Cruzeiro 1x2 Bahia - 01/12/2013

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Vasco.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Flamengo.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Vasco.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Flamengo.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra Bahia
Escudo Bahia.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Bahia.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 x 2 Escudo Bahia.png
Bahia
37ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013
Data: 1 de dezembro de 2013 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 17h Estádio: Mineirão
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO) Público pagante: 47.999
Assistente 1: Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO) Público presente: 48.112
Assistente 2: Fabiano da Silva Ramires (ES) Renda: R$ 2.224.495,00
R$ 2.224.495
Cr$ 2.224.495
NCr$ 2.224.495
Cz$ 2.224.495
NCz$ 2.224.495
(preço médio: R$ 46,34 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Bahia:
1. Fábio 10. Marcelo Lomba
2. Ceará (Marcos) 55. Rafael Miranda
33. Bruno Rodrigo 3. Titi
26. Dedé 29. Demerson
6. Egídio 16. Raul
78. Elierce Souza 7. Fahel Cartão amarelo recebido aos 47  (1T) 47'  (1T)  
16. Lucas Silva 30. Hélder
17. Éverton Ribeiro Substituição realizada 38'(1T) de jogo 38'(1T) ( 10. Júlio Baptista ) 8. Talisca Gol aos 44 do  (2T) 44'  (2T)
31. Ricardo Goulart Substituição realizada 9'(1T) de jogo 9'(1T) ( 41. Willian ) 38. William Barbio Substituição realizada 18'(2T) de jogo 18'(2T) ( 32. Fabrício Lusa )
11. Dagoberto Cartão amarelo recebido aos 41  (1T) 41'  (1T)   10. Marquinhos Gabriel Gol aos 14 do  (1T) 14'  (1T) Substituição realizada 29'(2T) de jogo 29'(2T) ( 17 Diones )
9. Borges Substituição realizada 19'(2T) de jogo 19'(2T) ( 30. Vinícius Araújo Gol aos 39 do  (2T) 39'  (2T) ) 10. Fernandão Substituição realizada 20'(2T) de jogo 20'(2T) ( 9. Souza Cartão amarelo recebido aos 48  (2T) 48'  (2T)   )
Técnico: Marcelo Oliveira Técnico: Cristovão Borges
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Bahia:


Pré-Jogo

CLASSIFICAÇÃO: O Cruzeiro é o campeão, com 75 pontos e aproveitamento de 69,4%. O Bahia é o 13º, com 45 pontoe, aproveitamento de 41,7%.

AUSENTES no Cruzeiro: Martinuccio e Nilton, lesionados.

PENDURADOS no Cruzeiro: Dagoberto, Egídio, Leandro Guerreiro, Mayke, Souza, Vinícius Araújo e Willian.

BANCO do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Leo Simões, Francisco Everton, Henrique, Leandro Guerreiro, Souza, Tinga, Elber, Júlio Baptista, Luan, Lucca, Vinicius Araújo e Willian.

AUSENTES no Bahia: Ávine (LE), Wallyson (A), Lucas Fonseca (B), lesionados, Feijão (V), OBINA (A), suspenso.

PENDURADOS no Bahia: Madson, Marcelo Lomba, Rafael Donato, Rafael Miranda, Titi e William Barbio.

BANCO do Bahia: Omar, Camilo Angulo, Diego, Jussandro, Diones, Fabrício Lusa, Wangler, Souza.

MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “Existe uma tranquilidade, depois de se ganhar um título importante, depois de tantos jogos decisivos. Mas precisamos demonstrar mais uma vez por que fomos campeões, jogando bem, com seriedade, com recomposição, apertando o adversário no Mineirão, como sempre fizemos. Temos o objetivo de bater a marca do São Paulo, de 78 pontos, nos pontos corridos com 20 times. É importante, entra na história.”

CRISTÓVÃO BORGES, técnico do Bahia: “É lógico que eles jogassem precisando do título seria diferente. Este jogo não tem a mesma importância pra eles, mas é último jogo no Mineirão e eles vão receber a taça. Então, eles têm outro tipo de motivação. É uma equipe de alta qualidade, a gente sabe que é pedreira. Mas estamos preparados. Vamos lá pra brigar. Estamos conscientes da importância da vitória. Nossa situação é clara: temos duas oportunidades para buscar a vitória e respirar e esta é a primeira.”

