Bahia 0x1 Cruzeiro - 11/08/2012

De CruzeiroPédia .:. A História do Cruzeiro Esporte Clube
Ir para: navegação, pesquisa


Confrontos posteriores e anteriores
Por temporada
Escudo Santos.png 4x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Fluminense.png
Por Campeonato Brasileiro
Escudo Santos.png 4x2 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 1x1 Escudo Fluminense.png
No estádio Pituaçu
Escudo Bahia.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Bahia.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png
Contra Bahia
Escudo Bahia.png 0x0 Escudo Cruzeiro.png Gol aos  do Escudo Cruzeiro.png 3x1 Escudo Bahia.png

[edit]

Escudo Bahia.png
Bahia
0 × 1 Escudo Cruzeiro.png
Cruzeiro
16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012
Data: 11 de agosto de 2012 Local: Salvador, BA
Horário: 18:30 Estádio: Pituaçu
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio Público pagante: 8.946
Assistente 1: Rodrigo Pereira Joia Público presente: Não disponível
Assistente 2: Dibert Pedrosa Moisés Renda: R$ 124.920,00
R$ 124.920
Cr$ 124.920
NCr$ 124.920
Cz$ 124.920
NCz$ 124.920
(preço médio: R$ 13,96 )
Súmula: Súmula Borderô
Escalações
Bahia: Cruzeiro:
31. Marcelo Lomba 1. Fábio
17. Diogenes Substituição realizada  de jogo ( 13. Gil Bahia ) 2. Ceará (Marcos) Substituição realizada  de jogo ( 13. Diego Renan )
22. Titi Cartão amarelo recebido aos 16  (1T) 16'  (1T)   3. Léo Cartão amarelo recebido aos
3. Dany Morais Cartão amarelo recebido aos 29  (2T) 29'  (2T)   4. Thiago Carvalho Cartão amarelo recebido aos
68. Hélder 5. Leandro Guerreiro
5. Fabinho Substituição realizada  de jogo ( 77. Lulinha ) 6. Marcelo Oliveira Ferreira Cartão amarelo recebido aos
7. Fahel Cartão amarelo recebido aos 17  (2T) 17'  (2T)   7. Charles Cartão amarelo recebido aos
10. Mancini 8. Lucas Silva
8. Gabriel Cartão amarelo recebido aos 10  (2T) 10'  (2T)   9. Borges Substituição realizada  de jogo ( Anselmo Ramon )
25. Rafael Substituição realizada  de jogo ( 29. Caio ) 10. Montillo Gol aos 10 do  (1T) 10'  (1T) Substituição realizada  de jogo ( 17. Souza Silva )
11. Zé Roberto 11. Wellington Paulista
Técnico: Caio Jr. Técnico: Celso Roth
Reservas que não entraram na partida
Bahia: Cruzeiro:


Pré-Jogo

Em 7ª lugar com 23 pontos, o Cruzeiro não entra no G4 nem vencendo. Nem na porta fica. Mas também não desce a escada se perder.

Celso Roth não poderá escalar o volante Willian Magrão, com dores na panturrilha, e o meia Elber, suspenso.

Sete jogadores estão pendurados com dois cartões amarelos: Ceará, Leandro Guerreiro, Victorino, Francisco Everton, Marcelo Oliveira, Mateus e Souza.

Em 18º lugar com 13 pontos, o Santos precisa somar pontos pra se afastar a zona de rebaixamento.

Caio jr. não poderá escalar os laterais Ávine, Coelho e Madson, o atacante Elias, os meio-campistas Jefferson e Kleberson, lesionados, e o atacante Souza, suspenso.

