Cruzeiro 1x0 Atlético-PR - 14/09/2013

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Goiás.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Botafogo.png
Por Campeonato Brasileiro 2013
Escudo Goiás.png 1x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Botafogo.png
No estádio Mineirão
Escudo Cruzeiro.png 1x0 Escudo Flamengo.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Botafogo.png
Contra Atlético-PR
Escudo Atlético-PR.png 2x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Atlético-PR.png 2x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
1 × 0 Escudo Atlético-PR.png
Atlético-PR
21ª rodada do Campeonato Brasileiro 2013
Data: 14 de setembro de 2013 Local: Belo Horizonte, MG
Horário: 18:30 Estádio: Mineirão
Árbitro: Raphael Claus Público pagante: 30.339
Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse Público presente: 31.660
Assistente 2: Katiuscia Berger Mendonça Renda: R$ 1.329.370,00 R$ 1.329.370 <br />Cr$ 1.329.370 <br />NCr$ 1.329.370 <br />Cz$ 1.329.370 <br />NCz$ 1.329.370 <br /> (preço médio: R$ 43,82 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Atlético-PR:

1. Fábio 12. Weverton Cartão amarelo recebido aos 43  (2T) 43'  (2T)  
32. Mayke 99. Léo
33. Bruno Rodrigo 3. Manoel
26. Dedé 35. Luiz Alberto
6. Egídio 18. Maranhão Cartão amarelo recebido aos 25  (2T) 25'  (2T)  
19. Nilton  Gol aos 35 do  (1T) 35'  (1T) 8. João Paulo Silva
16. Lucas Silva 17. Bruno Silva
17. Éverton Ribeiro Cartão amarelo recebido aos  (1) Substituição realizada 21' (2T) de jogo 21' (2T) ( 40. Alisson ) 5. Deivid Cartão amarelo recebido aos 22  (2T) 22'  (2T)   Substituição realizada 24'(2T) de jogo 24'(2T) ( 11. Felipe )
31. Ricardo Goulart 22. Éverton
41. Willian Substituição realizada 41' (2T) de jogo 41' (2T) ( 21. Lucca ) 7. Marcelo Substituição realizada 27'(2T) de jogo 27'(2T) ( 49. Delatorre )
9. Borges Substituição realizada 21' (2T) de jogo 21' (2T) ( 10. Júlio Baptista ) 77. Éderson Substituição realizada 34'(2T) de jogo 34'(2T) ( 88. Roger )
Técnico: Marcelo Oliveira Técnico: Vágner Mancini
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Atlético-PR:

Pré-Jogo

Classificação: O Cruzeiro lidera o campeonato com 43 pontos (13v, 4e, 3d, 44gp, 19gc, 25sd) e 71,7% de aproveitamento. O CAP é o 4º, com 35 pontos (9v, 8e, 3d, 35gp, 25gc, 10sd) e 58,3% de aproveitamento.

Ausentes no Cruzeiro: Victorino (B), Tinga (V), Martinuccio (A), lesionados. Dagoberto, suspenso, Vinícius Araújo e Wallace, servindo à Seleção Brasileira Sub20.

Pendurados do Cruzeiro: Alisson, Dedé, Henrique, Leandro Guerreiro, Lucas Silva, Mayke, Ricardo Goulart, Souza, Tinga e Vinícius Araújo.

Banco do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Mayke, Leo Simões, Paulão Caveirão, Henrique, Souza, Leandro Guerreiro, Alisson, Júlio Baptista, Anselmo Ramon e Lucca.

Ausentes no AtléticoPR: Marco Antônio (M), Cleberson (B), Pedro Botelho (L), Willian Rocha (L) e Bruno Furlan (A), lesionados. Banco do AtléticoPR: Felipe, Bruno Silva, Fran Mérida, Derley, Zezinho, Douglas Coutinho, Roger, Dellatorre.

Pendurados do AtléticoPR: Ederson, Felipe, João Paulo e Luiz Alberto.

Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: “A torcida tem que fazer o papel dela. Cantando, apoiando e empurrando. Se as coisas não saírem bem e o gol não sair, tem que apoiar. Dentro de campo, não podemos ter muita paciência. Temos que ter boa posse de bola, mas também agredir, como sempre fazemos. Até o final temos 18 decisões. O campeonato vai afunilando, os clubes sabem que não tem recuperação e vão buscar vitória.”

