Colo-Colo 0x0 Cruzeiro - 26/09/2001

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Gama.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 3x0 Escudo Juventude.png
Por Copa Mercosul
Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Independiente.png Gol aos  do Escudo Corinthians.png 2x4 Escudo Cruzeiro.png
No estádio Monumental de Chile
Escudo Colo-Colo.png 2x1 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Colo-Colo.png 1x1 Escudo Cruzeiro.png
Contra Colo-Colo
Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Colo-Colo.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 4x1 Escudo Colo-Colo.png

[edit]

Escudo Colo-Colo.png
Colo-Colo
0 x 0 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
5ª rodada da 1ª fase - Grupo C - da Copa Mercosul 2001
Data: 26 de setembro de 2001 Local: Santiago, Chile
Horário: 19:30 Estádio: Monumental de Chile
Árbitro: Oscar Serqueira Público pagante: Não disponível
Assistente 1: Público presente: Não disponível
Assistente 2: Renda: Não informado
Súmula: Não disponível
Escalações
Colo-Colo: Cruzeiro:
1. Ramirez 1. André
2. Mendoza Cartão amarelo recebido aos 2. Maicon
3. Gamboa 3. João Carlos
4. Rifo 4. Cris
5. Aceval Cartão amarelo recebido aos Substituição realizada  de jogo ( González ) 5. Alex Santos
6. Muñoz 6. Marcus Vinícius
7. Villaseca 7. Rincón Cartão amarelo recebido aos
8. Espina 8. Ricardinho Cartão amarelo recebido aos
9. Leal Substituição realizada  de jogo ( Miranda ) 9. Jorge Wágner Substituição realizada  de jogo ( Leonardo )
10. Reyes Cartão amarelo recebido aos 10. Adriano Chuva
11. Tápia Substituição realizada  de jogo ( Cáceres ) 11. Oséas
Técnico: Roberto Hernández Técnico: Marco Aurélio
Reservas que não entraram na partida
Colo-Colo: Cruzeiro:


Sobre o jogo

Na reestréia do técnico Marco Aurélio, o Cruzeiro ficou no empate sem gols com o Colo Colo, no estádio Monumental, em Santiago, e favoreceu o Corinthians, que assegurou o primeiro lugar do Grupo C e uma vaga nas quartas-de-final da Copa Mercosul.

A equipe mineira, que nunca foi eliminada na primeira fase, ficou numa situação difícil no torneio sul-americano. Com cinco pontos, o Cruzeiro só pode chegar a oito e tem poucas chances de entrar na próxima fase como um dos três melhores segundos colocados.

O time da casa começou melhor o primeiro tempo. Logo aos 28 segundos de jogo, Reyes recebeu lançamento na área e, cara a cara com o goleiro cruzeirense, chutou para fora, perdendo gol feito.

O domínio continuou até os 15min. Mas, apesar da supremacia, o Colo Colo não criou nenhum lance claro de gol. Mesmo após a expulsão do atacante Oséas, que fez falta violenta em Reyes, a equipe chilena levou perigo a André.

Apesar de ter um jogador a menos, O Cruzeiro melhorou de rendimento e passou a ter maior consistência no ataque. A equipe brasileira teve uma grande oportunidade para marcar com Adriano Chuva, aos 37min.

Na etapa final, os dois times, mesmo precisando vencer para continuar com chances de alcançar o primeiro lugar do grupo, criaram muito pouco no ataque, e Ramírez e André quase não tiveram trabalho.

Em uma das escassas jogadas de perigo do Cruzeiro, Jorge Wagner cobrou falta da direita e Cris, na pequena área, cabeceou próximo ao travessão. O adversário, mesmo com um atleta a mais, quase não ameaçou o goleiro André.

O resultado acabou beneficiando o Corinthians. Com dez pontos, a equipe paulista não pode mais ser superada pelos três rivais da chave. Colo Colo, com seis pontos, Cruzeiro (cinco) e Independiente (três) lutam para entrar como um dos três melhores segundos colocados.[1]

Referências