Cruzeiro 1x0 Flamengo - 01/09/2010

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Vasco.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Palmeiras.png 2x3 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro 2010
Escudo Vasco.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Palmeiras.png 2x3 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Parque do Sabiá
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Corinthians.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Internacional.png
Contra Flamengo
Escudo Flamengo.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Flamengo.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 × 0 Escudo Flamengo.png
Flamengo
17ª Rodada do Campeonato Brasileiro 2010
Data: 1 de setembro de 2010 Local: Uberlândia, MG
Horário: 22:00 Estádio: Parque do Sabiá
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima Público pagante: 29.414
Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis Público presente: Não disponível
Assistente 2: Márcio Luiz Augusto Renda: R$ 813.867,00 R$ 813.867 <br />Cr$ 813.867 <br />NCr$ 813.867 <br />Cz$ 813.867 <br />NCz$ 813.867 <br /> (preço médio: R$ 27,67 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Flamengo:

1. Fábio 29. Marcelo Lomba
2. Jonathan Cartão amarelo recebido aos 42  (1T) 42'  (1T)   2. Léo Moura
3. Edcarlos 26. Jean Cartão vermelho recebido aos 28  (2T) 28'  (2T)  
4. Caçapa Substituição realizada Intervalo de jogo Intervalo ( 14. Léo ) 4. Ronaldo Angelim
5. Fabrício Cartão amarelo recebido aos 6  (2T) 6'  (2T)   6. Juan
6. Diego Renan Cartão amarelo recebido aos 4  (1T) 4'  (1T)   7. Corrêa Cartão amarelo recebido aos 25  (2T) 25'  (2T)  
7. Marquinhos Paraná 8. Willians
8. Henrique 10. Petkovic Substituição realizada 33' 2T de jogo 33' 2T ( 33. Leandro Amaral )
9. Robert Gol aos 9 do  (1T) 9'  (1T) Substituição realizada 15' 2T de jogo 15' 2T ( 16. Wallyson ) 9. Val Baiano Substituição realizada 10' 2T de jogo 10' 2T ( 17. Fernando Cartão amarelo recebido aos 39  (2T) 39'  (2T)   )
10. Montillo Substituição realizada 41' 2T de jogo 41' 2T ( 17. Roger ) 49. Diego Mauricio Substituição realizada 37' 2T de jogo 37' 2T ( Christian Borja )
11. Thiago Ribeiro 11. Renato
Técnico: Cuca Técnico: Silas
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Flamengo:
12. Rafael 12. Paulo Vitor
13. Rômulo 13. David
14. Pablo 14. Maldonado
15. Farías 15. Galhardo


Pré-Jogo

Em 6º lugar com 25 pontos, o Cruzeiro pode pular para a terceira colocação, se vencer. Perdendo, pode cair para a 10º.

Cuca não contará com Wellington Paulista e Gil, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O zagueiro Leo e o centroavante Farias, recém-contratados, estão relacionados e podem estrear.

Em 13º lugar com 21 pontos, o Flamengo pode alcançar a 8ª posição com uma vitória. Ou cair para a 15ª com um derrota.

O treinador estreante, Paulo Silas não contará com Diogo e Jean, contundidos. Ele mesmo também não poderá ficar à beira do gramado, pois cumpre suspensão por uma expulsão quando ainda comandava o Grêmio.

