Cruzeiro 1x2 Ponte Preta - 05/08/2012

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Palmeiras.png Gol aos  do Escudo Santos.png 4x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Cruzeiro.png 2x1 Escudo Palmeiras.png Gol aos  do Escudo Santos.png 4x2 Escudo Cruzeiro.png
Contra Ponte Preta
Escudo Ponte Preta.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Ponte Preta.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 x 2 Escudo Ponte Preta.png
Ponte Preta
14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012
Data: 5 de agosto de 2012 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 18:30 Estádio: Independência
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva Público pagante: 15.103
Assistente 1: Rodrigo Pereira Joia Público presente: Não disponível
Assistente 2: Ivan Carlos Bohn Renda: R$ 393.565,00
R$ 393.565
Cr$ 393.565
NCr$ 393.565
Cz$ 393.565
NCz$ 393.565
(preço médio: R$ 26,06 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Ponte Preta:
1. Fábio 25. Roberto Cartão amarelo recebido aos 45  (2T) 45'  (2T)  
2. Ceará (Marcos) Cartão amarelo recebido aos 16  (2T) 16'  (2T)   Substituição realizada  26' (2T) de jogo 26' (2T) ( 16. Souza Silva ) 21. Gerônimo
3. Léo Cartão amarelo recebido aos 37  (2T) 37'  (2T)   3. Tiago Alves Cartão amarelo recebido aos 20  (1T) 20'  (1T)  
4. Victorino 22. Gustavo
5. Leandro Guerreiro 20. Uendel
6. Diego Renan 5. Baraka
7. Charles 84. Somália Substituição realizada  16'(2T) de jogo 16'(2T) ( 89. Renê Jr. )
8. Tinga Substituição realizada 28' (2T) de jogo 28' (2T) ( 14. Marcelo Oliveira Ferreira ) 2. Cicinho Gol aos 17 do  (1T) 17'  (1T)
9. Borges Gol aos 47 do  (1T) 47'  (1T) 10. Marcinho Gol aos 2 do  (2T) 2'  (2T) Substituição realizada 22' (2T) de jogo 22' (2T) ( 8. Caio )
10. Montillo 11. Rildo Cartão amarelo recebido aos 41  (2T) 41'  (2T)   Substituição realizada 41'(2T) de jogo 41'(2T) ( 27. Diego Sacoman )
11. Wallyson Substituição realizada 13' (2T) de jogo 13' (2T) ( 18. Wellington Paulista Cartão amarelo recebido aos 49  (2T) 49'  (2T)   ) 9. Roger Cartão amarelo recebido aos 47  (2T) 47'  (2T)  
Técnico: Celso Roth Técnico: Gilson Kleina
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Ponte Preta:


Pré-Jogo

Em 5º lugar com 23 pontos, o Cruzeiro pode entrar no G4 se vencer e o Grêmio não.

Celso Roth só não poderá escalar o volante Willian Magrão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Estão pendurados com dois amarelos: Victorino, Francisco Everton, Marcelo Oliveira, Mateus e Souza.

Em 10º lugar com 16 pontos, a Ponte Preta quer somar pontos pra ficar longe do Z4.

Gilson Kleina não poderá escalr o goleiro Edson Bastos, o lateral Tony, o volante Wecsley e o atacante Nikão, todos contundidos.

