Cruzeiro 0x0 Internacional - 29/09/2012

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo São Paulo.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Grêmio.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png
Por Campeonato Brasileiro 2012
Escudo São Paulo.png 1x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Grêmio.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Melão
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Vasco.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x0 Escudo Portuguesa.png
Contra Internacional
Escudo Internacional.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 2x2 Escudo Internacional.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
0 × 0 Escudo Internacional.png
Internacional
27ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012
Data: 29 de setembro de 2012 Local: Varginha, MG
Horário: 18:30 Estádio: Melão
Árbitro: Paulo César de Oliveira Público pagante: 7.395
Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse Público presente: Não disponível
Assistente 2: Rogério Pablos Zanardo Renda: R$ 182.515,00 R$ 182.515 <br />Cr$ 182.515 <br />NCr$ 182.515 <br />Cz$ 182.515 <br />NCz$ 182.515 <br /> (preço médio: R$ 24,68 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Cruzeiro: Internacional:

1. Fábio 1. Muriel
2. Ceará Substituição realizada de jogo ( 15. Diego Renan ) 13. Rodrigo Moledo
3. Léo 2. Índio Substituição realizada de jogo ( 32. Jackson )
4. Thiago Carvalho 4. Nei Cartão amarelo recebido aos
5. Leandro Guerreiro 6. Fabrício
6. Everton 21. Ygor
7. Marcelo Oliveira 5. Guiñazu
8. Diego Árias Substituição realizada de jogo ( 17. Souza Silva ) 15. Elton Substituição realizada de jogo ( 33. Lucas Lima )
9. Borges 35. Fred Cartão amarelo recebido aos
10. Montillo 7. Diego Forlán Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada de jogo ( 34. Cassiano )
11. Anselmo Ramon Substituição realizada de jogo ( 16. Martinuccio ) 9. Leandro Damião
Técnico: Celso Roth Técnico: Fernandão
Reservas que não entraram na partida
Cruzeiro: Internacional:

Pré-Jogo

O Cruzeiro inicia a rodada em 9º lugar com 35 ponto, Se vencer, pode subir uma posição. Perdendo pode cair três.

Celso Roth terá 7 ausências contra o São Paulo: Fabinho, Wallyson e Wellington Paulista (atacantes), Sandro Silva e Willian Magrão (volantes), Lucas Silva e Tinga (volantes), suspensos.

Pendurados no Cruzeiro: Borges, Ceará, Montillo, Rafael Donato, Charles, Elber, Wallyson e Victorino.

Celso Roth => “O Cruzeiro precisa errar menos e concluir melhor. Não pode dar oportunidades como aconteceu contra Vasco e São Paulo, que não fizeram por merecer a vitória. O Cruzeiro foi melhor nos dois jogos, mas concluiu mal e errou na defesa. O Inter tem uma base formada há muito tempo, o que nos obriga a ter muito cuidado.”

Em 7º lugar com 40 pontos, se vencer o Internacional pode subir duas posições. Perdendo, fica na posição atual.

Fernandão, técnico do Inter, não contará com Juan (beque), D’Alessandro (meia) e Dagoberto (atacante), contundidos.

Pendurados no Inter: .

Fernandão => “Perdemos muitos pontos importantes em casa e queremos ao menos quatro nos próximos dois jogos fora. Projeto 67 pontos para G-, mas acho que podemos fazer até 70. O fato de o Cruzeiro estar atuando fora de Belo Horizonte pode pesar, mas sabemos de todos os perigos e um deles é a mobilização do Cruzeiro pra reverter uma situação ruim.”