JUIZ: André Luiz de Freitas Castro (GO) apitou 17 partidas neste Brasileiro. Médias: 4,4 amarelos, 0,3 vermelhos, 0,25 pênalti e 27,7 faltas. Médias do campeonato: 4,3 amarelos e 0,3 vermelhos, 34,7 faltas 0,2 pênalti.

NÚMEROS: Gols: Cruzeiro 75×34 Bahia. Vitórias: Cruzeiro 23×11 Bahia. Média de público em jogos domésticos: Cruzeiro 27.850 x 17.238. Títulos brasileiros: Cruzeiro 3×2 Bahia.

ESCRITAS: Há 18 anos, o Bahia não vence o Cruzeiro em jogos do Campeonato Brasileiro. No Novo Mineirão, o Cruzeiro disputou 25 partidas, das quais venceu 23 e perdeu asnas uma, com 93% de aproveitamento.

ADVERSÁRIO: Fundado em 01jan31, o Esporte Clube Bahia ocupa o 17º lugar no Ranking da CBF, com 9 282 pontos. O Esquadrão de Aço já conquistou 2 brasileiros (59, 88), 2 copas do Nordeste (01, 02), 4 torneios Norte-Nordeste (48, 59, 61, 63), 1 torneio Campeões do Nordeste (48) e 44 estaduais.

PÚBLICO: Média do Brasileiro: 14.509. Média do Cruzeiro: 27.850. Expectativa: 55.000.

TRANSMISSÃO: TV Globo transmite a partida para Minas Gerais, (menos Ituiutaba, Juiz de Fora e Uberlândia) e para a Bahia. SporTV transmite para todo o país (menos Minas Gerais). PFC (paguepraver).

