Cruzeiro 1x0 Ceará - 20/08/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
Por temporada
Escudo Atlético-PR.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-MG.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Atlético-PR.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-MG.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Parque do Sabiá
Escudo Cruzeiro.png 5x0 Escudo Avaí.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 1x2 Escudo Fluminense.png
Contra Ceará
Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Ceará.png Gol aos do Escudo Ceará.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 × 0 Escudo Ceará.png
Ceará
18ª rodada Campeonato Brasileiro 2011
Data: 20 de agosto de 2011 Local: Uberlândia, MG
Horário: 18:30 Estádio: Parque do Sabiá
Árbitro: Nielson Nogueira Dias Público pagante: 6.478
Assistente 1: Joessemar Diniz Moutinho Público presente: Não disponível
Assistente 2: Clóvis Amaral da Silva Renda: R$ 111.076,25 R$ 111.076,25
Cr$ 111.076,25
NCr$ 111.076,25
Cz$ 111.076,25
NCz$ 111.076,25
(preço médio: R$ 17,15 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Ceará:
1. Fábio 1. Diego
2. Vitor 2. Boiadeiro
3. Gil Cartão amarelo recebido aos 3. Fabrício
4. Leo Simões 4. Anderson Luís Cartão amarelo recebido aos
5. Fabrício 5. Egídio
6. Diego Renan 6. Michel
7. Roger Substituição realizada de jogo ( Charles Cartão amarelo recebido aos ) 7. Heleno
8. Marquinhos Paraná 8. Rudnei Substituição realizada de jogo ( Eusébio Substituição realizada de jogo ( Felipe ) )
9. Wellington Paulista 9. Thiago Humberto
10. Montillo Gol aos do Substituição realizada de jogo ( Sebá ) 10. Osvaldo
11. Ortigoza Substituição realizada de jogo ( Reis ) 11. Marcelo Nicácio Substituição realizada de jogo ( Washington )
Técnico: Joel Santana Técnico: Wágner Mancini
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Ceará:


Pré-Jogo

Em 12º lugar com 21 pontos, o Cruzeiro precisa vencer pra se manter longe da zona de rebaixamento.

Joel Santana não contará com o beque Maurício Victorino, machucado, nem com o centroavante Anselmo Ramon, suspenso.

Em 11º lugar com 22 pontos, o Ceará também precisa vencer pra não deixar a turma do rebolo se aproximar.