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h25 – Cruzeiro em campo com uniforme tradicional.
  • 18h26 – Internacional em campo com uniforme tradicional.
  • 18h28 – Execução do Hino Nacional Brasileiro.
  • 18h32 - Reservas do Cruzeiro: Rafael Monteiro, Mayke, Mateus, Diego Renan, Souza, Elber, Martinuccio.
  • 18h34 – Começa o jogo. Inter dá a saída. Cruzeiro está à direita das cabines.
  • 01 – Lançamento longo pra Leandro Damião, Fábio fica com a bola.
  • 02 – Fabrício chuta de fora, bola sai à esquerda do arco celeste.
  • 03 – Leandro Damião recebe a bola na ponta direita, cruza rasteiro pra área, Ceará afasta.
  • 04 – Leandro Damião passa por dois marcadores na direita e cruza, mas ninguém aproveita.
  • 05 – Inter domina, Cruzeiro encontra dificuldades pra trocar passes no ataque e ainda não finalizou.
  • 06 – Galera! Motozeiros, Nação Azul, CMA Itatiaiuçu, Jovem e Nação Azul de Varginha, do Cruzeiro, e Camisa 12 e Popular, do Inter, são as organizadas presentes.
  • 7’ – Borges aparece livre na área após receber cruzamento, mas está impedido.
  • o8 – Leandro Damião se antecipa a Thiago Carvalho após cruzamento de Nei e desvia. Fábio defende.
  • 09 – Flamengos! Locutor anuncia gol do Figueirense contra o Vasco, no Rio de Janeiro, parte da torcida vibra no Melão.
  • 10 – Pênalti! Nei empurra Borges dentro da área.
  • 11 – Amarelo! Para Nei, por causa do pênalti.
  • 12 – Borges cobra, acerta o canto direito, Juiz manda voltar alegando invasão da área.
  • 13 – Perdeu! Borges cobra de novo com chute forte. Bola passa por cima do travessão. E o juiz não deve ter visto outra invasão da área por jogadores colorados. Que fase!
  • 14 – Diego Forlán recebe cruzamento e chuta de prima. Fábio defende.
  • 15 – PCO, vai comarnotu! Torcida celeste continua furiosa com o apitador a quem manda enfornar um robalo.
  • 16 – Matheus Penido, no PHD: “PCO continua o mesmo: péssimo em sua profissão e sempre tentando chamar mais atenção do que os jogadores.”
  • 17 – Fred recebe passe, não consegue dominar, Thiago Carvalho escolta a boal que sai pela linha de fundo.
  • 18 – Inter marca saída de bola do Cruzeiro, Thiago Carvalho toca errado pela linha lateral.
  • 19 – Diego Arias dá uma bolada em Ceará ao tentar um passe . Lateral colorado.
  • 20 – Francisco Everton é lançado na esquerda por Marcelo Oliveira, chuta de prima, bola passa por cima do travessão.
  • 21 – Cruzeiro troca passes tentando furar o bloqueio colorado.
  • 22 – Fabrício levanta a bola sobre a área, Thiago Carvalho afasta, Ceará evita o escanteio.
  • 23 – Francisco Everton fica sem opção de jogada, ninguém encosta, ele perde a bola pro layeral Nei.
  • 24 – Anselmo Ramon comete falta em Nei.
  • 25 – Forlán cobra falta levantando a bola sobre a área celeste. Ceará tira de cabeça.
  • 26 – Boa! Montillo gira e, de fora da área, chuta no canto direito. Muriel defende.
  • 27 – Montillo lança Marcelo Oliveira, que empurra Nei na disputa pelo alto. Falta.
  • 28 – Leandro Damião cai reclamando de pancada no rosto.
  • 29 – Francisco Everton cruzamento com curva, Muriel sai pra defender,
  • 30 – Diego Forlán avança em velocidade pela esquerda, mas cruza por trás do gol
  • 31 – Francisco Everton tenta [asse pra Anselmo Ramon, que não vai na bola. Lateral fica na bronca.
  • 32 – Montillo é derrubado por Fabrício na meia direita.
  • 33 – Borges recebe passe na área, mas está impedido.
  • 34 – Elton chuta torto, a bola sai a escanteio para o Cruzeiro.
  • 35 – Montillo cobra o escanteio, Leandro Damião corta de cabeça.
  • 36 – Quase! Montillo faz grande jogada pela direita, vai à linha de fundo e cruza. Borges desvia, Muriel defende.
  • 37 – Francisco Everton cruza, defesa colorada corta.
  • 38 – Guiñazu toca pra Leandro Damião, que erra a devolução. Leandro Guerreiro desfaz o lance.
  • 39 – Forlán é derrubado por Francisco Everton. falta.
  • 40 – Eta, torcida que não aprende! PCO para o jogo por causa de uma besta que aponta raio laser nos jogadores do Inter.
  • 41 – Salvou! Ygor aparece livre na pequena ea após a cobrança de falta e cabeceia no canto esquerdo; Fábio defende evitando gol certo.
  • 42 – Arias chega pela direita, toca por cobertura buscando Borges, Muriel fica com a bola.
  • 43 – Elton cai perto da entrada da área pedindo falta, que PCO não marca.
  • 44 – Leandro Damião chuta rasteiro, Fábio segura firme no meio do gol.
  • 45 – Amarelo! Diego Forlán por segurar Thiago Carvalho, impedindo contra-ataque .
  • 46’ – Entrevero! Diego Arias e Guiñazu batem boca. PCO aparta a briga.
  • 47’ – Termina o 1º tempo.
  • Fábio: “A gente teve oportunidade de marcar… Vamos continuar dessa forma.”
  • Nei: “Foi um lance normal, só trombei com o Borges. Importante é que não sofremos o gol.”

