Cruzeiro 1x0 Corinthians - 25/08/2010

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Vitória.png Gol aos do Escudo Vasco.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro 2010
Escudo Cruzeiro.png 0x1 Escudo Vitória.png Gol aos do Escudo Vasco.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Parque do Sabiá
Escudo Uberlândia.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Flamengo.png
Contra Corinthians
Escudo Corinthians.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Corinthians.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 × 0 Escudo Corinthians.png
Corinthians
16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2010
Data: 25 de agosto de 2010 Local: Uberlândia, MG
Horário: 22:00 Estádio: Parque do Sabiá
Árbitro: Sandro Meira Ricci Público pagante: 37.377
Assistente 1: Enio Ferreira de Carvalho Público presente: Não disponível
Assistente 2: César Augusto de Oliveira Vaz Renda: R$ 869.594,99 R$ 869.594,99 <br />Cr$ 869.594,99 <br />NCr$ 869.594,99 <br />Cz$ 869.594,99 <br />NCz$ 869.594,99 <br /> (preço médio: R$ 23,27 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Corinthians:

1. Fábio 1. Julio Cesar
2. Jonathan 2. Alessandro
3. Gil Cartão amarelo recebido aos  (1) 3. Chicão Cartão amarelo recebido aos
4. Cláudio Caçapa Cartão amarelo recebido aos  (1) 13. Paulo André
5. Edcarlos Cartão amarelo recebido aos  (1) 5. Ralf
6. Everton Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada de jogo ( 16. Pablo ) 6. Roberto Carlos Substituição realizada de jogo ( 15. Paulinho )
7. Marquinhos Paraná 7. Elias
8. Henrique Cartão amarelo recebido aos  (1) 8. Jucilei
9. Wellington Paulista Cartão amarelo recebido aos  (1) 10. Bruno César Substituição realizada de jogo ( 27. William Morais )
10. Montillo  Gol aos do Substituição realizada de jogo ( 17. Roger ) 21. Iarley Substituição realizada de jogo ( 19. Souza Cartão amarelo recebido aos )
11. Robert Substituição realizada de jogo ( 18. Wallyson ) 23. Jorge Henrique
Técnico: Cuca Técnico: Adilson Batista
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Corinthians:
12. Rafael 12. Bobadilha
13. Elicarlos 13. Moacir
14. Rômulo 14. Edu
15. Diego Renan 15. Thiago Heleno

Pré-Jogo

Em 8º lugar com 21 pontos, o Cruzeiro poderá chegar ao 5º se vencer. Cuca não contará com Leonardo Silva, contundido e Fabrício e Thiago Ribeiro, suspensos.

Em 2º lugar com 31 pontos, o Corintiãs precisa vencer pra não permitir que o Fluminense abra 5 pontos de vantagem.

Adílson Baptista não terá o zagueiro William e ainda não pode escalar o centroavante Ronaldo, fora de forma.

Será a primeira partida do Brasileiro de 2010 no Parque do Sabiá, que receberá público superior a 30 mil pessoas, certamente, com predomínio de corintianos.

