Cruzeiro 2x0 Ceará - 22/09/2010

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos
Por temporada
Escudo Botafogo.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Santos.png 4x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Botafogo.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Santos.png 4x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Arena do Jacaré
Escudo Cruzeiro.png 4x2 Escudo Guarani.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Atlético-GO.png
Contra Ceará
Escudo Ceará.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Ceará.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
2 × 0 Escudo Ceará.png
Ceará
24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2010
Data: 22 de setembro de 2010 Local: Sete Lagoas, MG
Horário: 19:30 Estádio: Arena do Jacaré
Árbitro: Cláudio Lima e Silva Público pagante: 16.914
Assistente 1: Paulo Conceição Público presente: Não disponível
Assistente 2: Cleriston Rios Renda: R$ 148.398,00 R$ 148.398
Cr$ 148.398
NCr$ 148.398
Cz$ 148.398
NCz$ 148.398
(preço médio: R$ 8,77 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Ceará:
1. Fábio 22. Michel Alves
2. Rômulo Substituição realizada 26' (2T) de jogo 26' (2T) ( 18. Wallyson ) 14. Anderson
3. Edcarlos 27. Diego Sacoman Cartão amarelo recebido aos 21  (1T) 21'  (1T)  
4. Léo Cartão amarelo recebido aos 44  (1T) 44'  (1T)   Substituição realizada 6' (2T) de jogo 6' (2T) ( 14. Gil ) 23. Ernandes Cartão amarelo recebido aos 36  (2T) 36'  (2T)  
5. Fabrício 5. Michel Substituição realizada 44' (2T) de jogo 44' (2T) ( 21. Mizael )
6. Diego Renan 2. Oziel
7. Roger Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 17. Everton ) 10. Geraldo Cartão amarelo recebido aos 14  (2T) 14'  (2T)  
8. Henrique Cartão amarelo recebido aos 33  (1T) 33'  (1T)   18. Heleno
9. Farías Gol aos 47 do  (2T) 47'  (2T) 8. João Marcos
10. Montillo Gol aos 38 do  (2T) 38'  (2T) 34. Kempes Cartão amarelo recebido aos 18  (2T) 18'  (2T)   Substituição realizada 19' (2T) de jogo 19' (2T) ( 99. Marcelo Nicácio Cartão amarelo recebido aos 29  (2T) 29'  (2T)   )
11. Thiago Ribeiro 36. Wellington Amorim Substituição realizada 31' 2T de jogo 31' 2T ( 20. Luisinho )
Técnico: Cuca Técnico: Dimas Filgueiras
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Ceará:
12. Rafael
13. Elicarlos
15. Fabinho Alves
16. Pablo

Pré-Jogo

Em 3º lugar com 41 pontos, o Cruzeiro pode chegar à vice-liderança se vencer. Perdendo, pode sair do G4.

Wellington Paulista, Marquinhos Paraná, contundidos, são os desfalques do time celeste.

Em 9º lugar com 30 pontos, o Ceará pode subir uma posição. Perdendo pode cair para o 14º lugar.

Dimas Filgueiras contará com todos os titulares e ainda terá o driblador Mizael no banco pra atormentar a defesa celeste em caso de necessidade.