Segundo Tempo

  • 19h38 – Times voltam a campo. Inter com uma alteração.
  • 19h40 - Começa o 2º tempo.
  • 00 – Troca! Elton por Lucas Lima.
  • 01 – Diego Forlán recebe passe de Leandro Damião, erra a jogada e sai com bola pela linha de fundo.
  • 02 – Montillo protege a bola, tenta passar por Fred, mas sofre falta.
  • 03 – Bancários celestes vão pro aquecimento, atrás do gol de Muriel.
  • 04 – Gol da Lusa contra a Cocota, no Canindé. Torcida celeste explode no Melão.
  • 05 – Montillo avança pela direita e cruza. Borges e Anselmo Ramon chegam atrasados e não arrematam.
  • 06 – Forlán recebe passe na área, passa pela marcação e cruza. Defesa celeste corta.
  • 07 – Leandro Damião vence a defesa em jogada de velocidade pela direita e cruza. Fábio defende.
  • 08 – Leandro Damião se contunde e sai de maca.
  • 09 – Borges recebe cruzamento na área, domina, passa a Marcelo Oliveira, que desperdiça a jogada errando passe.
  • 10 – Forlán vai à linha de fundo pela direita, é travado por Francisco Everton e ganha escanteio.
  • 12 – Troca! Diego Arias por Souza.
  • 13 – Fabrício chuta forte de fora da área, bola sai pela linha de fundo.
  • 14 – Souza cobra escanteio no primeiro poste, Damião corta de cabeça.
  • 15 – Francisco Everton cobra lateral, Anselmo Ramon devolve. Impedimento.
  • 17 – Cruzeiro cruza uma bola a trás da outra. Defesa gaúcha corta todas.
  • 18 – Defesaça! Leandro Damião recebe de Forlán, na meia lua, ajeita o corpo e chuta forte no canto esquerdo. Fábio voa e espalma a bola.
  • 19 – Parte da torcida celeste pede o argentino Martinuccio no time.
  • 20 – Ceará triangula com Montillo, na direita, e cruza. Ygor corta pra linha de fundo.
  • 21 – Múmia paralítica não avisa que foi pênalti! Francisco Everton corre mais que Lucas Lima, pela ponta esquerda, entra na área e cruza. O colorado vem em seu encalço e desvia a bola com as mãos pra linha de fundo. PCO não vê e o vigia não o avisa que foi pênalti.
  • 21’30′ – Apoio! Torcida celeste canta alto.
  • 22 – Leandro Damião gira na entrada da área e chuta. Fábio defende.
  • 23 – Troca! Ceará, contundido, por Diego Renan.
  • 24 – Anselmo Ramon tenta fazer tabela com Borges, mas o passe sai errado.
  • 25 – Guiñazu passa a Forlán, dentro da área, Fábio sai do arco e defende aos pés do atacante.
  • 26’ – Souza chuta a gol, a bola desvia na bequeira e sai a escanteio.
  • 27 – Muriel sai do gol e corta de bola de soco, depois, cai no gramado parando contra-ataque de seu time.
  • 28 – Troca! Anselmo Ramon por Martinuccio, que estreia com a camisa celeste.
  • 28’30”- Troca! Índio por Jackson.
  • 29 – Muriel se recupera, recomeça o jogo.
