Copa Libertadores da América 2011

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Copa Libertadores da América 2010 Escudo Conmebol.png Copa Libertadores da América 2014 →


A Copa Libertadores da América 2011, oficialmente Copa Santander Libertadores 2011 por motivos de patrocínio, foi a 52ª edição do principal torneio da América do Sul, realizado pela CONMEBOL. Esta foi a 13ª participação do Cruzeiro, 4ª consecutiva. Time foi eliminado nas oitavas-de-final.

Adversários[editar]

Fase de Grupos - Grupo 7
Oitava-de-final

Histórico[editar]

O Cruzeiro participou da Libertadores pela décima terceira vez após terminar o Campeonato Brasileiro 2010 em 2º lugar. O time fez um Brasileirão tranquilo. Esteve o tempo inteiro brigando na parte de cima da tabela e chegou a ser líder algumas vezes. Nas últimas rodadas, corria por fora na disputa pelo título e era apenas a terceira força.

Mas quase foi campeão na rodada derradeira, porém, dependia do resultado do Fluminense, que venceu a acabou se sagrando campeão. Começou a 38ª rodada como terceiro e ultrapassou o Corinthians, se livrando de disputar a Pré-Libertadores.[1] Chegou a ter confronto direto com rival paulista, mas perdeu de forma polêmica no Pacaembu.

Mesmo sem o Mineirão, que estava em reforma para a Copa do Mundo 2014, o time celeste terminou a fase de grupos invicto em primeiro lugar do Grupo 7 com 16 pontos. Além da pontuação, houve goleada de mão cheia, com baile e golaço, no algoz da Libertadores 2009 e futebol bonito. Este fez o então treinador do Peñarol comparar o Cruzeiro com o Barcelona.

No entanto, a Copa Libertadores da América 2011 terminou para o Cruzeiro no dia 4 de maio, quarta-feira trágica para o futebol. Em uma mesma noite, 4 dos 5 brasileiros foram eliminados. O time celeste foi surpreendido na Arena do Jacaré pelo Once Caldas.

Começa então, uma das piores fases da história do Clube. Ela só acabaria na histórica goleada de 6 a 1 sobre o Atlético-MG na mesma Arena do Jacaré. Goleada salvou o time do que seria primeiro rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Geral[editar]

Mando de Campo Jogos Pts Aprov.
em pts
Vitórias
(aprov.)
Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo Gols Média gols Média gols
sofridos

Geral 8 19 79,17% 6
(75,00%)
1 1 22 4 18 2,75 0,50
Mandante 4 9 75,00% 3
(75,00%)
0 1 15 3 12 3,75 0,75
Visitante 4 10 83,33% 3
(75,00%)
1 0 7 1 6 1,75 0,25

Artilheiros[editar]

- Jogador Gols Gol aos do
Wallyson 7
Thiago Ribeiro 4
Montillo 3
Roger 3
Gilberto 2
Ortigoza 2
Farías 1
- Gols contra aos do 0

     Artilheiro da competição

  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base

Estatísticas[editar]

- Nome Jogos Tit. Res. Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
Fábio 8 8 0 0 0
Marquinhos Paraná 8 8 0 1 0
Gil 8 8 0 2 0
Victorino 8 8 0 2 0
Roger 8 8 0 3 0
Henrique 8 8 0 2 0
Wallyson 7 7 0 0 0
Pablo 7 7 0 1 0
Montillo 7 7 0 2 0
10º Gilberto 6 5 1 1 0
11º Thiago Ribeiro 6 2 4 0 0
12º Wellington Paulista 5 4 1 2 0
13º Diego Renan Simbolo jogador base.png 4 3 1 0 0
14º Dudu Simbolo jogador base.png 4 0 4 0 0
15º Leandro Guerreiro 4 2 2 0 0
16º Everton 4 0 4 0 0
17º Ortigoza 4 1 3 0 0
18º Farías 3 1 2 2 0
19º Brandão 1 1 0 0 0
20º Vítor Júnior 1 0 1 0 0
21º André Dias 1 0 1 0 0
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base


Jogadores Inscritos[editar]

Número Jogador
1 Fábio
2 Pablo
3 Gil
4 Victorino
5 Marquinhos Paraná
6 Diego Renan
7 Gilberto
8 Henrique
9 Wellington Paulista Substituição realizada de jogo ( Brandão )
10 Montillo
11 Thiago Ribeiro
12 Rafael
13 Léo
14 Everton
15 Leandro Guerreiro
16 Wallyson
17 Roger
18 Dudu
19 Farias
20 Rômulo Substituição realizada de jogo ( Vitor )
21 Edcarlos
22 Fabrício Carioca
23 Ortigoza
24 Gabriel
25 André Dias

Público e rendas[editar]

Total
Público pagante Público presente Renda Bruta Ingresso médio
46.192 (média: 11.548) 48.386 (média: 12.097) R$ 1.192.715,91 (média: R$ 298.178,98) R$ 25,82

Jogos[editar]

Legenda
Vitória Empate Derrota

Ver também[editar]

Referências[editar]