Na Ponte, estão pendurados: Edson Bastos, Caio, Gerônimo, Lucas e Tiago Alves.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h25 – Times em campo. Ponte com uniforme todo preto cm faixa diagonal branca na camisa. Cruzeiro com uniforme tradicional.
  • 00 - Reservas do Cruzeiro: Rafael
 Monteiro, Rafael Donato, Marcelo Oliveira, Sandro Silva, Souza, Wellington Paulista, Anselmo Ramon.
  • 18h28 – Começa o 1º tempo. Cruzeiro está à direita ds cabines.
  • 01 – Marcinho levanta a bola para a área, Victorino corta de cabeça, Ceará despacha.
  • 02 – Borges vira a bola para Diego Renan, que domina, invade a área e chuta forte. Tiro de meta pra Ponte.
  • 03 – Montillo avança pela direita, leva a bola pra linha de fundo, cruza com muita força, Wallyson não alcança a bola.
  • 04 – Cruzeiro troca passes. Na arquibancada, torcida canta alto.
  • 05 – Montillo cruza, Roberto sai pra defende e recebe trombada de Borges. Falta.
  • 06 – Diego Renan ganha disputa de corpo com Cicinho e sai jogando.
  • 07 – Cicinho sente dor no braço. Jogo parado.
  • 08 – Cicinho se recupera, jogo recomeça.
  • 09 – Fábio defende bola cruzada sobre a área.
  • 10 – Diego Renan puxa a bola pro meio, ameaça chutar, mas passa a Wallyson na ponta direita. Bola escapa pela linha de fundo.
  • 12 – Montillo recebe passe de Tinga na direita e cruza. Bola amortece na zaga.
  • 13 – Cicinho chuta de fora da área, bola desvia em Leo Simões.
  • 14 – Diego Renan chega firme em Gerônimo, bola sobra pra Victorino, que é parado com falta.
  • 15 – Cruzeiro corre muito, mas pensa pouco. A falta de habilidade de seus jogadores dificulta a concretizaçãod e lances mais agudos.
  • 16 – Tinga tenta passar de primeira a Ceará, mas manda a bola pra lateral.
  • 17 – Gol! Cicinho recebe ótimo passe de Marcinho, entra livre na área e, na saída de Fábio, toca no canto direito. Ponte Preta 1×0.
  • 18 – Wallyson cruza na direção de Borges, Tiago Alves corta de cabeça.
  • 19′ – Victorino corta de cabeça bola lançada pra Cicinho.
  • 20 – Amarelo! Tiago Alves por segurar Borges no meio de campo.
  • 21 – Wallyson cruza pra Tinga, Roberto corta a bola com um soco. Montillo pega o rebote fora da área e chuta de primeira, por cima do gol.
  • 22 – Rildo é derrubado na meia esquerda. Falta.
  • 23 – Marcinho cruza, Fábio defende.
  • 23’30” – Bronca! Gilson Kleina enche saco do juiz e leva uma bronca em regra.
