Cruzeiro 0x3 Vasco - 25/09/2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Coritiba.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Grêmio.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Coritiba.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Grêmio.png 2x0 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Arena do Jacaré
Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo América-MG.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 3x3 Escudo São Paulo.png
Contra Vasco
Escudo Vasco.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Vasco.png 1x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
0 x 3 Escudo Vasco.png
Vasco
26ª rodada do Campeonato Brasileiro 2011
Data: 25 de setembro de 2011 Local: Sete Lagoas, MG
Horário: 16h Estádio: Arena do Jacaré
Árbitro: Fabrício Neves Correa Público pagante: 6.348
Assistente 1: Alessandro Rocha Público presente: Não disponível
Assistente 2: José Chaves Franco Filho Renda: R$ 104.882,50
R$ 104.882,5
Cr$ 104.882,5
NCr$ 104.882,5
Cz$ 104.882,5
NCz$ 104.882,5
(preço médio: R$ 16,52 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Vasco:
1. Fábio 1. Fernando Prass
2. Vítor Substituição realizada  de jogo ( Élber Pimentel ) 2. Fagner
3. Cribari 3. Dedé
4. Victorino 4. Renato Silva
5. Everton 5. Márcio Careca
6. Charles Substituição realizada  de jogo ( Bruninho ) 6. Rômulo
7. Marquinhos Paraná Cartão vermelho recebido aos 7. Eduardo Costa
8. Fabrício 8. Felipe Bastos Substituição realizada  de jogo ( Alan )
9. Bobô Substituição realizada  de jogo ( Keirrison ) 9. Diego Souza Gol aos  do Gol aos  do Gol aos  do Substituição realizada  de jogo ( Leandro )
10. Montillo 10. Juninho Pernambucano
11. Roger 11. Elton
Técnico: Emerson Ávila Técnico: Cristovão Borges
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Vasco:


Pré-Jogo

Em 15º lugar com 29 pontos, o Cruzeiro pode oscilar entre o 12º e o 16º lugar, dependendo dos resultados da rodada.

Emerson Ávila não poderá escalar o beque Naldo, o lateral Diego Renan, o volante Leandro Guerreiro e os atacantes, Ortigoza e Wellington Paulista, contundidos, nem o beque Leo Simões, suspenso.


Em 1º lugar com 46 pontos, o Vasco pode cair até para o 4º lugar em caso de derrota.