Vagner Mancini não poderá escalar o beque Diego Sacoman, que tem edema no joelho direito, mas terá o retorno dos volantes Michel e Heleno.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 17h55 – Times em campo com uniformes tradicionais.
  • 17h57 – Execução do Hino Nacional. Público pequeno no Parque do Sabiá.
  • 18h03 – começa o jogo. Cruzeiro, à esquerda das cabines, dá a saída.
  • 00 – Reservas do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Cribari, Naldo, Francisco Everton, Leandro Guerreiro, Vitor, Bruninho, Reis, Sebá.
  • 01 – Cruzeiro toca bola em seu campo de defesa.
  • 02 – RG desarma Michel e lança WP, que tenta cruzar da esquerda e consegue um escanteio. RG cobra, Gil não sobe o suficiente pra cabecear.
  • 03 – Boiadeiro cruza da direita, Nicácio não consegue arrematar.
  • 03’30”- Montillo lança Ortigoza, que tenta o chapéu no zagueiro, Anderson corta.
  • 04 – Rudnei cai no chão e o jogo é interrompido para o atendimento.
  • 05 – Pontaria ruim! Roger Galera cruza da esquerda, Ortigoza, de frente pro arco cearense, cabeceia pra fora.
  • 06 – Acossado por Osvaldo, Vítor recua bola pra Fábio.
  • 07 – Baliza! Osvaldo ataca pela direita e recupa pra Thiago Humberto, que chuta de fora da área. Bola acerta o travessão.
  • 08 – Boiadeiro cruza da direita, MP corta de cabeça, dentro da área.
  • 09 – Egídio cruza da esquerda, Diego Renan, dentro da área, corta com um chutão.
  • 10 – Bomba! Thiago Humberto chuta forte, de fora da área. Fábio espalma pra escanteio. Escanteio cobrado, Fábio tira de soco.
  • 11 – Cruzeiro troca passes na horizontal no campo de ataque, até RG ser desarmado por Rudnei.
  • 12 – Osvaldo dribla Gil, vai à linha de fundo pela direita e cruza. TH chuta duas vezes em ambas, a bola bate em Fabrício e não chega ao arco defendido por Fábio.
  • 13 – Fabrício levanta bola na área, Diego chega antes de WP e defende.
  • 14 – Osvaldo cruza da direita, Gil faz um corte reverso, Fábio tenta duas vezes até defender.
  • 15 – Ceará, melhor organizado dominou até aqui, com sobras.
  • 16 – Rudnei cruza da direita, TH recua pra Michel, que chuta forte, Bola passa por cima do travessão.
  • 17 – Finalizações: Ceará 6×1.
  • 18 – Rudnei passa de calcanhar pra TH, que cruza mal. Bola sai pelo lado esquerdo.
  • 19 – RG lança Ortigoza, defesa cearense corta, WP fica coma bola e cruza… diretamente pra linha de fundo.
  • 20 – Ceará vence o jogo pelas laterais. Cruzeiro não cria.
  • 21 – RG tabela com LS e cruza pela direita. WP chegou atrasado e não concluiu a jogada.
  • 22 – Golpe antigo! Jogo parado. Diego amarra chuteiras.
  • 23 – Osvaldo passa por DR e cruza . Gil cede escanteio. Osvaldo cobra, Fábio defende.
  • 24 – Vítor cruza pela direita, bola si pelo lado oposto sem
  • 25 – Ortigoza tabela com Vítor, entra na área e chuta de direita. Bola passa por cima do travessão.
  • 26 – Montillo recebe passe de Vítor e cruza pela direita. Anderson, dentro da área, corta.
  • 27 – Osvaldo tenta cruzar pela direita, LS corta pra escanteio.
  • 28 – Cruzeiro não consegue entrar na defesa cearense com toques.
  • 29 – Vítor cruza da direita, Boiadeiro corta.
  • 30 – Distensão! Rudnei passa por Fabrício e é derrubado. Jogador do Ceará sente dores na coxa e pede substituição.
  • 31 – Troca! Rudnei por Eusébio.
  • 32 – Osvaldo cobra escanteio pela direita, Fábio defende.
  • 33 – Torcida celeste vibra c0m segundo gol do Botafogo contra o Atlético-MG e o primeiro do Figueirense contra o Coríntiãs.
  • 34 – MP, da direita, vira jogo pra DR, na esquerda. Lateral lança RG, que é desarmado por Boiadeiro.
  • 35 – Michel desarma Montillo e arma ataque cearense, que termina com chute errado, sem perigo pra Fábio.
  • 36 – Pressão! Egídio toma bola de Montillo e coruza pela esquerda, Boiadeiro chuta, confusão na área celeste. LS tira com um chutão.
  • 37 – Raça! Torcida pede raça, exige que o time saia da
  • 38 – TH rola pra Eusébio, que chega batendo, Fábio defende.
  • 39 – Montillo lança Vítor, que cruza da direita. Michel chega antes de Ortigoza e cede escanteio.
  • 40 – Primeira oportunidade! Montillo cobra escanteio pela direita, Gil sobe e cabeceia espetacularmente, Diego espalma salvando o gol celeste.
  • 41 – Jogo limpo! Só oito faltas, até aqui.
  • 42 – Joel Santana tenso. Vagner Mancini tranquilo e pedindo para TH se desvencilhar da macração de MP.
  • 43 – Montillo dribla Egídio e passa a Vítor, que cruza da direita. WP chega atrasado e não arremata.
  • 44 – Passes errados: Ceará 15×13.
  • 45 – Fim de 1º tempo. Vaias da torcida ao time.
  • Roger Galera: “A jogada deles é com o 11, pela direita. Precisamos neutralizar isto. Nós temos que caprichar mais no último toque pra sair o gol ”
  • Diego: “Campo é uito grande, temos que tomar cuidado pra não errar os passes e aproveitar os espaços que o Cruzeiro dá.