  • 24 – Quase! Wallyson ajeita pra Tinga, que chuta forte. Bola desvia em Gustavo. Roberto espalma pro lado.
  • 25 – Ceará recebe passe de Montillo e cruza rasteiro. Defesa corta.
  • 26 – Wallyson põe a bola na frente, mas é derrubado por Gerônimo na meia esquerda.
  • 27 – Ceará cruza da direita, bola passa por Borges e sai à esquerda do arco pontepretano.
  • 28 – Roger é lançado dentro da área. Impedimento.
  • 28’30”- Chutão! Fábio sai jogando com mais um chutão em busca de Borges, que sempre perde a bola pra defesa da Macaca.
  • 29 – Cruzeiro dá murro em ponta de faca. Não cria jogadas inteligentes e é facilmente neutralizado pela Ponte.
  • 30 – Charles erra passe, torcida vaia.
  • 31 – É guerra! Charles reage às vais, pedindo mais. Torcida se irrita e e vaia e xinga o volante com mais força.
  • 32 – Ceará chuta de fora da área, bola sai à esquerda do arco.
  • 33 – Implicância! Charles é vaiado sempre que pega na bola.
  • 34 – Wallyson cobra escanteio, Roberto sai mal, passa pela bola, mas nenhum cruzeirense aproveita a falha.
  • 35′ – Inacreditável! Marcinho fica na cara do gol, toca no canto esquerdo, na saída de Fábio, mas a bola sai raspando o poste esquerdo.
  • 36 – Quase! Wallyson leva a bola pra linha de fundo, cruza no primeiro poste, Borges finaliza de prima à esquerda do arco.
  • 37 – Sem ângulo?! Wallyson recebe passe de Montillo dentro da área, prefere arrematar mesmo com pouco ângulo e manda por cima do arco.
  • 38 – Wallyson usa os braços pra evitar marcação de defensor da Ponte e comete falta.
  • 39 – Cruzeiro pressiona. Ponte se defende com tranquilidade.
  • 40 – Ceará cede escanteio pra evitar cruzamento de Cicinho.
  • 41 – Leo Simões corta cruzamento de cabeça.
  • 42 – Montillo lança Borges, que não alcança a bola. Roberto defende.
  • 43 – Roger chuta forte da ponta direita, Fábio espalma, Victorino espana.
  • 44 – Ponte segura a bola.
  • 45 – Dois minutos de acréscimo.
  • 46 – Cicinho comete falta em Diego Renan.
  • 47′ – Gol! Montillo faz jogada individual, entra na área, cruza rasteiro, bola passa por Tinga, Borges aparece livre pra tocá-la pra rede. Cruzeiro 1×1.
  • 48′ – Fim de 1º tempo.
  • Rildo: “Mais uma vez sofremos um gol após os 40 minutos. Mas já foi. Agora é conversar e voltar ainda melhor no 2º tempo.”
  • Borges: “De repente, Charles não começou da maneira como gostaria, mas seria bem melhor trocar as vaias pelo apoio.”