O treinador interino Cristovão Borges não poderá escalar os atacantes Alecsandro e Eder Luís, com lesões musculares, e os meias Felipe, suspenso, e Bernardo, que pertence ao Cruzeiro.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 15h50 – Cruzeiro em campo com uniforme tradicional. E muito foguetório.
  • 15h54 – Vasco em campo com camisa preta e faiza diagonal branca, calções pretos e meias zebradas.
  • 15h55 – Na porta do estádio, Polícia Militar, a pé, com cavalos e viaturas põe dezenas de componentes da Máfia Azul pra correr.
  • 15h57 – Execução do Hino Nacional.
  • 16h01 – Começa o jogo. Cruzeiro, à esquerda das cabines de rádio, dá a saída.
  • 00 - Reservas do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Gabriel Araújo, Sandro Manoel, Bruninho, Elber, Anselmo Ramon, Keirrison.
  • 01 – Marquinhos Paraná chuta de fora da área, bola vai pra fora.
  • 02 – Montillo aciona Bobô, que dribla Dedé, mas erra a finalização.
  • 03 – Vasco ataca pela primeira vez em cruzamento sem perigo pra Fábio.
  • 04 – Montillo recebe na esquerda, corta Renato Silva, mas chuta pra fora.
  • 05 – Casa vazia! Público pequeno na Arena. Nem metade do estádio está ocupada.
  • 06 – Vítor é acionado na ponta direita, mas não alcança a bola, que sai pela lateral.
  • 07 – Diego Souza faz boa jogada pela direita, mas chuta fraco e Fábio defende.
  • 08 – Até aqui, Cruzeiro está melhor. Correndo muito, força o ataque. Vasco se defende bem.
  • 09 – Fabrício faz falta dura e recebe advertência verbal do árbitro gaúcho.
  • 10 – Defesaça! Márcio Careca tabela com Diego Souza e, na cara do gol, chuta e Fábio faz grande defesa.
  • 11 – Juninho Pernambucano cobra escanteio, Fábio corta de soco.
  • 12 – Jogo equilibrado.
  • 13 – Elton cruza, Diego Souza finaliza de bicicleta. Bola acerta o travessão, mas o lance é anulado por impedimento.
  • 14 – Amarelo! Fellipe Bastos para ataque de Roger Galera com falta.
  • 15 – Diego Souza arremata, bola sai à esquerda de Fábio.
  • 15’30”- Faltas: 4×4.
  • 16 – Diego Souza cruza, Fábio defende.
  • 16’30′ – Marquinhos Paraná combate Fagner na lateral esquerda fazendo a cobertura de Francisco Everton.
  • 17 – Diego Souza, na meia esquerda, cruza buscando Elton, mas a bola corre muito e fica com Fábio.
  • 17’30 – Cruzeiro demonstra nervosismo. Vasco equilibra a partida.
  • 18 – Anulado! Montillo bate falta pela esquerda, Roger Galera cabeceia pra rede, mas está impedido.
  • 19 – Rômulo, na intermediária, lança Fagner, mas a bola sobe muito e sai pela lateral.
  • 20 – Roger Galera não marca. Fica no meio de campo só com a incumbência de armar o time.
  • 20’30′ – Vasco ataca pelos os lados, Cruzeiro toca bola pelo meio.
  • 21 – Victor cruza, Bobô finaliza na pequena área, zaga desvia a escanteio.
  • 22 – Charles limpa a jogada e finaliza de fora da área. Bola passa por cima do travessão.
  • 23 – Cruzamento sobre a área cruzeirense, Fábio fica com a bola.
  • 24 – Bobô é lançado dentro da área mas Fernando Praz abafa o ataque.
  • 24’30”- Juninho Pernambucano puxa contra-ataque e chuta na rede pelo lado de fora.
  • 25 – Montillo cruza no segundo poste, Fernando Prass defende.
  • 25’30”- Vasco contra-ataca, Fábio, de soco, manda a bola pra lateral.
  • 26 – Faltas: Vasco 10×4.
  • 27 – Juninho Pernambucano cobra falta, bol desvia na barreira. Fábio defende o escanteio cobrado por Juninho.
  • 28 – Montillo escapa em velocidade pela esquerda, mas erra o passe direcionado a Francisco Everton.
  • 29 – Fábio faz duas defesas difíceis em cobranças de escanteio.
  • 30 –Defesaça! Diego Souza desvia no primeiro poste, Fábio faz uma defesa espetacular.
  • 31 – Montillo faz boa jogada, escapa pela direita, mas sofre falta.
  • 32 – Montillo cobra no primeiro poste, bequeira corta.
  • 33 – Vasco pressiona a saída de bola do Cruzeiro, que passar a dar chutões.
  • 34 – Charles avança, mas é derrubado por Rômulo. Falta frontal.
  • 35 – Desperdício! Montillo cobra, Roger Galera perde gol ao cabecear a bola por cima do travessão.
  • 36 – Elton recebe na intermediária e, da entrada da área, chuta pra defesa de Fábio.
  • 37 – Elton arremata de bicicleta, Fábio defende.
  • 38 – Gol! – Diego Souza recebe na meia esquerda, entra na área, passa por Cribari e chuta cruzado. Fábio ainda toca na bola, mas ela bate no pé do poste esquerdo e entra. Vasco 1xo.
  • 39 – Torcida do Vasco, cerca de 500 pessoas, vibra. Torcida celeste dá o troco gritando mais alto.
  • 39’30” – Tumulto! - Briga no setor ocupado pela Máfia Azul. Polícia Militar entra em ação e muitos torcedores escapam correndo.
  • 40 – Roger Galera tenta avançar, mas é desarmado por Eduardo Costa.
  • 41 – Fernando Prass encena contusão, pede e recebe atendimento médico.
  • 42 – Era pra vermelho! Felipe Bastos comete falta em Francisco Everton e, não recebe o segundo cartão amarelo.
  • 43 – Montillo entra na área pela direita e chuta por cobertura, bola vai pra fora.
  • 44 – Juninho Pernambucano chuta, Fábio defende com dificuldade.
  • 45 – Fabricio solta uma bomba de longe, Fernando Prass defende.
  • 46 – Fim de 1º tempo. Cruzeiro é vaiado por sua galera.
  • Fábio: “Desperdiçamos chances e tomamos um gol em desatenção da defesa. Vamos nos recuperar.”
  • Bobô: “Tem que jogar mais, adiantar o time pra tentar o empate.”
  • Francisco Everton: “O lateral deles avança muito e não dá pra sair por jogo.”
  • Roger Galera: “O time está correndo, lutando e vai virar isso aí.”