Como foi

Primeiro Tempo

  • 21h57 – Cruzeiro entra em campo.
  • 21h59 – Times e trio de arbitragem perfilados ouvindo o Hino Nacional.
  • 22h02 – Cruzeiro no 3-5-2. Jonathan e Francisco Everton nas alas.
  • 22h03 – Banco do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Diego Renan, Pablo, Walysson, Elicarlos, Roger Galera e Rômulo.
  • 22h04 – Começa a partida. Times com uniformes tradicionais. Cruzeiro à direita das cabines.
  • 01 – Robert cruza da esquerda, zaga corta. Bola volta pra Robert, que cruza de novo. Chicão se antecipa a Wellington Paulista e desvia pra escanteio.
  • 03 – Bola cruzada sobre a área corintiana, Gil sobe e escora de cabeça para trás. Montillo fica com a bola, na grande área, pela esquerda e chuta forte, cruzado, com efeito. Júlio César salta, mas a bola passa entre suas mãos e entra à sua esquerda. Cruzeiro 1×0.
  • 06 – Jucilei faz jogada pela esquerda e cruza. Bola bate no braço de Francisco Everton e juiz marca pênalti. Acertou, pois o ala estava com o braço aberto e desviou a bola.
  • 07 – Bruno Cesar bate de canhota, rasteiro, no meio do Gol. Fábio salta para direita, mas defende com os pés no meio do gol.
  • 09 – Boa tabela entre Jonathan e Montllo pela direita. WP não chega a tempo de aproveitar o cruzamento.
  • 10 – Jogo equilibrado. Cruzeiro rpessiona saída de bola.
  • 11 – Robert é lançado em profunidade, mas não alcança a bola.
  • 12 – Chicão tentar armar ataque pelo meio, Henrique corta e lança Jonathan.
  • 13 – Francisco Everton joga bola na área, Chicão corta.
  • 14 – Edcarlos derruba Iarley na intermediária e recebe cartão amarelo. Bruno César cobra, Fábio defende.
  • 15 – Montillo lança, Robert é apanhado em impedimento.
  • 16 – Montillo cai pela direita para armar jogadas com Jonathan.
  • 17 – Iarley recebe lançamento, cai, pede falta, juiz manda seguir, Fábio fica com a bola.
  • 18 – Coritniãs tenta sair em contra-ataque, que pára num chutão de Edcarlos.
  • 19 – Chicão comete falta aplicando um pescoção em Wellington Paulista na lateral da área e recebe cartão amarelo.
  • 20 – Montillo cobra a falta, Júlio César defende pelo alto.
  • 21 – Edcarlos fura, Jorge Henrique lança Bruno César, que cruza. Henrique fica com a bola.
  • 22 – Inversão de jogada para Iarley, que não alcança a bola. Tirod e meta.
  • 24 – Montillo lança Jonathan, que cruza da direita. WP não consegue concluir.
  • 27 – Bruno Cesar cruza, Caçapa corta.
  • 28 – Robert recebe passe noataque e fica frente a frente com Julio Cesar, mas perde controle da bola, que fica com o goleiro.
  • 29 – Alessandro tenta jogada pela direita, mas encontra Francisco Everton e Wellington Paulista pela frente e perde a bola.
  • 30 – Everton comete falta em Jorge Henrique na lateral esquerda. Bruno Cesar cobra, Caçapa corta.
  • 32 – Iarley parte pra cima de Gil e cruza. Ninguém aparece pra completar e Fábio fica com a bola.
  • 33 – WP comete falta em Alessandro parando contra-ataque no meio de campo.
  • 34 – WP se mete entre beques do Corintiãs e chuta forte da entrada da área. Júlio César defende no canto direito.
  • 35 – Adílson Baptista pede Bruno César para marcar Paraná.
  • 37 – Roberto Carlos cobra falta da intermediária, por cima do arco celeste.
  • 38 – Bruno César cruza, Paulo André cabeceia, bola acerta o acerta o travessão do arco celeste. No rebote, Paraná limpa o lance.
  • 39 – Corintiãs pressiona. Cruzeiro fica todo no campo de defesa.
  • 40 – Robert chuta rasteiro de fora da área, Júlio César estica-se e espalma para escanteio.
  • 42 – Roberto Carlos cruza da esquerda, Francisco Everton corta na pequena área.
  • 43 – Jucilei cruza, Cláudio Caçapa corta.
  • 45 – Elias cruza, Edcarlos corta.
  • 46 – Adílson Baptista reclama de Bruno César que, segundo ele, está fora de jogo.
  • 47 – Fim do 1º tempo.
  • Marquinhos Paraná: “Estamos muito atrás, mas a marcação está certa. Precisamos encaixar uma bola e fazer o 2º gol”.
  • Roberto Carlos: “É ruim jogar contra time muito defensivo. Vamos continuar tocando até eles cansarem. É a primeira vez que vejo o Cruzeiro jogando tão defensivamente.”