Segundo Tempo

  • 19h30 – Times voltam a campo inalterados.
  • 19h31 – Começa o 2º tempo.
  • 01– Gustavo cabeceia pra trás, Roberto se esforça pra evitar o escanteio.
  • 02 - Gol! Marcinho cobra falta de longa distância, a bola passa por defensores e atacantes, quica na pequena área, encobre Fábio e entra no canto direito. Ponte Preta 2×1.
  • 03– Baliza! Borges domina a bola na área, gira e chuta rasteiro, Bola acerta o poste esquerdo.
  • 04 – Montillo faz boa jogada, abre espaço e chuta rasteiro. Roberto defende,
  • 05– Montillo faz boa jogada pela esquerda e cruza, Defesa cede escanteio.
  • 05’30” – Quase! Montillo cobra o escanteio no primeiro poste, Leo Simões cabeceia, Roberto salta e espalmar a bola.
  • 06 – Wallyson recebe passe de Diego Renan e chuta cruzado. Roberto defende,
  • 07 – Diego Renan recebe passe na ponta esquerda e cruza, Defesa corta e, na sequência, Borges comete falta.
  • 08 – Victorino desarma Roger com um carrinho.
  • 09 – Não saiu do chão! Ceará avança pela direita e cruza p que, na cara do gol, não consegue saltar o suficiente pra finalizar.
  • 10– Rildo tenta passar entre dois defensores, adianta a bola e Fábio defende.
  • 12– Celso Roth dá instruções a Wellington Paulista.
  • 13 – Troca! Wallyson por Wellington Paulista.
  • 14 – Cruzeiro pressiona, Ponte Preta fica na defesa.
  • 15 – Wellington Paulista vai à linha de fundo e cruza. Borges domina e passa mal a Tinga.
  • 16 – Troca! Somália por Renê Júnior.
  • 17 – Amarelo! Ceará por falta em Rildo.
  • 18 – Marcinho cobra falta de longa distância, Fábio espalma.
  • 19 – Ataque da Ponte Preta segura a bola no ataque e ganha escanteio.
  • 19 – Cicinho pega rebote e chuta, Fábio defende.
  • 20 – Ceará cobra escanteio fechado, Roberto tira bola de soco.
  • 21– Renê Júnior e Ceará batem cabeça e ficam caídos.
  • 22 – Ceará volta a campo com touca de natação na cabeça.
  • 23 – Troca! Marcinho por Caio.
  • 24 – Charles é derrubado por Baraka na meia esquerda.
  • 25– Milagre! Ceará cruza da direita, Borges, livre, cabeceia. Bola vai no canto direito, Roberto faz grande defesa,
  • 26 – Montillo vai à linha de fundo e cruza. Wellington Paulista cabeceia pra fora.
  • 27 – Troca! Ceará, ainda zonzo pelo choque de cabeça, por Souza.
  • 28 – Troca! Tinga por Marcelo Oliveira.
  • 29 – Perigo! Cicinho chuta forte de dentro da áre, bola fica na rede pelo lado de fora.
  • 30 – Roger cobra falta e acerta a barreira.
  • 31 – Charles chuta duas vezes da entrada da área, Roberto defende,
  • 31– Cera! Gerônimo cai na área, jogo para.
  • 32 – Cera! Gerônimo sai na maca. E volta correndo. Curado em 10 segundos!
  • 33 – Quase! Souza cruza, Leandro Guerreiro cabeceia, bola à esquerda do arco.
  • 34 – Souza é derrubado por Caio no meio de campo.
  • 36 – Incrível! Ponte contra-ataca, Roger finaliza na cara do gol, Fábio salva no primeiro lance, Rildo fica com o reboye e chuta, bola acerta Leo Simões.
  • 36 – Amarelo! Leo Simões por falta em Roger.
  • 37 – Montillo, marcado por dois adversários, força a jogada e ganha um lateral.
  • 37’30”- Cuné, no PHD: “Vendo a velocidade do contra ataque da Ponte e a velocidade da saída do Cruzeiro dá vontade de chorar.”
  • 38 – Montillo é desarmado na esquerda, mas Marcelo Oliveira recupera a bola.
  • 39 – Marcelo Oliveira tabela com Wellington Paulista, vai à linha de fundo e cruza por trás do gol.
  • 40 – Tirambaço! Diego Renan recebe passe de Charles, invade a área e chuta forte. Bola sai à esquerda do arco da Ponte.
  • 41 – Amarelo! Rildo, por fazer cera antes de ser substituído.
  • 42 – Troca! Rildo por Diego Sacoman.
  • 43 – Diego Renan lança a bola sobre a área, Roberto fica com ela.
  • 43’30”- MVP - Cicinho é escolhido o melhor da partida pela equipe da Rádio Itatiaia.
  • 44 – Juiz sinaliza 5 minutos de acréscimo.
  • 44’30”– Montillo recebe passe de Souza na ponta direita e cruza fraco, defesa corta.
  • 45 – Amarelo! Roberto por demorar na reposição de bola.
  • 46 – Leandro Guerreiro reclama com o árbitro e recebe cartão amarelo.
  • 47 – Jota Franco, no PHD: “Depois de três derrotas e um empate, a Ponte vai se reabilitando logo em cima do Cruzeiro. È phoda!!!”
  • 48 – Amarelo! Roger por falta em Victorino.
  • 49 – Amarelo! Wellington Paulista por cometer falta e continuar a jogada com um chute para as redes.
  • 50 – Fim de jogo. Faltas: Cruzeiro 18×16. Passes errados: Cruzeiro 51×26. Impedimentos: Ponte 4×2. Desarmes: Cruzeiro 14×10. Finalizações: Cruzeiro: 17×11.
  • Marcinho: “Era um lance que a gente vinha treinando. O professor sempre pede pra gente melhorar. Alguns jogadores também atrapalharam a visão do Fábio, mas o importante é a vitória.”