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 16h45. MINEIRÃO com grande público, mas não lotado.
  • 16h50. BAHIA em campo, com camisas brancas, calções azuis, meias vermelhas.
  • 16h55. CRUZEIRO em campo, com camisas azuis, calções e meias brancas.
  • 16h56. CRISTÓVÃO BORGES, técnico do Bahia: “Uma festa bonita, com todos os méritos. Cruzeiro foi o melhor time. Mas nós não temos nada a ver com isso. Jogamos a nossa permanência e vamos buscar a vitória.”
  • 16h57. EVERTON RIBEIRO, meia do Cruzeiro: “Uma festa dessa, nós temos que coroar com uma vitória, assim como começamos o ano. Temos que terminar bem.”
  • 17h. BOM SENSO. Jogadores ficam em pé, de braços cruzados, no meio de campo.
  • 17h02. COMEÇA. Bahia dá a saída.
  • 00’30”. PALHAÇADA. Jogadores tocam bola de um lado pra outro protestando contra não se sabe o quê.
  • 01. Lucas Silva comete falta em Anderson Talisca, na intermediária celeste.
  • 02. Anderson Talisca cobra falta sobre a área celeste, Ceará corta de cabeça.
  • 03. Boa trama do ataque celeste, Demerson fica com a bola e faz o recuou pra Marcelo Lomba.
  • 04. TROMBADA. Ricardo Goulart entra na área na corrida, choca-se com Marcelo Lomba e fica caído. Bandeira demorou a marcar o impedimento.
  • 05. Goulart e Lomba se recuperam.
  • 06. Raul tenta jogada pela esquerda, mas recebe falta de Everton Ribeiro.
  • 06’30”. REBOLO. Wellington Paulista faz Criciúma 1×0 São Paulo. Edmílson faz Vasco 1×0 Náutico. Fluminense entra no Z4.
  • 07. BAIXA. Ricardo Goulart cai no meiocampo, sentindo dores no joelho.
  • 08. TROCA: Ricardo Goulart x Willian.
  • 09. Fernandão chuta forte, da entrada da área, Fábio salta e desvia bola pra escanteio.
  • 10. Escanteio cobrado, defesa celeste afasta a bola da área.
  • 11. DEFESAÇA. Everton Ribeiro chuta forte, de fora da área. Bola quica e dificulta defesa de Marcelo Lomba.
  • 12. DEFESAÇA. Souza cabeceia bola de escanteio, Lomba defende em cima da risca.
  • 13. CAIU. Marcelo Lomba cai pedindo socorro médico.
  • 14. GOL. Fernandão aperta marcação em Dedé, que entrega a bola a William Barbio. O atacante lança Marquinhos Gabriel nas costas da defesa celeste. O meia arremata com um chute cruzado, na saída de Fábio. Bola entra no canto esquerdo. Bahia 1×0.
  • 15. Foi o 5º gol de Marquinhos Gabriel, substituto de Wallyson, que está lesionado.
  • 16. Marquinhos Gabriel lança Fernandão, Fábio fica com a bola.
  • 17. ROGER GALERA, comentarista do SporTV: “Cruzeiro não se impõe, não pressiona a marcação, por isto, a vitória do Bahia, até aqui, é justo.”
  • 18. REBOLO. Em Campinas, Ponte 0×1 Portuguesa. Gol de Henrique. Se persistir este placar, a Lusa estará livre do rebaixamento.
  • 19. William Barbio recebe lançamento de Rafael Miranda, mas perde o duelo com Bruno Rodrigo, que protege a saís a da bola pela linha de fundo.