Segundo Tempo

  • 19h05 – Times voltam a campo sem mudanças.
  • 19h06 – Começa o 2º tempo.
  • 01 – Montillo faz boa jogada individual pela direita, mas o campo acaba para ele e a bola sai pela linha de fundo.
  • 02 – Boiadeiro tenta passe em profundidade, mas a bola fica com o zagueiro Gil
  • 03 – O Cruzeiro não acha espaço para criar e toca a bola no campo de defesa
  • 04 – Vítor recebe de Monyillo e cruza da direita. Anderson corta, de cabeça.
  • 05 – TH lança Nicácio, que é desarmado por LS, dentro da área.
  • 06 – Gil, dentro da área, chuta bola em Osvaldo e ganha um tiro de meta.
  • 07 – Gil derruba Osvaldo, na entrada da área. Eusébio cobra, bola acerta a barreira.
  • 08 – Anulado! Heleno recebe livre na pequena área e arremata pras redes. Bandeira anula marcando impedimento.
  • 09 – Amarelo! Gil puxa Osvaldo pelo ombro. Cearense sai na maca com dores no punho.
  • 10 – Coisa horrorosa! Eusébio cobra falta, Ortigoza faz um corte reverso, Fábio tem de se virar pra salvar o autogol.
  • 11 – No bolso! Ceará domina. Cruzeiro não tem imaginação.
  • 12 – Ortigoza recebe lançamento na área, mas está impedido.
  • 13 – Cruzeiro toca bola até perdê-la no campo de ataque.
  • 14 – Fly me to the moon! WP recebe passe de Fabrício e chuta de qualquer jeito, de longe.
  • 15 – Finalizações: Ceará 9×6.
  • 16 – DR faz belo cruzamento pela esquerda, WP chega atrasado e não consegue arrematar.
  • 17 – Roger galera puxa um contra-ataque reverso voltando a bola do ataque or meiod e campo.
  • 18 – Fabrício toma bola de Egídio e cruza. Fabrício, di Ceará, tira pra escanteio.
  • 19 – Sangue de Jesus tem poder! Nicácio chuta na sa[ida de Fábio, Vítor corta em cima da risca.
  • 20 – Troca! Marcelo Nicácio por Washington.
  • 21 – Pegando boi com o chifre e tudo! Empate está sendo vitória pro Cruzeiro.
  • 22 – Troca! Ortigoza por Reis.
  • 23 – Boiadeiro faz fila na defesa celeste, mas chuta mal, da entrada da área.
  • 24 – Montillo cobra falta pela direita, Fabrício corta.
  • 25 – Pênalti! Fabrício puxa contra-ataque, lança Montillo, que faz jogada pela esquerda e cruza. Bola desvia em Michel e sobra pra Wellington Paulista, que é tocado com as duas mãos por Anderson Luiz e desaba. Juiz vai na conversa e aponta a marca da cal.
  • 25’30”- Amarelo! Anderson Luiz, pelo pênalti.
  • 26 – Gol! Montillo cobra a meia altura, do lado esquerdo. Diego salta para o lado oposto. Cruzeiro 1×0.