Como foi

Primeiro Tempo

  • 21h58 – Execução do Hino Nacional.
  • 21h59 Cruzeiro com uniforme tradicional. Banco: Cruzeiro Rafael Rômulo, Léo, Pablo, Wallyson, Roger e Farias.
  • 22h – Flamengo com camisas e meias rubronegra, calções pretos. Banco: Flamengo: Vinicius david Galhardo Maldonado Fernando LEandro Amaral e Borja.
  • 22h02 – Começa o jogo. Flamengo dá a saída. Cruzeiro à direita.
  • 01 – Escanteio a favor do Fla, pela esquerda.
  • 02 – Jonathan faz jogada pela ponta direita e cruza mal.
  • 03 – Contrataque r[apido do fla. Val baiano recebe na direita e chita graco. DR fez falta em DIefo mauricio no meio campo e recebe amarelo
  • 05 – Val Baiano recebe passe dentro da área, Caçapa espana.
  • 06 – Diego Maurício escapa pela esquerda, mas é derrubado por Edcarlos.
  • 07 – Ronaldo Angelim recebe lançamento do meio de campo, mas cabeceia pra fora.
  • 08 – Bola mal recuada pro goleiro do flamengo, que rebate a bola. tr divide com goleiro bola sobra pra montillo que chuta pra fora.
  • 09 – Jonathan desce pela direita, passa a Montillo, que invade a área e cruza. Thiago Ribeiro chuta duas vezes, uma na zaga, outra no goleiro. Rebote fica com Fabrício, que chuta cruzado. Robert, na entrada pequena área, empurra a bola pra rede. Cruzeiro 1×0.
  • 13 – Jonathna bateu lateral pra montillo. este entra na area a chuta forte. lomba defende.
  • 17 – Renato Abreu lança para a área, Fábio sai do arco e defende.
  • 18 – Montillo invade a área entre dois flamengos e cruza fechado. A bola passa por Correa e fica limpa pra Robert, que não consegue arrematar. Oportunidade perdida.
  • 19 – Cruzeiro toca bola no meiod e campo.
  • 20 – Paraná, 3º zagueiro à frente da zaga. marca Petkovic.
  • 21 – Henrique rouba bola de Angelim e chuta forte, cruzado. Lomba defende.
  • 22 – Fabrício desarma Petkovic e lança Montillo. TR recebe lançamento na direita, que cruza. Montillo tenta concluir duas vezes. Goleiro e beques salvam gol certo.
  • 23 – Correa recebe lançamento na cara do gol, mas erra a conclusão. Bola tira tinta no poste direito. Oportunidade perdida.
  • 25 – Lomba demora a repor a bola e recebe combate de Robert, que fica ca[ido sentindo a dividida.
  • 26 – Juan ataca pela esquerda e consegue lateral.
  • 27 – Confusão na área do Cruzeiro. Val Baiano arremata de virada, pra fora. Oportunidade perdida.
  • 28 – Renato Abreu passa o rodo em Henrique. juiz economiza o cartão.
  • 29 – Mas laterais, técnicos entram em ação. Cuca gesticula pedindo marcação, Silas conversa com auxiliar pelo microfome.
  • 30 – Fábio cobra tiro de meta, bola sai pela lateral, na ponta direita.
  • 32 – Montillo parte pra cima da defes flamenga, Williams comete falta sobre ele.
  • 33 – Montillo cobra falta sobre a área, Lomba rebate.
  • 34 – Williams cede escanteio, Montillo cobra, Diego renan chuta pra fora.
  • 35 – DR disputa bola com Leo Moura na linha de fundo. Flamenguista simula falta, juiz marca.
  • 36 – Diego Maurício corta Jonathan, entra na área e chuta forte. Fábio desvia pra escanteio.
  • 37 – Jonathan tenta cortar, fura dentro da área, Fábio cede escanteio.
  • 38 – Petkovic cobra escanteio, Caçapa disputa bola com Jean e cai sentindo dores no tornozelo.
  • 40 – Leo Moura ataca pela direita, Fabrício cede escanteio.
  • 41 – Fabrício arranca pela esquerda, defesa corta. lateral.
  • 41 – Henrique lança Robert nas costas da zaga. Sozinho na frente do goleiro,o centroavante arremata. Lomba defende com os pés. Oportunidade perdida.
  • 42 – Jonathan comete falta em Renato Abreu e recebe cartão amarelo.
  • 43 – Caçapa derruba Williams a 35 metros da área. Pet levanta bola, Caçapa cabeceia pra escanteio.
  • 44 – Correa lança bola na área, Fábio sai do arco, atropela Val Baiano e Edcarlos, mas afasta a bola com os punhos.
  • 45 – Jogo reinicado Fla devolve bola ao Crueiro.
  • 46 – Angelim cede escanteio. Montillo cobra, Edcarlos cabeceia pra froa.
  • 48 – Fim de 1º tempo.
  • Cláudio Caçapa: “Não foi pancada, foi torção no tornozelo. Se continur doendo, não voltarei.”
  • Robert: “Quando a gente entra aos poucos, fica difícil fazer gols. Mas, hoje, o professor confiou em mim e eu marquei, mas não está bom, precisamos de mais gols.”
  • Ronaldo Angelim: “O jogo foi igual, mas nós não marcamos e eles marcaram. Agora, vamos voltar para virar o placar.”