  • 20. Everton Ribeiro chuta forte, de fora da área. Bola sai à direita de Marcelo Lomba.
  • 21. Borges arremata, de dentro da área. Bola sai pela linha de fundo.
  • 22. Dagoberto cruza da direita, Borges não alcança, Willian fica com a bola do lado esquerdo e consegue um escanteio.
  • 23. Egídio chuta de fora da área, bola desvia em Demerson e sai a escanteio.
  • 24. Willian cobra escanteio pela esquerda, Souza Ferrugem sobe livre e cabeceia. Bola sai pela linha de fundo.
  • 25. Dagoberto chuta da meialua, Marcelo Lomba encaixa.
  • 26. DEFESAÇA. Anderson Talisca solta uma bomba, da intermediária. Fábio salta pra espalmar, à sua direita.
  • 27. ROGER GALERA, comentarista do SporTV: “Os quatro homens de frente do Cruzeiro não recompõem a marcação, por isto, o Bahia tem liberdade pra criar jogadas pelo meio.”
  • 28. Fernandão tenta um passe pra Marquinhos Gabriel, mas o meia não alcança a bola.
  • 29. Torcida celeste não para de fazer falta.
  • 30. Depois de um começo confuso, Cruzeiro tomou conta do jogo e busca o empate, com intensidade.
  • 31. Dagoberto cobra escanteio pela direita, Souza cabeceia, bola para na bequeira do Bahia.
  • 32. CERA. Fernandão cai após disputa com Dedé, pelo alto.
  • 33. William Barbio recebe passe de Rafael Miranda, encara dois cruzeirenses, mas é desarmado.
  • 34. DISTENSÃO. Everton Ribeiro sente dores na coxa direita e pede substituição.
  • 35. SIMULOU. Dagoberto se joga em disputa com Titi, dentro da área. Adicional avisa ao árbitro da malandragem de Dagol.
  • 36. Jogadores do Cruzeiro cercam o Adicional na linha de fundo do campo do Bahia, mas ele não muda a marcação.
  • 37. TROCA: Everton Ribeiro x Júlio Baptista.
  • 38. Fahel derruba Júlio Baptista na intermediária baiana.
  • 39. QUASE. Willian cobra falta, Souza Ferrugem se desloca atrás da bequeira baiana e cabeceia cruzado. Lomba apenas torce pra bola sair pela linha de fundo, o que acontece.
  • 40. AMARELO. Dagoberto, por falta em Rafael Miranda. É o terceiro amarelo, atacante está fora do jogo contra o Flamengo.
  • 41. TORCIDA celeste canta alto incentivando o time.
  • 42. Ceará cruza da direita, bola sai do lado oposto.
  • 43. REBOLO. Em Curitiba, Coritiba 1×0 Botafogo, gol de Deivid, Se persistir este placar, Coxa sai do Z4.
  • 44. Juiz avisa que dará 4 minutos de acréscimo.
  • 45. Raul cruza da esquerda, Ceará desvia bola pra escanteio.
  • 45+1. William Barbio cobra escanteio pela esquerda, bola sobe muito e ninguém a alcança.
  • 45+2. Willian chuta de fora da área, Marcelo Lomba encaixa.
  • 45+3. AMARELO. Fahel, por uma solada na canela de Júlio Baptista.
  • 45+4. DEFESAÇA. Souza Ferrugem cobra falta com uma bomba. Marcelo Lomba vai buscar a bola no canto direito. Escanteio, que não será cobrado porque o tempo acabou.
  • 45+5. FIM de 1º tempo. Jogo equilibrado, Bahia aproveitou a melhor oportunidade e decidiu.

