Barbatana

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para navegação Ir para pesquisar

[edit]

Sem imagem
Barbatana
Números totais
Número de jogos 47
Vitórias 28
Empates 12
Derrotas 7
Gols pró 77 (média: 1.64 )
Gols contra 26 (média: 0.55 )
Aproveitamento em pontos 68,09%
Aproveitamento de vitórias 59,57%
Último jogo considerado
Cruzeiro 1x0 Atlético-MG - 07/11/1982
Substituiu Foi substituido por

1979 Zé Duarte Ílton Chaves 1979

História

João Lacerda Filho, ou Barbatana, foi contratado pelo Cruzeiro em março de 1979. Tinha olho clínico para descobrir talentos e dava prioridade na preparação física dos atletas e a disciplina tática.

No dia 29 de março, estreou com vitória (2 a 1) sobre o Guarani, em amistoso, no estádio Farião, em Divinópolis. Dirigiu a equipe estrelada no Campeonato Mineiro, mas não conseguiu o tão esperado título: foi vice-campeão. Ao longo da campanha a equipe foi bastante prejudicada pelo excesso de contusões, além das suspensões. No entanto, o grupo reclamou do distanciamento do treinador, que deixavam os jogadores pouco à vontade para o diálogo. A exigência na parte física também foi outro ponto criticado. Por outro lado, Barbatana foi responsável pelo lançamento de jovens jogadores, como Alexandre, Mundinho, Carlinhos Sabiá e Cléber, além de recuperar o atacante Mauro.

Até hoje pode-se ver o legado deixado por Barbatana no Cruzeiro. Assim que chegou, acertou com o presidente Felício Brandi a construção de dois campos na Toca da Raposa sendo um para os treinos dos juniores e outro para jogadores em experiência. Queria observar estes atletas de perto e aproximá-los aos profissionais. Até aquela época, havia apenas um campo na Toca e os jogadores da base treinavam no estádio do Barro Preto.

Barbatana não cumpriu o contrato até o final. Após o empate (1 a 1) contra o Dom Bosco-MT, no Mineirão, em 30 de setembro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, rescindiu seu contrato para atender a um convite do El Sabat, da Arábia Saudita. Esta foi a única passagem do treinador pelo Cruzeiro.

Barbatana faleceu em 2011, devido a complicações do mal de Alzheimer em Belo Horizonte.