Segundo Tempo

  • 17h01 – Vasco em campo sem alterações.
  • 17h02 – Cruzeiro em campo.
  • Emerson Ávila - “Temos que vencer, mas ir de maneira organizada pra cima do adversário, nesta adversidade.”
  • 17h03 – Começa o 2º tempo. Vasco dá a saída.
  • 00 – Troca! Vítor por Elber.
  • 01 – Charles comete falta em Juninho Pernambucano no meio campo defensivo do Cruzeiro.
  • 02 – Diego Souza domina sem marcação, avança e recebe falta.
  • 03 – Juninho Pernambucano bate falta, Fábio dá rebote e corta arremate rente ao chão em lance de muito perigo
  • 04 – Escanteio para o Cruzeiro. Escanteios: 4×4.
  • 05 – Felipe Bastos dá um chutão, bola chega a Diego Souza, que está impedido.
  • 06 – Montillo passa a Roger Galera, que cruza. Renato Silva se antecipa a Bobô e corta.
  • 07 – Roger Galera lança Bobô. Bandeira marca impedimento equivocadamente.
  • 08 – Elber sofre falta na direita, Dedé desvia a escanteio.
  • 08’30”- Faltas: Vasco 15×8.
  • 09 – Dedé comete falta em Francisco Everton. Roger Galera cobra, defesa corta.
  • 10 – Montillo recebe na esquerda e cruza errado desperdiçando ataque.
  • 11 – Elber lança Bobô, que está impedido na ponta direita.
  • 11’30”- Impedimento: Cruzeiro 4×3.
  • 12 – Cruzeiro trabalha mal a bola, que chega em condições ruins pros atacantes.
  • 13 – Charles parte no contra-ataque, mas ao invés de servir dois jogadores à direita, tenta um passe vertical e a bola fica com a defesa.
  • 14 – Gol! Fagner tabela com Juninho Pernambucano, deixa Francisco Everton pra trás e cruza. Na pequena área, Diego Souza arremata sem chance pra Fábio. Vasco 2×0.
  • 15 – Emerson Ávila chama Bruninho pra receber instruções.
  • 16 – Troca! Charles por Bruninho. O volante responde a insulto de um trocedor com um gesto obceno.
  • 17 – Cruzeiro perde o meio campo e não cria ataques perigosos.
  • 18 – Torcedores das sociais do Cruzeiro xingam Emerson Ávila, que não retruca.
  • 19 – Vasco roda a bola no meio de campo administrando a vitória.
  • 20 – Marquinhos Paraná joga com Elber, que perde a bola pra Dedé.
  • 21 – Elber recebe na intermediária, pela direita, e sofre falta.
  • 22 – Roger Galera cobra falta. Fernando Prass defende.
  • 23 – Troca! Fellipe Bastos por Allan.
  • 24 – Troca! Bobô por Keirrison. Torcida vaia os dois.
  • 25 – Cribari chuta de fora da área no canto esquerdo de Fernando Prass. Bola explode na defesa.
  • 26 – Fabrício falha e permite contra-ataque que Fábio desvia pra escanteio.
  • 27 – Juninho Pernambucano cobra escanteio que defesa salva mas sem força pra armar contra-ataque.
  • 28 – Keirrison tenta passar por Dedé, mas é desarmado.
  • 29 – Vasco contra-ataca, Elton, na entrada da área, passa a Márcio Careca, que domina e chuta cruzado. Fábio espalma.
  • 30 – Vermelho! Diego Souza avança em direção ao arco celeste, mas é derrubado por Marquinhos Paraná, na entrada da área.
  • 31 – Juninho Pernambucano bate falta de dentro da meia-lua, bola passa por cima do travessão.
  • 32 – Montillo recebe na direita, aciona Roger que é desarmado por Diego Souza.
  • 33 – Faltas: Vasco 17×16.
  • 34 – Diego Souza é acionado na grande área, mas a bola corre muito e fica com Fábio.
  • 35 – Gol! Diego Souza recebe passe de Juninho Pernambucano dentro da área, desvencilha-se de Bruninho, aplica lençol em Fábio e toca pra rede. Vasco 3×0.
  • 36 – Allan aproveita desatenção da defesa celeste e quase faz o terceiro gol do Vasco.
  • 37 – Troca! Diego Souza por Leandro.
  • 38 – Encontrados os culpados! Torcedores celestes vaiam adiretoria do clube.
  • 39 – Leandro escapa pela direita, mas cruza em cima de Cribari.
  • 40 – Juninho Pernambucano chuta de longe e quase quase marca.
  • 41 – Juninho Pernambucano, na esquerda, cobra escanteio no meio da área. Cribari rebate com um chutão.
  • 42 – Troca! Juninho Pernambucano por Diego Rosa.
  • 43 – Bola levantada na área cruzmaltina, Fernando Prass sai do gol e defende.
  • 44 – Melhores, segundo o Portal UOL: Diego Souza, que deu muito trabalho aos marcadores, fez três gols e criou outras boas chances; e Dedé com ótima atuação, bastante seguro, que se saiu muito bem no duelo que travou com Montillo.Piores,
  • 44’30”- Piores, segundo o Portal UOL: Victorino, que falhou muito, demonstrando insegurança e permitindo ataques perigosos ao adversário; e Charles, que foi deficiente na marcação, não ajudou o ataque, foi substituído por Bruninho e discutiu com torcedores, fazendo gesto obsceno.
  • 45 – Diego Rosa recebe na direita e cruza direto, bola sai pela linha de fundo.
  • 46 – Fim de jogo. Cruzeiro cai pra 16º lugar, Vasco se mantém na liderança.
  • Números: Posse de bola: Cruzeiro, 53% / Faltas: Vasco 22×17 / Passes errados: Vasco 41×39 / Finalizaçãoes: Vasco 17×14 / Desarmes: Vasco 25×14 / Escanteios: 6×6.
  • Francisco Everton: “Não conseguimos acertar nada. Jogo pra se esquecer. O Cruzeiro não pode estar nesta situação.”
  • Fábio: “Estamos tentando, mas tá faltando muita coisa. Não conseguimos nos impor. Estamos perdendo a concentração e tudo desanda.”
  • Roger Galera: “Se entrarmos na zona de rebaixamento, fica mais difícil de sair.”
  • Montillo: “A situação é muito difícil e nem sabemos o que falar.”

