Dudu Carioca aos do aos do Álvaro Domínguez
(já decidido) Gol aos do Andres Mosquera
(já decidido) (já decidido)

O jogo[editar]

Primeiro Tempo[editar]

O Deportivo Cali surpreendeu o Cruzeiro logo no primeiro minuto. Na saída de bola, os colombianos envolveram a defesa celeste, Malher Tressor Moreno recebeu na grande área e chutou rente à trave esquerda de Gomes. Aos dois, Moreno cobrou escanteio da direita e de cabeça, Domínguez arrematou de cabeça à esquerda da meta, novamente com perigo.

Os dois lances eram um sinal de que algo pior estava por vir. O Cruzeiro demorava a assumir o comando da partida, errava passes de poucos metros e quando chegava ao campo de ataque, não conseguia furar o bloqueio colombiano. Com cinco homens no meio-campo, o Cali impedia os mineiros de penetrar na área. Diante desta dificuldade, o Cruzeiro insistia nas bolas aéreas.

O primeiro chute a gol do Cruzeiro ocorreu aos quatro. Alex cobrou falta e mandou sobre a meta de Breiner Castillo. Aos oito, o Deportivo voltou a levar perigo. Contando a falha geral da defesa, Téllez invadiu a área depois de um contra-ataque rápido e chutou sobre Gomes.

O jogo prosseguiu sem emoção até os 35 minutos. Neste período, o Cruzeiro não foi capaz de dar um chute a gol. A bola só chegava à área colombiana pelo alto, detalhe que facilitava o trabalho da defesa, composta por jogadores de maior estatura. Defensivamente, o campeão brasileiro se mostrava frágil, sem sintonia e lento. O veloz Moreno era uma ameaça constante.

Ameaça que se tornou um pesadelo aos 41. Tressor Moreno apanhou a bola em seu campo de defesa, arrancou em linha reta em direção ao gol, passou por seis jogadores com facilidade, e na intermediária, recebeu um passe de calcanhar de Domínguez que o deixou livre na área. De frente com Gomes, o atacante, que percorrera cerca de 80 metros, ainda teve forças para disparar um chute perfeito no canto esquerdo do Cruzeiro: Deportivo Cali 1 a 0.

Aos 45, o Cruzeiro finalmente conseguiu envolver o adversário e com um chute da entrada da área, Alex acertou a trave esquerda de Breiner Castillo. No rebote, Wendel chutou fraco e facilitou a defesa do goleiro.

Segundo Tempo[editar]

No Cruzeiro, Guilherme voltou no posto de Wendel. Com isso, os mineiros passaram a jogar com três atacantes. No Deportivo, Bernardo Redín trocou Julián Téllez por Carlos Castillo. Assim como na etapa inicial, os colombianos perderam grande chance no primeiro minuto. Domínguez passou fácil por Cris e com um chute forte, acertou o travessão cruzeirense.

Aos dois, no entanto, o Cruzeiro teve um pênalti a seu favor. Mosquera derrubou Guilherme na grande área e o árbitro argentino Héctor Baldassi não hesitou em marcar a penalidade. Alex cobrou no canto direito de Castillo e empatou: 1 a 1. Aos nove, Jussiê fez boa jogada pela direita, cruzou da linha de fundo, e Guilherme, com um toque rasteiro, quase virou o placar.

Aos 16, Gomes salvou o Cruzeiro. Conde invadiu a área sozinho e o goleiro cruzeirense defendeu com o peito. Aos 18, Gusmão trocou Jussiê por Maurinho. Aos 21, o Deportivo mais uma vez esteve perto do segundo gol. Castillo foi lançado na área e mesmo sem marcação, parou em nova grande defesa de Gomes, que sofreu uma luxação no punho direito. Com este problema, o Cruzeiro foi obrigado a promover sua terceira substituição: Artur assumiu o gol.

O Cruzeiro pressiona, mas volta a cometer o erro do primeiro tempo: insistir nas jogadas aéreas. O Cali só foi ameaçado aos 33, quando Dudu Carioca recebeu a bola na entrada da área e chutou rasteiro no canto esquerdo. Castillo, com a ponta dos dedos, mandou a escanteio.

Num contra-ataque, no minuto seguinte, os colombianos tiveram a oportunidade de sacramentar a classificação. Moreno avançou em direção ao gol, tendo apenas Recife como obstáculo, e lançou Guazá na marca do pênalti. O atacante, que acabara de substituir Aguilar, chutou sobre o gol. Aos 37, Artur fez grande defesa, nos pés de Carlos Castillo.

O trabalho do goleiro cruzeirense foi recompensado aos 42. Depois de um cruzamento perfeito de Maurinho, Guilherme mandou a bola nas redes de Castillo com um golpe de cabeça: 2 a 1. Este gol levou o Cruzeiro para as penalidades. Aos 46, num lance sem bola, o autor do gol salvador acertou uma cotovelada em Rivas e o árbitro argentino, justamente, o expulsou.

Pênaltis[editar]

Hurtado começou a série e converteu. Alex iniciou a série cruzeirense e Castillo defendeu no canto direito. Patiño fez 2 a 0 Deportivo Cali. Castillo também defendeu a cobrança de Dracena e manteve a vantagem de dois gols. Artur defendeu a batida de Domínguez, mas na seqüência, Dudu Carioca chutou sobre o gol. Mosquera converteu o terceiro e definiu a classificação a favor dos colombianos: 3 a 0.

Vídeo[editar]

Melhores Momentos

Fonte[editar]

  • Cruzeiro.org
  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405

Transmissão[editar]

  • Sportv