Segundo Tempo

  • 23h08 – Começa o 2 tempo.
  • 00 – Leo substitui Cláudio Caçapa.
  • 01 – Renato Abreu chuta cruzado do bico da área, Fábio consegue espalmar no ângulo esquerdo. Lance muito perigoso.
  • 04 – Correa faz lançamento longo, bola fica com Fábio.
  • 05 – Diego Renan prende bola na bandeira de escanteio e é desarmado pela zaga flamenga.
  • 06 – Fabrício comete falta em Williams no meio de campo e recebe cartão amarelo.
  • 07 – Renato Abreu cobra falta. Fábio defende bola venenosa. Lance perigoso.
  • 08 – Paraná avança pela esquerda, passa a Ribeiro, que recua pra Henrique, Chute sai forte, mas a bola escapa pela linha de fundo.
  • 09 – Bola recuada, Fábio sai jogando com Leo.
  • 10 – Robert chuta de longe, Lomba defende com dificuldade.
  • 11 – Fernando substitui Val Baiano.
  • 12 – Leo Moura cruza da direita, Fábio defende. No contra-ataque, Williams derruba Fabrício na lateral da área. Juiz manda seguir.
  • 13 – Robert caído no meio de campo. Contundiu-se sozinho quando cortou uma bola, que estava com Juan.
  • 14 – Wallyson substitui Robert.
  • 15 – Leo Moura chuta cruzado, Fábio espalma no ângulo direito. Bola fica com Jonathan, cede escanteio. Montillo cobra fechado, Fábio corta.
  • 16 – Ribeiro estica bola pra Wallyson, Jean corta.
  • 17 – Montillo coloca Wallyson na cara do gol. O atacante abaixa a cabeça e senta o pé na bola, que sai rente ao poste esquerdo. Oportunidade perdida.
  • 19 – Diego Maurício disputa bola com Jonathan na ponta-esquerda. Juiz vê falta e marca.
  • 20 – Bola recuada. Jonathan, dentro da área, dá um bumba-meu-boi.
  • 21 – Fabrício desarma Ronaldo Angelim, dentro da área celeste, e sai jogando.
  • 22 – Montillo lança Thiago Ribeiro, defesa corta.
  • 23 – Montillo tenta cobrir Lomba, que fica com a bola.
  • 24 – DR cruza da esquerda, Juan corta pra escanteio. Ribeiro cobra, Lomba defende.
  • 25 – Correa aplica carrinho violento em Thiago Ribeiro e recebe cartão amarelo.
  • 26 – Marcado sob pressão, Ronaldo Angelim recua pra Marcelo Lomba, que dá um chutão.
  • 27 – Cruzeiro todo atrás da linha da bola. Flamengo não consegue sair de seu campo.
  • 28 – Confusão na área celeste. Henrique dá um bico e limpa a jogada.
  • 29 – Thiago Ribeiro puxa contra-ataque, mas é derrubado por Jean, que recebe cartão amarelo.
  • 30 – Montillo cobra falta, bola acerta a barreira e sai da área.
  • 31 – Wallyson cruza da direita, Diego Renan, sozinho dentro da área, toca por cima do travessão. Oportunidade perdida.
  • 32 – Diego Renan chuta de fora da área, Marcelo Lomba defende.
  • 33 – Leo Moura desce pela direita e cruza. Bola sai pelo lado oposto.
  • 34 – Leandro Amaral substitui Petkovic.
  • 35 – Cruzeiro toca bola na entrada da área. Montillo recebe, mas é desarmado quase na linha de fundo.
  • 36 – Jonathan livra-se de Williams e cruza. Angelim espana.
  • 37 – Thiago Ribeiro chuta de for da área, pra fora.
  • 38 – Cristian Borja substitui Diego Maurício. Jonathan cruza, Angelim corta.
  • 39 – Correa cobra falta pela direita. Fábio defende pelo alto.
  • 40 – Fernando recebe falta de Wallyson, reclama e recebe cartão amarelo.
  • 41 – Wallyson cruza da esquerda, Juan corta de cabeça, dentro da área.
  • 42 – Roger Galera substitui Montillo, que sai aplaudido pela torcida.
  • 43 – Cruzeiro toca bola, torcida grita “Olé!”
  • 44 – Roger Galera vai à linha de fundo e cruza. Ronaldo Angelim corta em cima da risca. Na sequência, Jonathan recebe a bola na direita e cruza com violência. Ninguém aparece pra concluir.
  • 45 – Wallyson lança Fabrício, recebe a bola de volta, mas deixa a defesa flamenga espaná-la.
  • 46 – Bola na área celeste, Fabrício espana.
  • 47 – Paraná faz grande jogada e lança DR, que passa a Roger. Defesa corta.
  • 48 – Confusão na área celeste. Fábio defende. No contra-ataque, Thiago Ribeiro sai com a bola pela linha de fundo. Fim de jogo.
  • Jonathan: “Já nos habituamos com o gramado, mas perdemos muitos gols, o que pode atrapalhar em outros jogos.”
  • Correa: “Tomamos gol por causa de uma desatenção, reagimos, mas perdemos o Jean e aí foi na base do coração, enquanto o Cruzeiro contra-atacava com perigo.”