  • 27 – Esticado! Roger Galera cai no meiod e campo e sai de carrinho-maca.
  • 28 – Troca! Roger Galera por Charles.
  • 29 – Reis tenta uma arrancada, mas é atrapalhado pela bola.
  • 30 – Leo Simões pula com Washington, cai de mau jeito e sai de carrinho-maca.
  • 31 – Troca! Eusébio por Felipe.
  • 32 – LS tem de trocar o calção manchado de sangue antes de voltar a campo.
  • 33 – Juiz para o jogo pra chamar a atenção de Anderson Luiz por agarra WP, na área.
  • 34 – Montillo cobra falta na ponta-direita, Diego corta com um soco.
  • 35 – Amarelo! Charles levanta Felipe Azevedo.
  • 36 – Pênalti? Gil disputa bola com Osvaldo, que cai dentro da área.
  • 37 – Cena de terror! Felipe Azevedo cruza da direita, DR corta, bola fica com Osvaldo, que cruza. Fábio disputa com Washington e cai.
  • 38 – Trem tá feio! Ceará pressiona, torcida celeste sofre.
  • 39 – Vagner Mancini pede que seu time acredite no empate. Joel Santana, nervoso, pede marcação.
  • 40 – Bola na área celeste, Charles corta pra escanteio, antes que a bola chegue a Boiadeiro.
  • 41 – Boiadeiro cobra, bola pela linha de fundo.
  • 42 – Joel Santana pede malandragem ao time. Não quer cobrança rápida de falta.
  • 43 – Vítor lança Montillo, dentro da áre. Bandeira marca impedimento.
  • 44 – Montillo vence disputa com Michel, mas cruza para centroavante inexistente.
  • 45 – WP cruza, Reis ajeita, Charles chuta da entrada da área, bola acerta Anderson Luiz.
  • 46 – Felipe Azevedo tenta fazer jogada em cima de Diego Renan, mas cai e é desarmado.
  • 47 – Reis recebe bola de Montillo, na meia lua, mas sem saber o que fazer, volata pra Charles. Torcida se chateia.
  • 47’30”- Troca! WP por Sebá.
  • 48 – Susto! Michel cobra falta sobre a área celeste, Fábio defende, escorrega, deixa bola escapar, volta a defender.
  • 48’30” – Ippon na Prancheta! Joel Santana joga a prancheta ao chão e é expulso pelo Juiz.
  • 49 – Anderson Luiz aplica carrinho criminoso em Sebá na ponta-dieireita celeste.
  • 50 – Fim de jogo. Cruzeiro em 11º lugar com 24 pontos. Finalizacoes: Ceará 14×8. Desarmes: Cruzeiro 16×10. Faltas: Ceará 14×10.
  • Fabrício: “Ceará tá bem armado, nós tivemos um jogo cansativo cna quarta-feira.”
  • Boiadeiro: “Na minha visão o cara se jogou, não foi pêanlti. A gente merecia vencer, pois teve mais volume de jogo.”
  • Gil: “Se for bom pra mim e pro clube, a transferência será feita. A diretoria é competente pra decidir.”