Lance a lance

Primeiro Tempo

  • 18h25 – Times em campo com uniformes tradicionais.
  • 18h26 – Execução dos hinos da Bahia e do Brasil.
  • 18h32 – Começa o jogo. Saída do Bahia. Cruzeiro à esquerda das cabines.
  • 00 - Reservas do Cruzeiro: Rafael
 Monteiro, Victorino, Diego Renan, Tinga, Souza, Wallyson, Anselmo Ramon.
  • 01 – Bahia tenta atacar com Diones. Thiago Carvalho fica com a bola.
  • 02 – Helder ataca pela esquerda, mas cercado por Ceará deixa a bola escapar pela lateral.
  • 03 – Perigo! Fábio sai do arco e defende aos pés de Gabriel.
  • 04 – Tempo chuvoso, pouco público. Torcida do Cruzeiro está presente.
  • 05 – Montillo recebe lançamento de Wellington Paulista, vai à linha de fundo e ruza. Marcelo Oliveira, na entrada da área, conclui com chute fraco. Lomba fica com a bola.
  • 06 – Borges recebe lançamento de Marcelo Oliveira, mas é desarmado por Danny Moraes.
  • 07 – Bola sobre a área celeste, Fábio fica com ela.
  • 08 – Thiago Carvalho impede tabela entre Zé Roberto e Mancini.
  • 09 – Gol! Ceará cruza da ponta direita, Diones, na pequena área, rebate. Montillo apanha rebote e chuta de direita. Bola entra no canto direito de Marcelo Lomba. Cruzeiro 1×0.
  • 10 – Wellington Paulista, agitando os braços, convoca os colegas pra comemorarem juntos o gol.
  • 11 – Mancini cobra falta levantando a bola sobre a área celeste. Fábio corta com os punhos.
  • 12 – Thiago Carvalho recua pra Fábio, que limpa a área com um chutão.
  • 13 – Rafael recebe lançamento, mas está impedido.
  • 14 – Diones ataca pela direita e passa a Zé Roberto, que passa por Charles e é derrubado. Falta na lateral da área.
  • 15 – Amarelo! Charles pela falta em Zé Roberto.
  • 15’30” – Falta cobrada por Mancini, bola cruza a área celeste e sai do lado oposto.
  • 16 – Amarelo! Titi por reclamar um pênalti que teria sofrido de Leandro Guerreiro.
  • 17 – Montillo lança Borges, Lomba sai do arco e fica com a bola.
  • 18 – Charles lança Wellington Paulista, que está impedido.
  • 19 – Boa, Garoto! Wellington Paulista faz jogada pela esquerda e rola pra Lucas Silva, que lança um torpedo de fora da área. Bola sai à direita de Lomba, com perigo.
  • 20 – Fahel lança Zé Roberto, que vai à linha de fundo, pela direita e cruza. Rafael arremata com uma bomba, que Fábio defende no canto direito.
  • 21 – Borges chuta forte, de fora da área. Bola passa por cima do travessão.
  • 22 – Mancini cobra falta da intermediária. Fábio defende.
  • 23 – Montillo e Wellington Paulista tabelam na ponta esuqerda. Diones desarma o argentino.
  • 24 – Fábio sai jogando com um chutão, que Fahel corta de cabeça pra lateral.
  • 25 – Libertad! Montillo joga livre e corre por todos os lados, na intermediária do Bahia.
  • 26 – Montillo faz jogada pela direita e cruza. Titi cede escanteio.