Como foi

Primeiro Tempo

  • 19h30 – Estádio lotado. Cruzeiro e Ceará com uniformes tradicionais.
  • 19h31 – Começa o jogo.
  • 02 - Bola lançada para Thiago Ribeiro, Michel Alves sai do gol e defende.
  • 03 - Roger Galera lança Diego Renan na ponta esquerda, mas a bola sai pela linha de fundo.
  • 04 - Oziel cruza pra Geraldo, que chega atrasado e não conclui a jogada.
  • 05 - Roger Galera lança Ernesto Farías. Anderson intercepta o passe.
  • 06 – Geraldo disputa bola com Edcarlos e sente dores na perna direita.
  • 07 - Rômulo levanta bola na área, Ernesto Farías está impedido invalidando a jogada.
  • 09 – Montillo cobra escanteio, Heleno afasta de cabeça.
  • 11 – Wellington Paulista recebe passe de João Marcos, invade a área e chuta. Fábio defende, o atacante apanha o rebote e volta a chutar pra nova defesa do goleiro.
  • 12 – Bola cruzada da direita, Geraldo, na entrada da pequena área, cabeceia pra fora.
  • 13 – Kempes, dentro da área, cabeceia, pra fora.
  • 14 – Thiago Ribeiro cruza da direita, João Marcos corta na entrada da área.
  • 15 – Fabrício cruza da direita, Farias chega atrasado e não consegue arrematar, na pequena área.
  • 16 – Henrique passa a Diego Renan, que rola pra Montillo. O argentino solta uma bomba da meia lua, mas o goleiro cearense defende em dois tempos. No rebote, Diego Renan é apanhado em impedimento.
  • 17 – Rômulo pára Geraldo no meio de campo com falta.
  • 18 – Henrique é o volante que protege a zaga. Roger Galera é o volante pela esquerda. Fabrício é o volante que mais ataca.
  • 19 – Oziel cruza da direita, bola passa à frente do arco celeste sem que apareça um atacante do Ceará pra concluir.
  • 20 – Thiago Ribeiro sofre falta na ponta direita. Roger Galera cobra, bola sai do lado oposto.
  • 21 – Geraldo passa a Kempes, que chuta forte, da entrada da área. Bola passa por cima do travessão.
  • 22 – Diego Sacomam derruba Ernesto Farias na entrada da área e recebe cartão amarelo.
  • 23 – Montillo e Roger se prepraram para a cobrança da falta, que é executada pelo argentino. Bola passa por cima do travessão.
  • 24 – Montillo cobra escanteio pela direita, Farias cabeceia, Michel defende.
  • 25 – Geraldo invade a área, Fábio defende a seus pés.Bandeira marca impedimento equivocadamente
  • 27 – Fabrício desarma Kempes o meio de campo e lança Diego Renan, que é derrubado por Anderson na ponta esquerda.
  • 28 – Montillo cobra a falta com muita curva. Michel tira a bola com um tapa.
  • 29 – Henrique chuta fraco, de fora da área, Michel defende.No contra-ataque, Geraldo passa a Kempes, que chuta por cima do travessão.
  • 30 – Jogo equilibrado. Cruzeiro tem mais posse de bola, Ceará é mais objetivo.
  • 31 – Thiago Ribeiro cruza da direita procurando farias, mas Sacomã tira de cabeça.
  • 32 – Gramado da Arena do Jacaré é superior ao do Engenhão e, pasmem, muito melhor do que o do santiago Bernabeu.
  • 33 – Fabrício cruza da esquerda, Ernandes corta. Diego Renana derruba João Marcos. Henrique recebe cartão amarelo por falta anterior, em Kempes
  • 34 – Thiago Ribeiro e Montillo vão jogar na esquerda, Roger Galera se desloca para a direita. Cruzeiro tenta de tudo pra escapar da marcação cearense.
  • 35 – Wellington Amorim avança pelo campo de defesa do Cruzeiro, mas é desarmado por Leo Simões.
  • 36 – Montillo ataca pela esqeurda, dribla Michel, mas é desaramdo por Ernandes.
  • 37 – João Marcos chuta de fora da área, bola passa por cima do travessão.
  • 38 – Kempes avança pelo campo de defesa celeste, mas é desaramdod por Leo Simões.
  • 39 – Farias cava pênalti, juiz manda seguir o jogo.
  • 40 – Montillo passa a Thiago Ribeiro, que chuta de fora da área,bola passa por cima do travessão.
  • 41 – Farias chuta cruzado, Michel Alves corta.
  • 42 – Thiago Ribeiro cruza d direita, Farias tromba com Michel Alves, bola escapa pela linha de fundo.
  • 43 – Montillo cobra escanteio pela direita, Ernandes corta de cabeça.
  • 44 – Leo Simões derruba Ernandes e recebe cartão amarelo.
  • 45 – Oziel cruza, edcarlos corta de cabeça.
  • 46 – Leo Simões cede lateral.
  • 47 – Henrique cruza da direita, Farias cabeceia, Michel Alves voa e defende no canto direito.
  • 48 – Fim de 1º tempo.
  • Thiago Ribeiro: “Eles jogam atrás e tentam o contra-ataque. temos que tomar cuidado e insisitir a té marcar o gol.”
  • Michel: “Temos que marcar o Montillo de perto pra ele não lançar o Thiago e o Farias.”