Atuações

  • Fábio – Boas intervenções como sempre. Saídas de gol seguras e boa recuperação no lance do chute sem querer de um flamenguista.
  • Jonathan – Fez um grande primeiro tempo e mostra, a cada partida, que se entende melhor com Montillo. Com infiltrações e enfiadas, fez do lado direito a melhor opção ofensiva. Em alguns momentos, inverteu o posicionamento com o argentino. Cansou no 2º tempo e ficou um pouco mais preso.
  • Cláudio Caçapa – Mais uma grande partida. Atuando pelo lado esquerdo, foi seguro e perfeito nas antecipações. Ainda saía com qualidade para o ataque. Se machucou no fim do 1º tempo e, no intervalo, deu lugar ao estreante Leo.
  • Leo – Animadora estréia. Invertou o posicionamento com Edcarlos e atuou pela direita da zaga. Sem inventar, jogou sério em todos os lances. Se não me engano, não cometeu uma falta sequer.
  • Edcarlos – Melhor do que em outras partidas. Deu chutão quando tinha que dar chutão e saiu pro jogo quando a situação assim lhe permitia. O ataque do Flamengo não é dos melhores, mas se saiu bem quando acionado.
  • Diego Renan – Definitivamente a fase não é boa. Não que ele tenha feito uma partida ruim, mas o gol que perdeu cara a cara aos 31 do segundo tempo foi incrível. Defensivamente, ainda apresenta algumas dificuldades e, ofensivamente, não tem a mesma eficácia. Talvez fosse hora poupar o garoto.
  • Pablo – Jogou pouco tempo e não comprometeu.
  • Marquinhos Paraná – No 1º tempo, pegou Petkovic e guardou no seu bolso. O sérvio quase não criou. No segundo tempo, largou a marcação individual e ficou ali pela esquerda ajudando o Renan. Impressiona como o Cruzeiro ganha em qualidade no passe quando ele joga.
  • Henrique – Outra bela partida. Desarmando muito e aparecendo com qualidade na frente. Enfiou bola preciosa para Robert em lance que Lomba defendeu. Jogador essencial para a meiuca celeste.
  • Fabrício – Começou errando muitos passes. Num desses erros, forçou Diego Renan a fazer falta e tomar amarelo. Errou até o chute que virou assistência para o gol de Robert. Depois disso, cresceu na partida com a disposição de sempre e as boas escapadas para o ataque.
  • Montillo – Mais uma partidaça. É impressionante como ele joga com inteligência. Até em lances que não dão certo, percebe-se que a intenção é de quem enxerga o jogo de um modo diferente. Quando eu achava que ele estava cansado aos 17 do 2º tempo, ele me dá um pique de 50 metros. Está mais do que adaptado. Saiu aos 43 do 2º tempo para a entrada de Roger Galera.
  • Roger Galera - Jogou apenas 5 minutos e, ainda assim, criou boas jogadas e cadenciou a partida. Já justifica sua utilização por alguns minutos a mais.
  • Thiago Ribeiro – Muita movimentação, muita correria, muita vontade. Mas ainda falta um pouquinho. Como tem jogado aberto, não fica muitas vezes em condição de finalizar. Se o problema era com a janela, que bote a cuca no lugar e repita o bom primeiro semestre.
  • Robert – Jogando como centro-avante de área não foi muito diferente do Wellington Paulista. Marcou um gol debaixo das traves e errou outros tantos. Falta-lhe qualidade e ainda precisa provar que sua contratação valeu a pena. Saiu machucado para a entrada de Wallyson.
  • Wallyson – Entrou bem novamente, mas isso só não basta. Deu bola com açúcar para Diego Renan que perdeu. Entretanto, precisa fazer gols. E as chances têm aparecido sistematicamente. Não dá pra errar tanto e em condições tão boas.
  • Cuca – Entre o conhecido e o desconhecido, optou pelo primeiro. Tinha possibilidade de manter os três zagueiros promovendo a estréia de Leo. Preferiu o famigerado esquema com três volantes tendo Paraná – e não Everton- como titular. Não se arrependeu do que viu. O time marcou muito bem e criou ainda mais chances do que na partida contra o Vasco. Precisa juntar a moçada e treinar as finalizações porque não dá pra perder tanto gol assim. Eles farão falta. Se o Cruzeiro tem, hoje, a terceira defesa menos vazada; o ataque é o 13°. E em casa, o time só não fez menos gols que o lanterna Goiás: 8 contra 7. É preciso encontrar o famoso equilíbrio.
  • Juiz & Bandeiras - Fraca, sobretudo, no quesito disciplinar. Williams merecia amarelo em falta dura sobre Fabrício. A expulsão do Jean também é discutível. Fora de forma, Guilherme de Lima não conseguiu acompanhar todos os lances de perto. A dupla de auxiliares não comprometeu.
  • Torcida – Assim como contra o Corinthians, a TV mostrava mais a torcida flamenguista. Mas dessa vez, deu pra ouvir a celeste um pouco mais. Inclusive nos gritos de “olé”. Uberlândia, mais uma vez, está de parabéns.
  • Flamengo – Willams é desses volantes que marcam bem e que sabem sair jogando. É o melhor meio campo do Flamengo hoje. Marcelo Lomba salvou seu time de um placar mais dilatado. Só não sabe chamar a bola de “meu bem” como é praxe entre os goleiros. Leo Moura também deu certo trabalho pro lado esquerdo do Cruzeiro.

