Categoria:Temporada 2001

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Temporada 2000 Icone-Calendario.png Temporada 2002 →



Sobre a temporada

O primeiro ano da década prometia glórias à torcida cruzeirense. Depois de fracassar no finalzinho do ano 2000, na Copa João Havelange, o Cruzeiro começou a temporada sob a égide do técnico Luiz Felipe Scolari para a disputa da Copa Libertadores 2001.

No ano anterior, o clube celeste conquistara a Copa do Brasil, com o técnico Marco Aurélio e terminara o Brasileirão em terceiro. O curioso é que, se o campeonato fosse por pontos corridos, o Cruzeiro teria sido campeão, já que somou mais pontos que o Vasco.

A temporada começou bem. O Cruzeiro sagrou-se campeão invicto da Copa Sul-Minas, derrotando o Coritiba na final, no Mineirão. Nas semifinais, o clube celeste passou pelo rival Atlético depois de empatar o primeiro jogo e vencer o segundo por 3 a 1.

Na Copa Libertadores da América, prioridade absoluta do ano, a torcida depositou as esperanças no técnico bicampeão Felipão (1995, com o Grêmio, e 1999, com o Palmeiras). O clube passou fácil pela fase de grupos, que tinha Olímpia-PAR, Sporting Cristal-PER e Emelec-EQU. Nas oitavas de final, atropelou o El Nacional-EQU, com uma vitória por 2 a 1 em Quito e uma goleada por 4 a 1 no Mineirão.

Nas quartas de final, o ano do cruzeirense começou a desabar. O clube enfrentou o Palmeiras e vencia o primeiro jogo no Palestra Itália por 3 a 2, quando levou um gol de Lopes, aos 45 do segundo tempo. Na partida de volta, no Mineirão com 71.409 pagantes, o Cruzeiro também derrotava o Alviverde até o fim do jogo, por 2 a 1. O zagueiro palmeirense Alexandre empatou aos 40 minutos do segundo tempo e levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, o Palmeiras venceu por 4 a 3. Para piorar o sofrimento cruzeirense, o clube esteve prestes a finalizar a disputa penal. Bastava o meia Jackson marcar e o Cruzeiro estava classificado às semifinais. O armador, porém, perdeu a cobrança e o Palmeiras virou a disputa, pois o volante Marcos Paulo também errou o tiro na sequência e o palmeirense Muñoz selou a classificação do Verdão. Foi o último jogo de Scolari à frente do Cruzeiro.

De ali para frente, o clube teve três técnicos diferentes na temporada, mas nenhum ergueu o time: Paulo Cezar Carpegiani, Ivo Wortmann e Marco Aurélio. Tampouco os 'craques' Edmundo e Rincón, contratados como estrelas do time, deram conta do recado. O ponto alto da má fase do clube ocorreu em outubro, quando o Animal cobrou um pênalti com displicência contra o Vasco, seu ex-clube, e foi demitido do Cruzeiro. Antes do jogo, Edmundo e já havia dito que não gostaria de marcar contra o time do seu coração.

No fim do ano, ficou um gostinho na torcida de que a temporada poderia ter sido melhor. De favorito em todos os campeonatos e com o melhor treinador do Brasil, o Cruzeiro terminou o Brasileiro na 21ª colocação. (Fonte: Superesportes)

Geral

Mando de Campo Jogos Aprov. em pts Vitórias (aprov.) Empates Derrotas Gols
Feitos
Gols
Sofridos
Saldo de
Gols
Média de
gols
Média de
gols sofridos

Geral 76 55,70% 36
(47,37%)
19 21 131 93 38 1,72 1,22
Mandante 37 55,86% 17
(45,95%)
11 9 67 40 27 1,81 1,08
Visitante 37 54,95% 18
(48,65%)
7 12 59 51 8 1,59 1,38
Amistosos 2 66,67% 1
(50,00%)
1 0 5 2 3 2,50 1,00

Artilharia

- Jogador Gols Gol aos do
Oséas 15
Jorge Wagner 12
Marcelo Ramos 11
Ricardinho 8
Geovanni 7
Leonardo 7
Edmundo 6
Cris 4
Alex 4
10º Sorín 4
11º Alessandro 4
12º Luisão 3
13º Adriano Chuva 3
14º João Carlos 3
15º Marcus Vinícius 2
16º Jussiê 2
17º Neném 1
18º Maicon 1
19º Alan 1
20º Rincón 1
- Gols contra aos do 2