Segundo Tempo

  • 20h32 – Começa o 2º tempo. Cruzeiro defende o gol à direita das cabines.
  • 00 – Francisco Everton substitui Roger Galera.
  • 01 – Ernandes cruza da esquerda, Leo Simões corta de cabeça.
  • 02 – Rômulo corre pela direita, Ernandes toca bola pra lateral.
  • 03 – Henrique derruba Geraldo no meio de campo.
  • 04 – Torcida celeste canta alto incentivando o time.
  • 05 – Leo simões sente dores na virilha. Será substituído.
  • 06 – Diego Renan, Fabrício e Henrique triangulam. Henrique sofre falta.
  • 07 – Gil substitui Leo Simões.
  • 08 – Ernesto farias recebe bola de Rômulo e chuta forte, cruzado. Bola passa por cima do travessão.
  • 09 – Oziel lança Geraldo, que está impedido na meia esquerda.
  • 10 – Montillo entra na área pela esqeurda, defesa cede escanteio.
  • 11 – Rômulo chuta forte, de for da área. Bola sai à esquerda de Michel Alves.
  • 12 – Montillo passa a TR, que cruza. farias sobe, mas não consegue cabecear. Torcida celeste pede pênalti.
  • 13 – Michel derruba Montillo na ponta direita. Montillo cobra falta, Gil cabeceia de raspão, bola sai do lado oposto.
  • 14 – Fabrício vence Oziel na corrida e cruza. Heleno corta.
  • 15 – Geraldo derruba Francisco Everton com uma rasteira e recbe cartão amarelo. Montillo cobra falta, Michel corta dentro da área.
  • 16 – farias avança pela direita, Ernandes cede escanteio.
  • 18 – Everton desarma Oziel e passa a Ribeiro, que chuta forte. Defesa espana.
  • 18 – Fabrício chuta de longe, Sacomã rebate.
  • 19 – Marcelo Nicácio substitui Kempes. Kempes recebe cartão amarelo por ter feito cera.
  • 20 – Cruzeiro toca bola no meio de campo. Ceará todo na defesa. faltam espaços para as jogadas celestes.
  • 21 – Everton cobra falta pela direita. Sacomã rebate dentro da área.
  • 22 – Cuca convoca Ribeiro para uma resenha na beira do campo.
  • 23 – Times parecem casados. Ritmo de jogo cai.
  • 24 – Rômulo passa a Everton, que está impedido na ponta direita.
  • 25 – Cruzeiro toca bola no meiod e campo. Tá difícil encontrar espaços.
  • 26 – Wallyson substitui Rômulo. Thiago Ribeiro jogará na ponta direita.
  • 27 – Gil corta, de cabeça, bola cruzada sobre a área.
  • 28 – Geraldo passa a Welington Amorim, que chuta de for da área, por cima do travessão.
  • 29 – Nicácio puxa e dá rasteira em Diego renan. cartão amarelo.
  • 30 – Cruzeiro joga mal.
  • 31 – Luizinho substitui Wellington Amorim.
  • 32 – Torcida celeste canta alto.
  • 33 – Geraldo lanç Luizinho, que é desarmado por Diego renan, último home da defesa.
  • 34 – Fabrício solta uma bomba, rasteira, da intermediária. Michel Alves defende.
  • 35 – Montillo cruza forte da direita. Bola cruzza a área cearense sem que apreça um atacante pra arrematar.
  • 36 – Montillo cruza da esquerda, defesa afasta.
  • 37 – Henrique chita forte, Ernandes, de costas para o gol, recebe bolada no braó aberto. Juiz marca pênalti e dá cartão amarelo no jogador ue cometeu a falta. Montillo cobra com o pé direito. Bola entra no canto esquerdo, Michel Alves cai do lado direito. Cruzeiro 1×0.
  • 40 – Nicácio recebe cruzamento e cabeceia forte, bola sai por cima do travessão.
  • 41 – Oziel cruza da direita, Edcarlos cabeceia pra escanteio.
  • 42 – Oziel cruza da direit. Nicácio toca bola pra rede. Juiz anula equivocadamente o gol cearense. E o complô?
  • 43 – Falta na ponta deireita sobre Montillo.
  • 44 – Mizael substitui Oziel.
  • 45 – Wallyson cruza da direita, Ernandes corta pra escanteio.
  • 46 – Wallyson descepela direita e cruza fechado, Ernesto farias se antecipa à zaga e ao goleiro e toca, de bico, pra rede. Cruzeiro 2×0.
  • 47 – Público: 16.914. Torcida foi nota 10.
  • 48 – Geraldo cruza da esquerda, bola passa por cima do travessão. Fim de jogo.
  • Cuca: “Eles marcaram bem, mas corrigimos no 2º tempo e merecemos vencer.”
  • Luizinho: “Tivemos chances, mas não conseguimos macar o gol e eles são muito fortes jogando em casa”