Segundo Tempo

  • 23h06 – Corintiãs volta a campo.
  • 23h09 – Cruzeiro volta a campo.
  • 01 – Montillo invade a área pela esquerda e chuta forte, cruzado. Robert chega atrasado e não arremata.
  • 02 – Jorge Henrique chuta, Fábio defende.
  • 03 – Montillo, na lateral direita, corta bola, que acerta RC e sai pela lateral.
  • 04 – Chicão lança sobre a área, Iarley ajeita para Bruno César, que é derrubado por Henrique dentro da área. Juiz manda seguir. Torcida corintiana reclama, Fábio pede cartão por simulação.
  • 05 – Jucilei corta Henrique e crua d esquerda. Caçapa corta, de cabeça.
  • 06 – Wellington Paulista pisa em Ralf no meio de campo e recebe cartão amarelo.
  • 07 – Chicão cobra falta do meio de campo, Fábio defende pelo alto.
  • 08 – Everton cruza da esquerda, Robert cabeceia pra fora.
  • 09 – Alessandro cruza da direita, Fábio defende.
  • 10 – WP cruza d esquerda, Robert não consegue dominar a bola. No contra-ataque, Gil derruba Jucilei na entrada da área.
  • 11 – RC cobra falta, Fábio defende.
  • 12 – Jorge Henrique estica bola na área, Fábio defende.
  • 12 – Henrique comete falta em Bruno César no meio de campo e recebe cartão amarelo.
  • 14 – Montillo lança, Chicão fica com a bola.
  • 17 – Souza substitui Iarley.
  • 18 – Montillo avança pela esquerda e cruza. Bola passa alta demais para Robert e se perde do lado oposto.
  • 19 – Robert cruza da direita, Chicão corta de cabeça.
  • 20 – Souza derruba Henrique. Bola sobre a área, Chicão corta de cabeça.
  • 21 – WP recebe lançamento, mas é desarmado por Paulo André.
  • 22 – Jorge Henrique cruza da direita, Henrique corta de cabeça dentro da área.
  • 23 – Montillo comete falta em Chicão no ataque celeste.
  • 23 – William Morais substitui Bruno César.
  • 24 – Jorge Henrique cruza da esquerda, Souza desvia de cabeça, Fábio fz escolta pra bola sair pela linha de fundo.
  • 25 – Jorge Henrique desrama MP no meio de campo e estica. Bola fica com Fábio.
  • 26 – Torcida corintiana faz festa e ilumina estádio com sinalizadores.
  • 27 – Pablo substitui Francisco Everton.
  • 28 – Pablo lança WP no meio da bequeira, Chicão faz o corte.
  • 29 – Jonathan tenta entrar na área, mas é desarmado por Pulo André.
  • 30 – Jorge Henrique cruza da esquerda, Jonathan corta.
  • 31 – RC cruza d esquerda, bola desvia em Jonathan. Escanteio. RC cobra, Edcarlos corta.
  • 32 – Walysson substitui Robert. Paulinho substitui Roberto Carlos.
  • 33 – WP passa a Walysson, Júlio César sai do arco e defende.
  • 34 – Jucilei lança Jorge Henrique, bola sai pela linha de fundo.
  • 35 – Jorge Henrique avança pela esquerda, Gil aparece na cobertura e desarma o atacante corintiano com autoridade.
  • 36 – Souza recebe lançamento em impedimento, mas é desarmado por Edcarlos dentro da área. Bandeira marca o impedimento.
  • 38 – Edcarlos recua, Fábio dá um chutão pra longe.
  • 39 – Montillo lança Walysson, defesa corta.
  • 40 – Torcida do cruzeiro faz festa. Pablo recebe falta na ponta esquerda. ele mesmo cobra, WP não consegue arrematar a jogada.
  • 41 – Gil comete falta em Jorge Henrique e recebe cartão amarelo. Forma-se o bolinho com empurra-empurra etc e tal.
  • 42 – Bola sobre a área, MP corta de cabeça. Roger Galera substitui Montillo.
  • 43 – Jorge Henrique pisa no calcanhar de Montillo e recebe cartão amarelo.
  • 44 – Wlalysson recebe passe de WP dentro da área e solta uma bomba. Júlio César defende com dificuldade.
  • 45 – Marquinhos Paraná e Wellington Paulista cercam Alessandro na ponta direita. Cruzeiro recupera a bola e sai pro jogo.
  • 46 – WP aplica chapéu em Elias, mas é desarmado por William.
  • 47 – Souza derruba WP no meio de campo e recebe cartão amarelo.
  • 48 – Henrique desarma Elias no meio de campo e joga bola pra lateral.
  • 49 – Roger galera prende bola no meio de campo antes de lançar para Walysson, que recebe falta.
  • 50 – Fim de jogo. Torcida celeste explode e acena para corintianos.
  • Pablo: “Agradeço o apoio dos companheiros, da torcida, do treinador, dos dirigentes, de todos. Vamos fazer disto aqui nossa casa.”
  • Wellington Paulista: “Cuca disse que o time estava sem confiança e me pediu pra jogar na lateral-esquerda e eu me esforcei pra cumprir o pedido. Jogamos muito recuados, mas valeu.”