  • 27 – Ceará cobra escanteio pela direita, Fabinho corta de cabeça.
  • 27’30” – Zé Roberto cruza da direita, Ceará fica com a bola do lado oposto e sai jogando.
  • 28 – Gabriel faz jogada pela direita, Leandro Guerreiro corta pra lateral.
  • 29 – Bola sobre a área celeste, Fábio tira de soco.
  • 30 – Leandro Guerreiro cede escanteio, que Mancini cobra do lado esquerdo. Bola atravessa a área celeste e sai pela linha de fundo, do lado oposto.
  • 31 – Rafael tenta cruza pela esquerda, bola acerta Thiago Carvalho e sai a escanteio.eo Simões e Mancini cobra escanteio pela esquerda, Fábio tira a bola de sua área com um soco.
  • 32 – Gabriel cruza da esquerda, Leo Simões corta de cabeça.
  • 32’30” – Diones cruza da direita, Leandro Guerreiro corta de cabeça.
  • 33 – Bahia toca bola em frente à área celeste. Mancini cruza, Leo Simões cede escanteio.
  • 34 – Brinca, não, Artilheiro! Montillo desarma Diones na ponta esquerda e cruza, deixando Borges livre na cara do gol. O artilheiro arremata pra fora.
  • 35 – Finalizações: Cruzeiro 5×2.
  • 36 – Juarez Kid, no PHD: “O lado esquerdo da defesa do Cruzeiro está me matando. Leo Simões e Marcelo Oliveira estão péssimos.”
  • 37 – Bahia tenta sair para o ataque lentamente. Wellington Paulista recupera a bola e o Cruzeiro começa a trabalhar com calma seu ataque.
  • 38 – Amarelo! Marcelo Oliveira por um carrinho em Fahel, na intermediária do Bahia.
  • 38’30” – Lucas Silva recebe falta de Gabriel na lateral direita.
  • 39 – Fabinho joga bola na área celeste. Gabriel tenta o arremate, mas se desequilibra e joga a bola pra fora.
  • 40 – Jogadaça do Argentino! Marcelo Oliveira e Montillo tabelam, o argentino cruza da esquerda, mas Wellington Paulista arremata torto. Danny Moraes corta pra escanteio.
  • 41 – Bola pro mato! Gabriel ataca pela esquerda e cruza. Thiago Carvalho limpa a área com um bico.
  • 42 – Helder chuta de fora da área, Leo Simões corta.
  • 43 – Montillo lança Wellington Paulista, que perde a bola na área baiana.
  • 44 – Fabinho faz excelente lançamento pra Gabriel, que cruza da esquerda. Leandro Guerreiro corta.
  • 45 – Diones cruzs da direita, Danny Moraes sobre mais que a bequeira celeste e cabeceia. Bola sai à esquerda de Fábio.
  • 45’30” – Wellington Paulista comete falta em Fahel impedindo a saida do Bahia.
  • 46 – Fim de 1º tempo. Torcida do Bahia vaia seu time. Bahia teve 52% de posse de bola. Finalizações: Cruzeiro 5×4.
  • Narrador do Portal UOL: “O time mineiro teve maior posse de bola, mas teve dificuldades na saída de bola em alguns momentos e o atacante Borges perdeu um gol incrível. No Bahia, que tentou explorar os contra-ataques, as principais jogadas foram de Zé Roberto e dos garotos Rafael e Gabriel, mas o goleiro Fábio trabalhou pouco.”