O que foi dito

Léo, beque do Cruzeiro: O importante é conquistar os três pontos. Temos que aprender com os erros que tivemos para no próximo jogo não errarmos. Mas todo mundo está de parabéns, lutou, guerreou e conseguiu manter a mesma postura, sem tomar gol. A estreia gera um pouco de ansiedade a mais, mas é gratificante vestir a camisa do Cruzeiro. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Jonathan, lateral-direito do Cruzeiro: “Foi um jogo muito desgastante. Nossa equipe está de parabéns, pela garra, pelo empenho. Nós temos que nos cobrar bastante, porque perdemos muitos gols e isso, dependendo do jogo, pode fazer falta. Graças a Deus, hoje não fez. Fonte: UOL

Diego Renan, lateral-esquerdo do Cruzeiro: As duas partidas que fizemos aqui foram com vitórias. A equipe já está habituada ao gramado. O campo é bom, é grande e mais uma vitória em casa foi ótimo para dar sequência na campanha. Fonte: Globo.com

Henrique, volante do Cruzeiro: Conseguimos mais uma vitória, que nos dá moral. A gente está crescendo a cada jogo. Claro que existem erros, mas criamos muitas oportunidades claras. Fomos felizes com um gol no primeiro tempo e soubemos jogar com o placar a favor. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Fabrício, volante do Cruzeiro: A gente está criando. É só um detalhezinho que falta. É só melhorar isso aí que a gente vai subir muito de produção. Todo mundo sabe quando perde gol,quando erra. Não tem desculpa. Tem que trabalhar mais isso aí e caprichar, porque depois a gente sofre o gol lá atrás e complica tudo. Estamos criando, temos jogadores de qualidade, não sei o que está acontecendo. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Robert, atacante do Cruzeiro: Fiquei alguns jogos sem marcar e havia feito logo na estreia. Não tive uma sequência e aí fica difícil de marcar, mas felizmente o professor e o grupo confiaram em mim e pude voltar a marcar. Fonte: Globo.com

Wallyson, atacante do Cruzeiro: Infelizmente, tive oportunidade para fazer gol, mas travei na passada e chutei para fora. O mais importante é que nossa equipe está criando muita chance de fazer gols. Vamos ter um pouco mais de calma para fazer os gols. Fonte: UOL