Vídeos

Lances, gols e entrevistas. Fonte: TvCruzeiro
Gols. Fonte: GloboEsporte.com

Atuações

  • Fábio – Pouco acionado, trabalhou mais na reposição de bola. O Ataque do Ceará é fraco e pouco o incomodou. (Naldo Morato)
  • Rômulo – Perdido defensivamente não apareceu bem ofensivamente. Sua melhor jogada foi quando levou uma bolada no nariz. (Walterson Almeida) / Teve oportunidade de substituir o Jonathan, explorar sua velocidade pelas alas, mas não teve bom desempenho. Não apoiou bem, não ajudou a abrir o jogo e a retranca armada pelo Ceará. (Naldo Morato)
  • Leo Simões – Inseguro nas saídas de bola. Quando tem que dar chutão não dá, quando tem que sair jogando não sai. (Silvério Cândido)
  • Gil – Jogou sério. É um becão mal encarado como convém a um time competitivo. Está prgredindo na carreira e ainda será chjamado de A Muralha Azul. Até o Silvercan, o caçador de beques, ainda baterá palamas pra ele. (Síndico)
  • Edcarlos - Com algumas falhas no 1º tempo, melhorou no 2º tempo. Logo no início do jogo, ficou barato uma falta que ele fez ao chegar atrasado. Nem cartão amarelo recebeu. A zaga do Cruzeiro tem que ser Leo e mais um, que na minha opinião não pode ser o Edcarlos. Prefiro o Gil ou o Caçapa, até que o Leonardo Silva volte. (Chaves)
  • Diego Renan - Está batendo um bolão. Fez o maior número de desarmes do jogo, e, olha que todo mundo fala que ele não sabe defender. Nessa, ponto pro Cuca. (Cláudio Lemos)
  • Henrique - Defendeu bem e ainda foi responsável direto pelo primeiro gol cruzeirense. (Silvério Cândido) / Jogou muita bola. Agora, pra mim, ficou definitivamente provado que o Cruzeiro com três volantes joga mais do que com dois armadores. (Cláudio Lemos)
  • Fabrício - Não vive os seus melhores dias. Talvez ainda ressentido do problema que o tirou do jogo passado. Esteve um pouco apagado mas é peça fundamental pro time, e logo, logo, volta a ser o jogador que conhecemos. (Naldo Morato) / Um maestro no meio. Contagia a equipe com sua raça e vontade de vencer. (Silvério Cândido)
  • Roger Galera – Não jogou tão bem, mas nunca deixa de se dedicar. Sua determinação e vontade, são de impressionar. É mesmo um guerreiro! (Mariana) / Definitavamente não funciona jogando ao lado do Montillo. Não tem futebol nem pernas para barrar o gringo e nem a eficiência de um Marquinhos Paraná para atuar na volância. Embolou o setor “atrapalhando o argentino”. Deveria ficar esperto, e cavar uma vaguinha no banco, pois quando o Gilberto voltar, talvez nem isto. Eu arrisco a dizer que o Gilberto ao lado Montillo pode funcionar. (Naldo Morato) / Quando a marcação do adversário é muito forte no meio, como foi a do Ceará ontem, ele acaba tirando o espaço do Montillo, como ocorreu ontem. Entretanto, discordo que ele definitivamente não sirva para jogar ao lado do Montillo, como disse o Naldo. Também não é por aí. Roger fez algumas boas partidas jogando ao lado do argentino. Eu acho que depende das circunstâncias dos jogos. Mas numa coisa eu concordo: ele não aguenta um jogo inteiro. (Vinícius Cabral)
  • Francisco Everton - Jogou o arroz com feijão que Roger Galera não dá conta de fazer quando é obrigado a volantar. (Síndico)
  • Montillo - Fez outra partidaça. Travou grande duelo com Michel e, se no primeiro tempo foi equilibrado, no 2º levou ampla vantagem. Mais uma vez destruiu o sistema defensivo adversário. / De tanto tentar acabou premiado com a jogada do pênalti que ele mesmo bateu e fez. (Binho) / Pra mim, o melhor do jogo. Não aceitou a forte marcação individual do volante cearense e buscou alternativas para fugir do cerco cerrado em cima dele o tempo todo. Deu muito trabalho ao seu marcador e foi o diferencial. Fez o gol que desafogou o time, cobrando mais uma vez com muita categoria e frieza uma penalidade aos 38 do 2º tempo, daquelas que não se pode errar, fundamental para a vitória. Ele é o cara. (Naldo Morato)
  • Thiago Ribeiro – Não tem jogado aberto pelas pontas, como gosta. Talvez pelo tamanho do campo, mas lutou muito. (Silvério Cândido)