Segundo Tempo

  • 19h34 – Times voltam a campo com mudanças.
  • 19h36 – Começa o 2º tempo. Cruzeiro dá a saída.
  • 00 – Trocas! Borges por Anselmo Ramon. Fabinho por Lulinha.
  • 01 – Celso Roth a Josino Ribeiro, repórter do SporTV: “A saída de Borges foi opção minha, ele não está machucado.”
  • 01’30” – Lulinha cruza da direita, Rafael sobe pra cabecear, mas comete falta em Thiago Carvalho.
  • 02 – Ceará mata contra-ataque baiano derrubando Lulinha no meio de campo.
  • 02’30” – Montillo cobra escanteio pela esqueda, Titi afasta a bola.
  • 03 – Gabriel recebe cruzamento da esquerda, mata no peito e arremata de canhota. Fábio defende.
  • 04 – Mancini arremata de fora da área, bola passa à direita de Fábio com Rafael chegando atrasado.
  • 05 – Manquitolando! Ceará contundido, manca em campo.
  • 06 – Lucas Silva recupera bola na defesa e pass a Montillo é desramado no meiod e campo.
  • 07 – Apertado por Rafael, Leandro Guerreiro cede escanteio, que Mancini cobra com perigo.
  • 08 – Leo derruba Gabriel na lateral esquerda. Mancini cobra, Thiago Carvalho corta.
  • 08’30” – Cruzamentos: Bahia 22×6.
  • 09 – Helder cruza da esquerda, Leandro Guerreiro, dentro da área, rebate.
  • 10 – Amarelo! Gabriel Por reclamação.
  • 11 – Bob Faria, comentarista do SporTV: “Os times estão mais deorganizados. As substituições inda não deram resultados.”
  • 12 – Público não chega a 9 mil.
  • 13 – Perigo! Diones faz excelente trabalho pela direita e cruza. Thiago Carvalho, com um toquinh0, tira o pão da boca de Lulinha.
  • 13’30” – Ceará Revival! Marcelo Oliveira cruza da esquerda, bola sai torta e quase entra no ângulo superior esquerdo do arco de Marcelo Lomba.
  • 14 – Arma baiana! Caio Jr, técnico do Bahia, pede mais jogadas com Diones pela direita.
  • 15 – Montillo passa bola a Marcelo Oliveira, que erra o passe seguinte destruindo a jogada no nascedouro.
  • 16 – Amarelo! Leo Simões por flta em Rafael.
  • 16’30” – Amarelo! Thiago Carvalho por falta em Rafael.
  • 17 – Bola sobre a área celeste, Wellington Paulista sobe com Fale impedindo a o arremate do volante baiano, que reclama com veemência.
  • 17’30” – Amarelo! Fael recebe amarelo e vermelho pela reclamação, mas o juiz volta atrás e retira o vermelho.
  • 18 – Bombardeio baiano na área celeste. TC e, depois, Lucas Silva limpam a área.
  • 19 – Troca! Ceará por Diego Renan.
  • 19’30” – Troca! Diones por Gil Bahia.
  • 20 – Gil Bahia cruza da direita, Leo Simões, dentro da área, corta.
  • 21 – Gil Bahia cruza dad ireita. Thiago Carvalho, dentro da área, corta.
  • 22 – Bahia pressiona muito, torcida cresce e apoia o time.
  • 22’30” – Bombardeio! Helder toma a bola de Montillo e chuta, de dentro da área, TC corta, Gil Bahia devolve a bola pra área, Fábio corta com os punhos.
  • 23 – Wellington Paulista perde a bola na esquerda, mas levanta-se e pressiona a bequeira baiana que se livra da bola de qualquer jeito.
  • 24 – Cruzeiro tenta esfriar o jogo trocnodo psses no meio de campo.
  • 24’30” – Tinga vem aí!
  • 25 – Lucas Silva recebe falta no meio de campo e fica caído engordando o tempo..
  • 26 – Mntillo lança Wellington Paulista, que vai à linha de fundo e cruza buscando Anselmo Ramon. Lomba fica com a bola.
  • 27 – Gil Bahia cruza da direita, Rafael cabecia mal, bola sai pela linha de fundo.
  • 28 – Bola sobre a área celeste, Charles corta de cabeça.