Vagner Mancini, técnico do AtléticoPR: “Nosso torcedor ficou chateado porque empatamos com o Fluminense, mas feliz porque viu uma equipe que jamais se entrega. Pode ter erros táticos e técnicos, mas nunca deixa de lutar. Esse é o nosso lema. Pra mantermos a situação atual, é necessário que todo mundo jogue até além do seu limite. Isso será mostrado até o final do ano. Desde que cheguei aqui, não tive motivos pra reclamar. Há muita entrega. Os jogadores chegam exaustos no vestiário.”

Juiz: O paulista Raphael Claus apitou 6 partidas neste Brasileiro. Médias: 3,7 amarelos, zero vermelho, 30 faltas e zero pênalti. Médias do campeonato: 4,3 cartões amarelos, 0,3 vermelhos, 34,6 faltas e 0,2 pênalti.

Adversário: Resultante da fusão do Internacional Futebol Clube e do América Futebol Clube, o Clube Atlético Paranaense -Furacão pra seus adeptos- nasceu em 26mar24. Possui 22 títulos estaduais e 2 nacionais, um da Séria A, outro da B. Atualmente, é o 13° colocado no ranking nacional.

Escrita: Desde 2004, os times se enfrentaram 18 vezes. O Cruzeiro venceu 2, empatou 7 e perdeu 9. A última vitória celeste foi em 2010: 2×0. na Arena da Baixada.

Fato relevante: AtléticoPR e Cruzeiro já se enfrentaram duas vezes, nesta temporada: num jogo-treino, em que o time treinado por Ricardo Drubsky perde para os reservas do Cruzeiro por 2×1, na Toca da Raposa e na 2ª rodada do Brasileiro, quando empataram por 2×2,em Curitiba.

Público: A média de público do Cruzeiro, nos jogos domésticos, é de 21.374 espectadores. A média do campeonato é de 14.033.

Transmissão: SporTV (menos para Belo Horizonte) e PFC (pague-pra-ver).

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h20. Público muito bom e animado.
  • 18h25. Times em campo, com uniformes tradicionais.
  • 18h30. Começa o jogo. AtléticoPR dá a saída. Cruzeiro, à direita das cabines.
  • 02. Weverton é pressionado pelo Cruzeiro e tira a bola para lateral.
  • 03. Maranhão desce em velocidade pela esquerda e Dedé comete a falta.
  • 04. João Paulo, na esquerda, cobra falta com efeito, Luiz Alberto desvia de cabeça e a bola fica na rede, pelo lado de fora.
  • 05. Everton cai e recebe atendimento médico.
  • 06. Everton se recupera e volta ao jogo.
  • 07. Everton, da meiesquerda, cruza sobre a área cruzeirense, Dedé corta.
  • 08. Leo cai sentindo dores no rosto. Nada grave.
  • 09. Nilton joga bola na área atleticana, Bruno Silva corta com um chutão.
  • 10. Willian, na meia direita, dribla Maranhão, que o para com falta.
  • 11. Egídio cobra falta sobre a área rubronegra, João Paulo corta de cabeça.
  • 12. Leo corta lançamento de Nílton pra Willian.
  • 13. Manoel, do meio de campo, busca Ederson, mas a bola fica com Fábio.
  • 14. Egídio prende a bola e é desarmado por Bruno Silva.
  • 16. Ederson, cercado por dois marcadores na meialua, cai. Juiz manda seguir o jogo.
  • 17. Defesaça! Mayke, na entrada da área, chuta forte. Weverton espalma a bola, no ângulo.
  • 18. Cruzeiro troca passes no meio de campo.
  • 19. Deivid, na meia direita, tenta sair jogando, mas sofre falta de Lucas Silva.
  • 20. João Paulo cobra falta no segundo poste. Bruno Rodrigo corta, de cabeça.
  • 21. Willian, na intermediária, tenta passar por Leo que o derruba.
  • 22. Egídio cobra falta, com xhute forte. Bola explode na barreira.
  • 23. Quase! Everton Ribeiro, faz jogada individual pela direita, passa por dois marcadores e chuta. Bola sai ao lado do arco atleticano.
  • 25. Ricardo Goulart passa a Willian, no meio da área. Defesa rubronegra cede escanteio.
  • 26. Cruzeiro concentra seus ataques pelos flancos. CAP se fecha buscando contrataques.
  • 27. AtléticoPR roda a bola no meio de campo e recebe vaias.
  • 28. Cruzeiro pressiona.
  • 29. Egídio cruza no segundo poste, Weverton sai do arco e defende.
  • 30. Borges tenta a tabela com Ricardo Goulart, defesa atleticana afasta o perigo.
  • 31. Chutaço! Egídio, livre na entrada da área, ajeita o corpo e finaliza forte. Bola sai rente ao poste esquerdo do CAP.
  • 32. Everton Ribeiro e Leo se chocam. Jogo paralisado.
  • 33. Jogadores se recuperam, jogo recomeça.
  • 34. Defesaça! Mayke recebe passe na área, Weverton sai pra abafar, lateral tenta encobri-lo. A bola acerta a cabeça do goleiro e sai a escanteio.
  • 35. GOL. Willian cobra escanteio, na direita, bola passa por todo mundo na área, e Nilton aparece pra arrematar com a direita. Bola entra no canto direito. Cruzeiro 1×0.
  • 36. 5º gol de Nílton, 45º do Cruzeiro, no campeonato.
  • 37. Anulado! Ricardo Goulart recebe passe na entrada da área, toca por cobertura na saída de Weverton. Bandeirinha levanta a bandeira pensando que a bola iria pra Borges (que também não estava impedido). Quando percebe que o passe foi pra Goulart, abaixa a bandeira, mas o Juiz já havia parado o jogo e anula o gol celeste.
  • 38. Jogadores do Cruzeiro cercam a bandeirinha Katiúscia e o Juiz Claus reclamando da anulação do gol.
  • 39. Está mesmo anulado o gol.
  • 40. Torcida celeste, enfurecida, ofende a bandeirinha e o juiz.
  • 41. Furacão ataca.
  • 42. João Paulo cobra escanteio no meio da área, bequeira celeste afasta o perigo.
  • 44. Marcelo chuta de fora da área, bola passa por cima do travessão.
  • 45. Raphael Claus determina 2 minutos de acréscimo.
  • 45+1. Anulado! Borges recebe passe, em impedimento, e manda a bola pra rede.
  • 45+2. Fim de 1º tempo.