Segundo Tempo

  • 18h09. Times voltam a campo, sem alterações.
  • 18h10. MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: “No início o time esteve desatento, mas depois o time apertou, mas teve dificuldades, pois o Bahia se fechou. Temos condição de virar o placar.”
  • 18h11. NÍLTON SANTOS. Um minuto de silêncio, pela memória do latero esquerdo do Botafogo e da Seleção Brasileira.
  • 18h12. COMEÇA o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 46. PRESSÃO. Egídio cruza da esquerda, defesa corta, Dagoberto chuta, defesa rebate, Júlio Baptista tenta arrematar de bicicleta, mas o lance não dá certo.
  • 47. QUASE. Após boa trana do ataque, Júlio Baptista arremata, bola desvia em Demerson e sai a escanteio.
  • 48. Dagoberto chuta de fora da área, Marcelo Lomba encaixa.
  • 49. Dagoberto ajeita pra Souza, que chuta de fora da área. Bola sai à esquerda de Marcelo Lomba.
  • 50. Júlio Baptista lança Borges, que não domina a bola, na entrada da área baiana.
  • 51. QUASE. Talisca cruza da direita, bola passa por Dedé, Fernandão vence Ceará pelo alto e cabeceia, bola si pela linha de fundo com muito perigo.
  • 52. NÃO FOI. Dagoberto, dentro da área, chuta, bola acerta o braço de Demerson, que estava colado em seu corpo.
  • 53. TROCA. Borges x Vinícius Araujo.
  • 53’30”. TROCA. William Barbio x Fabrício Lusa.
  • 54. QUASE. William Barbio, apertado por Willian, dá um bico pra trás. Bola fica dividida entre Borges e Lomba. O arremate do centroavante sai por cima do travessão.
  • 55. SHOW. Torcida celeste canta alto.
  • 56. Egídio derruba Fernandão, que arrancava rumo à área celeste.
  • 57. Anderson Talisca cobra a falta, bola acerta a barreira e sai a escanteio.
  • 58. Willian ataca pela direita, mas é desarmado por Titi.
  • 59. DARINO SENA, comentarista do SporTV: “Cruzeiro apertou amarração neste 2º tempo, Bahia tem dificuldade de sair jogando.”
  • 60. Ferrugem Souza lança Ceará, Titi corta de cabeça, dentro da área.
  • 61. Marquinhos Gabriel deixa Dedé e Bruno Rodrigo pra trás e, da entrada da área, finaliza. Fábio encaixa.
  • 62. DEFESAÇA. Júlio Baptista cabeceia, Lomba salta e desvia pra escanteio, em seu canto direito.
  • 63. DEFESAÇA. Júlio Baptista cabeceia cruzamento de escanteio cobrado por Willian, Lomba espalma pra escanteio.
  • 64. QUASE. Dedé cabeceia forte, bola passa rente ao travessão do arco baiano.
  • 65. CAIU. Fernandão sente cãibras.
  • 66. TROCA: Borges x Vinícius Araujo.
  • 66’30”. TROCA: Fernandão x Souza.
  • 67. Ceará tenta acionar Willian, na ultrapassagem, Titi corta.
  • 67’30”. Em Curitiba, Coritiba 2×0 Botafogo. Gol de Alex.
  • 68. Souza arremata da entrada da área, bola desvia na defesa celeste e sai a escanteio.
  • 69. Anderson Talisca cobra escanteio, Souza Ferrugem cabeceia pra trás. Escanteio.
  • 69’30”. Outro escanteio pro Bahia, após desvio de Fábio.
  • 70. Dagoberto dribla Fabrício Luza e cruza, Fahel cede escanteio.
  • 71. Vínicius Araujo, impedido, obriga Marcelo Lomba a uma defesa impressionante. No rebote, Souza Ferrugem marca, mas o lance está invalidado.
  • 72. Egídio cruza da esquerda, Titi corta.
  • 73. PRESSÃO. 21 jogadores no campo do Bahia.
  • 74. TROCA: Marquinhos Gabriel x Diones.
  • 75. BOMBA. Egídio chuta de fora da área, bola sai rente a travessão.
  • 76. Anderson Talisca recebe bolada e cai. Cruzeiro segue jogando, baianos reclamam muito, pedindo FairPlay.
  • 77. Dedé faz jogada pela direita, Bahia cede escanteio.
  • 78. Willian cobra escanteio, Dedé cabeceia, Lomba defende.
  • 79. BATE BOCA. Marcelo Oliveira discute com jogadores do banco do Bahia.
  • 80. REBOLO. No Rio, Vasco 2×0 Náutico, gol de Bernardo.
  • 81. Dagoberto cobra falta pela direita, Souza Ferrugem cabeceia, bola sai rente
  • 82. REBOLO. Em Curitiba, Coritiba 1×2 Botafogo, gol de Bruno Mendes.
  • 83, Dagoberto cruza da direita, Diones cede escanteio.
  • 84. GOL. Dagoberto cobra escanteio pela direita, Bruno Rodrigo cabeceia, Lomba defende, mas dá rebote. Vinícius Araujo, quase em cima da risca, empurra a bola pra rede. Cruzeiro 1×1.
  • 85. TORCIDA celeste pede mais um gol.
  • 86. PÚBLICO. 47.799 pagantes, 48.112 presentes. R$2.224.495.
  • 87. DEFESAÇA. Diones arremata, Fábio espalma pra escanteio.
  • 88. Vinícius divide com Lomba fora da área e pede falta
  • 88’30”. Fábio sai no bolo e corta bola de escanteio.
  • 89. GOL. Anderson Talisca recebe passe de Souza na cara do gol e arremata, bola entra no canto direito. Bahia 2×1.
  • 90. NÃO CAI MAIS. Bahia se livra do rebaixamento. Jogo contra o Flu, em casa, será apenas pra cumprir tabela.
  • 91. Willian derruba Titi na ponta direita.
  • 92. FURADA. Vinícius Araújo tenta cruzar, mas erra e joga bola pela linha de fundo.
  • 92’30”. MVP. Marcelo Lomba defendeu até pensamento. Um monstro!
  • 93. AMARELO. Souza, do Bahia, por encher o saco do Juiz.
  • 94. Souza Ferrugem cobra falta de longe, Lomba defende.
  • 94’30”. Bahia troca passes.
  • 95. FIM de jogo. Cruzeiro foi o melhor time do campeonato, mas não é o melhor do Brasil. Qualquer um pode vencê-lo. Bahia escapa no rebaixamento.
  • WILLIAN, atacante do Cruzeiro: “A responsabilidade de vencer sempre vai existir. Está todo mundo de parabéns pela competição. Fizemos um campeonato brilhante. Foi merecido. Agora é fazer a festa.”
  • MARCELO LOMBA, goleiro do Bahia: “Foi o jogo mais difícil da minha vida. Parabéns ao cruzeiro, por ter dignificado o campeonato. O Bahia hoje foi um herói. Agradacer a Deus, que colocou a mão no pé do Talica e nas minhas mãos.”

