Cruzeiro 1x1 Atlético-MG - 20/09/1970

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Sport-JF.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Botafogo.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Sport-JF.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Flamengo-MG.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Sport-JF.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Botafogo.png
Contra Atlético-MG
Escudo Atlético-MG.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Atlético-MG.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
1 × 1
Escudo Atlético-MG.png

22ª rodada do Campeonato Mineiro

Placar
Cruzeiro 1-1 Atlético-MG
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 20 de setembro de 1970
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Mineirão

Árbitro: Jarbas Castro Pedra
Assistente 1: Abel Santos
Assistente 1: Maurílio José Santiago


Público e Renda

Público pagante: 61.655
Público Presente: Não disponível
Renda: NCr$ 261.960,00 R$ 261.960 <br />Cr$ 261.960 <br />NCr$ 261.960 <br />Cz$ 261.960 <br />NCz$ 261.960 <br /> (preço médio: NCr$ 4,25 )


Escalações

Cruzeiro
  1. Raul
  2. Pedro Paulo
  3. Brito
  4. Fontana
  5. Vanderley
  6. Piazza
  7. Dirceu Lopes
  8. Zé Carlos
  9. Natal
10. Tostão
11. Hilton Oliveira
Técnico: Filpo Nuñes

Atlético-MG
  1. Careca
  2. Humberto
  3. Grapete
  4. Vantuir
  5. Cincunegui
  6. Vanderley
  7. Oldair
  8. Vaguinho
  9. Lacy
10. Dario
11. Tião
Técnico: Telê Santana


Reservas que não entraram na partida


Curiosidade[editar]

"A última vez que o Cruzeiro perdeu pontos em uma competição oficial foi no Campeonato Mineiro de 1970. No entanto foi de forma proposital. O Atlético já havia conquistado o Campeonato com uma rodada de antecedência e o clássico válido pela última rodada não alteraria as posições na tabela de classificação. Durante a semana, o presidente Felício Brandi agitou a cidade com a contratação do zagueiro Brito, que estava em litígio com o treinador Yustrich no Flamengo. Brito era o quarto jogador campeão mundial pela Seleção Brasileira de 1970 no plantel cruzeirense ao lado de Fontana, Piazza e Tostão.

Como as rendas das bilheterias eram a principal fonte de renda dos clubes naquele período, a diretoria resolveu escalar Brito, mesmo em condição irregular, para que a partida não servisse apenas para a comemoração do título por parte da torcida atleticana, mas também uma festa de boas vindas por parte da torcida cruzeirense para a nova atração do clube. A partida terminou empatada em 1 a 1, o Cruzeiro entrou em campo já com os pontos perdidos e o Mineirão recebeu um público de 70 mil presentes.". (Almanaque do Cruzeiro)

Links e Fontes[editar]