Segundo Tempo

  • 19h33. Times voltam a campo, sem alterações.
  • 19h36. Começa o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 46. Willian experimenta do meio da rua e Weverton espalma afastando o perigo.
  • 47. Ederson, na entrada da área, disputa bola com Dedé, usa força excessiva e comete a falta.
  • 48. Quase! Egídio, na esquerda, cobra escanteio no meio da área. Nilton cabeceia firme no canto e Weverton faz grande defesa.
  • 49. No lance anterior, Borges pegou o rebote do goleiro atleticano e mandou um canudo na rede pelo lado de fora.
  • 50. Everton Ribeiro tenta a jogada individual e é desarmado.
  • 52. Amarelo! Everton Ribeiro, por falta em João Paulo pra evitar contrataque.
  • 53. Cruzeiro chega com velocidade. Ricardo Goulart abre para Everton Ribeiro, que deixa a bola escapar, mas ganha escanteio.
  • 54. Após a cobrança de escanteio, Furacão tira o perigo. Mas Cruzeiro recupera a posse de bola e ganha lateral.
  • 55. Por pouco! Lucas Silva cruza rasteiro na pequena área para Borges, Manoel, atento, tira o perigo.
  • 56. O Furacão troca passes no meio de campo.
  • 57. Maranhão, na entrada da área, se livra da marcação, ajeita o corpo e chuta torto pela linha de fundo.
  • 58. A torcida cruzeirense canta alto no Mineirão comemorando o resultado positivo até o momento.
  • 59. Maranhão, na área, cruza e Bruno Rodrigo tira de cabeça.
  • 60. Everton, na meia esquerda, tenta a finta em Mayke que faz o desarme preciso.
  • 61. João Paulo cobra escanteio no miolo da área e Lucas Silva tira o perigo.
  • 62. Willian cobra falta e a zaga afasta.
  • 63. Bola alçada na área cruzeirense, Marcelo sobe mais que Bruno Rodrigo e cabeceia por cima do travessão.
  • 64. Daqui a pouco, Alisson e Júlio Baptista no time mineiro.
  • 65. Muda pela primeira vez o Cruzeiro. Sai Borges entra Júlio Baptista.
  • 66. Muda de novo o time mineiro. Sai Everton Ribeiro entra Alisson.
  • 67. Amarelo! Deivid
  • 68. Bruno Silva chuta cruzado e a bola vai para fora.
  • 69. Troca: Deivid x Felipe.
  • 70. Amarelo! Maranhão
  • 71. Baliza! Egídio cobra falta, Ricardo Goulart desvia e a bola bate no travessão.
  • 72. Troca: Marcelo x Delatorre.
  • 73. Pressão do Cruzeiro em busca do segundo gol.
  • 74. Dellatorre, na ponta esquerda, dá um corte seco em Dedé, vai para o meio, aplica outra finta no camisa 26 do Cruzeiro e adianta a bola.
  • 76. Partida cai um pouco de ritmo por causa das alterações feitas pelos dois times.
  • 77, Léo tenta sair com a bola dominada e sofre a falta.
  • 78. O Atlético trabalha a redonda no campo de ataque.
  • 79. Troca: Ederson x Roger.
  • 80. Leo manda um foguete do meio da rua e a redonda passa tirando tinta do poste esquerdo de Fábio.
  • 81. Roger é acionado na grande área e o jogo está parado. O camisa 88 atleticano está impedido.
  • 82. Jogo paralisado para que Manoel possa receber atendimento médico fora de campo.
  • 83. Everton, na meia esquerda, disputa bola com Mayke e comete a falta.
  • 84, Júlio Baptista, na entrada da área, recebe passe de Ricardo Goulart, domina e finaliza fraco nas mãos de Weverton.
  • 85. Torcida celeste faz grande festa.
  • 86. Troca: Willian x Lucca.
  • 87. Alisson, na área, cercado por três marcadores, finaliza cruzado e a bola passa com perigo ao lado do gol.
  • 88. Amarelo! Weverton, por reclamação.
  • 89. Júlio Baptista cobra falta colocada, mas a bola passa por cima do gol.
  • 90. Dois minutos de acréscimo.
  • 91. Cruzeiro prende a bola no campo de ataque com Lucca e ganha escanteio.
  • 92. Fim de jogo.
  • NÚMEROS: Faltas: AtléticoPR 3×1. Passes errados: AtléticoPR 30×24. Defesaças: Fábio 0×3 Weverton. Desarmes: Cruzeiro 20×18. Finalizações: Cruzeiro 18×11. Finalizações no alvo: Cruzeiro 8×1. Impedimentos: Cruzeiro 6×3. Escanteios: Cruzeiro 11×4.