Vídeos

Gol

Atuações

  • Torcida – Mais uma vez, torcidas de Beagá, Uberlândia, Patrocínio e outras cidades levaram suas faixas e seu calor pra esquentar o jogo. Bom desempenho. (Síndico) /// Compareceu em pequena quantidade, mas incentivou muito o time e teve paciência. Não o tempo todo, pois é difícil aturar alguns cabeças de bagre. (Cleber Mendes)
  • Fábio – Tem vacilado ultimamente e parece sem confiança. Mesmo assim, é um grande goleiro, embora no tenha ido tão bem neste jogo. Ainda assim, salvou um gol do centroavante (nosso) apos arremate à queima-roupa. (Walterson Almeida)
  • Vitor – Teve liberdade pra atacar, mas errou muitos cruzamentos. Quando acertou, não havia ninguem pra aproveitar. (Walterson Almeida)
  • Gil – Em sua 102ª partida com a camisa estrelada, possivelmente a última, o becão jogou muita bola. Marcou em cima, sem dar espaços, cobriu laterais, e subiu ao ataque para um cabeceio perfeito que obrigou o goleiro cearense a fazer sua única defesa difícil na partida. (Síndico)
  • Leo Simões – Segurou a onda quando o Ceará teve o domínio da partida, ou seja, em dois terços dela, com disposição e seriedade. Boa atuação. (Síndico) /// Teve muito trabalho na marcação, andou preocupando. (AC Rossi)
  • Diego Renan – Sua fama de mau marcador, anda piorando as coisas. O Ceará escolheu jogar em cima dele com Osvaldo e Rudnei. Foi um Deus-nos-acuda, pois ele não consegue tourear como manda o treinador. Quando a ajuda de Fabrício chegou, o ambiente desanuviou e ele andou passando do meio de campo. (Síndico) /// Tomava um sufoco tentando parar Osvaldo, até que o Joel percebeu e mandou Fabrício e Gil em seu socorro e a coisa melhorou. (Naldo Morato)
  • Marquinhos Paraná – Quando o criativo Thiago Humberto começou a fazer a diferença, Joel Santana mandou MP cuidar dele. Pronto, o meia do Vovô não jogou mais. Quem joga na meiúca não precisa sujar a bunda, basta saber quem deve ser anulado e como fazê-lo. MP faz isto tão bem que os ceguetas nem percebem. (Síndico) /// O de sempre. Aparece pouco, joga certo. (AC Rossi)
  • Fabrício – Marcou e saiu bem pro jogo. (AC Rossi)
  • Charles – (Síndico) /// Apesar de pouco tempo em campo, garantiu seu amarelinho. Mas pode ser muito útil. (Walterson Almeida)
  • Roger Galera – Começou bem, com passes de qualidade e muita combatividade. Mas o fôlego é curto e jogo sempre acaba mais cedo pra ele. (Síndico) /// Começou bem, com bons lançamentos, e terminou o 1º tempo como volante. No 2º, esteve discreto até ser substituido. (Walterson Almeida)
  • Montillo – Muito individualista (vai passar a bola a quem?), mas não desanima e vai pra cima do adversário, criando bons lances. (Walterson Almeida) /// Vai cansar de jogar sozinho. Arma, dribla e passa, mas ninguém ajuda. (AC Rossi) /// Péssimo. Fez o gol de pênalti e tirou a zica de cobranças em Uberlândia. Fora isto, fominhagem e bolas perdidas. (Claudinei Vilela)
  • Wellington Paulista – (Síndico) /// Longe de ser um matador, sempre mal colocado, é presa fácil para os zagueiros, chega sempre atrasado nas bolas e se livra dela rapidamente. Felizmente, conseguiu descolar um pênalti. (Naldo Morato) /// Não jogou bem, mas teve o feeling teatral perfeito pra cavar o pênalti. Foi útil, sim. (Julim BH)
  • Ortigoza – Teve duas chances claras de gol. Uma a favor, outra contra. Perdeu ambas. Melhor assim. Jogando com WP, dificilmente vai se acertar. Quem deve sair, fica na área e quem deve ficar, sai. O resultado é um ataque de nervos. Do torcedor. (Síndico)
  • Reis - Andou tropeçando na bola e irritando a torcida. (Síndico)
  • Sebá – Entrou apenas pra travar o jogo com o tempo gasto na substituição. (Síndico)
  • Joel Santana – (Síndico) /// Não tem errado na escalação dos titulares, dada a limitação do elenco. Mas o time (?) tem jogado com um futebolzinho triste de se ver, embora não falte vontade nos atletas. Faltaria esquema? Garra? Energia? Ou ambos? Pecou ao nos brindar com Reis. (Paulista)
  • Juiz & Bandeiras – (Síndico) /// O Juiz foi o melhor do Cruzeiro em campo. Marcou penalti inexistente a favor do Cruzeiro e deixou de marcar outro, claro, pro Ceará. (Pedro Angrisano)
  • Cruzeiro – O Cruzeiro achou um penalti pra vencer, pois jogou muito mal. Ha muito tempo que não vejo um time tão mal treinado e tão sem preparo fisico. Graças a Deus conseguimos a vitoria. Estou torcendo pra alcançarmos logo os 45 pontos. (Mauricio Garcia Vieira) /// Só tenho uma coisa a dizer: ganhamos roubado! Não foi pênalti nem fudenuuuuuu…. Time horroroso. Só se salvam Fabrício e Montillo. O resto é lixo!!! (Eugenio Raggi)
  • Ceará - (Síndico) Como time é superior ao Cruzeiro. O meio de campo marca bem e cria boas jogadas.Boiadeiro está em boa fase e leva perigo pela direita. Os tacants não são habilidosos, mas têm faro de gol. Mas o melhor, mesmo, é o conjunto bem acertado. Palmas pra Vagner Mancini! (Síndico) /// Rudnei merece ser destacado, apesar do pouco tempo em campo. Ele estava mandando no jogo e sua saída facilitou muito as coisas para o Cruzeiro. (Walterson Almeida)