Vídeos

Melhores momentos

Atuações

  • Torcida – Perplexa, não conseguiu empurrar o time nos momentos mais difíceis. Componentes da Máfia Azul tiveram de correr da polícia antes e depois do jogo desperdiçando energia que poderia ter sido gasta no apoio ao time. (Síndico) ///
  • Fábio – Sem erros. E fez várias defesas salvadoras. (Síndico) ///
  • Vítor - Pouco inspirado nas subidas ao ataque, não voltou para o segundo tempo. (Síndico) ///
  • Victorino – Inseguro, errou muito. deve ter sido sua pior partida com a camisa celeste. (Síndico) ///
  • Cribari – Cometeu vários erros no combate direto, na cobertura e em saídas de bola. (Síndico) ///
  • Francisco Everton – Fraco tecnicamente, em especial na marcação, mas luta o tempo todo. (Síndico) ///
  • Charles – Ainda não se encaixou no meio de campo, embora continue lutando muito. (Síndico) ///
  • Marquinhos Paraná – No início do jogo, fez a cobertura da lateral-esquerda, depois, protegeu a lateral-direita nas subidas de Vítor. No final do 1º tempo, recebeu ordens do treinador pra ser o terceiro beque, Na etapa final, voltou na lateral-direita. Na reta final, trocou um cartão vermelho por um gol do Vasco impedindo que Diego Souza entrasse livre na área. É um dos poucos a não cair em depressão quando o time toma gol. Mas está cada vez mais sozinho em meio ao naufrágio generalizado.(Síndico) ///
  • Fabrício – Não se parece com aquele volante que marcava e atacava com qualidade. A recuperação da equipe passa por sua recuperação.(Síndico) ///
  • Roger Galera – Sem compromisso com a marcação, foi preservado para armação de jogadas. começou bem com bons passes e presença na área, mas desabou com o restante da equipe após o primeiro gol vascaíno. (Síndico) ///
  • Montillo - Abaixo de suas possibilidades, ainda assim é o mais efetivo armador e atacante do time. (Síndico) ///
  • Bruninho - Tentou criar pela ponta esquerda, mas foi contido pela cerrada defesa vascaína. (Síndico) ///
  • Bobô – Divorciado da bola, poucas vezes se encontrou com ela. E em nenhuma das ocasiões, houve entendimento entre as partes. (Síndico) ///
  • Keirrison – Continua sem estrear. (Síndico) ///
  • Elber – Fora de sua posição e de suas características, tenta jogar pelas pontas, mas não tem força nem velocidade. De positivo, a luta. (Síndico) ///
  • Emerson Ávila – Armou o melhor time possível, deixou Roger Galera livre pra armar o jogo, mas não conseguiu evitar a débâcle quando o time sofreu o primeiro gol. Tentou alterações táticas e técnicas, mas elas não resolveram, pois o adversário, com a vantagem, fechou-se na defesa e impediu que o Cruzeiro criasse chances claras de gol. Será demitido, mas não pode ser crucificado sozinho. (Síndico) ///
  • Polícia Militar - Botou um grupo de torcedores da Máfia pra correr antes do início da partida, na porta do estádio, outro depois do primeiro gol, na arquibancada. E protegeu a saída dos ônibus dos clubes à noite. Cumpriu bem seu papel. (Síndico) ///
  • Juiz & Bandeiras – O juiz errou ao não expulsar Fellipe Vastos, que merecia um segundo amarelo por Falta em Fabrício. Um dos bandeiras marcou impedimento equivocado de Bobô. (Síndico) ///
  • Cruzeiro – Emerson colocou em campo o melhor time possível e ele até começou bem a partida, mas foi perdendo terreno para um Vasco melhor organizado e com mais talentos. No desespero, o treinador colocou os garotos Elber e Bruninho, que se esforçaram, mas encontraram uma defesa fechada e não tiveram apoio de Roger Galera, cansado, e de Montillo, bem marcado. Pra piorar, depois do segundo gol, o time se desesperou e não conseguiu organizar jogadas de boa qualidade. (Síndico) ///
  • Vasco - Mostrou por que é líder. Com ótimo meio de campo, onde três volantes trabalham e Juninho cria, defesa compacta e ataque perigoso, venceu a partida com naturalidade, sem se esbaforir. (Síndico) ///