Vídeos

Melhores Momentos
Gols
Fábio levanta a taça de Campeão

Atuações

  • Fábio fez duas defesaças e mais o básico, com perfeição.
  • Ceará, esforçado, ajudou a sufocar o Bahia, atacando muito no 2º tempo.
  • Dedé perdeu a bola que deu origem ao primeiro gol. Fosse o Leo Simões a grita seria geral, mas beque de Seleção está em outro departamento. No 2º tempo, passou mais tempo atacando do que se defendendo. Resumindo: sua presença valeu mais pela raça do que pela técnica.
  • Bruno Rodrigo, sóbrio, fez cobertura adeusada pela esquerda e zagueiro quando preciso, com qualidade.
  • Egídio, mais importante no ataque do que na defesa. E, com o Bahia recuado na etapa final, “sentou praça” no campo defensivo do tricolor.
  • Souza, o melhor do Cruzeiro, um dos melhores em campo. Atacou, finalizou, marcou, enfim, foi o tal volante moderno de que tanto se fala nas resenhas de rádio e televisão.
  • Lucas Silva não comprometeu, nem brilhou.
  • Everton Ribeiro fazia boa partida até se contundir e sair mais cedo.
  • Júlio Baptista entrou com a missão de armar pelo meio e aparecer pra jogar com Borges. E foi o que procurou fazer, com seriedade, mas também sem brilho.
  • Ricardo Goulart provou que o time não está pra brincadeira como supõem as bestas termocéfalas. A vontade com que foi pra bola, no lance da dividida com Marcelo Lomba, logo no início do jogo, foi assustadora. Pouco depois, saiu sentindo dores no joelho.
  • Willian jogou bem, com a movimentação e disposição de sempre. Passou no vestibular. Vale os 4 milhões de euros, que os ucranianos estão pedindo.
  • Dagoberto está de férias desde o jogo com o Vitória. E, rodado como é, sabe que canelas e músculos não devem ser expostos à toa em jogos amistosos, por isto, fez apenas o mínimo indispensável, o que já é . O que, no caso dele, não é desprezível. Que o diga Fabrício Lusa.
  • Borges lutou, mas ficou divorciado dos armadores e pouco produziu no meio da boqueira tricolor.
  • Vinícius Araujo lutou bastante, fez um gol de novenove e deu uma furada de pelada no sítio.
  • Marcelo Oliveira não conseguiu que o time mantivesse a concentração, gastou duas substituições por lesões e ficou com poucas armas pra criar fatos novos durante a partida.
  • Cruzeiro jogou bem, embora desconcentrado no começo e no fim. Perdeu porque, ao contrário do que imaginam os “avuados”, não é imbatível. Se venceu 19 adversários ao menos uma vez, também pode ser vencido por 18 deles.
  • Bahia contou com uma grande atuação de seu goleiro e com a sorte pra resistir a tanta pressão no 2º tempo sem tomar um balaio. E como os orixás estavam de plantão, fez um gol mágico, no fim, que o livrou do rebaixamento. Taticamente, foi um camaleão. Pressionou a saída de bola do Cruzeiro, no começo da partida, e se amontoou na frente de sua área, no 2º tempo. Tinha tudo ra dar merda, mas deu certo.
  • Arbitragem acertou quase tudo. Um erro da bandeirinha não chegou a comprometer o serviço dos colegas. Os dois pênaltis reclamados pelo Cruzeiro não existiram e as advertências foram acertadas.
  • Ambev deu com os burros n’água. Cem mil latinas não dariam pra molhar o bico de outras tantas bocas sequiosas por sua Brahma e teve que suspender a ação de marketing.