  • 30 – Fabrício cobra escanteio, Leo Simões corta de cabeça.
  • 31 – Diego Renan, pela direita, cruza na medida pra Borges, que cabeceia. Bola sai à direita de Muriel.
  • 32 - Público: 7.395 pagantes. Renda: R$182.515,00.
  • 33 – Souza cobra escanteio, Rodrigo Moledo corta de cabeça.
  • 34 – Amarelo! Fred, por falta em Montillo.
  • 35 – Cruzeiro domina, mas não encontra espaços pra finalizar.
  • 36 – Hugo Serelo, no PHD: “Que partida do Fábio! Isso porque ele está em má fase, deveria pedir pra sair, não é bom capitão e não tem ido aos cultos. Nessas horas, os críticos oportunistas enfiam o rabo entre as pernas e se fazem de bobos.”
  • 37 – Francisco Everton chuta, bola desvia na bequeira, escanteio para o Cruzeiro.
  • 38 – Francisco Everton cobra escanteio, zaga afasta. Na sequência, O lateral celeste é apanhado em impedimento.
  • 39 – Fred chuta forte da entrada da área. bola acerta Thiago Carvalho.
  • 40 – Martinuccio deixa Rodrigo Moledo caído e chuta colocado, mas sem força. Muriel defende.
  • 41 – Leo Simões desfaz ataque do Inter com umm chutão.
  • 42 – Jogo aberto! Os times não se acomodam. Tentam decidir o jogo.
  • 43 – Montillo se aproxima da área, tenta tabelar com Borges, mas erra o passe.
  • 44 – Souza chuta de longe, bola quica, Muriel defende em dois tempos.
  • 44’30”- MVP! PHD escolhe Fábio como o melhor fo jogo por ter salvo, pelo menos, dois gols.
  • 45 – Troca! Forlán por Cassiano.
  • 46 – Nei tenta cobrar lateral, bola escapa da sua mão, torcida ri, PCO manda cobrar de novo.
  • 47 – Montillo levanta a bola sobre a área colorada. Muriel defende.
  • 48 – Montillo desce pela ponta esquerda e cruza. Muriel defende.
  • 49 – Fim de jogo. Placar justo, apesar dos erros do juiz.
  • Números: Faltas: Inter 22×13. Passes errados: Cruzeiro 32×25. Impedimentos: Cruzeiro 5×1. Finalizações: Inter 10×8. Escanteios: Cruzeiro 9×6. Desarmes: Inter 17×12. Defesas difíceis: Fábio 2×2 Muriel.
  • Montillo: “Não teve injustiça. Temos é que fazer go… Precisamos caprichar na hora de fazer o gol, mas o caminho é esse. Taticamente, o time deu uma melhorada. No futebol se vence com gols.”
  • Simone Castro, no PHD ”Vamos nessa toada até quando? Ganhando 2 pontinhos em 18 possíveis chegaremos ao tais 45? O que dizem os apoiadores do péssimo trabalho de Celso Roth?”
  • Calouro Burro, no PHD: “O Cruzeiro não passou sufoco. A defesa e o meio de campo estiveram bem. Precisa melhorar a criação de jogadas, que ainda é deficiente. Não vou nem falar dos desfalques, porque acho que única peça que poderia entrar no próximo jogo seria o Martinuccio no lugar do AR, se o argentino tiver condições físicas. Eu manteria o restante do time. ”