  • Ernesto Farias - É um bom jogador. Presença marcante na pequena área, levou pânico à defesa do Vovô. Chutou uma boa no final do 1º tempo, entrou de cabeça nas travas da chuteira do oponente, perdeu um gol daqueles no início do segundo e não perdeu outra oportunidade clara. Mandou de biquinho prás redes, tranquilizando o final do jogo que estava muito tenso. Ele é parrudo, não foge de divididas nem tem medo de cara feia. É oportunista, como tem que ser quem é do ramo. (Elias Guimarães) Jogou muito bem, com ele não tem erro se posiciona bem na área, luta pela bola e mais importante faz sempre a opção por jogar em pé e não no chão. Farias novamente o grande dínamo azul. Joga muito o Gringo. (Cláudio Lemos)
  • Wallyson - Foi muito bem ontem. Partiu pra cima, driblou e pelo menos duas vezes foi a linha de fundo. Numa delas saiu o gol do Farias. Continuo a acha-lo promissor. Ainda vai engrenar e nos dar muitas alegrias. (Binho)
  • Cuca – Simplifica, Stival! Roger Galera é um excelente reserva para o enganche Montillo e um fraco segundo volante com obrigações defensivas. Se errou na escalação inicial, Mestre Cuca saiu-se bem nas substituições. Francisco Everton restituiu o equilíbrio do meio de campo, Wallyson fez grande jogada no 2º gol e Gil cumpriu bem a função de rebatedor. (Síndico) Errou feio colocando Roger. Disse no boteco, que nós estávamos perdendo o meio campo e que Cuca devia colocar um meia e tirar Roger. Quase fui defenestrado. Me chamaram de AB e falaram que só faltava pedir pra colocar Paraná em campo, o que concordei e lamentei por não ser possível devido a sua contusão. A rádia fez um ótimo serviço. (Binho)
  • Torcida – Nota 10. Conseguiu jogar mais até do que Henrique e Montillo, os melhores dentro das quatro linhas. E o mais importante: cresceu justamente quando o time começou a ratear por falta de fôlego e de inspiração. (Síndico) Nada é perfeito. Foi tudo muito bacana ontem, em relação a torcida, mas se tem um troço que me mata é o grito de “raça”. Pô! Na falta do que gritar, bebe uma água, chupa um picolé, mastiga o rádio…Não dá é pra ver o time se matando em campo pra furar um retranca f.udida e um bando de mongol pedindo raça. Ainda bem que, logo em seguida, o caldeirão inteiro resolveu apoiar de verdade. (Arísio França)
  • Arena do Jacaré – Um alçapão e tanto! Não é campo neutro como o Mineirão. Como se fosse uma Bombonera do Sertão, a Arena do Jacaré pulsa. E o gramado é infinitamente superior ao do Engenhão e -pasmem!- deixa o do Santiago Bernabeu no chinelo. O talentoso Jonathan não sabe o que está perdendo ficando fora de jogos na Arena. E o bocagrande Valdir já devia ter pedido desculpas ao distinto público setelagoano pelas besteiras proferidas após o empate contra o Grêmio. (Síndico)
  • Juiz & Bandeiras – Até 37 do 2º tempo, o trio de arbitragem vinha merecendo 10 com louvor. Nesse momento, o juiz sergipano marcou um pênalti à brasileira. Depois, cometeu equívoco ainda pior anulando gol legítimo de Marcelo Nicácio. Por sorte, Wallyson fez uma jogadaça e Faria, de bico, fez o 2º gol diluindo a responsabilidade do trio pelo resultado. De qualquer foram, registre-se que a tais erros todos os árbitros estão sujeitos, seja em Sete lagoas, seja em Oropa, França e Bahia. (Síndico)
  • Ceará – A defesa inteira se comportou bem. Foi um paredão. Os meio-campistas também marcaram e sairam para o jogo como manda o figurino do hodierno futebol brasileiro. Por pouco o Vozão não leva um, quiçá três pontos de Minas. Taí mais um time que não vai largar o osso facilmente. Te cuida, Cocota! (Síndico) / O toque de bola do Ceará sensacional. A marcação foi quase impecável. Michel fez uma senhora partida marcando o melhor jogador do campeonato. E registre-se que ele poucas faltas fez. Geraldo foi mestre de obras das pirâmides, mas deu uma canseira danada. Lembro que fez um ataque muito bom no Nautico com o Felipe, atualmente no Goiás. (Binho)