Vídeos

Gol
Melhores momentos
Torcida depois do jogo

Atuações

  • Torcida Celeste jogou com o time, cantou o tempo todo, deu grande espetáculo. Só pisou na bola ao ofender a bandeirinha. Muita gente achou normal. Tudo a ver com esses tempos em que alunos batem em professoras e são adulados por pais compassivos.
  • Fábio não teve trabalho. Nas jogadas triviais, mandou bem.
  • Mayke, bom como sempre, no apoio e na defesa.
  • Dedé fez outra grande partida.
  • Bruno Rodrigo, perfeito.
  • Egídio, bem na marcação e no apoio.
  • Nilton marcou o gol decisivo, defendeu bem, foi disciplinados nas coberturas um líder nos momentos de pressão dos paranaenses.
  • Lucas Silva também jogou bem, Cada vez mais desinibido, mostra progressos a cada partida.
  • Everton Ribeiro deu trabalho aos defensores do CAP com dribles e deslocamentos. E, enquanto teve fôlego, voltou pra ocupar espaços e marcar. Saiu mais cedo por cansaço muscular.
  • Alisson ajudou a congestionar o meiocampo.
  • Ricardo Goulart comeu a bola. Criou jogadas e fez um gol mal anulado.
  • Willian esforçou-se, mas não repetiu a partida do Serra Dourada. Mas quem repetiria? Saiu ovacionado pela torcida.
  • Lucca ajudou a segurar o resultado.
  • Borges, esforçado, mas sem boas bolas pra finalizar.
  • Júlio Baptista ainda não se encaixou na correria do time. E, jogando como centroavante, não pôde cadenciar o jogo.
  • Marcelo Oliveira viu outra grande exibição de seu time. Fruto do trabalho de sua equipe. Ao lado de Vagner Mancini e Enderson Moreira, forma o trio de melhores treinadores do torneio, até aqui. e
  • Cruzeiro correu muito, envolveu o adversário em várias ocasiões, não concedeu espaços e venceu com méritos. O time só não sabe cadenciar o jogo. o que, até aqui não tem feito muita falta.
  • Juiz & Cia.: A bandeirinha Katiuscia e e o juiz Claus se enrolaram no gol anulado de Ricardo Goulart e interferiram no placar, embora não na pontuação das equipes. Nos minutos finais, o juiz passou a marcar faltas inexistentes a favor do Cruzeiro e, nos dois tempos, abreviou os acréscimos, com certeza por medo de que um gol dos visitantes amplificasse seu erro.
  • AtléticoPR fez o que pôde pra neutralizar o Cruzeiro. Não conseguiu, mas também não decepcionou, apresentando um bom jogo tático e muita raça. O sistema defensivo jogou bem, mas o ataque não teve pontaria.