Atuações

  • Fábio -Pegou um pênaltii -o quarto na temporada!- em jogo que terminou 1×0 para o Cruzeiro. Precisa dizer mais? (Matheus Reis) / Defendeu o quarto dos últimos cinco pênaltis sofridos pelo Cruzeiro. E acertou nas demais intervenções. (Síndico)
  • Gil - Mantém o bom nível das outras partidas com bons cortes por cima e por baixo. Conseguiu segurar Jorge Henrique sempre que ele caiu pelo seu lado. Mas precisa, com urgência, esfriar a cabeça. Poderia ter sido expulso em confusão com mesmo Jorge Henrique. (Matheus Reis) / Perfeito. Ou quase. Força física, cara feia, fôlego, seriedade são atributos de um zagueiro que a cada dia vai se tornando mais confiável. Obviamente, a retranca cuquiana ajudou, mas a verdade é que, no mano a mano contra os rápidos atacantes do Corintiãs, ele não perdeu uma. (Síndico)
  • Edcarlos – Não chegou a comprometer, embora tenha dado a tradicional espirrada de taco num cruzamento corintiano. Também parece se sair melhor ao lado de dois beques. (Matheus Reis) / Protegido pelos volantes, também fez boa atuação. (Síndico)
  • Cláudio Caçapa - Ele é “O” zagueiro do elenco pra jogar no 3-5-2. Praticamente perfeito na sobra. Comparado aos outros zagueiros, tem qualidade acima da média para sair jogando. Foi o melhor da defesa. (Matheus Reis) / Num 5-4-1 como o desta partida, ele é soberano. Outro destaque do Cruzeiro pra desespero dos atacantes alvinegros. (Síndico)
  • Jonathan – Bem no primeiro tempo, se entendeu com Montillo e fez boas jogadas chegando à linha de fundo. No segundo foi encurralado junto com o time e não subiu ao ataque. (Matheus Reis) / Mais marcador do que nunca, ainda assim, encontrou disposição para algumas jogadas com Montillo pela ala direita. (Síndico)
  • Henrique - Como dito, melhorou demais em relação à última partida. Mais fixo na frente da defesa, robou bolas e ainda evitou o gol do Corinthians depois de bola cabeceada na trave. (Matheus Reis) / Anulou Bruno César, o 2º melhor jogador do Corinthians. Precisava ter feito algo mais ou tá de bom tamanho? (Síndico)
  • Marquinhos Paraná - Não. Não é coincidência que o futebol do Henrique tenha crescido nesse jogo. Afinal de contas, são anos jogando juntos e ele sabe que pode confiar no Paraná. Fez o simples e efetivo, caindo pela meia esquerda do campo. Saía com tranquilidade e desafogava o jogo quando preciso. Não merecia sair do time titular, mas, pelo menos, parece ser o primeiro reserva da volância. (Matheus Reis) / Anulou Elias, o melhor jogador do Corintiãs. Precisava ter feito algo mais ou tá de bom tamanho? (Síndico)
  • Montillo - Terceira partida atuando muito bem. É, parece que o garoto é bom mesmo e não se trata de sorte de principiante. Belíssimo gol batendo de trivela. Além disso, enfiadas primorosas para o Jonathan e Éverton. Mais uma atuação de encher os olhos, mais uma vez o melhor em campo. Saiu no final do jogo para a entrada de Roger. (Matheus Reis)
  • Roger Galera – Entrou para segurar o jogo e assim o fez. Além disso, lançou Wallyson na cara do gol para defesa de Júlio César. (Matheus Reis)
  • Francisco Everton – Como disse em outra ocasião, é o “Elicarlos do Cuca”. Joga para o time, da maneira que o técnico pedir. No primeiro tempo compôs o lado esquerdo ao lado do Paulista e teve pouca dificuldade com Alessandro. No segundo tempo, teve mais liberdade e lhe faltou um pouco de qualidade nos cruzamentos. Saiu aos 27 do para a estréia de Pablo. (Matheus Reis)
  • Pablo – Manteve o nível do Éverton e não sentiu tanto a estréia quanto o Jones. Deu a impressão de que pode ser útil. (Matheus Reis)
  • Wellington Paulista - Partidaça! Pra quem tinha ido mal como atacante no jogo anterior, foi muito bem como lateral-volante ontem. Marcou demais por ali e conseguiu neutralizar Alessandro. Me preocupa o fato de estar marcado com a arbitragem. Foi nítido, antes do reínicio da partida, que Ricci lhe chamava atenção por conta da choradeira. (Matheus Reis)
  • Robert – Foi quem destoou. Mais uma vez; o que acaba sendo preocupante. Até os 10 minutos de jogo, ficou pelo lado direito do ataque. Depois inverteu com Paulista e ficou fixo lá na frente. Cumpre observar que, por conta do posicionamento de Paulista, acabou ficando isolado. Ainda assim, maltratou a bola quando deveria chamá-la de “meu bem”. Saiu para a entrada de Wallyson. (Matheus Reis)
  • Wallyson – Entrou para ser uma opção de desafogo no contra ataque. Não conseguiu. Na única chance clara de gol, concluiu em cima do goleiro Júlio César. (Matheus Reis)
  • Cuca - Entendeu que o momento era de buscar a vitória e armou o time num 3-5-2 durango. Depois que Montillo marcou, não teve vergonha e volantizou Wellington Paulista botando o time para jogar num 3-6-1. Apesar de Pablo não ter comprometido, poderia ter entrado com Diego Renan. É “injusto” que o garoto jogue quando a defesa está mais vulnerável e fique de fora justamente quando poderia atacar com mais liberdade. Venceu o segundo duelo seguido com Adílson Batista. (Matheus Reis)
  • Torcida - 37.377 torcedores para uma renda de mais R$850 mil. Foi uma festa bonita e, embora o PFC teimasse em focalizar a torcida corintiana, confio nos amigos que estavam in loco e testemunham maioria cruzeirense. Estão todos de parabéns. (Matheus Reis)
  • Cartolas -
  • Juiz & Bandeiras - Ricci mostrou para o Adílson uma das vantagens em se treinar o Corinthians. Nem foi o caso de inversão de faltas, simplesmente. Foi caso de ignorância mesmo. Amarelou E se houve pênalti discutível em Bruno César, o penalti marcado também foi bastante discutível. Péssima. Bandeiras não comprometeram. (Matheus Reis)
  • Corintiãs - Jucilei correu bastante e Jorge Henrique deu trabalho pra bequeira azul. Também fiquei impressionado com o Roberto Carlos que consegue manter uma boa forma e ainda por cima fez bom uso da experiência que tem.arbitragem. (Matheus Reis)