Estísticas

Jogador Jogos oficiais Titular Reserva Cartões Cartão amarelo recebido aos Cartões Cartão vermelho recebido aos Amistosos
Jorge Wagner 46 37 9 0 0 0
Luisão 43 42 1 5 1 0
Oséas 40 33 7 1 0 0
Ricardinho 39 39 0 3 1 0
Cris 38 38 0 2 0 0
Marcus Vinícius 34 29 5 2 0 0
Sérgio Manoel 33 17 16 0 0 0
Sorín 31 30 1 2 1 0
Cléber Monteiro 31 20 11 4 1 0
André 31 30 1 0 0 0
Adriano Chuva 26 11 15 1 0 0
Maicon 26 25 1 1 1 0
Leonardo 22 16 6 0 1 0
Marcelo Ramos 21 11 10 0 0 0
João Carlos 20 19 1 0 1 0
Rincón 20 20 0 2 1 0
Alex Melo 19 13 6 1 0 0
Bosco 19 18 1 0 0 0
Alex 19 18 1 2 0 0
Jackson 17 12 5 1 0 0
Geovanni 15 14 1 1 1 0
Marcos Paulo 14 9 5 1 0 0
Edmundo 14 13 1 2 1 0
Neném 13 12 1 2 0 0
Cléber Américo 11 10 1 0 0 0
Augusto Recife 10 8 2 0 0 0
Jussiê 9 7 2 0 0 0
Rodrigo 9 7 2 0 0 0
Alê 7 4 3 1 0 0
Mancuso 6 1 5 0 0 0
Abedi 6 3 3 0 0 0
Jefferson 6 6 0 0 0 0
Bill 5 4 1 2 0 0
Alessandro 5 2 3 0 0 0
Müller 4 4 0 0 0 0
Fernandinho 4 4 0 0 0 0
Joélson 4 1 3 0 0 0
Luisinho Netto 3 2 1 0 0 0
Leandro Silva 3 1 2 0 0 0
Wendel 3 0 3 0 0 0
Kanú 3 0 3 0 0 0
Alex Xavier 3 0 3 0 0 0
Edmílson 2 1 1 0 0 0
Diego Clementino 2 0 2 0 0 0
Walter Minhoca 1 0 1 0 0 0
Márcio Pedra 1 0 1 0 0 0
Marcos Vinícius 1 1 0 0 0 0
Viveros 1 1 0 0 0 0
Maguinho 1 1 0 0 0 0
Irineu 1 0 1 0 0 0

Público e Renda

Motivo Jogo Público pagante Renda Bruta Ingresso médio
Copa Sul-Minas 2001 Paraná Clube 2.603 R$ 22.645,00 R$ 8,70
Campeonato Mineiro 2001 Mamoré 1.899 R$ 3.529,00 R$ 1,86
Copa Sul-Minas 2001 Joinville 2.240 R$ 19.725,00 R$ 8,81
Campeonato Mineiro 2001 América-MG
Copa Sul-Minas 2001 Internacional
Copa Sul-Minas 2001 Atlético-MG
Campeonato Mineiro 2001 Atlético-MG 7.571 R$ 68.168,00 R$ 9,00
Copa Sul-Minas 2001 Coritiba 34.357
Campeonato Mineiro 2001 Rio Branco-MG
Copa Libertadores da América 2001 Emelec 6.185 R$ 58.528,00 R$ 9,46
Campeonato Mineiro 2001 Villa Nova-MG 1.934 R$ 8.327,00 R$ 4,31
Copa Libertadores da América 2001 Sporting Cristal 13.614 R$ 65.615,00 R$ 4,82
Campeonato Mineiro 2001 América-MG 11.755 R$ 55.454,00 R$ 4,72
Copa Libertadores da América 2001 Olimpia 2.860
Campeonato Mineiro 2001 Ipatinga 4.519 R$ 20.972,00 R$ 4,64
Copa Libertadores da América 2001 El Nacional 13.940 R$ 65.660,00 R$ 4,71
Campeonato Mineiro 2001 Caldense 14.246 R$ 30.278,00 R$ 2,13
Copa Libertadores da América 2001 Palmeiras 71.409 R$ 173.009,00 R$ 2,42
Copa dos Campeões 2001 São Raimundo 23.268 R$ 154.842,50 R$ 6,65
Copa dos Campeões 2001 Flamengo
Copa Mercosul 2001 Colo-Colo 5.862 R$ 54.828,00 R$ 9,35
Campeonato Brasileiro 2001 Atlético-PR 11.442
Campeonato Brasileiro 2001 Ponte Preta 7.141
Campeonato Brasileiro 2001 América-MG 9.192
Copa Mercosul 2001 Corinthians
Campeonato Brasileiro 2001 Bahia 6.780
Campeonato Brasileiro 2001 Santa Cruz 10.475 R$ 100.365,00 R$ 9,58
Copa Mercosul 2001 Independiente 3.770 R$ 33.184,00 R$ 8,80
Campeonato Brasileiro 2001 Goiás 5.508 R$ 49.499,00 R$ 8,99
Campeonato Brasileiro 2001 Juventude 6.621 R$ 61.253,00 R$ 9,25
Campeonato Brasileiro 2001 Atlético-MG 84.529 R$ 777.761,00 R$ 9,20
Campeonato Brasileiro 2001 Corinthians 7.012
Campeonato Brasileiro 2001 Fluminense 13.261
Campeonato Brasileiro 2001 São Caetano 6.979
Campeonato Brasileiro 2001 Flamengo 14.167
Campeonato Brasileiro 2001 São Paulo 22.027
Campeonato Brasileiro 2001 Internacional 2.901
Total 430.067 (média: 11.623) R$ 1.823.642,50 (média: R$ 49.287,64) R$ 4,24

Subcategorias

Esta categoria possui as seguintes 8 subcategorias, de um total de 8.

A

Páginas na categoria "Temporada 2001"

As seguintes 76 páginas pertencem a esta categoria, de um total de 76.

2