O que foi dito

  • Montillo, meia-atacante do Cruzeiro: O Cruzeiro não criou muito. Acho que o time até começou bem, mas caiu na sequência. Ficamos com um jogador a menos, mas a fase é muito ruim. Não sei o que acontece. Muitos jogadores estão machucados, como o Wallyson, o Ortigoza e o Wellington Paulista. São todos muito importantes. Os que chegam precisam de tempo maior de adaptação. Não podemos depender que o Atlético-MG, Avaí, Atlético e América não ganhem. Pra não depender de ninguém, temos que ganhar. A situação é difícil, mas o time vai continuar com o trabalho. O time começou o ano fazendo três, quatro gols por jogo e agora não está conseguindo nem criar muitos lances de perigo. É um conjunto que nos faz ficar nessa situação. Contra o Vasco, o time até começou bem, mas foi caindo. Depois que levou o primeiro gol ficou mais complicado.
  • Emerson Ávila, treinador mdo Cruzeiro: Sou funcionário do clube, sempre trabalhei com empenho e dedicação. Minha preocupação é com a imagem do clube. Se a solução for trazer outra pessoa, vou ajudar no que for preciso. O Cruzeiro nunca passou pela situação de uma Segunda Divisão e vou fazer o máximo pra afastar esse perigo. É complicado cobrar da torcida, que paga o ingresso e pega a estrada pra assistir ao jogo. Ela é apaixonada e quer ver um bom resultado. É evidente que ela quer que o time saia da situação difícil e temos de entender as manifestações. Eu mesmo recebi vários insultos atrás do banco, mas, se for me preocupar com isso, não vou fazer o que tenho de fazer de fato. Estamos brigando sim, na parte de baixo da tabela, apesar de os resultados de hoje terem sido favoráveis. Mas temos consciência disso. O fato é que a gente precisa vencer. Não temos de ficar só torcendo pro adversário perder. O momento é muito ruim. Se a solução do problema for trazer outra pessoa, que seja essa a solução. Vamos aguardar a posição da direção. A briga não é minha por questão de vaidade e sim pela questão de tirar o Cruzeiro da situação em que se encontra. A equipe se abate muito quando sofre o primeiro gol. Pode ser que passe na cabeça dos atletas toda a história dos jogos anteriores, a dificuldade pra vencer. Sair atrás do marcador é muito ruim. O ideal é você buscar logo o gol pra dar mais tranquilidade.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: A gente tem de ter concentração o tempo todo. Não é porque sofremos o primeiro gol que vamos largar, nos abalar. Temos que continuar a mesma postura para não levar o segundo e deixar tudo desandar como desandou.
  • Roger Galera, meia do Cruzeiro: Está faltando mais esforço. Existe o medo de entrar na zona de rebaixamento. Se entrar é mais difícil de sair, tem que ter uma força a mais pra melhorar.
  • Diego Souza, meia-atacante do Vasco: O grupo tem buscado sua melhor forma de jogar. Aqui não é fácil ganhar, se tornou fácil porque nossa equipe guerreou o tempo inteiro, lutamos de igual para igual. Foi um dia bom para mim, consegui fazer os gols necessários, mas brilhar, a equipe do Vasco é que brilhou.
