Cruzeiro 2x1 Boca Juniors - 06/04/1994

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Mamoré.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Atlético-TC.png
Por Copa Libertadores da América
Escudo Vélez Sársfield.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Unión Española.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 8x0 Escudo Villa Nova-MG.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Atlético-TC.png
Contra Boca Juniors
Escudo Boca Juniors.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Boca Juniors.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2 × 1 Escudo Boca Juniors.png
Boca Juniors
6ª rodada fase de grupos da Taça Libertadores 1994
Data: 6 de abril de 1994 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 21:35 Estádio: Mineirão
Árbitro: Salvatori Imperatori Público pagante: 22.520
Assistente 1: Ivan Guerreiro Público presente: Não disponível
Assistente 2: Jorge Dias Renda: Cr$ 70.696.000,00 R$ 70.696.000
Cr$ 70.696.000
NCr$ 70.696.000
Cz$ 70.696.000
NCz$ 70.696.000
(preço médio: Cr$ 3.139,25 )
Súmula: Súmula do jogo
Escalações
Cruzeiro: Boca Juniors:
1. Dida 1. Navarro Montoya
2. Paulo Roberto 2. Diego Soñora
3. Célio Lúcio 3. Raul Noriega
4. Luizinho 4. Carlos Moya
5. Nonato 5. Carlos Mac Allister
6. Ademir 6. Julio César Saldaña
7. Douglas 7. Alejandro Mancuso
8. Luís Fernando Flores  Gol aos 15 do  (1T) 15'  (1T) Substituição realizada 33' (2T) de jogo 33' (2T) ( Macalé ) 8. Alberto Márcico Substituição realizada 13' (2T) de jogo 13' (2T) ( Marcelo Tejera )
9. Ronaldo  Gol aos 29 do  (2T) 29'  (2T) 9. Beto Acosta
10. Toninho Cerezo 10. Manteca Martínez Gol aos 3 do  (1T) 3'  (1T)
11. Roberto Gaúcho Substituição realizada 29' (2T) de jogo 29' (2T) ( Cleison ) 11. Rubén da Silva Substituição realizada 11" (2T) de jogo 11" (2T) ( Luis Carranza )
Técnico: Ênio Andrade Técnico: César Luis Menotti
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Boca Juniors:

O jogo

Na quarta-feira, 06 de abril 1994, os 22 mil torcedores que foram ao Mineirão tomaram um susto logo no inicio do jogo. Jogando de branco, o Boca abriu o placar aos 3 minutos. Depois de lançamento longo para a área celeste, Dida saiu do gol e não conseguiu segurar a bola. Martinez dominou, tirou do goleiro, cortou para o meio da área, passou entre dois zagueiros e, quase caído, bateu forte no ângulo.

O Boca criou outra boa oportunidade logo depois. Marcico recebeu na entrada da área e saiu na cara do gol aproveitando falha de Luizinho. Dida se antecipou e cortou com os pés. O Cruzeiro teve um gol anulado, em jogada que começou com um lançamento longo para Cerezo, que entrou pela área e tocou para Nonato, impedido, concluir.

Aos 15, Ronaldo recebeu de costas para o zagueiro, dominou e tocou para Luiz Fernando, que passou no meio de dois marcadores e bateu com categoria na saída de Navarro Montoya, igualando o marcador.

No início do 2º tempo, Douglas acertou o travessão em belo chute de fora da área. O jogo era duro, movimentado. O Boca fazia uma marcação forte, que resvalava para a violência. O Cruzeiro buscava o gol com todas as suas forças.

Outras boas oportunidades foram criadas. Depois de tabelar com Cerezo, Luisinho saiu na cara do gol e chutou colocado no canto esquerdo de Navarro Montoya, que espalmou a escanteio. Pouco depois, Roberto Gaúcho também apareceu livre diante do goleiro, que fez outra grande defesa.

Na cabine da Itatiaia, desde o início do jogo o comentarista Osvaldo Faria criticava Ronaldo por sua suposta má atuação, relevando a forte marcação feita sobre ele. Parte da torcida já se impacientava nas arquibancadas. O gol não saía. Até que aos 29 minutos, Ronaldo recebeu dentro do círculo central, já no campo de ataque e arrancou. Passou por dois marcadores na intermediária, livrou-se do terceiro na entrada da área, driblou o goleiro e tocou para o gol vazio. Gol antológico!

O próprio Ronaldo contaria o lance para a Revista do Cruzeiro: “Eu peguei a bola no meio de campo e quando virei em direção ao gol vieram vários jogadores em cima de mim, mas eu driblei todo mundo. Quando entrei na área dei um corte seco no goleiro Navarro Montoya e só toquei para as redes. Um zagueiro ainda tentou cortar a bola de carrinho, mas acabou dentro das redes também. Foi um golaço, inesquecível”.

Outro lance igualmente antológico marcou aquela partida. Já no final do jogo, Nonato roubou uma bola na sua intermediária, avançou, e pouco depois da linha do meio de campo, na altura do círculo central, bateu para o gol. A bola caprichosamente bateu no travessão, enquanto Navarro Montoya, na tentativa desesperada de fazer a defesa, se estatelava dentro do gol.

O 2×1 selou a classificação. O Boca foi eliminado.

Vídeo

Jogo Completo

Fonte

  • Blog PHD
  • Livro Almanaque do Cruzeiro Esporte Clube 1921-2013- RIBEIRO, Henrique - Caxias do Sul-RS: Editora Belas Letras Ltda., 2014. 405