Sérgio Freire Júnior, médico do Cruzeiro: Foi uma torção forte no tornozelo esquerdo. Ele (Caçapa) voltou no final do primeiro tempo, mas ficou sem condições de voltar para o restante da partida. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Cuca, treinador do Cruzeiro: Tivemos várias oportunidades de quatro contra dois, cinco contra três. Deixamos de fazer o 2 x 0, o 3 x0 e no final isso pode fazer falta, porque se toma uma bola parada e o Flamengo acaba empatando, frustra tudo. Temos que concentrar mais e, como falei agora na oração, definir as jogadas. Estamos criando bem, chegando com força. Tem que saber matar o jogo. A gente não tem que lamentar essa situação. Tem é que comemorar o grande jogo do Cruzeiro, a torcida super feliz, e mais uma vitória que nos encaminha no nosso objetivo. Trabalhar a finalização, como eu trabalho sempre, é mais fácil do que você criar a jogada. Se você estivesse me perguntando que o time não cria, aí sim teria de estar com o cabelo em pé. A gente cria bem. Estamos encaixando ainda, não tenho o time do jeito que quero. Estamos buscando e daqui a pouco tenho o time encaixado. Vai melhorar. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Ronaldo Angelim, beque do Flamengo: As coisas são difíceis. Ele (o árbitro, Guilherme Cereta de Lima) veio aqui para dar o jogo ao Cruzeiro. O assistente também errou muito para eles. Já sabia que seria difícil pela equipe que o Cruzeiro possui. Com os erros, ficou ainda mais. Fonte: UOL

Correa, volante do Flamengo: Precisamos conseguir vencer, mas a equipe não está jogando tão mal como as pessoas dizem. Pecamos nos detalhes. O Cruzeiro explorou os nossos erros. Infelizmente, ficou mais difícil quando perdemos o Jean. Lamentamos, mas é preciso ter paciência. Fonte: UOL

Silas, treinador do Flamengo: Temos muita coisa para trabalhar. Vou conversar com alguns jogadores que tiveram um rendimento abaixo do esperado. Temos um compromisso muito difícil no domingo e precisamos ajeitar tudo em um espaço rápido de tempo. As medidas foram tomadas e os atletas estão aí. O Val Baiano fez 18 gols no ano passado. No Flamengo tudo tem um peso maior. Repercute diferente. Vamos trabalhar isso. O Diogo está se recuperando e o Deivid pode estrear. É juntar os jogadores, trabalhar, e saber que temos um caminho pela frente no campeonato. É uma situação que não temos como fugir. O Pet pode decidir o jogo em uma bola parada, mas o substituí com 32 minutos. É uma situação que vamos resolver junto com a preparação física. Vamos ter de trabalhar contra o tempo e nos condicionarmos jogando. Fonte: UOL

Leandro Mattos, em seu blog: Noite 'gorda' para Minas: A 18ª rodada do Campeonato Brasileiro foi de felicidade para as duas metades de Minas Gerais. Cruzeiro e Atlético venceram seus jogos pelo Nacional e subiram na tabela. A Raposa pulou do sexto lugar para o quinto e tirou a distância de dois pontos que tinha em relação ao G-4. Agora, os 11 de Cuca somam os mesmos 28 pontos do Internacional, que fecha o grupo de elite. De gol em gol, os celestes vão somando vitórias no Brasileirão. Pra mim, Fábio e Montillo voltaram a ser os destaques, como tem sido rotina. O goleiro mostrou segurança mais uma vez e fez algumas defesas importantes no segundo tempo, garantindo a vantagem. O camisa 10 foi mais veloz e criativo, depois de colher uma atuação apagada diante do Vasco, no último fim de semana, a pior desde que ele começou a vestir a ‘azul estrelada’.

Rafael Belattini, no blog do Juca Kfouri: A exemplo do que aconteceu no jogo contra o Corinthians, o público mineiro lotou o Parque do Sabiá, em Uberlândia e empurrou o time celeste para o ataque. E, mais uma vez, os minutos finais foram cruciais para a vitória. Logo aos nove minutos, Thiago Ribeiro aproveitou bola cruzada por Montillo, Marcelo lomba defendeu, mas o rebote sobrou para Robert, fazer 1 a 0 para o Cruzeiro. As coisas poderiam ter sido piores para o rubro-negro na primeira etapa. O time não aproveitava o que criava no ataque e ainda se complicava todo na defesa. Lomba, que chegou a falhar em pelo menos duas oportunidades, pode sair como herói, já que evitou um placar mais elástico para os mineiros. No começo da etapa final, Renato cruzou e a bola pegou um efeito inesperado. O empate só não saiu por que Fábio conseguiu se recuperar e espalmou a bola. O ritmo do jogo era mais lento graças ao Cruzeiro. Só que o Flamengo, que tentava criar para empatar, perdeu o zagueiro Jean, expulso injustamente aos 29 minutos. O cenário ficou perfeito para os cruzeirenses que, mesmo perdendo boas chances de matar o jogo, não correram grandes riscos. O flamenguista, por outro lado, fica em alerta. Por mais que Diogo tenha sido desfalque, Deivid não tenha estreado e Silas esteja começando seu trabalho, a proximidade da zona de rebaixamento não agrada ninguém.

