Categoria:21 de julho

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
<< Julho >>
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 - - - -


Agenda Histórica

  • 1976 - o Cruzeiro goleia o River Plate, da Argentina, por 4 a 1, na primeira partida decisiva da Taça Libertadores, no Mineirão. Foi uma das maiores exibições do futebol rápido e rasteiro do time em toda a sua história. O chocolate foi comandado pelo atacante Joãozinho que fez o que quis com o seu marcador, o lateral direito Pablo Comelles, pela ponta esquerda. E foi Joãozinho que começou uma das mais belas jogadas da história da Libertadores. Após driblar Comelles e o zagueiro Perfumo, ele cruzou para Palhinha na área. O artilheiro tocou levemente de cabeça para trás, onde estava Eduardo. O meia, que vinha na corrida, fez que ia chutar, mas mudou de idéia e foi a linha de fundo e cruzou para a pequena área. A bola encobriu o goleiro Fillol e Palhinha, de cabeça, empurrou para as redes. Era o terceiro gol do Cruzeiro. Uma obra prima do futebol rápido e rasteiro. [1]
  • 1996 - o Cruzeiro conquista o Campeonato Mineiro, após vencer o América-MG por 1 a 0, no Mineirão. O time estrelado superou o Atlético-MG na tabela de classificação na última rodada do hexagonal final, após o rival empatar sem gols com o Uberlândia, no Parque do Sabiá. Foi a reta final mais surpreendente da história da competição. O Cruzeiro, que disputava simultaneamente as partidas decisivas da Copa do Brasil, colecionou alguns tropeços e terminou o turno da fase final com seis pontos de desvantagem em relação ao rival, que liderou a tabela. No returno venceu todos os jogos, incluindo o clássico que poderia ter definido o título para o alvinegro por antecipação. Contando com os empates do galo contra o Villa Nova na segunda rodada do returno e contra o Uberlândia na última, o Cruzeiro passou a frente na tabela e levantou o caneco [1]
  • 2008 - o volante Ramires é convocado pelo treinador Dunga para os Jogos Olímpicos de Pequim, na China. Ele substituiu o meio campo Robinho, que foi dispensado a pedidos do Real Madri. Ramires tornou-se o sétimo jogador cruzeirense a disputar o torneio de futebol das olimpíadas pela Seleção Brasileira Olímpica.[1]
  • 2017 - Lateral Fabrício é liberado para acertar empréstimo com Atlético-PR[2].

Referências