O que foi dito

  • Rafael Belattini, no blog do Juca Kfouri: O público mineiro mais uma vez encheu a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, para empurrar o Cruzeiro na partida contra o Ceará. O apoio dos 16.914 pagantes foi fundamental para a Raposa assumir a vice-liderança da competição, pelo menos até amanhã, quando o Fluminense enfrenta o histórico rival dos mineiros, o Atlético. Na primeira etapa o Cruzeiro sofreu para achar espaços na forte marcação que o Ceará infligiu, arriscando-se apenas no contra-ataque e com chutes de longe. Quando apareceu uma brecha para finalização, o goleiro Michel Alves não deixou o placar ser aberto. Foram pelo menos quatro ótimas intervenções que mantiveram o 0 a 0. Cuca mudou a equipe na volta do intervalo com Everton no lugar de Roger e, logo aos seis minutos, Cuca teve que trocar Léo, contundido, por Gil. O roteiro seguiu o mesmo. Montillo impunha velocidade, causava desespero na defesa do Vovô, mas as chances claras não aconteciam. A insistência do time celeste deu resultado. Dentro da área, Henrique chutou, o zagueiro Ernandes virou o corpo mas abriu muito o braços e desviou a bola. Pênalti. Montillo cobrou com categoria e, aos 37, fez 1 a 0. O Ceará reclamou da anulação de um gol de empate, mas o Cruzeiro abafou as reclamações com um gol nos acréscimos. Farias fechou o placar com mais um gol. 2 a 0.
  • Marcelo Bechler, no blog do Lédio Carmona: Haja paciência: O tom de jogo para o Cruzeiro era paciência. O Ceará foi à Sete Lagoas como a melhor defesa do campeonato e disposto a fazer jus ao posto. Quase conseguiu. A equipe de Dimas Filgueiras travou o adversário com marcação individual: Oziel e Ernandes miravam os laterais Diego Renan e Rômulo, a dupla de volantes João Marcos e Michel anulava Roger e Montillo, Heleno tirou Thiago Ribeiro do jogo. Além disso, Geraldo vigiava as arrancadas de Fabrício, Ânderson e Diego Sacoman não deixavam Farías livre. Raras vezes a Raposa foi tão bem marcada. Cuca tentava alternativas, inverteu o lado de Thiago Ribeiro, colocou Éverton para aumentar a movimentação, trocou Rômulo por Wallyson, mas o Vozão seguia preciso nos desarmes. Jogou a partida inteira sem a bola e cometeu 26 faltas – 13 em cada tempo. O time mineiro sofria ainda com sustos de contragolpes raros, mas sempre perigosos. Derrotar o ferrolho alvinegro, dependia de velocidade no passe ou uma jogada individual. O Ceará não permitia que o Cruzeiro acelerasse o jogo e o gol só foi sair quando Montillo venceu Michel. O volante, melhor jogador em campo, foi driblado pelo argentino no lance que resultou no pênalti de Ernandes. Bola na mão? Não. O lateral abre o braço deliberadamente, aumentando a área do corpo e levando vantagem no lance em que Henrique finalizou. O gol só saiu aos 38 minutos do segundo tempo. Antes de Farías marcar o segundo, o Ceará ainda teve um gol anulado pela arbitragem que assinalou impedimento, dificílimo de ser percebido, de Marcelo Nicácio. A dificuldade em definir o jogo deve servir de alerta: Montillo é ótimo, mas quando é marcado individualmente, o Cruzeiro sente: foi assim também contra o Palmeiras, com Pierre, e Botafogo, com Leandro Guerreiro. O Ceará tem a chance de ver, novamente, que só se defender com qualidade não será o bastante para se manter na série A. Foram 13 pontos em 33 possíveis pós-Copa. A arrancada do Cruzeiro já conta com sete vitórias e dois empates. Com 44 pontos, a Raposa tem a mesma pontuação do Palmeiras, líder após 24 rodadas em 2009. O jogo contra o Ceará era a partida da paciência. Ainda restão 14 jogos, paciência será fundamental para ultrapassar o Corinthians.
  • Mauro Beting, em seu blog: Foi sofrido, foi suado, mas foi Cruzeiro. Por méritos defensivos cearenses, o 2 a 0 que parecia um placar natural em Sete Lagoas antes de a bola rolar foi uma partida dificílima, decidida num pênalti discutível (que eu marcaria), num lance de gol de empate cearense mal anulado, e do gol no fim de Farías, em lance de oportunismo.