O que foi dito

Juca Kfouri, em seu blog: Noite do Cruzeiro no Parque do Sabiá: O Corinthians tem por que reclamar novamente da arbitragem. Começou levando um belo gol do argentino Montillo do Cruzeiro, aos 3 minutos, mas, depois, tomou conta do jogo. Bruno César bateu mal um pênalti aos 7 que Fábio defendeu no meio do gol, com as pernas, mas o árbitro não teve coragem de mandar a cobrança voltar por invasão da área por parte de cruzeirenses. Depois, no começo do segundo tempo, fez pior. Bruno César foi claramente empurrado por Henrique, que fez um partidaço, dentro da área e o apitador fez que não viu. Antes, ainda no primeiro tempo, Paulo André cabeceou na trave de Fábio no belo Parque do Sabiá, em Uberlândia. No segundo tempo quase todo o Cruzeiro se limitou a se defender. E bem, até porque o ataque do Corinthians com Iarley quase não funciona. Tanto que ele saiu para a entrada de…Souza. Como Bruno César também saiu para que William Moraes entrasse. E Roberto Carlos, para Paulinho. Mas não adiantou nada porque o 1 a 0 ficou no placar, num castigo que o Corinthians não mereceu, mas que o Cruzeiro soube defender. No Cruzeiro, Robert, Everton e Montillo saíram para entrarem Wallyson, Pablo e Roger que, em seu primeiro lance, deu com açúcar para Wallyson marcar mas Júlio César defendeu. A terceira derrota do alvinegro fora de casa permitiu ao Fluminense abrir cinco pontos de dianteira na liderança.