Vídeos

Melhores momentos

Atuações

  • Fábio – Três defesas difíceis, nenhuma falha pra desespero dos verdureiros. (Síndico) /// O piruzeiro jogou bem. (Othon Gervásio)
  • Ceará - Bom na marcação e no apoio até se cansar (ou sentir o tornozelo, de novo, sabe-se lá…) e sair precocemente do jogo. (Síndico) /// Mesmo com o tornozelo machucado, marca e apoia melhor do que os concorrentes na posição. Foi parceiro de Montillo em muitas jogadas. Pena não estar bem fisicamente. Sua ausência em outros jogos enfraqueceu o time. (Edu Mano)
  • Diego Renan – Apoiou com determinação.Constrói as melhores jogadas do time. Ou melhor, constrói todas as jogadas ofensivas do time. (Síndico)
  • Leo Simões - Firme, travou duelo equilibrado contra Leandro Damião. (Síndico)
  • Thiago Carvalho – Seguro, corajoso, vai tomando conta da posição a cada jogo. (Síndico)
  • Francisco Everton - Bom na marcação, ótimo no apoio. Pena que o juiz não tenha marcado pênalti de Lucas Lima em jogada sua. (Síndico)
  • Diego Arias – Discreto, mais marcou do que apoiou. Pra 9 meses de pré-temporada, até que surpreendeu positivamente. (Síndico) /// Enquanto conseguiu ficar em campo, cumpriu com eficiência atribuições defensivas. Pouco ou nada se arriscou no ataque ou saída para contra-ataques. Deu mais consistência ao trio de volantes e sua saida deixou o Inter mais à vontade no setor. (Evandro Oliveira)
  • Leandro Guerreiro - Marca razoavelmente bem, consegue sair jogando, posto que a bola não lhe queima os pés, dá conta de virar o jogo, enfim, faz coisas que os outros volantes não dão conta. (Síndico)
  • Marcelo Oliveira – Marcou bem. E saiu para o ataque em jogadas com Francisco Everton pela esquerda. (Síndico)
  • Souza – Mais animado e participativo do que nos últimos jogos, tentou criar jogadas com bola rolando, mas sua função verdadeira era cobrar faltas e escanteios, o que fez com qualidade, (Síndico)
  • Montillo – Mesmo abaixo de sua condição física ideal, é o motor do time. De seus pés nascem as jogadas que levantam a torcida. (Síndico) /// Fez uma bela partida. O jogadores ao lado dele não tinham o perfil de apoio e bom toque de bola. Mesmo assim ele buscou se movimentar, tentou jogadas e, muitas vezes, esteve só com a bola. Esteve isolado na tarefa de atacar. Se Tinga ou Charles estivessem no lugar de Marcelo Oliveira, ele teria rendido ainda mais. (Edu Mano)
  • Anselmo Ramon - Lutou, mas não brilhou. Borges monopolizou a posição entre os beques e ele, com ordens de afunilar e também jogar na área, ficou sem bola e espaço pra jogar. (Síndico)
  • Borges - Participou três vezes do jogo: sofreu e perdeu um pênalti e cabeceou pra fora boa chance de gol. Está sentindo muito os desfalques de Neymar, Ganso, Elano, Arouca, Danilo e outros suportes, que o fizeram artilheiro do Brasileiro 2012. (Síndico)
  • Martinuccio – Boa estreia, com movimentação pelas duas pontas. O Cruzeiro precisa muito de jogador entusiasmado como ele. (Síndico)
  • Celso Roth – Optou pela escalação convencional, o 4-3-1-2 e o time equilibrou a partida contra um adversário em melhor momento. As substituições foram corretas e deram bom resultado. (Síndico) /// Mostrou ousadia ao escalar um time ofensivo. Além disso, fez as substituições certas, na hora certa, quando os que saíram caíam de produção. (Estado de Minas) /// Está provando que vacila na escalação e é fraco nas substituições. Quando é obrigado a substituir, como aconteceu com as saídas de Ceará e Arias, tem opções de banco que não sabe usar. Eu teria colocado Martinuccio, Elber ou outro no lugar de Arias pra ser mais ofensivo. É pouco ousado e está mais preocupado em garantir seu emprego até o final de 2013. (Evandro Oliveira)
  • Torcida - Boa presença, mas pouca animação. (Síndico)
  • Juiz & Bandeiras – Paulo Cesar de Oliveira mandou repetir a cobrança por invasão da área. Na segunda cobrança de Borges, um jogador do Inter não chegou a invadir, pois nem se deu ao trabalho de sair da área. Ele estava de frente e deixou rolar. Também não viu pênalti claro de Lucas Lima em cruzamento de Francisco Everton. E a múmia paralítica, que trabalha de vigia ficou muda. Nota zero por sexteto de arbitragem! Síndico)
  • Cruzeiro – O time celeste jogou bem, mas não marcou gols e teve de contar conm Fábio pra não sofrê-los. Com a entrada do entusiasmado Martinuccio, a equipe ficou mais incisiva e deixou a esperança de que ainda possa evoluir e deixar o Fantasma de 2011 no limbo. (Síndico) /// O time evoluiu. Roth escalou a melhor dupla de zaga, não há outra melhor. Os laterais também têm de ser os que começaram jogando. Se não fez uma partida de encher os olhos, Diego Arias mostrou que pode ser útil e não deveria ter ficado tanto tempo de fora. Outra boa novidade é que o bumba-meu-boi diminuiu pra caramba e boas jogadas começaram a aparecer. (Gustavo Martins) /// O Cruzeiro mandou no jogo. Quando Leandro Guerreiro sai de perto dos zagueiros, a bola rola com mais qualidade e o time joga. O Cruzeiro empurrou o Inter para seu campo e impôs o ritmo. (Hugo Cezar Pereira Bernardino)
  • Internacional – Tem jogadores pra mais do que normalmente faz. Leandro Damião, Fabrício, Lucas Lima e Guiãnzu foram os destaques. Forlán esforçou-se, mas não foi decisivo. (Síndico)