Vídeos

Melhores momentos
Gols

Atuações

  • Fábio – Abusou dos chutões na reposição, facilitando os cortes da defesa da Macaca, falhou na falta cobrada por Marcinho, que resultou no 2º gol e evitou outro gol em arremate de Roger. (Síndico) /// Pelas minhas qualidades, eu poderia ter feito a defesa, mesmo dentro das dificuldades que existiam na jogada. Sou o primeiro a reconhecer que era uma bola defensável. (Fábio Deivison Maciel)
  • Ceará – Errou quase tudo. (Leo Anchieta)
  • Leo Simões – O de sempre: quicou na frente dele, leva um bico, bola, jogador, o que for. (Síndico)
  • Victorino – Grande partida do Maurício ontem, provando mais uma vez que ele não tem só beleza. Fez desarmes certeiros e ainda consertou uma quase entregada do Fábio…tá tomando seu lugar de volta. (Mariana Resende)
  • Diego Renan – Foi bem, pois apoiou o ataque e marcou bem. (Wagner Caetano)
  • Marcelo Oliveira - Rouba bolas e as entrega com uma facilidade de dar raiva. (Mariana Resende)
  • Charles – Fez desarmes, tentou dar saída de bola, errando muitas vezes no meio de campo. Avaliando negativamente seu próprio desempenho, disse ao treinador que estava à disposição pra ser sacado do time. Isto bastou para jornalistas urubus criarem uma situação de insubordinação, que não existiu. Tanto que Celso Roth não o tirou de campo. Mas o fato bastou pra boa parte dos teleguiados dispararem críticas contra o jogador. (Wagner Caetano)
  • Leandro Guerreiro – Jogou com a bola no chão, apresentou-se pra cobertura dos laterais. Um dos poucos lúcidos, não se deixou contaminar pela correria desenfreada do time. (Síndico)
  • Tinga – Atuando pelo meio, na mesma posição que jogou contra o Palmeiras, apresentou-se na frente, tentou jogadas, participou indiretamente do gol aoa tenrau finalizar e atrapalrPonte. Sofreu um pouco com a marcação firme dos campineiros. (Naldo Morato)
  • Souza – Entrou pra dar qualidade ao passe e criar jogadas no meio e não foi bem sucedido. (Síndico)
  • Wallyson – Mal. Continua tendo surtos de malemolência e apagões mentais. Está demorando a recuperar a forma. (Síndico)
  • Borges – Muito bom. Não cai, não fica pedindo falta, luta sem precisar arrumar confusão, não desiste das jogadas, faz muito bem o pivô. (Leo Anchieta)
  • Wellington Paulista – Entusiasmado, entrou fazendo jogadas de ponta, um tanto imprecisas, pois seus cruzamentos, chapados, desprovidos de curva, se muito fechados, facilitam a vida do goleiro. Colocou-se bem, na área, em duas oportunidades. Na primeira, Diego Renan enfiou o pé na bola ao invés de servi-lo. Na segunda, ele guardou, mas o Juiz viu falta, que eu não vi. Não vejo motivos pra tanto chilique dos antidábliupaulistas quando ele entra em campo. Neste elenco do Cruzeiro, ele está bem situado. Ou tem gente muito melhor do que ele? (Síndico)
  • Montillo – Único jogador em campo a tratar a bola com respeito. Fez uma bela jogada no gol de empate e outras tantas, que não encontraram quem as completasse. Começou jogando como meia esquerda, migrou pra ponta-esquerda, mas se movimentou, quando muito marcado, por outras partes do campo. (Síndico) /// Grande atuação, mesmo estando marcado por até três adversários, criando boas jogadas e se movimentando por todo o ataque. Sentiu falta de um companheiro pra tabelar. (Walterson Almeida) /// Anda prendendo muito a bola e acaba sendo desarmado. Quando consegue dar sequência à jogada, leva perigo. (Naldo Morato)
  • Celso Roth – Botou fé no time que venceu o Palmeiras, mas foi traído por sua crença. O problema continua o mesmo, não importa a escalação: seu time só joga no muque, na correria e no chutão, jamais pensa. Por isto, qualquer jogo é um parto. Muita ligação direta, centroavante imobilizado no meio da bequeira, craque confinado na beirada do campo, laterais pouco habilidosos na finalização das jogadas etc. O time precisa jogar futebol, botar a bola no chão, ter a posse dela, arriscar umas enfiadas nas costas dos beques etc. (Síndico)
  • Torcida – Apoiou o tempo todo. Ou quase, pois parte da galera desafinou ao perseguir Charles após dois passes errados. No fim, a vaia inevitável pela derrota. Destaque para a Máfia Azul, que não poupou energia no incentivo aos jogadores. (Síndico) /// Impressionante o desânimo da torcida pra apoiar, pq para vaiar… Infelizmente nossa torcida tá cobrando mto do time, uma cobrança exagerada que vem sim, afetando o time em campo. Eu sei que não estamos acostumados a ficar atrás da galinhada, mas esse desespero por causa de um passe errado, de uma jogada mal feita? E aquela história da paciência pq o time ainda está se entrosando? E o crédito que o Fábio tem? Maracujina e uma dose de realidade faria bem pra alguns. (Mariana Resende)
  • Juiz & Bandeiras – O Juiz foi um banana. Permitiu que a Ponte fizesse cera do primeiro ao último minuto. Os bandeiras não erraram. (Síndico) /// O árbitro roubou descaradamente, pois WP não cometeu falta no gol anulado no último minuto. (Paulão)
  • Cruzeiro – Excesso de correria, carência de raciocínio. (Síndico)
  • Ponte Preta – Fez cera do primeiro ao último minuto. E achou um gol numa falha do goleiro do Cruzeiro. (Síndico)