  • 29 – Cauteloso! Thiago Carvalho, do meio de campo, recua bola pra Fábio.
  • 30 – Perdeu a paciência! Torcida do Bahia canta “Ô, ô, ô, queremos jogadô!”
  • 30’30” – Amarelo! Danny Moraes por falta em Charles.
  • 31 – Troca! Rafael por Caio.
  • 31’30” – Montillo recua bola pra Charles, que solta uma bomba. Pra fora.
  • 32 – Bola perigosa alçada na área celeste, Fábio corta com os punhos.
  • 32’30” – Mancini cobra falta para defesa de Fábio.
  • 33 – Passes errados: Bahia 32×29.
  • 33’30” – Gabriel dribla Marcelo Oliveira na ponta direita e chita forte, cruzado. Bola por cima do travessão, com perigo.
  • 34 – Tinga, depois de ouvir instruções de Celso Roth, volta para o aquecimento.
  • 34’30” – Anselmo Ramon corre arás de uma bola perdida, que sai pela linha de fundo.
  • 35 – Mancini chuta de fora da área, Leandro Guerreiro corta.
  • 36 – Gabriel invade a área, adianta a bola e é desarmado pro Leo Simões.
  • 37 – Montillo pede pra sair. está sentado no gramado. Souza vem aí.
  • 37’30” Gabriel chuta de dentro da área, bola explode em Marcelo Oliveira e sai da área.
  • 38 – Juiz manda Montillo sair de campo.
  • 38’30” - Troca! Montillo por Souza.
  • 39 – Na base da ignorância! Wellington Paulista dá um onte de carrinhos pra impedir a armação de uma jogada dos baianos, Thiago Carvalho completa o sefiço com um chutão pra frente.
  • 40 – Caio cruza da direita, Diego Renan dá canelada na bola. Escanteio.
  • 40’30” – Gabriel cruza da direita, Caio sobe sozinho e cabeceia. Fábio defende no meio do arco.
  • 41 – Bahia aperta o cerco tocando bola na entrada da área até Souza desarmar Gil Bahia com uma porrada.
  • 42 – Gabriel cobra falta Leandro Guerreiro corta de cabeça, caio fica com o rebote e chuta torto, pra fora.
  • 43 – Josino Ribeiro, repórter do SporTV informa: “Montillo não tem nada, saiu por cansaço.”
  • 44 – Danny Moraes lança no ponto futuro, Souza escolta a bola até que ela sai pela linha de fundo.
  • 44’30” – Juiz avisa que prorrogará o jogo por mais 4 minutos.
  • 45 – Anselmo Ramon e Diego Renan trabalham a bola na ponta direita, mas deixam que ela escaper pela linha de fundo.
  • 46 – Souza prende a bola na intermediária do Bahia.
  • 46’30” – Gabriel cruza da direita, Thiago Carvalho corta de cabeça.
  • 47 – Mais fechado do que boca de bode! Cruzeiro todo recuado. Bahia aperta.
  • 48 – Fábio cobra falta na intermediária isolando a bola com um chutão.
  • 48’30” – Marcelo Oliveira recua bola de cabeça pra Fábio.
  • 49 – Fim de Jogo. Há 17 anos, Cruzeiro não perde pro Bahia, que está há 55 dias sem vencer no campeonato.
  • Números - Faltas: Cruzeiro 26×17. Passes errados: Bahia 38×31. Impedimentos: Bahia 4×0. Finalizações: Bahia 12×6. Desarmes: 13×13.
  • Naldo Morato, no PHD: “Ufa, acabou! O ataque do Cruzeiro inexistiu no 2º tempo. Ainda bem que o time do Bahia consegue ser pior do que o nosso. Foi dureza, mas valeram demais os 3 pontos.”
  • Leo Simões: “No 2º tempo, eles botaram mais atacantes e meias ofensivos e nós passamos a marcar lá atrás. A equipe hoje está de parabéns pelo posicionamento e entrega no 2º tempo. A gente tinha de ficar mais com a bola. Mesmo assim, conseguimos o resultado com união e dedicação de todo mundo.”
  • Narrador do Portal UOL: “No 2º tempo, a equipe mineira pouco produziu, errou muitos passes e sofreu forte pressão do Bahia, que não conseguiu aproveitar as chances pra empatar ou até mesmo virar.”