  • Maurício Neves, no blog de Lédio Carmona: O Vasco foi melhor durante todo o primeiro tempo, à custa de um jogo firme, de imposição, com a força de quem busca a liderança. Poderia ter saído na frente quando Márcio Careca viu-se cara a cara com Fábio ou na cabeça de Diego Souza que quase encobre o goleiro cruzeirense. Porém, mais do que nas chances de gol, a soberania cruzmaltina apareceu no controle das ações, na bola de pé em pé que cercava o adversário até reduzir-lhe a resistência. Ao Cruzeiro restou as bolas alçadas, marcadas por duas cabeçadas de Roger – converteu quando estava impedido, errou quando estava em posição legal e completamente livre. De qualquer modo, as poucas aparições cruzeirenses apenas realçavam que era o Vasco quem estava no comando, que era o Vasco quem sabia o que fazer da bola, como soube Diego Souza no lance que abriu o placar. No segundo tempo, calculista, o Vasco atraiu o Cruzeiro para seu próprio campo, a fim de ganhar espaço para a estocada decisiva. Ela veio aos 14 minutos, de novo com a bola no chão. Fagner tocou para Elton que passou em branco, mas Diego Souza, o melhor da tarde, não perdoou: Vasco 2×0. Não satisfeito, Diego Souza ainda apareceu na própria área para ajudar a defesa, forçou a expulsão de Marquinhos Paraná em um contra-ataque e, após um passe de imensa categoria de Juninho, fez um gol emulando Pelé, com matada no peito, lençol no goleiro e deixadinha suave de cabeça na rede. Além de devolver a derrota sofrida no turno para o Cruzeiro, o Vasco se firmou na liderança e joga o melhor futebol do campeonato. O Cruzeiro se afunda ainda mais em sua crise, é um time com sérias deficiências, mas a derrota deste domingo não é um sinal de fraqueza. Nenhum outro time teria segurado o Vasco de um incensado Diego Souza neste domingo.
  • Eduardo Arreguy, no PHD: Estamos precisando de um líder pra fazer o time jogar. O Cruzeiro está mal, física e mentalmente. Infelizmente não vejo no Emerson Ávila –que não é mau treinador– os atributos necessários para exercer essa liderança. Se a diretoria errou em demitir o Joel, me parece que erra mantendo o atual treinador. Precisamos de uma sacudida urgente.
  • Daniel Loures, no PHD: O Cruzeiro começou bem, ameaçando o Vasco, mas era totalmente desorganizado. Não é um time, mas mostrou vontade. O Vasco é arrumadinho, e por isso é líder, e sabe girar a bola, coisa que o Cruzeiro não sabe (ou esqueceu).O Cruzeiro além de ter a falta de conjunto, tem a falta de preparo físico dos recém chegados. A coisa tá feia!
  • Ernesto Araújo, no PHD: O futebol do Bruninho foi superior ao do Elber. Ele aprofundou as jogadas pela esquerda e me pareceu um pouco mais “esperto” que o companheiro do outro lado. Não sei exatamente como o Elber joga na base mas a impressão é de que o Ávila gostaria que ele puxasse as jogadas pela ponta direita. Pra quem já viu o Wallyson arrancar e partir pra cima por aquele lado é triste ver o Elber indeciso e lento.
  • Celeste Campos, no PHD: Amanhã, se alguém vier tirar onda sobre o momento do Cruzeiro, como de hábito, vou defender meu time e falar que sairemos desta. Aqui nesse espaço a situação é diferente. Só tem cruzeirenses. E, contra fatos não há argumentos. O time está muito mal e não vejo perspectiva de melhora. Vou continuar torcendo, mas está difícil acreditar em reação.
  • Internauta anônimo: Ok, Cruzeiro, já aprendi como é ser Atleticano. Agora, por favor, já pode voltar a vencer…

Fontes

Transmissão

  • Sportv