O que foi dito

  • MARCELO OLIVEIRA, técnico do Cruzeiro: Tivemos que fazer duas mudanças ainda no 1º tempo. Isso muda muito, pois tira opção de mexer taticamente durante o jogo. O Dagoberto terminou muito cansado, eu poderia ter colocado um jogador mais rápido, mas não se pode mexer imediatamente. Se a gente faz as três mudanças e o goleiro machuca, complica.
  • SÉRGIO FREIRE JR., médico do Cruzeiro: O problema do Ricardo Goulart aparentemente não é ligamento cruzado, que é o mais preocupante. Pode ser alguma lesão periférica, mais pela intensidade da pancada. Inicialmente, eu diria que não é nada cirúrgico.
  • MARCELO LOMBA, goleiro do Bahia: Foi o jogo mais difícil da minha vida. Parabéns ao Cruzeiro, por ter dignificado o campeonato. O Bahia hoje foi heróico. Temos que agradacer a Deus, que colocou a mão no pé do Talisca e nas minhas mãos.
  • MAURO FRANÇA, no PHD: O Bahia recuou depois que fez o gol. O 2º tempo foi de ataque contra defesa. O Cruzeiro teve o triplo de finalizações do Bahia. Buscou o resultado o tempo todo, conseguiu o empate e tomou um gol de contrataque no final.
  • VIDIGAL, no PHD: O Cruzeiro não merecia perder e ainda teve um gol mal anulado. O Bahia foi valente e feliz nos contrataques. O time azul perdeu quando podia perder, foi uma pena, mas nada que pudesse estragar a festa. Pena que uns cabeças de alface se exaltaram e começaram a brigar no estádio. Ainda bem que nem vi. Pra mim, foi só alegria. Cada gol do Bahia só fazia a torcida cantar mais e eu cantei junto. Que venha 2014 e a Libertas quad sera tamem!
  • ROSAN AMARAL, no PHD: O Cruzeiro jogou bem, apesar de perder seus mais importantes armadores, Ribeiro e Goulart, ainda no 1ºtempo. As chances reais criadas pelo tricampeão foram muitas. Era pra ter ficado 5×3 pro Cruzeiro, mas arbitragem não marcou dois pênaltis claros (calço de Titi em Dagol e mão na bola de Demerson) e ainda anulou mal um gol celeste. Bem feito po Eixo! Quem mandou escalar esse trio? Agora, Vasco e Flu estão no vinagre.
  • CLAUDINEI VILELA, no PHD: O Bahia foi muito disciplinado taticamente, mas no primeiro gol, houve falta no Dedé. No lance da dividida de Vinícius com o goleiro do Bahia, o juiz também errou ao não marcar falta contra o time baiano. Além disso, o Cruzeiro perdeu dois jogadores por contusão. Quanto às motivações, realmente, eram diferentes, mas nem por isto a do Cruzeiro era menor. O time perdeu porque perdeu mesmo. Coisas do futebol.
  • MARCEL, no PHD: Depois que o Cruzeiro fez o gol, qualquer cego veria que ia tomar o segundo. Estava na cara. Não marcava, o time perdia a bola e ninguém corria atrás. Contra o Vasco, vi um Cruzeiro brigando pelo empate, mas contra o Bahia vi foi um bando de malevolentes sdesavergonhados. Se era pra fazer esse papelão, depois de terem ouvido o que ouviram da baianada, podia dar W.O. e partir logo pro chope, que ao menos estaria sem água.
  • SÍNDICO, no PHD: O Cruzeiro fez um esforço monumental pra superar suas deficiências e campeonar. Não é um time imbatível, mas um time comum bastante esforçado. Ainda bem que perdeu, agora, quando não precisa mais pontuar. Esqueçam este jogo. A derrota avacalhou a festa, mas não foi absurda. Em termos práticos, o campeonato terminou em Salvador, contra o Vitória. O time continua querendo vencer, corre, luta, mas não dá conta. Ano que vem, pode ser que fique mais forte e mantenha o ritmo por mais tempo. Tchau, ao chope aguado! O que importa é a faixa no peito, a foto na parede e o caneco no armário.
  • ISABELLA COSTA, irmã de Demerson (beque do Bahia), que mostrou os seios no gol de Talisca: Foi inesperado e até um pouco chocante. Mas aprendi que as verdadeiras lembranças não ficam em gestos ou fotos, ficam no coração. E tudo que aconteceu hoje foi de coração e por emoção. Ser brasileiro é ter emoção à flor da pele, ser Bahia é orgulho. Ver meu irmão jogando e seguindo seu sonho nesse time é tão especial! Estou incrivelmente feliz por estar presenciando meu irmão jogar no Mineirão. Ele e os outros atletas, com a força da torcida, vão manter nosso tricolor na série A, lugar de onde ele nunca deve sair.

Fontes

Transmissão

  • Globo Minas
  • Sportv