Campeonato da Cidade 1956

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar
← Campeonato da Cidade 1955 Logo fmf.png Campeonato da Cidade 1957 →



Campeonato da Cidade 1956, também chamado e reconhecido como Campeonato Mineiro 1956, foi a 42ª edição oficial do principal torneio de Minas Gerais. Oficialmente, o Cruzeiro foi campeão pela oitava vez na história do torneio, sendo título desta edição dividido com o Atlético-MG por decisão da FMF.

Sobre a divisão do título[editar]

Antes do terceiro jogo, o Cruzeiro entrou com denúncia no órgão competente da Justiça desportiva pleiteando os pontos do segundo confronto, com a alegação de que o Galo havia escalado o jogador Laércio de forma irregular, tendo o time alvinegro, inclusive, a anuência da Federação Mineira de Futebol (FMF).

O lateral não havia apresentado o certificado de dispensa do Exército e ainda havia questionamento sobre a legalidade de sua inscrição no torneio.

O Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG) rejeitou a ação do Cruzeiro com a justificativa de que a responsabilidade do erro era FMF, não do Atlético. A decisão do TJD não convenceu os cruzeirenses, que estavam convictos do descumprimento do regulamento pelo rival.

Mesmo assim, o Cruzeiro foi a campo na finalíssima, em 2 de junho de 1957. O Atlético venceu por 1 a 0, gol de Vaduca. O Galo deu a volta olímpica e comemorou o título.

Inconformada, a Raposa procurou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Dois anos depois, em 1959, o órgão máximo reconheceu o descumprimento do regulamento pelo Atlético, repassando os pontos do segundo jogo para o time celeste.

Dessa forma, a finalíssima ficou empatada, com uma igualdade e uma vitória para cada lado. Coube à FMF marcar um jogo de desempate, a quarta partida. O Atlético tentou recorrer da decisão, mas não obteve êxito.

Em 1959, os dois clubes estavam ameaçados pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD) de não participar do primeiro Campeonato Brasileiro, pois o Estadual de 1956 estava sub judice. "Na manhã da 6ª feira última, em encontro casual no café de um posto de gasolina na avenida Olegário Maciel, encontraram-se Nelson Campos, Linhares, Etienne, Fialho, Fialho, Adil de Oliveira e Toriano. E veio à baila, de novo, o velho assunto: 4ª partida, recurso, etc. Os elementos mencionados - de Atlético e Cruzeiro - já no final da conversa declararam-se em dificuldade para enviar suas equipes a campo para a realização da partida. E, ao fim da 'picada', ficaram Etiene e Fialho em palestra, quando este último lembrou a possibilidade de serem proclamados os campeões, o que resolveria o caso. A realidade estava mostrando, dentro da sinceridade de propósitos, sem ferir direitos ou ludibriar o público, que os dois clubes não tinham quadros para enviar a campo em condições estritamente regulamentares", escreveu o jornal Estado de Minas[1].

Geral[editar]

Mando de Campo Jogos Pts Aprov.
em pts
Vitórias
(aprov.)
Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo Gols

Geral 24 33 68,75% 14
(58,33%)
5 5 55 (méd:2,29) 25 (méd: 1,04) 30
Mandante 14 23 82,14% 10
(71,43%)
3 1 37 (méd:2,64) 12 (méd: 0,86) 25
Visitante 10 10 50,00% 4
(40,00%)
2 4 18 (méd:1,80) 13 (méd: 1,30) 5

Artilharia[editar]

- - Jogador Gols Gol aos do
Pelau 14
Nilo 13
Sabú 7
GuerinoSimbolo jogador base.png 6
??? Renê 5
Lazzarotti 3
??? Chiquinho 3
Raimundinho 2
??? Airton NA 1
10º ??? Gilberto NA 1
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base

Estatísticas[editar]

- Nome Jogos Tit. Res. Cartão amarelo recebido aos Cartão vermelho recebido aos
Pelau (MEI) 24 24 0 0 1
Nilo (ATA) 23 23 0 0 0
Adelino (LAT) 22 22 0 0 0
Guerino Simbolo jogador base.png (MEI) 21 21 0 0 0
Pireco Simbolo jogador base.png (ZAG) 20 20 0 0 0
Lazzarotti (MEI) 20 20 0 0 0
Nozinho () 17 17 0 0 0
Genivaldo (GOL) 15 15 0 0 0
Raimundinho (ATA) 13 13 0 0 0
10º Sabú (ATA) 12 12 0 0 0
11º Chiquinho () 11 11 0 0 0
12º Gérson () 10 10 0 0 0
13º Massinha (LAT) 10 10 0 0 0
14º Vavá (ZAG) 8 8 0 0 0
15º Mussula (GOL) 8 8 0 0 0
16º Renê () 7 7 0 0 0
17º Cabelinho () 6 6 0 0 0
18º Arnaldo () 5 5 0 0 0
19º Airton NA () 2 2 0 0 0
20º Gilberto NA () 2 2 0 0 0
21º Nozinhho () 1 1 0 0 0
22º Vitinho NA () 1 1 0 0 0
23º Rossi (GOL) 1 1 0 0 0
24º Alagoano () 1 1 0 0 0
25º Salvador () 1 1 0 0 0
26º Dalton () 1 1 0 0 0
27º Nila () 1 1 0 0 0
28º Chiquinho (MEI) 1 1 0 0 0
  • Simbolo jogador base.png - Jogador formado na Base


Público e renda[editar]

Total
Público pagante Público presente Renda Bruta Ingresso médio
12.247 (média: 875) 12.247 (média: 875) R$ 1.134.011,00 (média: R$ 81.000,79) R$ 92,60

Jogos[editar]

Legenda
Vitória Empate Derrota

Ver também[editar]