Maurício Neves, no blog do Lédio Carmona: O equilíbrio e a corda-bamba: Uma bola perdida de modo irresponsável por Juan e o jogo se desenhou. Irresponsável porque não havia motivo para um drible, que se executado levaria a nada, que se frustrado vazaria a defesa. O jogo se desenhou porque Montillo ficou com a bola que Juan desprezou, e avançou, armou, tocou e se deslocou, cruzou de modo perfeito. Tem sido assim: a bola bate e rebate na defesa pinball do Flamengo, e sobra para estiver por ali, seja esperto ou não. Robert foi esperto aos 9 minutos e não foi aos 18, como não foi Montillo aos 22, como não foi o Cruzeiro em todas as outras vezes que esteve por matar o jogo. O Flamengo teve chances, lampejos aqui e ali, cruzamentos que quase encobriram Fábio. Atacou, mas a esmo. Correa apareceu onde deveria estar Val Baiano e Val Baiano não apareceu em lugar nenhum. Houve um momento no jogo, um pouco antes da estranha decisão de Silas de tirar um atacante e colocar Fernando, que o Flamengo parou de correr atrás do Cruzeiro. Viu que não ia alcançar, que se perdia entre as duas linhas de quatro armadas por Cuca, e se jogou ao ataque, desordenadamente, do único jeito que pode fazer um time que começa com um rotundo Val Baiano e termina com um inqualificável Cristian Borja. Com o Flamengo avançado, o Cruzeiro ganhou um espaço imenso para habitar com contra-ataques. Cuca deve ter pensando que decidiria o jogo assim, todos que viram o jogo pensaram isso. Wallyson perdeu, depois Roger, e os celestes foram desperdiçando todo o campo cedido pelos rubro-negros. O Cruzeiro já havia dominado o jogo com o Vasco e não vencido, passa um filme pela cabeça, mas o Flamengo com Renato e Petkovic extenuados, Leandro Amaral fora de forma e Cristian Borja atrapalhado com as próprias pernas não empataria nem que o jogo durasse uma eternidade. Cuca tem algumas tarefas. Funcionam bem as duas linhas de quatro, Montillo encaixou e o time fecha na contenção e sai para o jogo com a mesma naturalidade. Precisa diminuir um espaço ainda existente entre a zaga e a contenção, e transformar o volume em gols. Pior é a missão de Silas, com a pressão que começa a se formar diante de onze pontos perdidos em doze disputados, e um elenco cheio de atacantes e volantes mas com apenas um armador já sem fôlego. É o que fica de Uberlândia. O Cruzeiro está próximo do equilíbrio. O Flamengo está tonto na corda-bamba.

Mauro Beting, em seu blog: O gol de Robert lembrou muito o gol carambolado do Fluminense, no Maracanã. O Cruzeiro de Cuca lembra cada vez os bons times armados pelo treinador, com boas variações táticas defensivas, e chegada constante ao gol adversário. E o Flamengo, na estreia de Silas, lembrou os momentos mais complicados do Grêmio de Silas, com os momentos mais incertos rubro-negros em 2010. Tudo que o Cruzeiro criou e poderia ter feito muito mais que o 1 a 0 em Uberlândia o ataque menos efetivo do BR-10 não fez. A saudade do Diogo que mal pôde estrear é imensa como a falta que o Deivid que nem começou faz a um time que cria e finaliza quase nada. Também pelo peso de um meio-campo pouco móvel. Diferente do Cruzeiro com cada vez mais opções, e que tem um Roger para entrar quase sempre muito bem num meio-campo onde Montillo já dá as caras e as bolas com propriedade e qualidade. O Cruzeiro vai buscar o G-4 e, quem sabe, algo mais. O Flamengo, não sei onde chega. Mas vai melhorar.

Transmissão

  • Globo

Links e Fontes