Vídeos

Jogo completo

Atuações

  • Fábio – O Bahia cruzou 47 bolas sobre a área cleste. Nenhuma causou grande perigo. Quando os beques não as cortavam, o melhor goleiro brasileiro na atualidade se encarregava de tirá-las com os punhos, mostrando sua perfeita técnica. Além disto, duas vezes ele saiu do arco pra dividir com atacantes, outra de suas especialidades. E, de quebra, como sempre, tranquilizou o resto do time com sua eficiência. Não é pouco, convenhamos. Por estas e outras, por mim, Fábio pode continuar louvando Jesus Cristo em cada entrevista e não precisa ser líder ostensivo como exigem alguns torcedores carentes de ídolos. Com tantos problemas pra serem resolvidos no time, eu não sou doido de procurar pelo em ovo nem chifre em cabeça de cavalo como o fazem alguns distraídos. (Síndico)
  • Ceará - Participou da jogada do gol, que se inciou com um cruzamento dele. Marcou bem (só um erro) e foi eficiente na armação das jogadas ofensivas. Além de cruzamentos, tabelou e ajudou na distribuição com bons passes. (Rosan Amaral)
  • Diego Renan – Compôs bem a defesa, e ao contrário de Ceará, praticamente não atacou. (Matheus Penido)
  • Thiago Carvalho - Boa atuação com destaque nas rebatidas das bolas aéreas. (Rosan Amaral)
  • Leo Simões – Vem melhorando e se tornando mais regular a cada partida. Cometeu pequenos erros que não ameaçaram o gol do Cruzeiro. Mostrou mais tranquilidade ao lado de Thiago Carvalho. Não é especialista no jogo áereo defensivo mas saiu-se muto bem na saraivada de ataques dos baianos. (Evandro Oliveira) /// Leo Simões foi o destaque individual da partida por sua disposição física, entrega e concentração. (Rosan Amaral)
  • Marcelo Oliveira – Deu muito espaço pelo lado esquerdo e quase sempre chegou atrasado. Ofensivamente foi cabeça pro chão e correria sem sentido.(Matheus Reis)
  • Charles – Correu tanto que, lá pelas tantas, sentou no gramado pra descansar. Se não foi brilhante, ao menos batalhou como sempre. (Síndico)
  • Leandro Guerreiro – Voltou a desempenhar uma função mais recuada, jogando entre os zagueiros. Contou com a ineficiência do ataque baiano pra manter intacto o arco celeste. (Carpe Diem) /// Eficiente na cobertura, errou poucos passes numa zona em que esse tipo de erro é quase fatal (Rosan Amaral)
  • Lucas Silva – Jogou com personalidade marcando e passando sem grandes equívocos. E ainda arriscou um belo chute a gol. (Síndico) /// Fez “n” viradas de bola economizando aqueles dois ou três passes que se costuma gastar pra virar o jogo. Fez isto umas três vezes. Foi o melhor passe entre os meio-campistas incluindo Montillo. Ele errou alguns lances bobos, o que é compreensível pela idade e a pressão da partida. Está de parabéns o garoto. Merece ter sequência. (Kitsune)
  • Montillo –Fez um grande 1º tempo, jogando livre, movimentado por todos os lados e criando belas jogadas e, sobretudo, definindo o jogo com um gol de centroavante. No 2º, com o Bahia pressionando, ficou a bola e sem ter com quem jogar. Mas correu muito até cansar e sair a 10 minutos do fim. (Síndico)
