Cruzeiro 1x3 Atlético-MG - 22/10/2017

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Coritiba.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Palmeiras.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Coritiba.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Palmeiras.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Ponte Preta.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Atlético-PR.png
Contra Atlético-MG
Escudo Atlético-MG.png 3x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-MG.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
1 × 3
Escudo Atlético-MG.png



Informações

Data: 22 de outubro de 2017 às 17:00
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Mineirão


Público e Renda

Público pagante: 32.989
Público Presente: 35.921
Renda: R$ 1.128.811,00 R$ 1.128.811 <br />Cr$ 1.128.811 <br />NCr$ 1.128.811 <br />Cz$ 1.128.811 <br />NCz$ 1.128.811 <br /> (preço médio: R$ 34,22 )


Escalações

Cruzeiro
  1.  Fábio
  2.  Ezequiel
27.  Manoel
35.  MuriloSimbolo jogador base.png
  6.  Diogo Barbosa
25.  Hudson
  8.  Henrique Cartão amarelo recebido aos 45  (1T) 45'  (1T)   Substituição realizada 35' (2T) de jogo 35' (2T) ( 15. Rafael Marques )
11.  AlissonSimbolo jogador base.png Cartão amarelo recebido aos 27  (1T) 27'  (1T)   Substituição realizada 20' (2T) de jogo 20' (2T) ( 23. Élber Simbolo jogador base.png )
30.  Thiago Neves  Gol aos 30 do  (1T) 30'  (1T)
70.  Rafinha Substituição realizada 22' (2T) de jogo 22' (2T) ( 7. Rafael Sóbis )
10.  De Arrascaeta
Técnico: Mano Menezes

Atlético-MG
  1. Victor
  2. Marcos Rocha
  3.  Leonardo Silva Cartão amarelo recebido aos 42  (1T) 42'  (1T)  
30. Gabriel Cartão amarelo recebido aos 27  (2T) 27'  (2T)  
  6.  Fábio Santos
85. Roger Bernardo Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 25. Yago )
21. Adilson
20. Valvídia Substituição realizada 12'(2T) de jogo 12'(2T) ( 10. Cazares )
11. Rómulo Otero Gol aos 15 do  (2T) 15'  (2T) Substituição realizada 22'(2T) de jogo 22'(2T) ( 99. Clayton )
  7. Robinho Gol aos 21 do  (2T) 21'  (2T) Cartão amarelo recebido aos 22  (2T) 22'  (2T)   Gol aos 35 do  (2T) 35'  (2T)
  9.  Fred
Técnico: Oswaldo Oliveira


Reservas que não entraram na partida

Atlético-MG
40. Cleiton Cartão amarelo recebido aos 16  (2T) 16'  (2T)  


Pré-Jogo[editar]

RANKING da CBF: Cruzeiro é o 6º, com 14.202 pontos; Franga, a 5ª, com 14.312.

CLASSIFICAÇÃO: Cruzeiro é o 5º, cm 47 pontos; Franga é a 10ª, com 38.

ARBITRAGEM: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ), Rodrigo Henrique Correia (Fifa-RJ), Thiago Henrique Neto Correa Farinha (CBF-RJ)..

CRUZEIRO: Fábio — Ezequiel, Manoel, Murilo, Barbosa — Henrique, Hudson — Rafinha, Neves, Alisson — Arrascaeta. T: Mano Menezes.

BANCO: Rafael, França, Galhardo, Bryan, Digão, Arthur, Romero, Lucas, Elber, Messidoro, Sobis, Marques.

AUSENTES: Dedé, Judivan, Leo, Robinho, Cabral, Raniel e Sassá (lesionados).

PENDURADOS: Barbosa, Ezequiel, Hudson, Lennon, Romero, Murilo, Rafinha, Raniel e Sassá.

FRANGA: Victor — Rocha, Leonardo, Gabriel, Santos – Roger Bernardo, Adílson — Otero, Robinho, Valdivia — Fred. T: Oswaldo Oliveira.

BANCO: Uilson G, Cleiton G, Alex Silva L, Felipe B, Bremer B, Mansur L, Ralph V, Yago V, Cazares M, Moura A, Marlone M, Clayton A.

AUSENTES:Elias (suspenso), Giovanni, Carlos César, Lucas Cândido, Blanco e Luan (lesionados).

PENDURADOS: Adilson, Alex Silva, Fred, Luan, Marlone, Mancini, Otero e Roger Bernardo.

TRANSMISSÃO: Globo pra MG (com Rogério Corrêa, Bob Faria e Márcio Rezende Freitas) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Jaime Júnior e Henrique Fernandes).

Lance a lance[editar]

Primeiro Tempo[editar]

Segundo Tempo[editar]

Vídeos[editar]

Coletiva pós jogo

Atuações[editar]