O que foi dito

  • Walfrido Jr., na Rede: O Cruzeiro está pessimamente treinado, sem nenhuma organização, sem bolas paradas, nada. E, fisicamente, uma lástima.
  • Vitor, lateral-direito do Cruzeiro: Ainda não estou no meu ideal, quero render cada vez mais. Tenho que render mais se quiser me manter como titular. Tenho que crescer a cada jogo. Temos que ter os pés no chão, tivemos que ralar bastante pra conseguir essa vitória e esperamos crescer mais. Coloquei na cabeça, que não podia desperdiçar esta outra chance que o Joel me deu. Venho trabalhando bastante no dia a dia, e espero crescer cada vez mais junto com a equipe.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: Foi uma partida difícil e o importante era vencer. Muitas equipes que estão na ponta da tabela estão conseguindo os resultados sem futebol bonito. Estas equipes estão sendo comentadas porque estão na frente da tabela. Temos que colocar os pés no chão. Vencemos, mas demos muitas oportunidades ao Ceará. Poderíamos ter saído com mais um derrota, mesmo jogando em casa. Temos que corrigir e concentrar mais. Precisamos tocar mais a bola, ao invés de querer apenas colocar velocidade e ligar contra-ataques. Precisamos ter mais experiência. Jogando em Uberlândia, um campo grande, não conseguimos pressionar o adversário o tempo todo, uma vez que sobra espaço pra eles jogarem. Temos que nos recompor rapidamente pra depois organizarmos nossos ataques e sair com velocidade.
  • Gil, beque do Cruzeiro: Não sei se foi a despedida. Vamos ver. Se tiver alguma coisa, o pessoal do Cruzeiro vai estar ciente e vai fazer o melhor possível. Todos vamos conversar. O Osvaldo é um bom jogador. Ele é muito rápido, muito veloz. Tivemos que marcar ele de perto. Ainda bem que conseguimos o que a gente queria, que era a vitória. Todos nos doamos ao máximo para conseguir isso.
  • Fabrício, volante do Cruzeiro: Estávamos cansados. Na quarta-feira, tivemos que jogar com um a menos e isso é muito desgastante. Jogar dois dias depois, em um campo grande como esse, é complicado. Graças a Deus, conseguimos os três pontos.
  • Roger Galera, meia do Cruzeiro: Está valendo a pena (atuar contundido). Mesmo com o tornozelo baleado, fiz bom jogo contra o Avaí, contra o Atlético e contra o Ceará também. Desde o jogo contra o Internacional, estamos crescendo. Deixamos pra trás a apatia e estamos jogando de igual pra igual. A individualidade de alguns jogadores nossos pode fazer a diferença. Ainda precisamos ter um pouco mais de regularidade, com boas atuações. A equipe do Ceará é muito boa. Eles têm um grande treinador e jogam de igual pra igual com qualquer um. Empataram com o Flamengo e o Corinthians e golearam o Grêmio. Vencemos um adversário complicado.
  • Montillo, meia do Cruzeiro: Não dá pra jogar quarta e domingo sempre bem. Estamos muito cansados pelos jogos durante a semana e as viagens. Nos últimos jogos não conseguimos vencer. Hoje, não fizemos boa partida no aspecto técnico. Às vezes, isso acontece. O time passou as dificuldades que tinha que passar. O Ceará é uma equipe difícil, que empatou com o Corinthians e Flamengo.