  • Souza – Entrou bem, procurou a bola, prendeu e ainda criou alguns lances que poderiam ter sido convertidos se tivese um homem mais esperto dentro da área. (Matheus Penido)
  • Wellington Paulista – Boa partida tática abrindo o jogo pelos dois lados do gramado como fazia o Thiago Ribeiro nos tempos de Adilson Batista. E ainda voltou perseguindo laterais e volantes baianos. (Matheus Penido)
  • Borges – Movimentou-se bastante no pequeno espaço que ocupa em campo, a famosa zona do agrião, posicionou-se bem pra concluir e, só por isto, perdeu um gol certo servido por Montillo. Celso Roth deve ter se aborrecido e o sacou com a desculpa de que precisava de outro pra segurar a bola. (Síndico) /// Destaque do Cruzeiro na fase recente da equipe com quatro gols marcados nos três últimos jogos, o atacante Borges teve atuação decepcionante, perdendo uma grande oportunidade sozinho na área e sendo substituído no intervalo por opção técnica de Celso Roth. (Site revista Veja)
  • Anselmo Ramon - Muita gente reclamou por ele não ter conseguido, como o treinador lhe pediu, segurar a bola no ataque. Mas que bola ele poderia ter segurado, se a tal quase não saiu do campo de defesa celeste no 2º tempo? AR padeceu de solidão, perdido no campo de ataque, pois o resto do time tratou de segurar a vantagem aglomerando-se na defesa. (Síndico)
  • Celso Roth – Mudou o esquema, passando do 4-2-1-3 para o 4-3-1-2 e a escalação com as entradas de Lucas Silva, Marcelo Oliveira, Wellington Paulista e Thiago Carvalho. Colocou Leandro Guerreiro entre os beques e liberou mais os laterais. Deu certo no 1º tempo. Para o 2º tempo apostou na entrada de Anselmo Ramon no lugar de Borges pra segurar a bola no ataque. Não deu certo, pois a bola ficou o tempo todo com os baianos. Mas a defesa segurou a vantagem e recompensou o treinador por sua insistente busca do time ideal. (Síndico)
  • Torcida – Aproximadamente uma centena de cruzeirenses encararam a distância e a chuva pra alentar o time. E foram recompensados com a vitória. (Síndico)
  • Juiz & Bandeiras – Não me lembro de erros significativos do trio de arbitragem. O único, que teria sido a expulsão injustificável de Fahel, foi corrigido a tempo quando o Juiz viu que o cartão aplicado era o primeiro e não o segundo. (Síndico)
  • Cruzeiro – O time celeste fez ótima partida no 1º tempo. Marcou bem, trocou passes, chegou à frente diversas vezes. Montillo jogou como se deve, se deslocando e criando espaço. Fez um gol e deixou Borges livre pra fazer outro, que o centroavante perdeu. No 2º tempo, satisfeito com a vitória parcial, Celso Roth trocou Borges por Anselmo Ramon com o objetivo de prender a bola no ataque. Mas o Bahia passou a pressionar em busca do empate e o Cruzeiro se encolheu. O atacante Wellington Paulista virou volante e a bola passou a nem chegar ao ataque. Ficar presa lá, então, nem pensar. Se o Bahia fosse mais eficiente, baubau três pontos. (Naldo Morato)
  • Bahia – Os melhores foram os jovens Gil Bahia e Gabriel. A turma mais idosa trata bem a bola, mas não tem punch. Resultado: muitos passes e cruzamentos, nenhuma finalização de responsa. (Síndico)