O que foi dito

  • Celso Roth, treinador do Cruzeiro: Iniciamos bem, depois que a Ponte fez o gol, conseguimos empatar com muita luta, muita dedicação, não com futebol fluente. No intervalo, conversamos bastante, aí levamos o gol aos 3 minutos. Depois de tudo que aconteceu no primeiro, foi um peso. Tentamos de todas as formas, fizemos modificações, mas não conseguimos. As dificuldades foram enormes, tivemos oportunidades, mas não conseguimos. Jogamos o tempo todo no campo da Ponte e não conseguimos. Não foi uma noite inspirada, méritos da Ponte, que fez o que planejou. O segundo gol foi pra desestabilizar, uma bola parada, frontal… Não podemos criar uma situação que não existe. Não estamos querendo jogar fora pra ficar longe, pelo contrário, queremos o torcedor conosco. Não existe isso de o torcedor não estar conosco. A manifestação contrária com os resultados ruins é absolutamente normal e tem que ser assim mesmo. Charles não me retrucou, até porque não falei com ele. O que aconteceu foi que ele foi vaiado uma, duas vezes e se ofereceu pra sair. É bom colocar isso publicamente. O profissional que está no Cruzeiro tem que ter equilíbrio Para isso somos pagos. Não pode se iludir no elogio e ficar preocupado na vaia. O torcedor é passional, positivamente ou negativamente. E aqui vai um elogio ao torcedor que, no intervalo, gritou o nome do Charles. Mas, com derrota, ele fica desiludido, bravo, quem não tiver equilíbrio pra trabalhar com isso não pode trabalhar no futebol. Tanto que o Charles fez 2ª etapa bem equilibrada. São coisas que acontecem e nós temos que tirar lições. Torcedor está corretíssimo. Agiu como achava que deveria, pois houve um erro e ele fixou alguém. Normalmente é o treinador, né? E o treinador tem que agüentar. No intervalo, conversamos bastante sobre a situação, um pouquinho fora da normalidade, com o Charles. Achamos que ele deveria voltar, todos nós naquele momento, então a solidariedade pesou mais.
  • Borges, centroavante do Cruzeiro: Não tive sorte. Dei um chute que foi na trave, mas a bola não entrou. Tomamos um gol, ficamos desorganizados e igualamos no fim do 1º tempo. Na volta, levamos o segundo e isso dificultou.
  • Leandro Guerreiro, volante do Cruzeiro: O Fábio nunca é culpado. Ele já salvou a gente em vários jogos. Nosso grupo é unido. Quando um falha, todos falham. Temos que vencer fora de casa pra compensar os pontos perdidos aqui.
  • Gilson Kleina, treinador da Ponte Preta: Nossa equipe vinha desempenhando bem, mas não vinha levando o resultado. Foi uma vitória da eficiência, de uma equipe que soube neutralizar os pontos fortes do adversário. Foi uma vitória espetacular desse grupo de jogadores e neste momento é de grande valia levar esses três pontos pra Campinas. Viemos de uma semana em que a equipe se mobilizou muito, precisávamos retomar as vitórias e foi o que aconteceu. Estamos desde a 2ª rodada entre os 10 primeiros. Sabemos que o menor investimento do Campeonato Brasileiro é o da Ponte Preta. As outras equipes estão repatriando grandes jogadores e atletas que foram referências na Europa estão participando do Brasileiro. O nosso diferencial é o coletivo. Nossa estrela tem que ser o conjunto.