Marcelo Bechler, no blog do Lédio Carmona: Adilson não conhecia Montillo: Antes do jogo, o que mais se falava era do confronto particular entre Adilson Batista e seus ex-comandados. O time de Cuca, no entanto, tinha quatro jogadores pós-Adilson: Edcarlos, Éverton, Montillo e Robert. O treinador do Corinthians conhecia quase todas as armas do rival. Quase. Não contava com o camisa 10 argentino, organizador do time mineiro, destaque dos três jogos que participou. Montillo fez aos dois minutos o único gol do jogo, em chute com efeito e praticamente sem ângulo. A partir daí, o que se viu em campo foi o Corinthians com a bola e o Cruzeiro não deixando o adversário jogar. Durante toda a partida, a equipe paulista teve mais posse de bola. Aliás, muito mais. A porcentagem nunca baixou da casa dos 60% e terminou o jogo em 63%. O recuo do Cruzeiro era estratégico para tirar a velocidade do jogo e o antídoto era o contragolpe com Montillo tentando acionar os atacantes. Apesar de ter a bola, o Corinthians praticamente não levou perigo ao gol de Fábio. Teve a chance do empate no pênalti defendido pelo goleiro e uma cabeçada de Paulo André na trave. Foram seis finalizações para cada lado – cinco do Cruzeiro no alvo contra três do adversário. O Corinthians estéril como foi causa preocupação no seu torcedor. Desde o clássico contra o Palmeiras, quando Jorge Henrique marcou, um atacante não faz gol. Ronaldo pode voltar contra o Vitória e passa a ser esperança de um ataque mais efetivo. Do outro lado, Cuca chegou a sua quarta vitória a frente do Cruzeiro: Atlético-PR, Goiás, Atlético-MG e Corinthians. Em todas, sua equipe teve pouca posse de bola e venceu o jogo nas raras chances que criou. Para brigar na parte de cima, o Cruzeiro vai precisar aprender a jogar também com a bola, o que não aconteceu depois da Copa do Mundo.

Mauro Beting, em seu blog: Cuca usou o 3-4-1-2 que gosta. Mas de um modo menos ofensivo e abusado que o usual. Ou, no caso, com um gol de Montillo logo no início, com a bola passando por baixo de Júlio César, o Cruzeiro recuou, deu a bola e espaço ao Corinthians, e pouco especulou no contragolpe. Ficou muito travado pela boa marcação alvinegra, e não chegou à meta rival com a inspiração e intensidade desejada em Uberlândia – que se dividiu entre o mandante e o visitante. O Corinthians perdeu pênalti discutível mal batido por Bruno César (sem tirar o mérito do excelente Fábio) logo de cara, mandou bola no travessão, perdeu gols de todos os modos, e pode lamentar mais uma derrota fora de casa. Porém, um resultado natural num campeonato como este, contra um adversário como este.

Fábio, goleiro do Cruzeiro: A gente está preparado. Eu observo muito os lances dos outros jogos e já tinha estudado. O goleiro está lá para isso. Pênalti é um momento crítico, e estou muito feliz por essa oportunidade de ajudar a equipe. Fonte: Globo.com

Edcarlos, beque do Cruzeiro: Nós estávamos angustiados por termos mudado de campo várias vezes. Isso é complicado, mas não serve como desculpa para os resultados negativos. A gente ainda não tinha encontrado nosso padrão de jogo. O professor está treinando bem e está fazendo um trabalho bom, mas nós não estávamos sabendo mostrar isso direito dentro de campo. Hoje nós sofremos um pouco, porque nos limitamos a defender o resultado. Porque é o resultado é que vale e o resultado não é jogar bem. Sofremos um pouco para marcar, mas graças a Deus saímos com a vitória e vamos continuar crescendo no campeonato. Fonte: Superesportes