O que foi dito

  • Celso Roth, treinador do Cruzeiro: A vitória foi do coletivo, com muita garra e determinação. Os jogadores estavam pensando e agindo da mesma forma e isso é importante, define jogo. Nós estamos procurando o ideal. Mudamos o time, mudamos de postura e de jogadores. Tivemos um 1º tempo bom e poderíamos ter ampliado o placar. No 2º, o Bahia veio para cima, defendemos bem e fomos consistentes defensivamente. Continuo procurando o ideal. Mesmo estando desequilibrados, longe do que a gente quer, estamos galgando espaços, vitórias importantes, principalmente fora de casa. Mesmo estando mal, temos oito vitórias. Falta sequência, falta os jogadores darem respostas técnica e tática pra gente dar sequência ao time. É isso que venho buscando há muito tempo.
  • Wellington Paulista, atacante do Cruzeiro: Depois daquela partida horrorosa contra o Santos, encaixamos a marcação e conseguimos o que a gente queria. Não tivemos muitas chances de gol, só marcamos. No 2º tempo, eles voltaram muito ofensivos, o Celso pediu pra ajudar na marcação e eu joguei praticamente como volante o tempo todo. Numa hora difícil, o mais importante era conseguir vencer.
  • Lucas Silva, volante do Cruzeiro: Na quinta-feira, recebi uma ligação da diretoria, quando estava saindo pra treinar. Disseram que eu tinha sido convocado pra viajar a Salvador. Fiquei na expectativa de jogar, mas me surpreendeu ser titular. Fiquei tranquilo, sabia que tinha de usar minhas características e foi o que fiz. Só no vestiário, no aquecimento, foi que bateu ansiedade, aquele frio na barriga. Mas quando entrei em campo, já estava totalmente tranquilo e pude jogar naturalmente.
  • Caio Jr., treinador do Bahia: Futebol não é justiça e sim bola na rede, o que não aconteceu com a gente. Temos que fazer o que fizemos no 2º tempo, que foi jogar futebol. Perdi três titulares, a base da defesa. Agora temos que dar confiança a quem entrar. Por outro lado, vamos ter a volta do Souza. Na lateral, não vejo o Diones como improvisação. Alguns jogadores têm capacidade de jogar na função. Ele vem bem e não posso colocar toda a pressão no Gil Bahia. Na esquerda, temos o problema de Ávine e o Gerley é uma questão técnica.
  • Fahel,volante do Bahia: O Cruzeiro só teve uma oportunidade e matou o jogo. Nós tivemos muito mais volume. Em casa, temos que fazer os 3 pontos, mas infelizmente não conseguimos.
  • Dalmo Correa, no site Futebol Bahiano: Novamente sem força, novamente sem qualidade técnica, novamente sem poder de reação e ainda que muito esforçado e dedicado no jogo de hoje, foi entregue e doado ao adversário que venceu por 1×0, com um gol marcado por Montillo, logo aos 8 minutos.
  • Aratu Online: O gol da equipe mineira aconteceu logo no início da partida, aos nove minutos, com o meia Montillo. Estando atrás do placar, o Bahia passou a apresentar maior volume de jogo, mas quando o Cruzeiro atacava conseguia criar melhores chances de gol. No 2º tempo, a pressão tricolor foi, ainda, maior. O Esquadrão esteve a maior parte do tempo no ataque e o Cruzeiro só se defendendo. Caio Júnior tentou dar mais ofensividade ao time, tirando Fabinho e colocando o atacante Lulinha. Depois, colocou o lateral direito Gil na vaga de Diones e promoveu a estreia do meia Caio, que entrou no lugar de Rafael. Porém, com uma defesa bem postada, a equipe mineira conseguia neutralizar o ataque tricolor e a partida terminou mesmo 1×0.
  • Site da revista Veja: Com diversas mudanças em relação ao time que foi derrotado pelo Santos, a Raposa não chegou a apresentar um futebol vistoso e, após abrir o placar ainda no início do jogo e ter chances para ampliar na primeira etapa, abdicou da posse de bola no segundo tempo e apostou no contra-ataque. O Tricolor de Aço, porém, não apresentou criatividade suficiente para transformar o maior tempo de bola em perigo real, insistindo exageradamente em bolas levantadas na área.
  • Matheus Penido, no PHD: O 1º tempo foi bom, com o time tocando bola o que tem sido raro. Destaque pro Lucas Silva que mostrou boa postura e toque de bola. 
A regularidade não foi mantida no 2º tempo. O toque de bola sumiu e reapareceu a ligação direta. Pra piorar Anselmo Ramon perdeu todas na frente e Montillo não conseguiu puxar os contra-ataques. Também ficou clara a fragilidade do lado esquerdo onde Gil Bahia e Gabriel fizeram uma festa. E não vejo motivo pra tantas críticas à atuação de Wellington Paulista,que não esteve mal. Taticamente obediente, ele caiu pelos lados e, no lance do gol,va se não é ele fechando na área a bola não sobra no Montillo. E ele ainda ajudou voltando pra marcar.
  • Beth Makennel, no PHD: Nossos jogadores precisam aprender a acertar o gol sem dar chutão pra cima e sim chutando rasteiro, rente à grama. Como no gol do Montilho.

Fontes

Transmissão

  • Sportv