O que foi dito

  • Celso Roth, treinador do Cruzeiro: O momento do Cruzeiro é complicado. Fizemos o gol, mas houve o preciosismo do árbitro. Borges errou, mas foi muito preciosismo do Paulo César, que é bom árbitro e boa pessoa. Tivemos algumas oportunidades e o Inter menos. O sentimento é de que poderia ter sido melhor. O resultado não foi justo, deveria ser melhor. É a terceira vez seguida que fazemos jogo equilibrado. Temos que manter isso, ter persistência e saber que a vida no futebol é assim. Diego Arias jogou pela primeira vez e foi muito bem na marcação. Foi substituído no 2º tempo porque precisávamos de jogar mais pelos flancos e ter mais chegada ao ataque. O time melhorou com a entrada do Souza, mas o Arias está aprovado. Martinuccio entrou muito bem, porém, está sem ritmo. Ele terá mais chances e se não tiver mais problemas de contusão, poderá nos ajudar no restante do Brasileiro.
  • José Maria Fialho, vice-presidente de futebol do Cruzeiro: Por que essa má vontade com o nosso Cruzeiro? Estamos indignados. Perdemos dois pontos por falha do juiz. Um juiz que tem toda essa credibilidade e tinha que cumprir a regra. Ele mandou bater o pênalti de novo. Mas adiantaram novamente e ele não mandou repetir. Houve um pênalti claro em cima do Everton. O Cruzeiro vai à CBF. Vamos reclamar. É um absurdo o que fizeram.
  • Fábio, goleiro do Cruzeiro: No futebol é assim. Alguns torcedores só vêem quando o jogador erra e não avaliam o restante do jogo. Me dedico bastante e, às vezes, sou crucificado por apenas um lance ou outro. As pessoas esquecem o que fizemos pelo clube. Agradeço o carinho que recebo de alguns. É isso que me faz ter mais vontade de trabalhar. Vamos buscar uma posição bem melhor pra colocar o Cruzeiro onde ele merece ficar.
  • Borges, centroavante do Cruzeiro: Quem me conhece sabe que sou um cara que se cobra muito, por isso disse que daria entrevista. São coisas que acontecem, eu ajudei a equipe a vencer em vários jogos, mas agora aconteceu essa situação desagradável. Fiz o primeiro gol e, talvez, se fosse o contrário eu não sei se o juiz faria a mesma coisa. No segundo, eu tentei bater alto, mas a bola subiu. Não me escondo, ponho a cara pra bater e tenho personalidade pra dar a volta por cima. O Cruzeiro merecia a vitória.
  • Fernandão, treinador do Internacional: É difícil jogar contra o Cruzeiro fora de casa. Este foi um ponto somado. Complica porque aumenta a distância para o Vasco em mais dois pontos e diminui um jogo. Mas não dá para achar que é fácil chegar aqui e vencer o Cruzeiro. Se a equipe tivesse jogado mal, tudo bem. Mas fomos bem. Sofremos um pouco no 1º tempo, mas o time fez um grande jogo e teve chances de vencer.
  • Simone Castro, comentarista do PHD: Sexta partida sem vencer! Só 2 míseros pontos em 18! E tem gente achando tudo normal e me chamando de neurótica. O time do Roth involuiu, se é que isso é possível pra um time que nunca teve padrão de jogo, que nunca teve nada! Mas certos cruzeirenses se apegaram ao trauma de 2011 e ficam com medo de mudar. Preferem ficar com o péssimo técnico e seu trabalho mais que esquisito.
  • Flávio Carneiro, comentarista do PHD: Nunca gostei do PCO. Ele sempre erra contra o Cruzeiro, mas o único grande erro dele nesse jogo foi não ter voltado a segunda cobrança do Borges, por coerência. No lance do segundo penalti, a visão dele estava encoberta e não teria como ele ver o toque de mão do jogador colorado. O erro foi do Vigia, que fica atrás do gol e está ali exatamente pra isso. Nesse jogo, não dá para culpar o PCO, que inclusive marcou um pênalti para nós, um fato raro.
  • J. Fábio, comentarista do PHD: A Itatiaia disse que o Cruzeiro foi operado e pela primeira vez temos que concordar com ela. Pode-se questionar se houve ou não o primeiro penalti. Agora, uma vez marcado, o juiz deveria ter sido coerente na segunda batida, quando havia jogadores do Inter parados na grande área, mesmo antes da cobrança. O segundo pênalti, em que o colorado tocou na bola com as duas mãos, foi escandaloso.

Fontes

Transmissão

  • Sportv