  • Rafael Belattini, no blog do Juca Kfouri: A torcida do Cruzeiro demorou, mas teve mais do que a derrota do Atlético para comemorar. Logo no começo do jogo o Ceará acertou o travessão com Thiago Humberto. Na primeira etapa o Vozão teve mais tempo de posse de bola e criou mais que a Raposa, que só não foi para os vestiários em desvantagem por conta da boa atuação de Fábio, empolgado com o retorno à seleção. Os mineiros só tiveram uma boa chance, no cabeceio de Gil que Diego fez belíssima defesa, aos 40. O Ceará continuou dono das melhores chances. Marcou um gol aos 8 minutos, bem anulado por impedimento, e quase abriu o placar com um gol contra de Ortigoza, mas Fábio salvou a pátria cruzeirense. Aos 17, na chance de Marcelo Nicácio, Fábio já estava batido no lance, mas Vitor apareceu para cortar em cima da linha. Oito minutos depois, Wellington Paulista recebeu dentro da área, o zagueiro Anderson Luis colocou as mãos em suas costas e o atacante cruzeirense aproveitou para cavar o pênalti. Aos 26, Montillo cobrou e comemorou o injusto placar de 1×0. Nos minutos finais, Washington tentou o empate, mas Fábio salvou mais uma vez. Joel Santana, irritado com um erro de Montillo, jogou sua prancheta no chão e acabou expulso, sem que eu entenda o motivo, pelo árbitro Nielsen Dias. Justo ou não, pouco importa ao torcedor cruzeirense que comemora os três pontos na tabela e mais uma queda do arquirival, aparentemente em um buraco sem fundo. E é bom lembrar que, na semana que vem, Cruzeiro e Atlético se encontram.
  • Lédio Carmona, em seu blog: O Cruzeiro sofreu pressão, levou bola na trave, teve menos posse de bola e apostou nos contra-ataques. Receita digna de quem joga fora dos seus domínios. Mas a Raposa estava em casa. E mesmo assim viu o Ceará com jeito de mandante em Uberlândia. O time cearense foi melhor quase o tempo inteiro. Teve pelo menos cinco chances reais. Parou em Fábio, na zaga ou no travessão. Sufoco que o Cruzeiro só conseguia aliviar nos pés de Montillo, bem marcado pelos lados, mas sempre perigoso. Joel Santana bem que tentava. Esgoelava-se à beira do campo. Pedia movimentação. Como resposta, via sempre o Ceará dominar o meio campo com Thiago Humberto e ter total liberdade para as subidas dos laterais. Testemunhava, irritado, seu time não ter saída. O cenário mudou (pouco, é verdade) no segundo tempo, quando alguém deve ter avisado ao Cruzeiro quem estava diante da torcida. A equipe ousou mais, melhorou e conseguiu ter a bola (no final, 42% apenas de posse). Acabou balançando as redes depois de um pênalti sofrido (e muito questionado pelo Ceará) em Wellington Paulista. Depois de tanto lamentar partidas bem jogadas e perdidas, o Cruzeiro venceu. E nem precisou agradar. Deu apenas o resultado. Como um bom visitante.
  • Weiber Castro, no Blog do Vozão: Caros Alvinegros, no futebol existe uma máxima que diz que quem não faz leva e foi exatamente isso que aconteceu com o Vozão diante do Cruzeiro, mesmo jogando na casa do adversário, tivemos mais posse de bola e volume de jogo, finalizamos mais e fomos melhores em campo durante toda a partida, mas no futebol ganha três pontos quem faz mais gols e nesse quesito deixamos a desejar. O Ceará foi tão superior ao seu adversário na partida, que até mesmo um empate seria considerado por mim um resultado injusto, mas no futebol, a bola pune. Se tivéssemos transformado as oportunidades criadas em gols, toda a história da partida estaria sendo contada de outra maneira. Poderia ficar aqui justificando a derrota em cima da arbitragem tendencioso do tal Nielsen