  • Leandro Mattos, em seu blog: Triunfo da disposição: A noite estrelada em Sete Lagoas foi de muito suor e no embalo dos hermanos celestes: Montillo, de pênalti, e Farías, com a beirada da chuteira, escreveram 2 a 0 sobre o Ceará, na Arena do Jacaré, e colocaram o Cruzeiro na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, pelo menos até o complemento da rodada, nesta quinta-feira, quando o Fluminense, 3º colocado, receberá o Atlético, no Rio de Janeiro. No início da semana publiquei uma matéria no Superesportes em que Roger já avisava aos companheiros e à torcida que o duelo contra os cearenses seria difícil e exigiria paciência. A ‘profecia’ do armador se confirmou. A Raposa precisou de 83 minutos para cravar o primeiro golpe nas redes de Michel Alves. Já nos acréscimos, veio o segundo tento. Com uma marcação certinha, o Ceará mostrou porque tinha, até o início do embate, a melhor defesa do Nacional. Com uma campanha consistente e extremamente regular, o time de Cuca segue embalado, definitivamente na briga pela taça do Brasileirão 2010.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: Time do Ceará é um time bom, tem jogadores de qualidade, meio-de-campo marca e sai para o jogo e isso dificulta bastante. Mas nosso time lutou até o fim, conseguimos marcar um gol no final e, na pressão, fizemos outro. A torcida foi mais uma vez muito importante aqui em Sete Lagoas. Nos empurrou o tempo todo e nos ajudou a vencer. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro
  • Fabrício, volante do Cruzeiro: O Ceará taticamente foi muito bem, tivemos sérios problemas porque não tivemos o espaço que queríamos, mas felizmente, no segundo tempo, mantivemos o ritmo e encontramos os espaços que queríamos. Aí foi na pressão, no tudo ou nada. Fonte: Superesportes
  • Everton, volante do Cruzeiro: Sabíamos que o jogo ia ser difícil. Ceará veio na retranca, mas o Cruzeiro lutou e conseguiu fazer os dois gols. Eles marcam forte e conseguimos furar a marcação. Agora é pensar no Santos, que é uma outra pedreira. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro
  • Thiago Ribeiro, atacante do Cruzeiro: Devido à postura que o Ceará adotou, a gente não conseguiu jogar nosso melhor futebol. Mas o importante é que, de tanto insistirmos, fomos premiados com os dois gols. Não tivemos tanto espaço, porque o Ceará jogou todo atrás. Era evidente que eles queriam levar pelo menos um ponto, mas, com o gol, eles foram obrigados a sair um pouco, e conseguimos fazer o segundo. O primeiro demorou muito a sair, deu um pouco de ansiedade. Erramos passes e forçamos jogadas. O importante é que, na base da vontade, conseguimos mais uma vitória. Fonte: UOL
  • Cuca, treinador do Cruzeiro: Quem é que não fica preso na marcação do Ceará? Pode buscar. Das equipes que jogaram, quem é que fez dois gols neles? É raro, porque eles marcam individualmente. Michel e João Marcos acompanham os dois meias aonde eles vão. A alternativa é uma jogada individual ou eles tomarem um cartão. Aí as coisas mudam. E eles não tomaram. Os zagueiros bem posicionados, os alas defendendo bem e atacando às vezes. É difícil você penetrar. Então a bola aérea se torna um fator preponderante. E eles têm uma equipe grande, bem armada. Por isso a gente está muito feliz com a vitória. (Estou) muito (aliviado), porque são todos jogos decisivos. Faltavam 15 e hoje faltam 14. A gente mantém um nível de concentração muito grande, tentando tirar o máximo de cada jogador. E cada jogo que você pensa que é um pouco mais fácil, é mais difícil que os outros. E a prova está aí. Enfrentamos um adversário bem armado, defendendo muito bem, com um jogador que armou o primeiro tempo para eles e com dois atacantes. Você tem que jogar no campo do adversário, o campo fica pequeno para nós jogarmos, grande para o adversário e no primeiro tempo estávamos com possibilidade de tomar o gol, até maior do que fazer. Nós