  • TORCIDA CELESTE compareceu em bom número e apoiou. No fim, preferiu ir embora mai cedo do que vaiar. (Síndico)
  • FÁBIO fez uma defesa difícil e não teve culpa nos gol. Nem mesmo no segundo dos atleticanos, quando ele fez o que tinha de fazer, ligar o contrataque. O mérito foi dos atleticanos que abafaram Elber e tomaram-lhe a bola. Lance normal de jogo. (Síndico)
  • EZEQUIEL, embora os gols da derrota tenham saído pelo seu lado, só no terceiro ele não conseguiu conter o adversário. Nos demais, Elber (vaiado pela torcida) e Hudson não o ajudaram na marcação. (Globo Esporte) —– EZEQUIEL mais uma vez falhou na marcação e foi nulo no apoio. Tem que melhorar muito pra ser regular. Suas atuações não convencem. (Joao Chiabi)
  • MANOEL esteve seguro, venceu a maior parte das disputas com os atacantes atleticanos, apesar de exposto em demasia, pois o adversário esc olhei fazer as jogadas ofensivas pelo seu lado. (Douglas Velloso)
  • MURILO foi mediano. Sem a habitual atenção e frieza, fez uma partida mediana. (Douglas Velloso) —– MURILO não sentiu a presão do primeiro clássico e jogou com personalidade e firmeza. (Globo Esporte)
  • BARBOSA fez uma bela jogada no gol celeste e apoio com decisão o tempo todo. (Síndico)
  • HENRIQUE esteve bem na 1ª etapa, atuando com a segurança que costuma ter. No 2º tempo, já com o cartão amarelo e a reação do adversário, ficou nervoso, perdeu jogadas e teve de ser substituído. (Globo Esporte)
  • HUDSON esforçou-se pra marcar e atacar, mas não fez a diferença quando o caldo entornou. (Síndico)
  • RAFINHA era o melhor em campo, segurando o avanço dos atleticanos pra cima do Ezequiel, Mas aí foi tirado do jogo pelo Mano. (Trem Azul)
  • NEVES empenhou-se, fez um gol, mas foi controlado pela defesa adversária na etapa final. (Síndico)
  • ALISSON ficará marcado pelo gol desperdiçado numa partida em que um adversário fez dois em condições idênticas. Jogo ra esquecer. E pra se lembrar de treinar chutes e finalizações. (Síndico)
  • ARRASCAETA mostrou habilidade, fez boas jogadas, mas não foi o centroavante que o time precisava. (Síndico)
  • SOBIS é jogador de grupo, mas vive um péssimo momento. Empenhou-se, mas não mostrou bom futebol. Não criou jogadas, não levou perigo. Muito mal. (Joao Chiabi)
  • ELBER entrou, como em outras ocasioes, com o jogo totalmente decidido técnica e taticamente para o adversário. Sendo um jogador com alguma capacidade, porém sem ser um gênio, como poderia promover uma revolução em campo? Deve-se cobrar mais mais do técnico e dos que jogaram desde o começo. Estes, sim, não produziram o suficiente pra conquistar a vitória. (Ernesto Araujo)
  • MARQUES nãom fez nada digno de registro. (Síndico)
  • MANO tem parcela de culpa da derrota. Oswaldo Oliveira fez a leitura do jogo, na virada do 1º pro 2º tempo e organizou sua equipe. Mano, novamente, não conseguiu ir além do óbvio, que piorou com a ineficiência dos seus jogadores de frente. A única coisa que se pode dizer em defesa do técnico foi o fato de ele estar sem seus dois centroavantes de ofício. (Ernesto Araujo)
  • CRUZEIRO dominou durante uma hora, mas se desarrumou ao tomar o empate e, depois ainda mais, quando o técnico trocou um volante por mais um desnecessário atacante, o que facilitou a vida do adversário. (Síndico)
  • Atlético não viu a cor da bola até até fazer o gol de empate. Robinho não fazia nada. Não teve nó tático nenhum. Os adversários apenas marcaram nas chances reais de que tiveram. O Cruzeiro sabe se defender bem e tocar a bola até criar chances de gol. Mas fazer gol é que é o nosso calvário. E isso mata de raiva seu torcedor. (Mmc) —– FRANGA levou passeio durante uma hora, mas achou um gol, viu o Cruzeiro se desarrumar e aproveitou pra definir a partida. Escolheu o lado esquerdo pra atacar e acertou, pois Ezequiel ficou sem ajuda após a saída de Rafinha, tornando-se presa fácil pra Santos e Ronho. (Síndico)
  • ÁRBITROS não cometeram erros significativos. (Síndico)

O que foi dito[editar]

  • MANO MENEZES: O Cruzeiro teve o jogo na sua mão. Depois que fez 1×0, tivemos uma chance claríssima com o Alisson. No 2º tempo, tivemos uns 10 contrataques pra construir uma jogada e matar o jogo. Não fizemos. Temos sofrido bastante por falta de força na última linha de ataque. Nossos jogadores são extremamente técnicos. Nós jogamos assim alguns jogos. Mas, na hora em que você precisa de mais contundência, como hoje, por exemplo, ficou evidente que falta um homem mais de força e mais de característica de finalizador lá na frente. É isso que estamos levando de hoje.
  • THIAGO NEVES: Complicado não ter uma referência. O Arrascaeta é mais de drible, eu não gosto de jogar centralizado. Faltava um matador, faltava um Raniel ou Sassá, que jogam na área. Tentamos com o Rafael Marques, mas também é de sair da área.
  • REINALDO DRUMOND: O Cruzeiro fez, neste RapoCota, sua melhor partida desde muito tempo. Melhor do que nos empates com Palmeiras, Grêmio e Flamengo pela Copa do Brasil e nas vitórias sobre Ponte e Bahia. Arrascaeta foi o melhor, mas Robinho foi decisivo em três lances e definiu a partida.
  • CLAUDINEI VILELA: O time celeste esteve o tempo todo armado pra finalizar e só perdeu por incompetência de seus jogadores. Não foi por falta de armação.
  • BRUNO BARROS: A bola pune a sacanagem. Neste RapoCota, um nove d ofício, tipo Ábila teria resolvido a parada. No final das contas, faltou punch, justamente o que um jogador como o argentino oferece. E, então, a culpa é de quem?
  • TREM AZUL: O Cruzeiro passeava até o Mano tirar o Rafinha, que era o melhor em campo e segurava os atleticanos protegendo o Ezequiel.
  • FREDE AMARAL: É uma tremenda audácia do Mano colocar o Rafael Marques em campo.

Fontes[editar]

Transmissão[editar]

  • Sportv