Nogueira, mas prefiro lamentar as oportunidades desperdiçadas pela equipe durante a partida, até porque ser prejudicado pela arbitragem já é fato comum para a o torcedor do Vozão, principalmente quando o adversário é o Cruzeiro, quem não lembra o jogo do ano passado em Sete Lagoas, quando também tivemos um gol anulado e um pênalti duvidoso marcado contra nós? Apesar da derrota, uma coisa ficou bem clara, temos uma equipe forte e em condições de enfrentar de igual para igual qualquer time nesta Série A, seja jogando dentro ou fora de casa, só que fora de casa temos que nos preparar para enfrentar duas equipes, a adversária e a da turma do apito. Agora é levantar a cabeça, focar o São Paulo, quarta-feira, pela Copa Sulamericana, atuar com a mesma postura tática, caprichar nas finalizações e torcer para que a turma do apito não entre em cena novamente.
  • Boiadeiro, lateral-direito do Ceará: Eu estava no lance. Não foi pênalti não. Não foi. Na hora que o jogador do Cruzeiro viu que não pegaria na bola se jogou no chão. É todo mundo contra o Ceará. Se o pênalti fosse para a gente, nunca seria marcado.
  • Michel, volante do Ceará: Conversei com ele (árbitro): você precisa apitar para os dois lados. O Nicácio foi derrubado várias vezes ali na área e você não deu pênalti.
  • Osvaldo, atacante do Ceará: Jogamos bem melhor, mas eles venceram no detalhe. Pra mim, não foi pênalti, mas não podemos fazer nada.
  • Maurício Sangue Azul, no PHD: Um ataque com os cones gêmeos, WP e Reis, é demais pro meu fígado!
  • Joel Santana, treinador do Cruzeiro: Quando não se ganha com boa atuação, se ganha com raça. Hoje, foram duas situações importantes: a raça dos jogadores e o prestígio da torcida. A torcida foi importante pra gente vencer esse time, que não é fácil. É um time armado, organizado. Estamos feridos e chateados por ter perdido um jogo com um gol aos 44 do 2º tempo, e outro por aquilo que o cara fez lá no Rio Grande do Sul. A prancheta me acompanha há 30 anos, faz parte da minha vida, me ajudou a ter tudo que tenho, prestígio, moral com a imprensa, carinho de todos. Nem falei com o árbitro, me virei de costas e joguei a prancheta. Antes, ele tinha chamado minha atenção em uma falta. Aí, o goleiro deles levou a bola pra grande área, e eu falei que a falta não era lá. Aquilo é antijogo. Ele falou que o apito era dele, eu não falei nada, virei de costas e fui embora. Fico doído, chateado, quando, no fim do jogo, pedimos ao jogador pra segurar a bola até terminar. Ele parou, joguei minha prancheta no chão, ele me expulsou. Será que não pode jogar a prancheta no chão? Vencemos. Hoje é um dia especial pra mim, estou fazendo dois meses de Cruzeiro. Realmente, eu estava um pouquinho amargurado pelos últimos resultados, que me aborreceram. A cobrança é grande, o 12º lugar incomoda. Potencial de comissão técnica, de clube e de torcida a gente tem. Estou acostumado a vencer, não gosto de andar lá atrás. Gosto de andar lá na frente, assim como este clube. E o torcedor mais ainda. Não pensem que não fico chateado, amargurado e aborrecido e procurando dar mais da mim, do meu trabalho, do meu interesse pelo clube, que leva o pão pra minha casa. Quero agradecer ao povo aqui de Uberlândia, à torcida que veio, pelo incentivo, pelo carinho, e que nos trouxe energia positiva.

Fontes

Transmissão

  • Sportv