Cruzeiro 0x0 Democrata-SL - 17/07/1965

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar


Confrontos
(clique no jogo para navegar)
Por temporada
Escudo Uberlândia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Uberaba.png
Por Campeonato Mineiro
Escudo Uberlândia.png 0x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Uberaba.png
No estádio Independência
Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo Atlético-MG.png Gol aos do Escudo Cruzeiro.png 0x0 Escudo Uberaba.png
Contra Democrata-SL
Escudo Cruzeiro.png 4x0 Escudo Democrata-SL.png Gol aos do Escudo Democrata-SL.png 0x3 Escudo Cruzeiro.png

[edit]

Escudo Cruzeiro.png
0 × 0
Escudo Democrata-SL.png


Placar
Cruzeiro 0-0 Democrata-SL
Súmula/Borderô não disponível

Informações

Data: 17 de julho de 1965
Local: Belo Horizonte, MG
Estádio: Independência

Árbitro: Alcebíades Magalhães Dias
Assistente 1: Moacir Thiago
Assistente 1: Geraldo Toledo


Público e Renda

Público pagante: Não disponível
Público Presente: Não disponível
Renda: Cr$ 664.500,00 R$ 664.500 <br />Cr$ 664.500 <br />NCr$ 664.500 <br />Cz$ 664.500 <br />NCz$ 664.500 <br />


Escalações

Cruzeiro
  1.  Tonho
  2.  Pedro Paulo
  3.  William
  4.  Vavá
  5. Tião NA  Cartão vermelho recebido aos 43  (2T) 43'  (2T)  
  6.  Ílton Chaves
  7.  Dirceu Lopes
  8.  Antoninho
  9.  Wilson Almeida
10. João José
11. Fescina
Técnico: Airton Moreira

Democrata-SL
  1. Caixinha
  2. Birosca
  3. Raul Fernandes
  4. Rui
  5. Nelsinho
  6. Dinar Cartão vermelho recebido aos 43  (2T) 43'  (2T)  
  7. Luiz Carlos
  8. Zé Geraldo
  9. Toninho
10. Edinho
11. Reis Substituição realizada de jogo ( Dias )
Técnico: Ricardo Diez


Reservas que não entraram na partida


Nota
Na fonte tinha mais de 11 titulares: Tonho, Pedro Paulo, William, Vavá e Tião; Ílton Chaves e Dirceu Lopes; Antoninho, Wilson Almeida, João José, Fescina e Dalmar Substituição realizada de jogo ( Hilton Oliveira )

Sobre o jogo[editar]

O time de Sete Lagoas fez um bom 1º tempo. E contou com uma ajuda histórica de um atleticano juramentado.

Alcebíades Magalhães Dias, o Cidinho Bola Nossa, deixou de marcar 4 pênaltis a favor do Cruzeiro.

No primeiro, Rui derrubou João José e, surpreso com a marcação de um tiro de meta a favor do seu time, não conteve o riso.

No segundo, o quarto-zagueiro interceptou, com a mão, tabela entre Fescina e Wilson Almeida. Como Cidinho não viu, os setelagoanos sentiram-se à vontade pra cometer mais dois pênaltis.

Raul Fernandes, beque-central emprestado pelo Cruzeiro ao time lacustre, distribuiu pontapés. Dois deles deveriam ter sido punidos com a penalidade máxima.

No 2º tempo, Aírton Moreira, trocou a pontaria de Dalmar pela velocidade de Hilton Oliveira. Virou ataque contra defesa.

No Democrata, Caixinha fez milagres. Mas falhou aos 36 ao chegar atrasado numa bola que ultrapassou a risca fatal.

A torcida comemorou, mas Cidinho mandou o goleiro repor a bola. Naquela tarde, o Cruzeiro estava proibido de marcar gols.

Fonte[editar]