Pablo, lateral-esquerdo do Cruzeiro: Começar com vitória é sempre bom e eu ofereço esse resultado primeiramente a Deus e depois a esse grupo maravilhoso, que me acolheu como se eu viesse da base. Agradeço aos companheiros, ao treinador, à comissão, ao Clube e também à torcida, que compareceu e ajudou bastante. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Montillo, meia do Cruzeiro: Estou muito contente que com o gol pudemos conseguir os três pontos, que são muito importantes. Oxalá continuemos assim, porque temos uma equipe para estar mais acima. É algo que tínhamos com os rapazes do Universidad de Chile. Estivemos conversando por telefone e me disseram que eu ia fazer um gol, foi por isso. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Wellington Paulista, atacante do Cruzeiro: Voltei à infância, na época do Juventus, do Santos e até mesmo do Paranazinho. É assim que acontece quando a gente diz que está mudando a cara do Cruzeiro. É uma coisa que eu estava desacostumado a fazer, jogar de meia, ala, volante, já que estava jogando praticamente só de centroavante. Tenho força para isso e vou continuar fazendo. Fonte: Saite Oficial do Cruzeiro

Cuca, treinador do Cruzeiro: É um jogo em que o mais importante seria, e como foi, a vitória. Depois de jogos como empate com Grêmio Prudente, empate com gosto de derrota com o São Paulo e derrota em casa para o Vitória-BA, você vem com moral baixo, na obrigação de vencer. Contra um adversário que vem de goleada num clássico, perto da liderança, jogando um futebol de altíssima velocidade. Você tem que pensar alguma forma de parar essa velocidade do Corinthians. A receita foi ir para cima deles. Quando começou o jogo, tivemos uma, duas chances e fizemos o gol. Aí retraímos, ficamos muito atrás. O Corinthians tomou conta do primeiro tempo, teve posse de bola, perdeu pênalti e mandou bola na trave. E nós acabamos na frente. No segundo tempo a gente não lembra de o Corinthians ter tido oportunidade, porque posicionamos melhor, com uma saída melhor. Erramos no último passe. Ficou bom pra a gente o segundo tempo. Fomos um time maduro, que valorizou o resultado, como tinha que ser. Você não ia ganhar com tranqüilidade dentro dessa situação que eu falei. Saite Oficial do Cruzeiro

Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro: Temos que terminar o primeiro turno pelo menos com 30 pontos, se quisermos sonhar com o título ainda. O Cruzeiro está acostumado a grandes desafios. Acho que, quando os times são mais qualificados, o Cruzeiro se supera, tem sido assim no campeonato. Fonte: Superesportes

Chicão, beque do Corinthians: Está sendo complicado. Estamos vacilando muito fora de casas,. Diante do Avaí criamos chances, mas perdemos. Agora contra o Cruzeiro novamente criamos e perdemos. Sabemos que o Pacaembu faz a diferença. Vale ressaltar que a nossa torcida compareceu nesta quarta, mas a bola não entrou. Paciência. Fonte: UOL

Elias, volante do Corinthians: Jogamos até que bem no primeiro tempo. No segundo, forçamos e nos expomos. Mas é algo normal, o time estava perdendo. Tomamos o gol bem no começo e isso muda totalmente a estratégia de jogo. Nós já esperávamos um pouco de marcação individual. Tivemos algumas oportunidades, mas não deu para aproveitar. Foi difícil sair da marcação deles. Fonte: Globo.com

Adilson Batista, treinador do Corinthians: Eu no intervalo tive uma conversa com o Bruno e o alertei, pedi para ele ter calma. Acontece com grandes jogadores perder um pênalti, como aconteceu com Zico e Sócrates. Quando isso acontece, você tem que reagir rápido, entrar no jogo e ficar atento. Evidentemente que ele é jovem, mas não dá para se abater. Ele é talentoso e não pode se abater. O Elias foi vigiado pelo Marquinhos Paraná, enquanto o Bruno (César) pelo Henrique. Ainda eles receberam a ajuda do Wellington Paulista, que acompanhou o Alessandro. Tentamos ter a penetração dos volantes, especialmente do Elias, mas não aconteceu. O Cruzeiro se fechou muito. Fonte: Superesportes

Links e Fontes

Vídeos

Transmissão

  • Globo