Categoria:Campeonato Mineiro 1966

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Campeonato Mineiro 1965 Logo fmf.png Campeonato Mineiro 1967 →



Campeonato Mineiro 1966 foi a 52ª edição oficial do principal torneio de Minas Gerais. Oficialmente, o Cruzeiro foi campeão pela 13ª vez na história do torneio, sendo este o segundo título do pentacampeonato do Clube e da "era Mineirão".

Geral[editar]

Mando de Campo Jogos Pts Aprov.
em pts
Vitórias
(aprov.)
Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo Gols Média gols Média gols
sofridos

Geral 22 41 93,18% 20
(90,91%)
1 1 77 16 61 3,50 0,73
Mandante 14 25 89,29% 12
(85,71%)
1 1 47 10 37 3,36 0,71
Visitante 8 16 100,00% 8
(100,00%)
0 0 30 6 24 3,75 0,75
Nota
Os mandos de campo contra Uberlandia, Formiga, Nacional, Villa Nova, Valerio e Uberaba, no turno, e contra o Democrata, de Sete Lagoas, no returno, foram invertidos para o Mineirão, devido a tabela dirigida. Todos os jogos do Cruzeiro foram disputados no Mineirão (por causa da tabela dirigida), à exceção do confronto contra o Siderúrgica, pelo returno

Artilharia[editar]

- Jogador Gols Gol aos do
Tostão* 18
Dirceu Lopes 17
Evaldo 14
Natal 11
Piazza 7
Batista 3
Dalmar

Hilton Oliveira

2
Marco Antônio

Pedro Paulo
Zé Carlos

1

*Artilheiro da competição

Como foi[editar]

O Cruzeiro conquistou o Campeonato Mineiro de 1966 com uma campanha inquestionável. Em 22 partidas obteve 20 vitórias, um empate e apenas uma derrota e somou 41 pontos (cinco a mais que o vice, o Atlético-MG). Teve o ataque mais positivo com 77 gols e o artilheiro da competição, o meia Tostão, com 18 gols. O título foi confirmado na penúltima rodada e o time cruzeirense sequer precisou entrar em campo. Um empate do Atlético-MG, no dia anterior, contra o Uberlândia, eliminou as chances do alvinegro de alcançar o time estrelado na liderança e o resultado deu o título antecipado ao time estrelado.

O Cruzeiro dividiu o primeiro posto da tabela com o Atlético-MG até a quinta rodada do estadual. No entanto, o rival tropeçou na sexta rodada e permitiu ao Cruzeiro assumir a liderança isolada, que manteve até o fim do Campeonato.

Na penúltima rodada, o Cruzeiro somava 38 pontos e havia aumentado a vantagem para o vice-líder Atlético-MG para quatro pontos. Para se manter vivo na disputa o alvinegro precisava vencer o Uberlândia, no sábado, no Mineirão, e torcer por uma derrota do Cruzeiro para o América-MG, no domingo, para diminuir a diferença para dois pontos. Isto porque a última rodada marcava o clássico entre alvinegros e azuis. Caso o Atlético-MG vencesse o Cruzeiro, ambos encerrariam o campeonato, que seguia a fórmula dos pontos corridos, com o mesmo número de pontos. Como não existiam critérios de desempate, o regulamento determinava uma série decisiva de duas ou três partidas entre os líderes para decidir o título. No entanto, o Atlético-MG não passou de um empate em 1 a 1 contra o Uberlândia. Com o resultado, o Cruzeiro sagrou-se campeão mineiro de 1966 antes mesmo de entrar em campo, contra o América-MG, no domingo. [1]

Mandos de campo[editar]

Devido a fórmula da "tabela dirigida" que transferia para o Mineirão os mandos de campo dos dois confrontos com a maior soma de pontos da rodada, o Cruzeiro disputou todas as partidas do estadual no gigante da pampulha.

Referências[editar]