mudamos algumas coisas e aí sim tivemos um volume de jogo bem maior, no campo do adversário, sem passar grandes sustos. Até fazermos o gol e aí o Ceará se lançou todo ao ataque. Aí fica aquele jogo, ou vai tomar o gol,ou vai fazer e no final a gente matou. No primeiro tempo não tivemos movimentação. Estávamos muito bem marcados, mas não estávamos mexendo para fugir da marcação. Daquele jeito era muito difícil a gente fazer gol. No segundo tempo já teve um pouco mais de mobilidade, apesar de o adversário marcar muito bem, deixando um ou dois na frente para o contra-ataque. No primeiro tempo, o Geraldo teve muito espaço. No segundo, diminuiu, a gente marcou melhor. Faltam 14 rodadas. A nossa equipe, nos últimos 27 pontos, fez 23. Ganhamos sete e empatamos duas, num campeonato muito difícil e jogando fora de casa contra adversários como Botafogo, Vasco e Palmeiras. Estamos muito contentes com o grupo e temos jogadores importantes para retornar, Wellington, Robert, Caçapa e Gilberto. Podemos encorpar ainda mais a nossa equipe. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro
  • Evandro Leitão, presidente do Ceará: A arbitragem nos deixou indignados e influenciou no resultado da partida. No 1º tempo foi marcado um impedimento errado do apoiador Geraldo, que ficaria cara a cara com o goleiro Fábio. Na etapa final aconteceu o pior. Quando perdíamos por 1×0, tivemos um gol legítimo anulado pelo auxiliar, alegando impedimento de Marcelo Nicácio. Fico triste por ver erros desse tipo acontecerem e não foi a primeira nem a segunda vez que fomos prejudicados atuando fora de casa. O Cruzeiro tem um grande time, mas é preciso ter maior atenção na hora de escalar os juízes. Curiosamente, a maioria dos árbitros que estão apitando nossos jogos fora de casa não são do quadro da Fifa.
  • Bruno Marques, no Blog do Torcedor do Ceará: Até quando conviver com esse tipo de coisa? É, Ceará, bem vindo à Elite. Depois de um pênalti muito bem marcado e melhor ainda batido, o Vozão foi atrás do empate que era o principal objetivo. Faltando 4 minutos para o final da partida, na pressão alvinegra a bola sobra para Marcelo Nicácio marcar o gol salvador. Não para o soprador de apito que foi na onda do balançador de pau de bandeira e anulou um gol legítimo. Tudo bem que a derrota é punição para times que apenas buscam se defender, mas nesse caso houve interferência da arbitragem no resultado, ou não. O Vozão surpreendeu a Raposa roubando-lhe a bola ainda em seu campo de defesa quando necessário. Atacou, pressionou e fez um 1º tempo com uma discreta superioridade sobre o time das Minas Gerais. O segundo tempo foi diferente, foi retranca e admitimos a pressão celeste. Montillo é realmente um jogador diferenciado, mas foi parando aos poucos no ferrolho e cadeado de Michel. Já começava a comemorar o empate quando Geraldo mata um contra-ataque, perde a bola no meio origina o lance do penal. É, Montillo contra Michel Alves. A calma e categoria do argentino prevaleceu. A única solução era correr atrás do prejuízo, e deu certo. Bola alçada na área e numa dividida com Oziel, a bola sobra caprichosamente para Nicácio que empurra para a meta. O empate no entanto foi anulado de forma imoral prejudicando o Ceará aos 42 minutos do 2º tempo. Um crime. Condição legal. Com o ânimo abatido o Ceará ainda levou o golpe de misericórdia no minuto final, de Farías, decretando o Cruzeiro 2×0 Ceará. Fico a me perguntar: E se o gol fosse validado? Teria a nossa defesa levado aquele segundo gol de forma tão patética? É, Ceará, levanta a cabeça que falta pouco para alcançarmos o objetivo! Falta pouco! Levanta a cabeça e vamos trabalhar!
  • Mauro França, no PHD: O Ceará não ficou só na retranca. Pelo contrário, saiu pro jogo no 1º tempo e até finalizou mais do que o Cruzeiro. No 2º, sim, eles ficaram mais fechados, o que é normal. Ou alguém queria que eles se abrissem e facilitassem pro Cruzeiro?

Links e Fontes

Transmissão

  • Sportv