  • Coutinho, comentarista do PHD: O maior problema do Celso Roth é insistência com alguns jogadores que não estão numa boa fase no momento (WP, Souza e Marcelo Oliveira). No banco faltou o Anselmo Ramon e, ao invés do Souza, o Elber deveria ter entrado. Sandro Silva também deveria ter jogado. A zaga com Leo e Victorino me parece um tanto quanto baixa pras bolas altas. Mas, apesar desse equívoco na escolha de alguns jogadores, entendo que ele tem que permanecer, pelo menos, até o final do ano.
  • Eduardo Arreguy Campos, comentarista do PHD: Falta qualidade no meio de campo. Charles é instável, fez uma boa partida contra o palmeiras e uma péssima hoje. Guerreiro só se sobressai quando o time tem que jogar na defesa, se precisar sair jogando ou se apresentar mais na frente, é fraco. E o WP é…, é… sinceramente o que é o WP? Celso Roth pode matar nosso melhor atacante, o mais novo, o que dá alguma esperança para o torcedor. Anselmo Ramon não ficar nem no banco é desanimador. Roth vai morrer abraçado com o Welington Paulista, mas quem vai pro buraco somos nós.
  • Cuné, comentarista do PHD: Charles disse que tanto fazia ficar ou sair de campo. Ele tem que fazer por merecer o salário. O clube o esperou 4 meses pagando seu salário e o recuperando pra ele ficar de mimimi. Fora do campo, pode escrever em twitter, pode sair na folga, fazer o que quiser. Mas dentro a torcida quer comprometimento. Estamos na briga e o que menos precisamos é de problemas entre jogadores. Diego Renan já aguentou vaia com 2 minutos sem dar piti e jogando ali, na linha lateral. Quem joga bola sabe do que tô falando. Agora, pra ficar lá no meio do campo de mimimi é demais. Charles tem que por a cabeça no lugar, mas se não está satisfeito, vai jogar no Ipatinga. Sou sempre a favor da torcida. Jogador é cheio de luxo e mimimi. Ele passa e a torcida fica. É triste enquanto o outro lado fica enaltecendo uma torcida que não existe, nós de cá ficamos puxando pra baixo uma torcida que está comparecendo e apoiando desde a volta do time a BH.
  • Mariana Resende, comentarista do PHD: O bom de ir ao estádio sozinha é que sobra tempo pra observar os “jênios” da nossa torcida. O que tem de gente que sabe mais que o Celso… Aliás, que jogo estranho, que torcida estranha, o Independência estava muito esquisito em todos os sentidos! Mas mesmo assim, ir ao estádio sozinha é bacana, quem ainda não foi, recomendo. Torcedor é um ser iludido por natureza, o que muda é a forma como cada um lida com a desilusão. Temos é que parar de supervalorizar as vitórias e as derrotas, e compreender que o time ainda está se ajeitando. Pra mim, essa oscilação de um jogo pra outro é normal.

Fontes

Transmissão

  • Sportv