O que foi dito

  • Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro: Destaco a invencibilidade mantida no Mineirão, a sinergia com o torcedor, a liderança e o afastamento de um concorrente direto. O AtléticoPR deu muito trabalho e tivemos alguma dificuldade. O segundo gol teria um aspecto positivo. Vamos admitir que foi um engano, mas é muito perigoso isso. Quanto mais em um jogo arrastado como esse. Temos que celebrar esta vitória difícil e levar o mesmo sentimento de entrega na quarta.
  • Júlio Baptista, meia do Cruzeiro: Resultado importantíssimo, pois o AtléticoPR é rival direto. Era jogo de seis pontos. Teremos outros confrontos muito importantes, mas já passamos por um deles.
  • Ricardo Goulart, meia do Cruzeiro: Acho que o juiz e a bandeirinha não estavam entrosados. Foi um lance normal. O gol não valeu, mas a gente conseguiu conquistar os três pontos muito importantes. O começo deste segundo turno só tem confronto direto, hoje foi um e a gente encarou como final, ganhou e segurou o AtléticoPR. E a nossa torcida está de parabéns.
  • Vagner Mancini, treinador do AtléticoPR: Vínhamos de uma sequência de vitórias e empates. Perdemos, mas mostramos estar no caminho certo. Enfrentamos o líder em igualdade de condições. A análise do jogo só pode ser boa. A marcação no 1º tempo estava totalmente encaixada, aí tomamos um gol de bola parada, tivemos que sair pro jogo e sentimos, pois tínhamos mais um volante de contenção. No 2º tempo, a equipe voltou diferente, mais na frente e enfrentou mais o Cruzeiro no campo de ataque. Estamos chateados, mas perdemos para o líder.
  • André Loffredo, comentarista do SporTV: O erro foi minimizado pelo resultado. Ela pode ter pensado que o Borges estava impedido, e não estava. O Ricardo Goulart, muito menos. Ela marcou uma infração e o árbitro apitou… Depois, ela desistiu de marcar, correu para o meio de campo… Uma confusão danada. No fim, o árbitro resolveu acatar a decisão dela e entendeu que o lance foi irregular… Errou muito a “dupla” de arbitragem.
  • Raphael Rezende, comentarista do SporTV: Os dois se precipitaram: ela levantando e abaixando quando viu o erro, e ele percebendo a posição da assistente e apitando muito em cima da jogada. Essa ânsia de marcar em cima do lance fez com que os dois se precipitassem e anulassem o gol. O árbitro, inclusive, pelo que parece, reconhece o erro.
  • Eduardo Louback, no PHD: Cruzeiro jogou demais, apesar de ter ficado só 1×0. Ricardo Goulart foi o verdadeiro armador, embora tal função seja mais de Everton Ribeiro que, tirando um chute no 1º tempo que passou raspando, esteve mal e foi bem substituído.
  • Tito, no PHD: Goulart é melhor do que parece. O torcedor mais afoito, que enxerga só isso que se vê, não percebe a inteligência e a visão espacial desse jogador. Partidaça!
  • Evandro Oliveira, no PHD: Lamentáveis são estes árbitros e auxiliares incompetentes. Lamentáveis são os erros e nenhuma punição. Eu fui um dos que critiquei estas auxiliares mulheres que não têm, em quase todos os casos, nenhuma aptidão para a coisa. Se barbados já ferram com todo mundo de tão ruins, imagina mulheres. Xinguei e xingo de novo. Agora, o mais fedaputa de todos foi o árbitro, que apitou errado, reconheceu o erro, e não voltou atrás preferindo ferrar o Cruzeiro.
  • Edenilson Marra, no PHD: Mulher correndo com pano de prato na beira do campo dá nisso.
  • Huaguiar, no PHD: Lamentáveis as ofensas da torcida à bandeirinha.

Fontes

Transmissão

  • Sportv